[RESENHAS][carousel][5]

24/06/2017

[RESENHA # 275] CONTOS DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL - LUCIA DO VALLE

04:04

Eu conheci a Lucia do Valle pelo facebook em 2014, ficamos amigos por causa do interesse mútuo na Primeira Guerra Mundial, na época eu estava prestes a publicar A Última Poesia – Do Orgulho Nasce a Guerra, o primeiro e único romance sobre a Grande Guerra publicado por um brasileiro. Comentamos o quanto é difícil encontrar livros sobre a Primeira Guerra Mundial no Brasil, que devíamos ser os únicos brasileiros a terem escrito trabalhos literários sobre o assunto, ela também salientou que em breve  publicaria um livro de contos sobre a Grande Guerra.


Título: Contos da Primeira Guerra Mundial
Autor: Lucia do Valle
Editora: Estúdio Texto
Páginas: 110
Ano: 2016
ISBN: 978-8567798660

Onde comprar:  Livrarias Curitiba

Sinopse: Tocar o coração de alguém por meio das palavras é grandioso para quem escreve, e fazê-lo pensar criticamente sobre a guerra é como dizer a um filho: isso queima, dói, fere outros, é pecado, é loucura, você vai se arrepender, pare com isso! E ele teima e se machuca; e os homens teimaram e machucaram tanta, tanta gente, que falar em milhões de mortos parece surreal. Assim, para compreender a impessoalidade do que significa milhões é necessário ir para o particular, relatar detalhes, porque são eles que no fazem sentir, são eles que mesclam ficção e realidade.

A autora mistura ficção e realidade para escrever sobre a Primeira Guerra Mundial. Trata-se de contos que envolvem estadistas e o homem comum enfrentando a Guerra. Os contos retratam o período entre 1914 até 1919, quando foi assinado o acordo de paz. Um livro que expressa os sentimentos humanos em situações extremas, como as vividas entre 1914 e 1919. Revolta, dor, angústia, cansaço, pânico e também alegria, misericórdia são destacados com maestria pela autora Lucia do Valle.



Resenha: Há pouco tempo tivemos o lançamento de “O Brasil na Primeira Guerra Mundial - A Longa Travessia” do amigo e historiador militar Carlos Daroz que eu deverei resenhar em breve. Tivemos também em 2014 o lançamento do livro "U-93 - A Entrada do Brasil na Primeira Guerra Mundial" do jornalista Marcelo Monteiro, ainda em 2014 aconteceu o lançamento da fantástica coleção do Estado de São Paulo em oito volumes com capa dura edição de luxo. Ainda bem que passados 100 anos temos farto material sobre o assunto, foi-se a época em que haviam apenas os textos do jornalista Júlio Mesquita Filho, ele cobriu todo o período da guerra de 1914-18 mesmo à distância, as informações eram trazidas em primeira mão, isso graças a vários amigos e correspondentes  que estavam espalhados pela Europa e que lhe escreviam constantemente. 

Na trincheira apertada e de onde se ouvia gritos e murmúrios de dor, o cheiro de pólvora e os corpos sujos da poeira cinza enervavam os homens “Foda-se a pólvora; este maldito gosto amargo!” Disse o soldado cuspindo no chão da trincheira, depois se sentou, aguardando a próxima ordem. Então, veio o gosto do bolo de milho que a avó fazia nas tardes de sábado. Ele enlevou-se tanto que os grãozinhos do cereal pareciam enroscados em seus dentes. De olhos fechados fingia dormir, não demonstrando que sonhava. página 58 





“A Grande Guerra foi a guerra das trincheiras, a da terra de ninguém, a que mudou a configuração geopolítica do mundo e que deixou aproximadamente 9 milhões de mortos entre civis e militares”, escreve Lucia do Valle em seu novo livro, “Contos da Primeira Guerra Mundial” (Série Conexão, Editora Estúdio Texto). 




Segundo Lucia, falar da Grande Guerra por meio de contos provoca a imaginação. A escritora destaca ainda a carência de literatura sobre a Primeira Guerra. “Acho importante mostrar como era a Europa antes da guerra, durante e depois, até por que pouco se escreveu sobre a Primeira Guerra Mundial”. É visível que a Segunda Guerra tem muito mais livros e filmes, bem como, ouvimos falar bastante a respeito dela. “Espero que ao envolver literatura e história, o livro incentive os estudantes a se interessarem pelo tema”, comenta.

Para a editora-chefe da Estúdio Texto, Ana Caroline Machado, o destaque está na mescla de ficção e realidade e a forma com que a autora trabalha os sentimentos humanos em cada texto. Nos contos sobre as batalhas, a autora optou em não se referir à nacionalidade dos personagens que lutaram no front. “Sofrimento e dor não têm pátria”, diz. “Independentemente da nacionalidade do militar ou do civil, o sentimento era sempre de dor, de luto, de desespero e todos passavam por privações”, analisa a autora.

A inspiração para escrever sobre a Primeira Guerra Mundial surgiu do interesse de Lucia pela história das guerras. “Chamou a minha atenção o fato de, mesmo em períodos de convulsões sociais, há muitos homens obstinados em manter a honra. Como por exemplo, o famoso aviador alemão, conhecido como Barão Vermelho, que após ter seu avião abatido por seus inimigos foi enterrado com honras militares, justamente, porque manteve um código de ética quando o mundo estava desabando”, relata. “Histórias como esta, inspiram-me a procurar nos personagens históricos o lado bom de suas intenções, assim como, os motivos que os levaram também a cometer barbaridades”, completa Lucia.


Opinião: Contos da Primeira Guerra Mundial  tem o trabalho editorial  da Editora Estúdio Texto de Ponta Grossa-PR, a capa é incrível, com orelhas, não encontrei erros de gramática e diagramação, eu trabalho como editor e posso assinar em baixo, também possui ilustrações bem interessantes. A obra contém 110 páginas com 21 capítulos curtos, na verdade 21 contos que abordam desde o início da 1ª Guerra até o Tratado de Paz de Versalhes. A Lucia conseguir fazer o que poucos escritores fizeram; escrever tudo ou muita coisa em poucas palavras, suas frases curtas mostram o quanto ela é talentosa. No livro suas personagens são descritas de tal forma que parece que fomos transportados para aquela época que foi deixada há 100 anos. Só faltou um detalhe para que o livro ficasse perfeito; as páginas deveriam ter sido impressas com papel reciclado de tom amarelado, esse tipo de papel deixa a leitura mais leve evitando o cansaço das vistas.

A data de lançamento, 28 de junho de 2016, foi proposital. Neste mesmo dia, em 1914, o herdeiro do império austro-húngaro Francisco Ferdinando e sua esposa foram assassinados em Sarajevo, na Bósnia, e este foi um dos motivos que desencadeou a Grande Guerra. Além disso, dia 28 de junho de 1919 foi assinado o Tratado de Versalhes, que visava garantir a paz entre as nações.



Lucia do Valle é doutora em Educação pela PUC – São Paulo, foi professora do Curso de Serviço Social da Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG. Publicou “O Mercador de Ideias”, novela baseada em sua experiência com alunos do Ensino Médio, na disciplina de Filosofia, e “Entre o Caos e o Bom Humor: enfrentando uma doença crônica”, livro de autoajuda sobre a Esclerose Múltipla. É integrante da Academia Ponta-grossense de Letras e Artes – APLA.

23/06/2017

[RESENHA #274] O MENINO QUE PERDEU A MAGIA - CELLY BORGES

15:33

Título: O Menino que Perdeu a Magia
Autora: Celly Borges
Editora: Estronho
Páginas: 128
Ano: 2014
ISBN: 9788564590670

Onde Comprar: Amazon

Sinopse: Essa história me foi contada. É repleta de sonhos - alguns encontrados, outros perdidos - e seres fantásticos. Fala sobre um homem chamado Conrad, senhor Conrad Filho, mas começa quando ele ainda nem havia recebido o título de "Senhor" e foi horrivelmente obrigado a abandonar a sua magia, os seus sonhos. Ou assim acreditavam as pessoas que haviam perdido as suas magias há muito tempo. Nossa história começa assim: Daniel Conrad era feliz e apreciava sua infância...

21/06/2017

[RESENHA #273] BELAS MALDIÇÕES - NEIL GAIMAN E TERRY PRATCHETT

20:21

Título: Belas Maldições
Autores: Neil Gaiman e Terry Pratchett
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 350
Ano: 2017
ISBN: 9788528622003
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Um descendente direto de O Guia do Mochileiro das Galáxias escrito por dois dos maiores autores britânicos de fantasia. O mundo vai acabar em um sábado. No próximo sábado, e ainda por cima antes do jantar. O que é um grande problema para Crowley, o demônio mais acessível do Inferno, residente na Terra, e sua contraparte e velho amigo Aziraphale, anjo genuíno e dono de livraria em Londres. Depois de quatro mil anos vivendo entre os humanos, eles pegaram um gosto pelo mundo, e o Armagedom lhes parece um evento bastante inconveniente. Então, para evitar o fim do mundo, precisam encontrar a chave de tudo: o jovem Anticristo, agora um menino de 11 anos vivendo tranquilamente em uma cidadezinha inglesa. Em seu caminho, acabarão trombando com uma jovem ocultista, dona do único livro que prevê precisamente os acontecimentos do fim do mundo, caçadores de bruxas ainda na ativa e, quem sabe, até os Quatro Cavaleiros do Apocalipse. Mas eles precisam ser rápidos. Não é só o tempo que está acabando...

20/06/2017

[RESENHA #272] POLLYANNA - ELEANOR H. PORTER

18:11

Título: Pollyanna
Autora: Eleanor H. Porter
Editora: Martin Claret
Páginas: 201
Ano: 2017
ISBN: 9788544001424
Onde comprar: Saraiva

Sinopse: Pollyanna é uma história sobre amor, amizade e, sobretudo, do surpreendente poder de transformação que crianças e adolescentes detêm sem que percebam. Pollyanna é otimista, positiva, alegre e feliz. Não aceita justificativas para a tristeza; dedica-se com afinco a ensinar a todos o caminho para superar as adversidades. A obra é um clássico da literatura infanto-juvenil. Pollyanna é jovem, mas apresenta muita maturidade, serenidade perante os problemas. Este clássico mundial nos ensina a viver de forma mais leve e otimista.

19/06/2017

[RESENHA #271] AS TUMBAS DE ATUAN - CICLO TERRAMAR - LIVRO 2 - URSULA K. LE GUIN

10:41

Título: As Tumbas de Atuan - Ciclo Terramar II
Autor: Úrsula K. Le Guin
Editora: Arqueiro
Páginas: 160
Ano: 2017
ISBN: 9788580417074
Onde comprar: Saraiva - Amazon

Sinopse: Quando Tenar é escolhida como suma sacerdotisa, tudo lhe é tirado: casa, família e até o nome. Com apenas 6 anos, ela passa a se chamar Arha e se tornar guardiã das tenebrosas Tumbas de Atuan, um lugar sagrado para a obscura seita dos inominados. Já adolescente, quando está aprendendo os caminhos do labirinto subterrâneo que é seu domínio, ela se depara com Ged, um mago que veio roubar um dos maiores tesouros das Tumbas: o Anel de Erreth-Akbe. Um homem que traz luz para aquele local de eternas trevas, ele é um herege que não tem direito a misericórdia. Porém, sua magia e sua simplicidade começam a abrir os olhos de Arha para uma realidade que ela nunca fora levada a perceber e agora lhe resta decidir que fim terá seu prisioneiro. Finalista da Newbery Medal, que premia os melhores livros jovens de cada ano, As Tumbas de Atuan dá continuidade ao elogiado Ciclo Terramar com uma singela história que rompeu com os paradigmas de heroína quando foi lançada.

14/06/2017

[RESENHA #270] MULHERES PERIGOSAS - GEORGE R. R. MARTIN E GARDNER DOZOIS

20:57

Título: Mulheres Perigosas
Autores: Vários Autores(as)
Editora: Leya
Páginas: 736
Ano: 2017
ISBN: 9788544104804
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse:
 No ano em que o filme Rogue One chega às telas com uma heroína que reina absoluta, forte e autônoma, você vai conhecer as mulheres mais perigosas da literatura de fantasia mundial. Editada por George R. R. Martin, esta antologia traz 21 histórias inéditas sobre magia, ciúme, ambição, traição e rebeldia para Joana D’Arc nenhuma botar defeito. Esqueça o estereótipo de mulheres vítimas e heróis másculos enfrentando sozinhos qualquer perigo. Aqui você irá encontrar mulheres guerreiras, intrépidas pilotas, destemidas astronautas, perversas assassinas, heroínas formidáveis, sedutoras incorrigíveis e muito mais. Assinado por monstros da ficção científica e fantástica como Brandon Sanderson, (“Mistborn”), Megan Lindholm (“A Saga do Assassino”, sob o pseudônimo Robin Hobb), Melinda M. Snodgrass, Caroline Spector (“Wild Cards”) e novos nomes da literatura jovem como Megan Abbott (A febre) e Diana Gabaldon (“Outlander”), o volume conta ainda com uma novela do próprio Martin sobre A dança dos dragões, a guerra civil que assolou Westeros dois séculos antes dos acontecimentos de A guerra dos tronos. Mulheres perigosas é um livro simplesmente imperdível, daqueles que você não consegue parar de ler. Prepare-se para todo o tipo de perigo e para perder o fôlego com essas mulheres mais que poderosas. 

INSTAGRAM

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares