[RESENHA #29] A MENINA SUBMERSA - CAITLÍN KIERNAN - Saga Literária

Novidades

domingo, março 20, 2016

[RESENHA #29] A MENINA SUBMERSA - CAITLÍN KIERNAN

Título: A Menina Submersa
Autor: Caitlín R. Kiernan
Editora: Darkside Books
Páginas: 320
Ano: 2015
ISBN: 9788566636536
Onde Comprar: Americanas - Saraiva


Sinopse: "A Menina Submersa - Memórias" é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do "real" sobre o "verdadeiro" e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma "obra-prima do terror" da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013.

A autora se aproxima de grandes nomes como Edgar Allan Poe e HP Lovercraft, que enxergaram o terror em um universo simples e trivial - na rua ao lado ou nas plácidas águas escuras do rio que passa perto de casa -, e sabem que o medo real nos habita. O romance evoca também as obras de Lewis Carrol, Emily Dickinson e a Ofélia, de Hamlet, clássica peça de Shakespeare, além de referências diretas a artistas mulheres que deram um fim trágico à sua existência, como a escritora Virginia Wolf.

Resenha: Em "A Menina Submersa" vamos conhecer a história de India Morgan Phelps ou simplesmente "Imp", esquizofrênica, filha e neta de pessoas esquizofrênicas que se suicidaram, que carregava essa "maldição da família Phelps".

A esquizofrenia desorganizada, tem como característica o fato de levar a protagonista a não conseguir distinguir o real do que acontece em sua imaginação. por isso ela busca tratamento, para também não ter o mesmo destino da sua mãe e avó. Imp com o tratamento consegue manter alguns momentos de lucidez.

A trama gira em torno da relação de Imp com o quadro da Menina Submersa, no qual uma menina que está na beira de um rio. As lendas que cercam a possível inspiração do pintor e os fantasmas que da obra surgem. Paralelo a esta história, temos a relação de Imp com Abalyn, sua namorada, e todas consequências que a obsessão pela Menina Submersa trazem para o convívio íntimo do casal.

"Fantasmas são essas lembranças fortes demais para serem esquecidas, ecoando ao longo do dos anos e se recusando a serem apagadas pelo tempo" p. 23.

Em determinado dia, particularmente conturbado, Imp deixa Abalyn em casa, fazendo resenhas de jogos de videogames e sai com o carro, sem destino específico. E sua vida muda completamente quando, na beira da estrada, ela encontra uma mulher, perto do rio, é Eva Canning. A mulher está nua e ensopada. Para qualquer pessoa, ela poderia ser uma assombração, o fantasma de uma pessoa afogada, algo sobrenatural. Todavia Imp para o carro e leva Eva para sua casa. E se apaixona por ela como quem vê um passarinho no ninho, de repente, Eva é tudo que ela pensa e ela quer.

"Fiz o maior esforço para sorrir. Ainda assim, é disso que lembro, que encontrei Eva Canning duas vezes, uma em julho e de novo em novembro, e que as duas vezes foram a primeira vez que nos encontramos.” p. 47.

“Minhas historias mudam de forma como sereias e lobisomens. Uma licantropia de substantivos, verbos e adjetivos, sujeitos e predicados, e assim por diante.” p. 277.

Opinião: Essa obra me tirou um pouco da zona de conforto, trata-se de uma leitura diferente, você depara-se com uma mente insana, uma leitura psicodélica e um mundo sombrio. Esta é uma história repleta de simbolismos. A autora em diversos momentos faz referências e citações de autores, livros, músicas e pintores.


Esse é um livro repleto de mistérios, uma obra que foi além das minhas expectativas, trata-se de uma leitura incrível, intensa, intrigante e repleta de detalhes, vale e muito ler, super recomendo. A obra de Caitlín quebra um pouco da "monotonia literária".

Essa edição da Darkside Books é fantástica, foi um primoroso trabalho na arte e diagramação, tem uma capa muito linda e ainda vem com um marcador em fita. Além de tudo isso, o livro torna-se um lindo objeto de decoração.

Gostaram da resenha e das fotos? Já leram ou querem ler essa obra?
Por Mayara Frossard.

7 comentários:

  1. DarkSide sempre mitando com seus livros, que livro lindo. Amo terror e vejo que essa talvez seja mais um tipo de história que eu posso sair dos velhos clichês, com certeza entrará para minha lista de leitura.
    Lucas Castelo Viana
    www.palavrasdelucidez.com.br

    ResponderExcluir
  2. Rapaz...que é coisa mais linda essa arte do livro! Capa perfeita, tudo tão caprichado. Interessei - me pela história por causa da patologia da personagem central pois eu sou completamente apaixonada por histórias de problemas mentais! Esquizofrenia e psicopatia me interessam sempre,tenho muita curiosidade por histórias assim. Muito bem escrita a tua resenha, detalhou sem dar spoilers. Obrigada! e parabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
  3. Darkside é um sonho de editora e quem dera eu tivesse todos os seus títulos que foram publicados em minha estante hehehe Esse livro em especial sempre me chamou a atenção e não é só pela edição, mas pela premissa também. Espero ler em breve.
    beijos, Fer

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Esse livro é lindo mesmo.
    Eu não curto esse gênero, então, passo a leitura.

    dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Acho essa edição tão linda ♥ a minha é a primeira, então não é tão maravilhosa assim, mas é bonita...hehe'
    Confesso que não curti muito a história, achei um pouco confusa e cansativa, então a leitura se tornou um tanto arrastada para mim, e eu acabei não mergulhando de cabeça na história, sabe?
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Como se não bastasse essa edição ser primorosa a história parece ser de tirar o fôlego,sempre desejei os livros da Dark Side,mas esse livro acaba de ir para o topo da minha lista de desejados. Histórias cheias de simbolismos,com a presença de distúrbios psiquiátricos me atraem intensamente.

    Me apaixonei pela sua resenha...

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  7. Olá Mayara!
    Eu já tinha visto esse livro nas redes sociais, mas nunca tive vontade de ler. A história me pareceu bem intensa e complexa. Um livro que você deve prestar muita atenção para não perder nenhuma parte.
    A edição está linda, foi muito bem elabora. Quem criou está de parabéns pois foi muito criativo.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir