18/02/2016

[AUTORES] CLARICE LISPECTOR: UM POUCO DE SUA VIDA

Chaya Pinkhasovna Lispector nasceu no dia 10 de dezembro de 1920; na cidade de Chechelnyk, na Ucrânia, esse é o nome da jornalista e escritora Clarice Lispector.

Nascida em uma família judaica ucraniana, Clarice teve sua vida transformada desde muito cedo, isso devido perseguições que os judeus enfrentaram. Os pais, tentando fugir dessa perseguição, antes de se tornarem vítimas, conseguiram adentrar de forma ilegal em Praga, cidade da hoje conhecida República Checa, de lá partiram para o Brasil, onde já possuíam parentes, nessa altura Chaya tinha pouco mais de um ano de idade.

A família de Chaya chegou ao Brasil em condições precárias, precisou alterar os complicados nomes ucranianos para nomes em língua portuguesa, "abrasileirados". A mãe, Mania, mudou o nome para Marieta; o pai Pinhkas, passou a chamar-se Pedro; a irmã Leah recebeu o nome de Elisa; Chaya tornou-se Clarice, somente sua irmã Tania teve o nome conservado.

A família de Clarice se instalou na região de Maceió, durante alguns anos, ficou vivendo em condições precárias e enfrentou dificuldades econômicas. O pai de Clarice, dava aulas de Hebraico e fazia revenda de roupas usadas, conseguiu melhorar a situação quando junto de seu cunhado, começou a fabricar sabão, ofício praticado na Ucrânia.

Clarice começou os seus estudos cedo, revelando o talento para a escrita e leitura. Em 1930, com apenas 10 anos, escreveu uma peça de teatro com o título "Pobre menina rica" e no ano seguinte começou a enviar contos infantis para um jornal de Pernambuco, não sendo publicados.

Após a mãe de Clarice morrer, a família foi obrigada a iniciar um novo capítulo em suas vidas. Nesta altura a jovem Clarice começou a se virar para a composição de música, compondo sua primeira peça de piano em homenagem à sua mãe.

Aos 13 anos, Clarice Lispector decide que quer ser escritora, com o passar do tempo prossegue seus estudos, enveredando pelo campo do Direito e entrou na Universidade Federal do Rio de Janeiro, conhecida então como Universidade do Brasil. Entretanto, o amor pela literatura falou mais alto e começou a trabalhar como tradutora, escritora, contista, jornalista e ensaísta. Sua carreira tomou forma pelas artes e letras, que hoje é lembrada como umas das figuras mais influentes do modernismo e literatura brasileira.

Possui obras que marcam períodos de sua carreira. O livro Perto do coração selvagem foi aplaudido pela crítica e comparado a grandes autores europeus como Marcel Proust e Virginia Woolf. Outros títulos como Laços de família, A Paixão segundo G.H., A hora da estrela e Um sopro de vida, fizeram também enorme sucesso.

Clarice Lispector faleceu em 1977, vítima de câncer de ovário, deixando dois filhos e uma vasta obra literária, composta de crônicas, contos e novelas.

Em abril de 2016, a editora Rocco, vai lançar uma coletânea de 85 contos escritos por Clarice. O livro, com o título "Todos os Contos", vai contar com a organização e prefácio de Benjamin Moser, o biógrafo norte-americano da autora e jornalista.

"Gosto daquilo que me desafia. O fácil nunca me interessou. Já o obviamente impossível sempre me atraiu - e muito."

"Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome."

Venham conferir nossa fanpage: Saga Literária

Por Yvens Castro.

17 comentários:

  1. Olá Yvens, muito bom relembrar um pouco de Clarice, minha professora de literatura adorava as obras dela e sempre trabalha com a classe seus livros. Eu aprendi a gostar dela assim, porém alguns livro eu não curti, mas mesmo assim tenho um apreço por ela. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Uma Diva literária!!!
    ...não sabia de algumas coisas sobre ela...adorei.

    Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.
    Clarice Lispector

    Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam.
    Clarice Lispector

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem?
    ótima autora não é? Fico feliz que tenha escolhido ela, infelizmente ainda não tive oportunidade de ler algum livro da autoria da Clarice, mas estou procurando para poder comprar em sebos.
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Não sabia desta coletânea e já estou ansiosa para abril (que é o meu 18tao) agora estou mais ainda. A clarice foi uma mulher incrível e que tem uma singularidade ao escrever e com certeza quero ler mais livros dela. Muito bem feito a pequena biografia que você fez da autora!

    ResponderExcluir
  5. Clarice! <3
    Lembro que o primeiro livro que li foi A Hora da Estrela, daí me apaixonei. Clarice escreve de uma maneira que nunca vi ninguém chegar perto, de forma tão natural. Belo post!

    Beijos,
    http://digaileitoresblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Como é bom poder reviver os ótimos tempos e as obras maravilhosas de autores queridos...o primeiro livro que li da autora foi Hora da Estrela e me lembro como se fosse ontem.

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  7. Primeira vez que entro em seu blog,eu quis te conhecer porque li um comentário em um blog que vc diz que quase ficou cego de tanto brilho...
    Agora entendi, é porque,o seu é fosco,e quanto a seu post amei pois
    amo a Clarice,eita mulher inteligente,o que tem nela demais faltou em mim.
    Muito bom recordar.
    Bjssss

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Clárice é um ícone. A Ucraniana mais Brasileira de todos os tempos
    Ótima postagem bastante instrutiva para quem não conhecia mais
    profundamente essa diva.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Clarice é diva, Clarice é mestre! <3 Os livros dela são profundos, com trechos cativantes, puro amor! <3
    Beijos, Min - www.yasminbueno.com

    ResponderExcluir
  10. Eu to com a biografia dela parada na estante, meu Deus por quê? Ela me interessa muito e eu nem sabia que se chamava verdadeiramente Chaya. Que história de vida interessante. Você fez com que eu tenha vontade de devorar a biografia dela hoje mesmo e mal posso esperar para "Todos os Contos" ser laçado.

    Beijos,
    Mariana Baptista
    https://umavidaporlivro.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  11. Olá. Eu nunca li Clarice Lispector,e sim, sei que é uma vergonha. Mas tô com algumas obras dela na minha wishlist pra esse ano e PRECISO lê-los,pois sei que são incríveis. Ela foi uma grande mulher. E que bom que será lançado uma antologia dela,já quero.
    Adorei o Post...parabéns!

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Yvens , esse post está maravilhoso ! É sempre bom conhecer melhor autores que foram e são tão importantes para a literatura . E,com certeza, Clarice é um deles<3.
    Eu infelizmente ,até hj,só tive oportunidade de ler duas obras da autora ,mas fico feliz em saber que em abril vou poder ter algo dela na minha estante.

    www.emcadapagina.com

    ResponderExcluir
  13. Yvens, ainda bem que Clarice veio para o Brasil, assim a gente pode se orgulhar mais e mais por ter os livros dela em nossa língua. O primeiro livro que eu li foi A hora da estrela. Foi um livro que me marcou muito. É uma referência para mim em vários sentido.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Infelizmente, eu nunca li nenhuma obra de Clarice Lispector, mas pretendo mudar em breve!

    Vitória, www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  15. Eu sou suspeita para falar da Clarice, minha diva! Foi a primeira autora que participei de um grupo de estudos e hoje estou me dedicando a outra Lispector, a irmã dela, tão igualmente fabulosa.

    ResponderExcluir
  16. Eu tenho alguns livros que contam a história da vida da autora, é realmente muito interessante saber mais da história por trás da escritora que tanto amamos.

    http://laoliphant.com.br/resenhas/resenha-eterna

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Não sou fã dos livros dela, mas gosto de muitas frases que são bem marcantes.
    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir

INSTAGRAM

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares