18/04/2016

[RESENHA #44] ZUMBEATLES - PAUL ESTÁ MORTO-VIVO

Olá pessoal, a presente resenha é do livro Zumbeatles do autor Alan Goldsher, que recebi da Galera Record.

Título: Zumbeatles - Paul está morto-vivo
Autor: Alan Goldsher
Editora: Galera Record
Páginas: 352
Ano: 2016
Onde Comprar: Livraria da Folha - Saraiva

Sinopse: A verdadeira invasão britânica chegou. Eles estão mais mortos-vivos do que nunca. 

Nessa divertida releitura da trajetória da mais famosa banda inglesa, acompanhamos os principais acontecimentos na vida desses mitos do século XX... porém com um pequeno detalhe: os músicos são zumbis. Não os lentos e imbecilizados zumbis aos quais estamos acostumados. Mas zumbis espertos, rápidos e cheios de sex appeal. Além de alguns truques de controle mental. Entre sangue, suor, guitarras e iê-iê-iê — e a perseguição do implacável caçador de zumbis Mick Jagger —, eles são atacados por uma ninja do oitavo nível, Yoko Ono, condecorados pela rainha e consolidam uma invasão mundial.

Resenha: No livro "Zumbeatles - Paul está morto-vivo", o autor imagina os anos 60 do último século de uma maneira bem peculiar e alternativa: na trama, vemos John Lennon como um zumbi, sendo uma das primeiras vítimas, do Processo Liverpool, tal processo é um mecanismo de "zumbificação."

Podemos ver durante a trama, a vontade, o desejo de John Lennon dominar o mundo por meio da música. Em dado momento Lennon conhece Paul, ali visualiza que este pode ser um grande aliado para alcançar tal objetivo. Após algum tempo, Lennon tenta transformar Geoge e Ringo, todavia apenas consegue transformar George, já Ringo consegue escapar de tal intento, pois ele era naquele momento um super ninja.

"John Lennon: A essa altura ninguém quer ouvir falar da minha infância. Nem eu mesmo quero ouvir falar dela. Minha mãe morreu, eu a trouxe de volta à vida, fui estudar na Quarry Bank High, desenhei quadrinhos, me diverti com o rock'n'roll, matei um monte de pessoas e zumbifiquei oito delas. Grande merda." p. 22.

Além dos Beatles, existe outro personagem que é muito famoso, trata-se Mick Jagger, o vocalista dos Rolling Stones, que traz reviravoltas na trama, pois além de vocalista, ele é um caçador de zumbis. Temos ainda Yoko Ono, que também é uma ninja, sendo super perigosa, que em dado momento influência o grupo.

"John então, sem nenhuma cerimônia, deixou Rowe cair no chão, correu até o outro lado do escritório e abriu a janela. Antes que Rowe ao menos soubesse que era um zumbi, John o agarrou pela cintura, tenso como um jogador de críquete, e o arremessou pela janela até a calçada, 30 metros abaixo." p. 103

Opinião: O autor faz o desenvolvimento da trama através de entrevistas e relatos, isso é algo que achei bem legal, além disso trata-se de um livro divertido, em que vamos reviver alguns dos momentos marcantes dos Beatles, só que na obra como eles como zumbis.
Goldsher nos proporciona uma narrativa com bastante fluidez, nos faz imergir nesse mundo da música, de Liverpool e dos Beatles, através do que podemos chamar de uma biografia musical. Outro fato interessante é a abordagem que o autor faz sobre o convívio entre os humanos e zumbis. Ressalto também as piadas inseridas na obra, algo válido e as referencias clássicas que se fazem presente.
A Galera Record está de parabéns pelo trabalho editorial efetuado nessa obra. Zumbeatles tem uma capa com cores vivas, bem bonita por sinal, acrescenta-se a diagramação no interior da obra que está muito boa, o título do livro está em alto-relevo. Recomendo para todos que gostam dos Beatles ou Zumbis a obra de Goldsher, trata-se de uma biografia com toques Zumbi.

Por Yvens Castro.

Um comentário:

  1. Gente! Quanta criatividade num livro só! hahaha sou fã dos garotos de liverpool, só não sou fã de zumbis, mas fiquei curiosa pelo livro. Vou dar uma chance e rir com essas passagens imaginando John e os demais como mortos vivos hahahaha beijos
    leituradastres.blogspot.com

    ResponderExcluir

INSTAGRAM

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares