[RESENHAS][carousel][5]

21/02/2017

[RESENHA #181] O IMPERADOR DAS LÂMINAS (AS CRÔNICAS DO TRONO DA PEDRA BRUTA #1) - BRIAN STAVELEY

17:51

Título: O Imperador das Lâminas (As Crônicas do Trono da Pedra Bruta #1)
Autor: Brian Staveley
Editora: Novo Século
Páginas: 544
Ano: 2015
ISBN: 9788542807318
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: O Império Annuriano está em crise. O Imperador foi misteriosamente assassinado, e o trono, assim como seus herdeiros, se encontra ameaçado por uma conspiração. Kaden, herdeiro do trono, prossegue com sua vida de estudos num austero e rígido mosteiro. Ele testa os limites de seu corpo e de sua mente a cada castigo, a cada teste. O alcance do Vazio só é possível quando o abandono da dor se vai. Adare, ministra das Finanças, está num covil, silenciosa como uma estátua; tem entre seus pares um assassino, um traidor sorrateiro que sangrou o bem mais precioso de sua vida: seu pai, o Imperador. Valyn é um kettral, mercenário de um exército que habita uma ilha remota e possui um código de honra implacável. Treinado para matar sem hesitar, rápido e brutal como a lâmina que carrega em sua cintura, deve sobreviver ao mortal Julgamento de Hull. Esses três irmãos, ainda que distantes uns dos outros, precisam unir forças para resgatar o Império e livrá-lo daqueles que o traíram. Num lugar em que o tempo nem pensava em existir, há segredos mitológicos ocultos, que podem mudar o destino de todos. Asas e espadas te levarão ao campo de batalha!

Resenha: Logo no início da trama descobrimos que Annur, a maior nação do mundo apresentado por Brian Staveley, perde o seu Imperador, fruto de um assassinato. Esse crime traz uma crise sem precedentes para o império, são vários os rumores de conspiração espalhados ao ar, os filhos Kaden e Valyn estão longe da capital e Adare, a filha mais velha não pode assumir o trono, enquanto o herdeiro não retorna.

"O sol acabara de aparecer sobre os picos, uma brasa silenciosa, furiosa, encharcando os penhascos de granito com um tom de vermelho-sangue, quando Kaden encontrou a carcaça despedaçada do bode." p. 13.

Kaden ficou boa parte da sua vida estudando e treinando no misterioso mosteiro da Ordem dos Shin, por lá permaneceu durante oito anos e nesse tempo não ficou sabendo da morte do seu pai. No mosteiro, o seu treinamento foi duro e violento, os monges que foram seus mestres são extremamente rigorosos, pois são fiéis ao Deus do Vazio, o mais antigo deus existente e pela vida regrada que levam, eles se submetem aos rigorosos exercícios e jejuns com o objetivo de atingir o vaniate, que nada mais é do que o vazio.

"Valyn encostou os dedos no pescoço do homem. O pulso palpitou, vacilou, e, em seguida, falhou. Ele esticou a mão para fechar-lhe os olhos quando o berro de Fane o fez pular e levantar-se." p. 41.

Valyn, assim como seu irmão Kaden, não leva uma vida fácil, pois ele foi enviado para treinar com os kettral nas Ilhas Qirin. Os kettral são considerados os assassinos e soldados mais letais de todo o império e Valyn, em determinado momento, terá que enfrentar uma prova mortal, conhecida como Julgamento de Hull, onde vai ser determinada a sua capacidade de ser tornar um verdadeiro kettral. O sucesso ou a falha nessa prova determinará se ele viverá ou morrerá.

Enquanto os seus irmãos estão longe da capital Annur, Adare precisa enfrentar os problemas ocasionados pela morte do seu pai e para isso, ela se torna Ministra das Finanças, cargo esse ocupado tradicionalmente apenas por homens. Não bastando o preconceito existente em sua sociedade para com as mulheres, Adare ainda precisará enfrentar o possível assassino do seu pai, o sacerdote do templo de Intarra, que é precisamente a deusa adorada por sua família imperial. 

Kaden apesar de ser o filho mais novo, é o herdeiro do trono de Annur, pois seus irmãos mais velhos não estão aptos para assumirem o trono, já que Adare é uma mulher e Valyn não possui a cor dos olhos corretas para isso, algo que é visto como algo fundamental. Já Kaden apresenta os olhos na cor de chamas e sua família está no poder há muitos anos justamente por seu antepassado ter tido um filho com Intarra, a Deusa da Luz, originando a linhagem Malkeeniana.

Opinião: Brian Staveley começa a trama de O Imperador das Lâminas de forma lenta, mas que vai se desenvolvendo e ganhando corpo ao longo da leitura. A narrativa é maravilhosa e é intercalada sob o ponto de vista dos irmãos Adare, Kaden e Valyn. O autor ao longo da obra nos apresenta intrigas políticas, diversos momentos de violência e combates, além é claro de criaturas assustadoras. 
Os diálogos presentes no decorrer da história são bem construídos e envolventes, o autor apresenta também como ponto positivo as descrições bem trabalhadas, o que nos dá a sensação de estar inserido em um filme, de vivenciar todos os momentos apresentados ao longo da trama.
É muito interessante conhecer a personalidade de cada um dos irmãos protagonistas dessa bela obra fantástica. Adare é uma mulher de personalidade forte e temperamento explosivo, mas que necessita se controlar para se estabelecer e conquistar seu lugar nessa sociedade dominada pelos homens. Valyn apresenta um grande senso de honra e lealdade, sem contar que nos proporciona momentos divertidos por meio de diálogos bem humorados. Kaden, o irmão mais novo é paciente, disciplinado e curioso, mas apresenta alguns momentos de rebeldia.
Eu sinceramente fiquei empolgado com a leitura de O Imperador da Lâminas, fiquei envolvido e curioso sobre o que iria acontecer nos próximos capítulos. Já estou ansioso para ler A Providência do Fogo, segundo volume das Crônicas do Trono da Pedra Bruta, divulgado no final de 2016 e que provavelmente vai ser lançado nesse ano de 2017. Recomendo O Imperador das Lâminas para todos aqueles que gostam de uma boa leitura e principalmente para os fãs de fantasia.
A edição está muito bem feita e apresenta uma ótima revisão, a tradução foi realizada pela Sonia Strong. A diagramação ficou muito boa, com folhas amareladas e fonte em tamanho confortável. A capa está fantástica, apresentando diversas tonalidades e nos traz uma bela representando os três irmãos.

20/02/2017

[RESENHA #180] HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL - J. K. ROWLING

21:04

Título: Harry Potter e a Pedra Filosofal
Autor: J. K. Rowling
Editora: Rocco
Páginas: 223
Ano: 2012
ISBN: 9788532527844
Onde Comprar: Americanas - Shoptime

Sinopse: Em Harry Potter e a Pedra Filosofal, o leitor é apresentado a Harry, filho de Tiago e Lílian Potter, feiticeiros que foram assassinados por um poderosíssimo bruxo, quando ele ainda era um bebê. Com isso, o menino acaba sendo levado para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais, o terrível Lorde das Trevas. 

Resenha: Harry Potter e A Pedra Filosofal é o primeiro volume de uma série premiada e famosíssima de 7 livros, da autora britânica Joanne Kathleen Rowling. Neste livro somos apresentados ao protagonista desta história, o menino de 10 anos chamado Harry Potter, órfão de pai e mãe, e que vive no número 04 da Rua dos Alfeneiros com seus tios e seu primo. Ele foi levado até lá por Hagrid - homem de confiança de Dumbledore (o diretor de Hogwarts e considerado por muitos o maior bruxo dos tempos modernos). É muito fácil sentir empatia pelo garoto logo no início, pois o mesmo é bastante detestado pelos seus familiares durante todo o início da trama.

"- Você acha que é sensato confiar a Hagrid uma tarefa importante como esta?
- Eu confiaria a Hagrid minha vida - respondeu Dumbledore." p. 16.

Ao completar 11 anos o garoto Potter começa a receber uma carta misteriosa, carta essa que seu tio não o permite abrir, dando fim a todos os envelopes que chegam à residência. Elas começam a chegar aos borbotões, e o tio se sente impelido a deixar o lar com seu filho, esposa e sobrinho sem qualquer explicação. Os tios sabiam do que se tratava a tal correspondência e, por não aceitarem o fato de Harry ser bruxo, tentaram esconder do sobrinho suas verdadeiras origens e o que realmente deu fim a vida de seus pais. 

"O trem foi diminuindo a velocidade e finalmentea parou. As pessoas se empurraram para chegar à porta e descer na pequena plataform escura. Harry estremeceu ao ar frio da noite." p. 84

A partir daí a vida do pequeno e magricela Harry Potter muda de forma drástica. Ele é “resgatado” dessa vida de tristeza, maltrato e sobras, para sua verdadeira vida, onde ele descobre, além de sua própria história, um novo mundo, mágico e transformador, lugar este onde ele não será mais o garoto desamparado e desprotegido, mas sim Harry Potter, aquele que é conhecido, aquele que é admirado, aquele que é aclamado por diversas pessoas que ele nunca havia tido conhecimento de suas existências.

"Quando era quase sete horas, Harry saiu do castelo e se dirigiu ao campo de quadribol lusco-fusco. Nunca estivera no estádio antes. Havia centenas de lugares em uma arquibancada em volta do campo de modo que os espectadores viam o que acontecia do alto." p. 123

As aventuras, as conquistas, o aprendizado, a revelação de virtudes inatas e o fortalecimento do vínculo de amizade entre Harry e os demais personagens é um brinde à parte. A autora pôde de forma sutil enredar o leitor em um mundo de fantasia, um universo todo criado especialmente para que se possa acreditar na magia.

 " Há coisas que não se pode fazer junto sem acabar gostando um do outro, e derrubar um trasgo montanhês de quase quatro metros de altura é uma dessas." p. 132.

O desfecho da história não traz nada muito surpreendente, porém de forma original J. K. Rowling nos deixa enredados nesse mundo de palavras inventadas, escritas de trás para frente, de fantasmas, unicórnios, centauros, dragões e capas da invisibilidade. Somos apresentados de forma impecável a personagens cativantes e a outros repugnantes, onde desde esse primeiro contato, o leitor já sente vontade de se posicionar em favor deste ou aquele.

Opinião: Resolvi estrear o novo ano com esta leitura, que de certa forma tem um apelo especial. Sim, pois ultrapassei três décadas de vida sem ter tido o interesse em conhecer e, possivelmente, me tornar fã desta saga aclamada pela crítica e pelo público em geral.

A leitura é incrivelmente fluída, e esse primeiro livro é o menor da coleção inteira. Quando cheguei à última página da história queria automaticamente seguir para o segundo livro, mas reprimi essa ânsia, para que possa degustar lentamente essa obra surpreendentemente “encantada”.
Dificilmente estarei trazendo novidades aos leitores assíduos, pois poucos são aqueles que demoraram tanto para cair nas graças de Rowlling e de Potter. Porém, essa experiência nova e agradável está aí para ser provada aos novos leitores que chegam ano após ano no mercado literário.

A Editora Rocco é a responsável e detentora do direito de publicação da saga Harry Potter aqui no Brasil, e existem diversas versões e edições. Existem boxes especiais para colecionadores, boxes simples, livros com capa dura e agora está no forno a edição ilustrada do segundo livro da série, uma vez que este primeiro volume ilustrado foi motivo de extrema euforia para os fãs do carismático bruxinho.

A edição utilizada para elaboração desta resenha pertence ao box “O mundo mágico de Harry Potter”, da editora Rocco, onde os livros possuem capa em brochura branca, e é considerada uma coleção de luxo. Traz alguns detalhes exclusivos como: ilustrações originais de Clare Melinsky, letras em dourado (hot stamping), capa cartonada flexível, papel pólen e as lombadas possuem cores diferentes a cada livro da saga. A fonte e a diagramação desta edição é bastante agradável, o que torna ainda mais prazerosa a leitura desta fantasia.
Como uma iniciante no mundo mágico de Harry Potter, recomendo a leitura para pessoas de todas as idades. Já me imagino daqui uns anos lendo com meus filhos que hoje ainda são bebês. Aqueles fãs de fantasia e de leitura infanto-juvenil, e que por qualquer motivo que seja ainda não tenham experimentado um pouco da magia do universo de Harry Potter, não façam como eu, não esperem mais. Com a riqueza de detalhes promovida pelo cuidado e desvelo da autora, você se sentirá parte das aventuras que Harry e seus amigos vivenciam ao longo desta primeira história.

[RESENHA #179] OS SETE (VAMPIROS DO RIO DOURO #1) - ANDRÉ VIANCO

18:06

Título: Os Sete (Vampiros do Rio Douro #1)
Autor: André Vianco
Editora: Aleph
Páginas: 432
Ano: 2016
ISBN: 9788576573388
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: 'Nobres homens de bem, jamais ouseis profanar este túmulo maldito. Aqui estão sepultados demônios viciados no mal e aqui devem permanecer eternamente. Que o Santo Deus e o Santo Papa vos protejam.' Uma caravela portuguesa naufragada com mais de 500 anos é descoberta no litoral brasileiro. Dentro dela, uma estranha caixa de prata lacrada esconde um segredo. Apesar do aviso grafado, com a recomendação de não abri-la, a equipe de mergulhadores que a descobriu decide seguir em frente, e encontra sete cadáveres. Esses corpos misteriosos e cadavéricos são levados para estudos e tudo parece estar sob controle até o despertar do primeiro deles. Em “Os Sete”, André Vianco atualiza o mito dos Vampiros, apresentando ao leitor seres poderosos, cada um com uma característica única, mas todos com natureza monstruosa e sanguinária. O resultado é um livro envolvente, repleto de ação e reviravoltas, que em pouco tempo ocupou seu merecido lugar entre os mais importantes livros de terror e fantasia brasileiros.

Resenha: A trama inicia-se com César e Tiago, moradores da fictícia cidade de Amarração, localizada no estado do Rio Grande do Sul. Os amigos sempre dedicaram parte do tempo para mergulhos exploratório, com o objetivo de descobrir itens valiosos para levantar uma grana. Porém, a dupla descobre algo grandioso, uma caravela portuguesa do século XV. Diante dessa descoberta a dupla precisa descobrir uma forma de retirar a caravela do fundo do mar, mantendo-a intacta e para isso eles contam com a ajuda de Eliana, namorada de Tiago.

"Quando eles encontraram aquele navio naufragado, decidiram manter segredo. Já tinham encontrado um antigo pesqueiro dois anos atrás e logo os poucos mergulhadores do vilarejo começaram a ronda o achado em busca de qualquer coisa que valesse uns trocados. Agiriam diferente desta vez, na miúda." p. 21.

Porém o grupo composto por Tiago, César, Dias, Delvechio e Eliana, descobre também a existência de uma caixa de prata, que contém instruções bem claras. A inscrição instruí que a caixa não deve ser aberta, além disso possui uma série de nomes que intriga e causa curiosidade nos pesquisadores São eles:  Acordador, Espelho, Gentil, Inverno, Lobo, Sétimo e Tempestade.

Os pesquisadores resolvem então abrir a caixa e encontram dentro dela sete cadáveres ressecados, lembrando uma mumificação. O grupo resolve realizar uma série de exames para tentar descobrir o que pode ter acontecido com os sete homens, mas nada de anormal é encontrado.

"Todos se voltavam agora para o professor Delvechio, ouvindo suas suposições. Estavam interessados em seu ponto de vista, mas achavam um pouco fabuloso demais e preferiam acreditar que a tal coisa fugida era humana." p. 99.

Esse mistério que cerca os corpos continua até que um acidente acontece e eles percebem após algum tempo que um dos corpos, começa a ganhar vida novamente e quem ressurge é Dom Guilherme, conhecido como Inverno. Ele possui poderes que são capazes de congelar homens até a morte.

"O morto-vivo abandonou o caixão e arrastou-se para fora da sepultura. A tumba escura estava vazia, e ele não tinha a ideia do que fazia ali. Não se lembrava do seu último dia lá fora." p. 133.

Desse momento em diante, vamos acompanhar uma perseguição aos vampiros que foram despertos por Inverno, inciada em Porto Alegre e que nos leva até Osasco, cidade situada na Grande São Paulo. O detalhe é que cada vampiro possui um poder aterrorizante.

Opinião: Os Sete é o primeiro livro da série Vampiros do Rio D'ouro e é seguido por Sétimo, já publicado pela Editora Aleph, falando na editora eu confesso que sempre tive vontade de ler as obras do André Vianco e isso foi possível graças a Editora Aleph que me enviou o livro Os Sete.
Vianco tem uma escrita ótima e me proporcionou uma leitura envolvente e irreverente, fazendo Os Sete passar de forma muito rápida. Os personagens inseridos na trama são bem construídos e do decorrer da leitura é possível se apegar em alguns deles. Além disso o autor nos deixa curioso para saber o que vai acontecer nos próximos capítulos. 
É interessante ver que os Vampiros, essa criaturas das trevas utilizam do medo como principal arma e fonte de alimento, pois quando um humano decide encarar todo horror e controlar o seu pânico, é que os vampiros encontram oponentes capazes de fazer frente. Outra fato legal na trama é como os vampiros se comportam diante das descobertas tecnológicas como a descrição do vampiro inverno sobre um mero helicóptero.
A editora Aleph realizou um grande trabalho em Os Sete, a edição está linda e muito caprichada, na capa podemos visualizar uma arte muito bem feita demonstrando e que retrata os sete vampiros. A edição conta ainda com uma breve apresentação sobre o autor André Vianco. 

17/02/2017

[RESENHA #178] O JOGO PERFEITO #1 - J.STERLING

07:22

Título: O Jogo Perfeito #1 (The Game Series)
Autor: J.Sterling
Editora: Faro Editorial
Páginas: 224
Ano: 2014
ISBN:  9788562409165
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Conta a história de dois jovens universitários, Cassie Andrews & Jack Carter. Quando Cassie percebe o olhar sedutor e insistente de Jack, o astro do beisebol em ascensão, ela sente o perigo e decide manter distância dele e de sua atitude arrogante. Mas Jack tem outras coisas em mente ... Acostumado a ser disputado pelas mulheres, faz tudo para conseguir ao menos um encontro com Cass. Porém, todas as suas investidas são tratadas com frieza. Ambos passaram por muitos desgostos, viviam prevenidos, cheios de desconfianças, antes de encontrar um ao outro, (e a si mesmos) nesta jornada afetiva que envolve amor e perdão. E criam uma conexão tão intensa que não vai apenas partir o seu coração, mas restaurá-lo, devolvendo inteiro novamente.

Resenha: O Jogo Perfeito é um romance que conquista pelo amor cheio de medos e promessas que não podem ser cumpridas por Cassie e Jack.

Jack Carter é um arremessador estrela do time de beisebol da universidade de Fullton State e mulherengo de carteirinha. Nunca fica com a mesma mulher por duas vezes. Sua filosofia de vida é usar sem se apegar. Isso muda quando seu caminho se cruza com o da caloura Cassie Andrews, estudante de fotografia.

Cassie é uma jovem que tem medo de confiar nas pessoas. Medo que se baseia nas promessas não cumpridas por seu pai. Ele nunca cumpre com sua palavra, principalmente no quesito de reembolsar as despesas pagas pelos pais de Melissa – melhor amiga de Cassie – com sua filha na faculdade. Ela não consegue abandonar esse fantasma da desconfiança e evita se relacionar para não se decepcionar. Até que conhece o encantador Jack Carter.

"Examinei a multidão e me detive, de repente, num par de olhos deliciosos, cor de chocolate. O fato de que os olhos pertenciam a um dos rostos mais belos que já vi era meramente bônus. O rapaz passou os dedos pelos cabelos negros até que eles alcançassem o rosto bronzeado. Sorriu de forma preguiçosa para mim, e eu senti um arrepio percorrer meu corpo." p. 9.

Os olhares de Cassie e Jack se encontram numa festa da faculdade, na qual o jovem se encanta com a beleza e indiferença da loira, alta, magra e fria que parece ignorar seus encantos e sorriso sedutor. A jovem foi avisada por sua amiga que se envolver com o arremessador é cilada, então ela opta por evita-lo, porém Cassie desperta algo novo em Jack e isso dar início a um jogo de conquista e insistência delicioso e divertido.

Os dias passos e a insistência de Carter em convidar Cassie para sair passam a chamar atenção de todos, principalmente do irmão de Jack, Dean, porque seu irmão nunca convidara nenhuma mulher para sair e muito menos insistir que ela aceite seu pedido. Seria Cassie diferente de todas as outras? Sim, porque ela acaba aceitando o convite só para saber qual a intenção de Jack com ela e também – mesmo não querendo admitir – está tentada a se entregar para o charme dele.

“Sua paixão é inspiradora. Não consigo viver sem o jeito de você costuma ver o mundo.”

Eles saem e a paixão acende rapidamente. Jack conta algumas coisas de seu passado, como o abandono de seus pais com ele e seu irmão e a ferida que está em seu coração com essa atitude cruel deles. Nesse momento nasce um laço mais profundo entre ele e seus corações se ligam e tornam-se namorados.

O namoro engrena, mas como a “fama” de Carter não é uma das melhores quando o assunto é mulheres, Cassie é alvo de fofocas e “brincadeiras” sem graça de pessoas que tentam a todo custo acaba com seu relacionamento com Jack. Ela se abala em alguns momentos, mas sua amiga Melissa e Dean sempre a estimulam a confiar em Jack, porque ela é o fator modificador na vida dele.

Jack é contrato para um time no norte da Califórnia. Agora ele faz parte da Liga Profissional de Beisebol e terá que viajar muito e passará longos períodos longe de sua gatinha – o apelido que ele deu para Cassie – e terá que ela pode confiar nele. É num desses momentos longe dela que Carter acaba com cometendo um deslize que pode comprometer seu relacionamento com a mulher da sua vida?

O que será que Jack aprontou? Será que Cassie perdoaria o que Carter cometeu? A confiança pode ser reconquistada depois de uma quebra de promessas? Será que podemos realmente cumprir tudo que propomos a fazer?

Opinião: Jack Carter pode ser um dos homens mais babacas que você pode se deparar nos romances, mas se tiver um pouco mais de paciência verá que ele é um homem que teve uma grande ausência quando o assunto é família. Não é todo mundo que consegue superar que seus pais abandonaram seus filhos e os deixaram serem criados por seus avós. Ele tem uma natureza agressiva, porque “apanhou” demais da vida e cultiva a filosofia que a melhor defesa é o ataque e somente quando é tomado pelo amor a Cassie é que tem contato com a redenção que tanto almejava.
Cassie Andrews é uma daquelas jovens que tem medo de confiar na própria sombra, porque teve um pai que não sabia o real peso da palavra Promessa. Seu relacionamento paternal influencia demais suas relações e isso muitas vezes deixa seu namoro em sérios apuros, porque ela acredita fielmente que Carter pode traí-la a qualquer momento.

Uma das coisas que mais gostei no livro é amizade de Melissa com Cassie. Melis é bem madura e consegue enxerga os sentimentos da amiga com mais clareza e sempre dar conselhos bem sensatos e em outros momentos acaba sendo a própria consciência de Cassie, porque ver que sua amiga está sendo levada por fantasmas do passado e não por fatos concretos.

Destaque também para Dean que é um amor de pessoa mesmo sendo sem noção algumas vezes. No começo do livro, achei que ele seria aquele irmão invejoso que idolatra o irmão mais velho, mas no fundo quer que ele se dê mal. Porém, com o tempo ele mostrou ser amável e sensato em tudo. Até parecia mais experiente e sábio que Jack e isso deixam seus diálogos engraçados quando os dois conversavam durante o desenrolar do enredo.

Confesso que no começo da leitura achava que me depararia com um romance juvenil bem clichê, mas não. A autora foi sucinta na abordagem, no quesito dramático e deu mais atenção aos sentimentos dos personagens, mostrando que na maioria das vezes somos levados a sermos egoístas e pensar que julgar o outro de forma precipitada é autopreservação.

A capa desse livro e do outros dois não me chamaram a atenção, por mais que os modelos pareçam demais com Jack e Cassie. Não gosto de rostos em primeiro plano nas capas. A fonte do livro é maravilhosa, porque é grande e confortável para meus olhos míopes rs. Os capítulos são narrados por Cassie e Jack. Na proporção de dois capítulos de Cassie e depois um de Jack, assim conhecemos as visões de ambos e facilitando nosso julgamento diante os acontecimentos.
O Jogo Perfeito é o primeiro livro da série The Game Series e sem sombra de dúvidas é um clichê que cativa rapidamente pela não dramatização dos personagens e o foco no amadurecimento do casal e mostrando um mundo não conhecido por mim: o Beisebol.

Recomendo esse livro para aqueles leitores que adoram ter emoções conflituosas durante a leitura; que vai desde amar e odiar os personagens, torcer para eles pararem de “mimimi”, desejar que fiquem juntos e chorar quando os corações partidos surgem.

16/02/2017

[PARCERIA] PANDA BOOKS

18:33
Olá pessoal, o blog Saga Literária tem outra novidade em se tratando de parceria, nesse mês de fevereiro fechamos parceria com a Editora Panda Books e vai valer para o ano de 2017. As blogueiras e colaboradoras Joanice Oliveira e Grazy Souza vão ser as responsáveis pela parceria.
SOBRE A EDITORA

Fundada em 1999, a Panda Books/Original surgiu para ser uma editora irreverente, publicando livros que aliassem informação e diversão. Nossos primeiros lançamentos traziam endereços curiosos das cidades mais procuradas pelos viajantes, almanaques sobre os Jogos Olímpicos, histórias da Fórmula 1, biografias de ídolos do esporte e a clássica coleção que já conquistou várias gerações: O Guia dos Curiosos, que hoje conta com dez volumes temáticos.

Ao longo desses 17 anos, ampliamos nosso catálogo e investimos em literatura para crianças e jovens, revelando novos autores e ilustradores. Muitos desses livros foram premiados pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ e chegaram às escolas públicas de todo o país por meio dos programas governamentais. Na área de literatura adulta, lançamos obras de diversas temáticas: relatos de viagens, jornalismo investigativo, biografias (inclusive eróticas), contos e crônicas de autores contemporâneos, clássicos da literatura brasileira e romances para o público feminino. A diversidade, a curiosidade e a irreverência são as marcas das nossas publicações.

ALGUNS LIVROS

Título: Eu Me Possuo
Autor: Stella Florence
Editora: Panda Books
Páginas: 184
Ano: 2016
ISBN: 9788578885991
Onde Comprar:
 Amazon - Saraiva

Sinopse:
 É possível abordar com leveza um tema tão duro quanto o estupro sem perder a profundidade? A escritora Stella Florence, que acaba de lançar o romance Eu me possuo, pela Panda Books, garante que sim: “Eu foquei o livro não na violência sexual que a protagonista sofre, mas na superação dela”. Em Eu me possuo acompanhamos a saga de Karina, uma mulher tímida, que decide abandonar a odontologia e abrir um bar. A partir daí, sua vida passa por várias revoluções: profissional, sexual, psicológica, afetiva, familiar. Nessa nova fase, de muito trabalho e muitos homens, Karina reencontra um antigo amor que a estuprou seis anos antes. A tensão que se estabelece entre ambos gera abalos e confrontos. Uma pessoa especialíssima, porém, acompanha Karina todo o tempo: sua moderna e sábia avó Evelyn.


Título: E Desaparecemos Um No Outro
Autor: Ivan Jaf
Editora: Panda Books

Páginas: 168
Ano: 2016
ISBN: 9788578885205
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: O relacionamento entre Aline e Renato estava indo bem até que o garoto resolveu forçar a barra para a primeira transa. Como Aline não quis ir adiante, Renato espalhou pela escola que havia tirado a virgindade da garota. Inconformada com a situação criada pelo agora ex-namorado, Aline encontra apoio em seu amigo João, que, em segredo, era apaixonado por ela. Com a proximidade, o sentimento de amizade entre eles muda, e João finalmente poderá se declarar para sua grande paixão. Porém, tanto Aline como João estão passando por uma fase cheia de dúvidas e de tomadas de decisão. Juntos, eles irão descobrir que possuem muito mais coisas em comum do que era possível imaginar.


Título: Papai Jovem - Não Suma
Autor: Guilherme Fuoco
Editora: Panda Books

Páginas: 136
Ano: 2016
ISBN: 9788578885922
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Guilherme Fuoco descobriu que seria pai aos 19 anos e neste livro fala tudo o que um rapaz precisa saber para encarar bem a paternidade e lidar com a tensão de uma gravidez não planejada na juventude. Dúvidas que estarão na cabeça de qualquer Papai Jovem – como a falta de grana, o relacionamento, a hora do parto, a reação da família (sua e dela) e os planos para o futuro – são abordadas nesta obra num papo bem descontraído.

ENDEREÇOS DA EDITORA

[RESENHA #177] PETER PAN - J. M. BARRIE

17:34

Título: Peter Pan
Autor: J. M. Barrie
Editora: Martin Claret
Páginas: 256
Ano: 2017
ISBN: 9788544001363
Onde Comprar: Amazon

Sinopse: Publicado em formato de livro por J. M. Barrie em 1911, retrata o encontro do menino que não queria crescer com os três filhos da família Darling. Os quatro embarcam em uma aventura inesquecível que começa no céu de Londres e os leva à Terra do Nunca. Ali, encontrarão outros personagens icônicos, como o Capitão Gancho, o crocodilo, as sereias e os índios. A obra continua sendo um sucesso entre todos os públicos, com sua temática nostálgica e divertida. Esta edição possui ilustrações e um apêndice especial.

Resenha: Inicialmente a história de passa na Inglaterra, na casa do Sr. e Sra. Darling, lá conhecemos os seus três filhos: Wendy, João e Miguel. O Sr. Darling é um adulto irritante e um pouco abobalhado, sendo ofuscado por sua esposa que é uma mulher encantadora e uma mãe atenciosa. Compondo a família, ainda temos uma babá maravilhosa, é Nana, uma cadela carismática e protetora, zelando sempre pelas crianças.

"Todas as crianças crescem, menos uma. Elas logo descobrem que vão crescer, e Wendy descobriu da seguinte forma: um dia, quando tinha dois anos, estava brincando em um jardim, arrancou mais uma flor e correu para entregá-la à sua mãe." p. 9.

Porém uma figura nova entra na vida dos irmãos, Peter Pan, um menino que nunca cresce e mora na Terra do Nunca, com frequência vai escondido até a casa das crianças para ouvir algumas histórias que lhes são contadas e em certa oportunidade ao sair com pressa da casa, juntamente com a fada Sininho,  algo fica para trás e ele precisa voltar para resgatar.

"Peter também podia ser imensamente cortês, pois nas cerimônias das fadas aprendera as boas maneiras. Ele se levantou e se inclinou diante dela com grande elegância." p. 39.

Ao voltar até a casa das crianças, Peter Pan acaba por ter sua primeira interação com Wendy e conversando com ela, ele faz uma proposta, ir para a Terra do Nunca junto com seus irmãos. Chegando lá todos os garotos de Peter ficam maravilhados com Wendy e a tratam como uma mãe que nunca tiveram, algo que deixa Wendy totalmente envolvida e estabelecida na ilha.

"Enquanto Wendy costurava, eles brincavam ao seu redor; um grupo de rostos felizes e pernas dançantes, iluminado pela lareira romântica." p. 135.

Na ilha conhecemos sereias, fadas, piratas diversos, um crocodilo que engoliu um relógio e é o temor maior do Gancho. Vamos acompanhar também algumas aventuras de Peter Pan e seus garotos, além de alguns conflitos que ocorreram entre os piratas liderados pelo Capitão Gancho contra Peter e seus garotos ou mesmo contra os índios de pele vermelha.

Opinião: Peter Pan é uma obra clássica da literatura infantojuvenil, somente agora por meio da Editora Martin Claret que realizei essa leitura. Eu gostei demais do livro e me senti envolvido com a trama. A história oscila entre momentos leves e engraçados, porém apresenta também alguns poucos momentos sombrios.
É interessante ver a preocupação que Wendy tem com os garotos de Peter na Terra do Nunca, uma verdadeira relação de mãe, zelando e cuidando deles. Outro fato que cabe ressaltar é o medo que a protagonista apresenta de seus pais se esquecerem dela. 
Já Peter Pan se mostra um personagem complexo, por vezes sereno e em outros momentos muito impaciente, apresentando algumas particularidades. Peter apesar da alegria que demonstra, é uma criança frustrada por não saber quem são seus pais, o que leva a guardar um rancor pelas figuras paternas e com isso ele não quer ser adulto, pois não quer ter responsabilidades.
Barrie em Peter Pan insere uma bela mensagem e nos leva para o campo da reflexão, demonstrando o valor da família e a necessidade de acreditarmos, de sonharmos e confiarmos que somos capazes de realizar os nossos sonhos, que podemos realizar feitos consideráveis, caso contrário seremos adultos frustrados.
A Editora Martin Claret caprichou, a edição está muito bonita, apresenta capa dura, fonte em tamanho bem confortável, folhas amareladas e ao início de cada capítulo apresenta novas ilustrações que retratam o clima do livro. A edição conta ainda com notas explicativas e um apêndice rico em informações. 

Siga a Saga Literária no Instagram @sagaliteraria

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares