[EDITORA ARQUEIRO] ROMANCE HISTÓRICO - Saga Literária

Novidades

quarta-feira, março 23, 2016

[EDITORA ARQUEIRO] ROMANCE HISTÓRICO


Romance Históricos (Ficção Histórica) surgiram por volta do século XIX. Visavam resgatar os hábitos, a linguagem, as leis e as estruturas político-sociais, econômicas, religiosas e culturais de tempos passados mesclando fatos reais e fictícias em determinada trama. O romance histórico se preocupa com fatos, datas e costuma ter uma narrativa mais complexa, abordando diversos núcleos e tramas que vão se conectando ao longo da história principal. Fonte

Gosto muito do gênero, tenho diversas obras e de várias editoras, contudo esses livros que publiquei são algumas das obras de romance histórico que tenho da Editora Arqueiro, além desses títulos, tenho também "Mundo Sem Fim" que são dois volumes e a trilogia  "O Século"de Ken Follet.

Romances Históricos


Sinopse: Em 1230, a Ordem dos Franciscanos dissimulou os estigmas da pele de São Francisco de Assis e escondeu o lugar exato de sua tumba, que só seria descoberta 600 anos depois. Que segredo terrível e ameaçador a Igreja desejava ocultar?Traduzido para mais de vinte países, A conspiração franciscana é uma obra de ficção baseada em fatos reais que prende o leitor do começo ao fim. Pouco antes de morrer, frei Leo, um grande companheiro de São Francisco, escreve uma carta de despedida para seu amigo Conrad e esconde nos ornamentos do pergaminho uma mensagem que faz referência a acontecimentos misteriosos da vida do santo. 

Preocupado com as possíveis implicações políticas e religiosas da carta, Conrad abandona seu isolamento nas montanhas e atravessa a Itália para encontrar explicações. Que motivação estaria por trás da atitude de frei Leo? E por que mandara uma mensagem cifrada? Ao buscar respostas, Conrad descobre uma armação de altos membros do clero para proteger um segredo que poderia destruir a Ordem e abalar os alicerces da Igreja Católica, colocando em risco sua vida, seus votos e sua própria fé. Numa trama cheia de suspense, romance e aventura, A conspiração franciscana conduz o leitor por histórias paralelas que pouco a pouco vão se cruzando e revelando conexões surpreendentes.

Sinopse: Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia. Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa. 

Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida. Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita. Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje.

Sinopse: Na Inglaterra dos anos 1530, os dissidentes religiosos e os condenados por traição eram brutalmente torturados e executados. Quis o destino que Lady Margaret Bulmer tivesse o mesmo fim. Uma das líderes das rebeliões do norte do país contra o rompimento do rei Henrique VIII com a Igreja Católica, a nobre foi queimada em praça pública. 

Ao saber que sua prima enfrentaria a morte na fogueira, a noviça Joanna Stafford desafia a rígida regra da clausura e foge do Priorado de Dartford para assistir à execução e reivindicar o corpo, a fim de lhe dar um enterro digno. Para sua surpresa, Joanna reencontra o pai, que tinha ido até lá no intuito de ver Margaret. Mas pai e filha são acusados de interferir na justiça do rei e acabam presos e levados à Torre de Londres, local notório por seus episódios sangrentos.

Após dois meses sendo interrogada, a noviça recebe a visita do bispo de Winchester, que a chantageia. Para salvar o pai, ela aceita ser sua espiã e procurar no priorado por uma antiga relíquia – a poderosa coroa de um rei saxão.
Em meio à dissolução dos mosteiros ordenada pelo rei, a busca de Joanna se transforma numa perigosa jornada, que leva a jovem a se questionar até onde estaria disposta a ir para defender os antigos costumes que tanto valoriza e que dão sentido à sua vida.
Armada com determinação e coragem, Joanna confronta os traumas do próprio passado enquanto tenta concluir sua missão. Acompanhada do jovem frade Edmund, Joanna visita castelos suntuosos e locais sagrados, como Stonehenge e a Abadia de Malmesbury, em busca da relíquia e de salvação para si mesma, sua família e o modo de vida sagrado de sua ordem religiosa.

Sinopse: Inglaterra, 1583: o país enfrenta um período conturbado, marcado por conspirações para derrubar a rainha Elizabeth, que é protestante. Muitos de seus súditos estão insatisfeitos com o governo e anseiam pelo retorno do país à religião católica. Em meio a esse clima de conflitos religiosos, o monge italiano Giordano Bruno chega a Londres, tentando escapar da Inquisição, que o acusou de heresia por sua crença num Universo heliocêntrico. O filósofo, cientista e estudioso de magia logo é recrutado pelo chefe do serviço de espionagem real e enviado a Oxford.

Oficialmente, ele vai participar de um debate sobre as teorias de Copérnico, mas, em sigilo, deve se infiltrar na rede clandestina dos católicos e descobrir o que puder sobre um complô para derrubar a rainha. No entanto, quando um dos membros mais antigos de Oxford é brutalmente assassinado, a missão secreta do filósofo é desviada de seu curso.

Enquanto ele tenta desvendar o crime, outro homem é morto e Giordano Bruno se vê envolvido numa sinistra perseguição. Alguém parece estar determinado a executar uma sofisticada vingança em nome da religião. Mas, afinal, de qual religião? À procura de pistas, o monge percorre os labirintos da biblioteca de Oxford e visita tabernas infames e livrarias misteriosas fora dos muros da universidade, chegando a lugares que ele nunca soube que existiam e fazendo descobertas que poderiam ameaçar a estabilidade da Inglaterra. Envolvido em uma rede de intrigas e traição, ele percebe que às vezes nem mesmo os mais sábios conseguem discernir a verdade da heresia. Alguns, no entanto, estão dispostos a matar para defender suas crenças.

Sinopse: Outono, 1583. Traidores tramam uma invasão para depor Elizabeth e alçar a rainha católica Maria Stuart ao trono. Ao mesmo tempo, um fenômeno astrológico que supostamente proclama o fim de uma era faz circular em Londres diversas profecias terríveis sobre o futuro, que chegam até a pressagiar a morte da soberana.

O filósofo, cientista e monge excomungado Giordano Bruno, perseguido pela Inquisição em Roma, é hóspede na casa do embaixador francês em Londres. Ele trabalha em segredo para o serviço de inteligência de Sua Majestade. Sua tarefa é reunir provas que ajudem a desvendar uma rede de dissidentes católicos. Sua vida de agente duplo exige muita cautela: embora o anfitrião lhe demonstre confiança irrestrita, sua esposa está determinada a seduzir Bruno para descobrir seus segredos.

Quando uma dama de honra da rainha é misteriosamente assassinada na corte, o filósofo é arrastado para uma trama ainda mais delicada. Símbolos astrológicos gravados no corpo da jovem levantam suspeitas de magia negra, mas é possível que tudo não passe de uma ardilosa encenação com o objetivo de deixar a população em pânico.

A morte de mais uma moça lança Bruno numa sinistra perseguição. Alguém parece estar decidido a executar um sofisticado plano de vingança em nome da religião. Mas quem? Cercado de inimigos numa cidade hostil, ele terá que encontrar a resposta se quiser salvar a própria vida.

Gostaram do post? Vocês gostam de romances históricos? Qual dessas obras já conheciam? 
Por Yvens Castro.

16 comentários:

  1. Apesar de ser parceira da editora a um bom tempo não li nenhum dos livros.
    Lucinda Riley também pode entrar na lista, já que ela sabe escrever um romance histórico com passado e presentes maravilhosos.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Olá!!
    Gosto muito de romances antigos, as histórias normalmente são lindas e épicas.
    Achei bem bacana essa sua iniciativa de postar vários livros. Pois, as pessoas acabam vendo vários e escolhendo algum para ler. É um grande incentivo para as pessoas se apegarem a leitura.
    Abraços!

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  3. apesar de amar História, não tenho hábito de ler romances históricos nessa pegada, apesar de ter curiosidade a respeito de alguns títulos...
    fiquei bem curiosa com Profecia, além da capa que me atraiu de cara, a premissa dele me interessou...

    ResponderExcluir
  4. Olá Yvens, adorei essas dicas, alguns eu já conhecia, outros são novidades. Gosto de livros com essa temática, acho bem interessante os enredos e a evolução da narrativa.

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  5. Oiii Yvens, menino que tantos livros lindos, me doa hahahahahahah brincadeirinha <3 O único que eu não conhecia era Heresia e me interessei bastante por este.
    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Também adoro esse gênero. Eu te recomendo também O Mestre da Guerra, só que esse é da Novo Século, mas também é excelente.

    Bjs.

    www.ciadoleitor.com

    ResponderExcluir
  7. Adoro o gênero, mas não leio muito (nem sei o motivo). Adorei a lista, especialmente A Rainha Normanda e Heresia. Essas brigas por coroa sempre dão histórias instigantes :D Ah, ainda não conhecia esses títulos! Ótimo post!

    Bjs, Cass | www.livroseoutrascoisas.com.br

    ResponderExcluir
  8. Yvens, adoro romances históricos e o único que eu tinha ouvido falar era da Rainha Normanda, mas amei conhecer os outros.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Apesar de ser parceira da editora, não consigo gostar desse gênero. Não sei, por causa do tempo e da mentalidade do período, esses livros não me chamam a atenção.

    ResponderExcluir
  10. Olá Yvens, tudo bem?

    Dentre todos estes livros que você nos mostrou no post, o único que tive algum contato foi Os Mistérios da Coroa, embora Heresia me chame muito a atenção e, quando tiver uma graninha sobrando, com certeza vou comprá-lo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Adorei saber os fatos sobre o porque romances históricos foram criados, eu não os conhecia. Dos livros apresentados eu me interessei por Rainha Normanda e Profecia, me parecem bons livros e que eu gostaria de ler.


    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  12. Oie
    eu nunca li nada de romance histórico nessa nova febre haha eu não tenho muita curiosidade, alguns até parecem legais mas não algo que leria por agora, mesmo assim muito legal seu post e interessante as dicas

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Eu li A Rainha Normanda e gostei muito, confesso que não é muito meu gênero, mas alguns que leio me agrada tanto que sempre indico aos amigos, e eles geralmente são os livros da Arqueiro.

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bom? Bem, leio muitos romances de época mas romances históricos eu não tenho muito o hábito. Tenho A rainha normanda na estante, depois de ler seu post fiquei curiosa em lê-lo ^^'

    Beijos!
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Eu não tenho o habito e nem muito a vontade de ler romances históricos ou romances de época, essas coisas, a leitura não flui :/

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Muito legal sua postagem porque os leitores costumam confundir Romance Histórico com Romance de Época, e são gêneros bem diferentes. Eu particularmente gosto dos dois, mas prefiro os históricos, rsrs
    Bjs!
    Quem Lê, Sabe Porquê

    ResponderExcluir