[RESENHA #19] A TRAVESSIA - WILLIAM P. YOUNG - Saga Literária

Novidades

quinta-feira, março 03, 2016

[RESENHA #19] A TRAVESSIA - WILLIAM P. YOUNG

Título: A Travessia
Autor: William P. Young
Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Ano: 2012
ISBN: 9788580411089
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Após um derrame cerebral, Anthony Spencer, um multimilionário que só pensava em si mesmo, entra em coma. Ao pensar estar acordado, se vê em um mundo diferente, habitado por dois estranhos: um homem que era Jesus e uma idosa que era o Espírito Santo. À sua frente passa toda uma paisagem que revela o quão vazia e obscura era sua vida na terra. Em desespero, ele implora por uma segunda chance. Sua prece é ouvida por Jesus, e ele volta à terra, mas com uma missão: a de curar alguém pelo poder que o foi concedido. Anthony vive em comunhão com muitas pessoas, tem a chance de refazer e rever seus conceitos. E a pergunta que fica é: será que Anthony Spencer terá a coragem de usar o poder que lhe foi dado para curar uma pessoa?

Resenha: Em "A Travessia" o protagonista nos é apresentado pelo autor, trata-se de Anthony Spencer, um homem inteligente, milionário, empresário, rodeado de mulheres, todavia um homem de poucos amigos e infeliz, infelicidade essa motivada pela perda do seu filho.

Tony levava uma vida amarga, de muito trabalho e pouco tempo para aproveitar o que a vida poderia lhe oferecer, não acreditava em Deus ou que alguma força maior tenha criado tudo a sua volta. Em dado momento Tony sofre um Acidente Vascular Cerebral em uma de suas propriedades, entra em coma, acorda em um mundo totalmente novo, que o leva para um profunda reflexão sobre tudo o que fez até esse momento em sua vida.

"Tony podia sentir o aroma daquele mundo, uma mistura de vida e decomposição, a umidade da vegetação mais antiga, bolorenta - mas ao mesmo tempo adocicada, como se cheirasse a pinheiros. Ele respirou fundo mais uma vez, tentando reter o perfume. Era quase inebriante, com um quê do seu uísque preferido, porém mais rico, mais puro e com um gosto residual mais forte." p. 34.

O protagonista embarca então para uma experiência única, em uma jornada cheia de conflitos consigo, uma jornada onde emoções e lições que lhe serão colocadas à prova, devendo Tony mostrar para si que poderá ser um indivíduo melhor.

"- Tony, eu renasci dos mortos. Quebrei a ilusão do poder e domínio da morte. O amor do pai do céu e o poder do Espírito Santo trouxeram-me de volta à vida e demonstraram que qualquer ideologia de separação seria para sempre insuficiente." p. 63.

Tony recebe uma dádiva de Jesus, o poder para curar apenas e somente uma pessoa, caberá a este a missão de conferir e conceber a cura para uma pessoa que ele acha ser merecedora de tal feito, buscando ao mesmo tempo se curar de todas as malezas e condutas negativas que cometeu até então.

William P. Young, tenta através dessa obra nos aproximar de Deus, independente de fé, credo ou religião, busca nos trazer o experimento da vida, tenta abrir nossos olhos para a partilha, para o amor ao próximo, nos levando a refletir sobre qual é o propósito da vida.

Li essa obra em 2015, comprei por acaso em alguma promoção nessas lojas onlines e confesso que não arrependi, pelo contrário, foi uma ótima aquisição, esse livro possui uma história maravilhosa, fantástica e linda.

A Editora Arqueiro lançou agora em 2016 uma nova edição dessa obra nos propiciando essa linda capa:

Por Yvens Castro.

19 comentários:

  1. Caramba, parece muito bom!!!
    Obrigada pela dica...

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar muito bem desse livro,mas nunca chegou a vez dele pra mim. Sua resenha tá incrível,Parabéns! Vou considerar comprá-lo esse ano pra ver se rola a leitura em breve.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, adorei a resenha, já tinha ouvido falar sobre essa obra, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Parece ser uma leitura tranquila e cheia de reflexões.

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar tanto desse livro, que tem momento que mesmo eu não queira ler, eu quero ler. Vai entender. Não faz muito meu estilo, então não sei se eu leria, apesar que essa nova capa é linda.
    https://nerdbookblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Oiii
    Eu também li este livro, mas ano passado na outra edição, ganhei de presente e me apaixonei completamente quando terminei a leitura. É um ótimo livro de reflexão de atitudes que estamos tendo <3
    Gostei muito da sua resenha.
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato Morgana, é um ótimo livro para reflexão!

      Excluir
  6. Oi, Yvens!

    Eu já li A Cabana assim que lançou e achei um livro muito lindo e profundo. Minha mãe também ficou apaixonada.
    Já comprei A Travessia, mas ainda não li. Minha mãe já e adorou.
    Estou ansiosa pra ler e espero poder fazê-lo logo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra, leia a Travessia, vai adorar!

      Excluir
  7. Li esse livro faz tanto tempo, lembro-me que na época não gostei tanto, acabei dando o livro para uma amiga professora que aprecia o estilo do enredo.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Oiee.
    Eu ainda não li nada do William P. Young, mas gosto de livros reflexivos, apenas não tive oportunidade de conhecer a escrita do autor. Gostei mais da nova capa do livro.
    Gostei da sua resenha, e de saber que o livro aborda a fé e não escolhe nenhuma religião colocando outra de modo negativo. Tenho receios de ler livros religiosos, porque o último que eu li não abordou muito bem o tema e eu fiquei bastante incomodada com a narrativa do autor.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Yvens, já ouvi falar muitooooooo desse livro, mas ele não consegue chamar minha atenção, por isso passo a dica.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  11. Não me importo com livros mais religiosos, mas realmente essa obra não me chamou a atenção, assim como A cabana, realmente não me interessaram o suficiente para querer ler. Mas que bom que você gostou.
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  12. A capa nova está linda e parece mesmo ser uma história emocionante para quem gosta de livros religiosos. Já no meu caso, apesar de crer em Deus e ter minhas crenças, não gosto desse tipo de livro.
    Mas é uma boa dica para presentear pessoas da minha família.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  13. O livro parece bom, mas fico com o pé atrás. Quando li A Cabana, achei o a premissa boa mas a narrativa chata e repetitiva, então tenho receio que isso aconteça com esse tbm. Acho que vou passar.
    Bjs!
    Quem Lê, Sabe Porquê

    ResponderExcluir
  14. Olá , tudo bem?
    Excelente resenha, eu li somente o livro a Cabana desse autor, na época do auge onde todo mundo estava lendo. Esse outro livro dele eu ainda não li, mas assim que tiver a oportunidade repararei isso.
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Lembro que li "A cabana" desse autor e gostei bastante na época, hoje em dia não sei se gostaria, até pq essa temática não me interessa mais. No entanto, creio que as obras desse autor são ótimas para quem gosta dessa coisa mais ligada a religião, Deus etc.

    Abraços,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
  16. Oieee
    A capa da Arqueiro está divina hein... minha nossa!!!
    Eu tenho a curiosidade de ler esse livro pelo fato de as pessoas falarem muito bem dele, porém, confesso que eu tenho uma dificuldade muito grande em ler livros que envolvem questões religiosas, por isso tenho uma ressalva muito grande em relação a história :/

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir