[EDITORA ARQUEIRO] LIVROS - AYN RAND - Saga Literária

Novidades

terça-feira, março 22, 2016

[EDITORA ARQUEIRO] LIVROS - AYN RAND

Hoje estou trazendo um especial dos livros que possuo da Ayn Rand, são dois box da editora Arqueiro, um box é "A Nascente" que contém dois volumes, o outro box talvez seja mais conhecido por muitos leitores, trata-se da "A Revolta de Atlas". Um pouco sobre a autora abaixo:

Ayn Rand, nasceu em São Petersburgo, no dia 2 de fevereiro de 1905 e faleceu em Nova Iorque, no dia 6 de março de 1982. Rand foi uma escritora, dramaturga, filósofa e roteirista norte-americana de origem judaico-russa, ficou conhecida por desenvolver um sistema filosófico chamado de Objetivismo, e por seus romances.

Rand no ano de 1926 emigrou para os Estados Unidos. Por lá ela viveu e trabalhou como roteirista em Hollywood, e teve uma peça produzida na Broadway, durante o período entre 1935 a 1936. Alcançou a fama, notoriedade com o seu romance chamado The Fountainhead (que no Brasil foi lançado com o título A Nascente, sendo atualmente publicado pela Editora Arqueiro).

Livros



A Nascente - Sinopse: Howard Roark é um jovem determinado que largou uma prestigiosa faculdade de arquitetura pouco antes de se formar e se recusa a seguir os padrões de uma sociedade que rejeita seu modo independente de pensar e agir. Decidido a não empregar seu talento para perpetuar estilos ultrapassados, ele prefere aceitar trabalhos mal remunerados, que demandam apenas força braçal.

Neste polêmico romance, a célebre escritora Ayn Rand narra a história da luta de Roark, um homem de integridade inabalável, que enfrenta obstáculos como o desemprego, a ruína financeira e a humilhação pública, porém nunca abre mão de seus valores. Apesar da pressão social, profissional e financeira para que se adapte aos modelos estabelecidos, Roark luta para combater três tipos de indivíduos: os tradicionalistas, que, presos ao passado, não conseguem ver as inovações propostas pelo jovem visionário; os conformistas, que, incapazes de atender à própria vontade, aceitam passivamente as regras e os valores definidos por outras pessoas; e os parasitas, que rejeitam o herói autoconfiante, que vive para si próprio e não se deixa explorar por ninguém.

Disposto a aceitar as responsabilidades e as consequências do pensamento independente, Roark observa os fatos e os julga sem levar em conta a opinião pública, pois não precisa da aprovação social. Ele é um individualista, confia nos próprios pensamentos para chegar a suas conclusões - e, justamente por isso, é um homem livre. Uma das obras-primas de Ayn Rand, A Nascente trata do conflito entre os criadores e todos aqueles que vivem às suas custas, apenas repetindo, imitando e absorvendo tudo o que eles fazem.

Provavelmente mais atual hoje do que na década de 1940, quando foi publicado nos Estados Unidos, este livro apresenta uma das ideias mais desafiadoras já narradas em uma ficção: a de que o ego do homem é a nascente do progresso humano - a fonte de todas as suas realizações e conquistas.


A Revolta de Atlas - Sinopse: Na mitologia grega, o titã Atlas recebe de Zeus o castigo eterno de carregar nos ombros o peso dos céus. Neste clássico romance de Ayn Rand, os pensadores, os inovadores e os indivíduos criativos suportam o peso de um mundo decadente enquanto são explorados por parasitas que não reconhecem o valor do trabalho e da produtividade e que se valem da corrupção, da mediocridade e da burocracia para impedir o progresso individual e da sociedade. Mas até quando eles vão aguentar?

Considerado o livro mais influente nos Estados Unidos depois da Bíblia, segundo a Biblioteca do Congresso americano, A revolta de Atlas é um romance monumental. A história se passa numa época imprecisa, quando as forças políticas de esquerda estão no poder. Último baluarte do que ainda resta do capitalismo num mundo infestado de repúblicas populares, os Estados Unidos estão em decadência e sua economia caminha para o colapso.

Nesse cenário desolador em que a intervenção estatal se sobrepõe a qualquer iniciativa privada de reerguer a economia, os principais líderes da indústria, do empresariado, das ciências e das artes começam a sumir sem deixar pistas. Com medidas arbitrárias e leis manipuladas, o Estado logo se apossa de suas propriedades e invenções, mas não é capaz de manter a lucratividade de seus negócios.


Ayn Rand traça um panorama estarrecedor de uma realidade em que o desaparecimento das mentes criativas põe em xeque toda a existência. Com personagens fascinantes, como o gênio criador que se transforma num playboy irresponsável, o poderoso industrial do aço que não sabe que trabalha para a própria destruição e a mulher de fibra que tenta recuperar uma ferrovia transcontinental, a autora apresenta os princípios de sua filosofia: a defesa da razão, do individualismo, do livre mercado e da liberdade de expressão, bem como os valores segundo os quais o homem deve viver – a racionalidade, a honestidade, a justiça, a independência, a integridade, a produtividade e o orgulho.

Conhecem esses livros pessoal? Já leram alguma dessas obras? Possuem interesse em ler?
Por Yvens Castro.

13 comentários:

  1. Uau! Não conhecia Ayn Rand, nem suas obras, mas fiquei mega interessada em ler ambas! :D
    Ah, parece que o "comum" é bastante questionado em suas obras, isso me deixou morrendo de vontade de ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Yvens...super legal esse post, eu não conhecia muito da autora e adorei as informações, já faz tempo que eu quero o box 'A Revolta de Atlas'.

    Super beijo
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  3. Não sabia desse box da Editora Arqueiro, vou ver se ainda é possível solicitar como blogueira parceira. Não conhecia os livros e apreciei bastante a indicação, mais uma autora para minha lista.

    ResponderExcluir
  4. Olá Yvens, eu já conhecia os livro porém não a autora e adorei saber um pouco mais sobre ela e sobre seus livros, parecem que são bastante profundos e com boas reflexões *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  5. Já tinha visto esses livros em vários lugares e ainda por cima tive a oportunidade de resenhá-los mas acabei desistindo por julgar o conteúdo pela capa, hoje vendo esse post seu acabo me arrependendo de não ter aproveitado a oportunidade.

    Abraços,
    Gabriel
    Frases, Trechos e Pensamentos | BOXPOP

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Eu realmente gostei, tipo muito mesmo, da trilogia da Revolta de Atlas, é uma história que conseguiu me manter presa falando sobre capitalismo! Sério, até hoje o considero uma das melhores trilogias! Super recomendo, e lógico quero ler a Nascente.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!!

    Amei seu post, pq eu já tinha visto muito esses livros por ai, mas não sabia nem do que se tratavam!São livros que eu realmente deveria ler! Vou anotar, já que nem a autora eu conhecia!!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  8. Eu comprei o box de A Ascensão de Atlas há muito tempo, comecei a ler o primeiro, mas desanimei. O box inclusive ficou na minha casa no Rio, seu post me animou para reler. Vou tentar reaver meus livros e reiniciar as leituras. :)

    ResponderExcluir
  9. Yvens, a cada vez que eu venho aqui, você me presenteia com alguma coisa que é totalmente nova pra mim.
    Eu não conhecia a autora, mas depois de ler o seu post, fiquei interessadíssima em conhecê-la.
    Espero encontrar os livros para poder ler.

    Obrigada por mais essa!


    Beijos!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha parado para prestar atenção nessa autora. Me recordo de ver a capa do livro mas nunca me chamou atenção, mas achei bem interessante saber mais sobre ambos e o teor do livro me despertou curiosidade. Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem? Não conhecia a autora ainda, não havia ouvido falar dela, mas também vou confessar que não me interessei. Por enquanto não sinto vontade de ler, mas você está de parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  12. Olá... acho muito interessante posts nesse estilo. Gostei muito de conhecer a autora que até o momento desconhecia e os seus livros. Eu já havia visto eles na livraria, mas não sabia nada sobre a história. Gostei de conhecê-la, mas infelizmente os livros não se enquadram muito no meu estilo literário.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bem?
    Ainda não conhecia essa autora, mas me interesso muito na mitologia grega.
    Ótimo post, parabéns.
    bjs
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir