[RESENHA #56] UMA APRENDIZAGEM OU O LIVRO DOS PRAZERS - CLARICE LISPECTOR - Saga Literária

Novidades

domingo, maio 22, 2016

[RESENHA #56] UMA APRENDIZAGEM OU O LIVRO DOS PRAZERS - CLARICE LISPECTOR

Título: Uma Aprendizagem ou O Livros dos Prazeres
Autor: Clarice Lispector
Editora: Coleções Folha (Folha de S. Paulo)
Páginas: 144
Ano: 2016
ISBN: 9788579492747
Onde Comprar: Coleções Folha

Sinopse: Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres é uma história de amor sem histórias. Neste sexto romance de Clarice Lispector (1920-1977), publicado em 1969, não há enredo, trama. Os acontecimentos são banais: a professora primária Loreley, Lóri, um dia conheceu o professor de filosofia Ulisses, que lhe dera carona. Importante, porém, é que os dois procuram descobrir como amar, embora se queiram desde o início. Trata-se de um diálogo de aprendizados, das conversas entre Lóri e Ulisses e de Lóri consigo mesma, de fluxos de consciência de uma mulher em autodescoberta mística, que se prepara para o prazer genuíno. O que é? Para aprender a alegria você precisa de todas as garantias?, uma vez pergunta Ulisses a Lóri. Antes de enfim se unir ao professor, Lóri quer se desfazer das amarras que a prenderam a uma vida limitada, independente, mas solitária, e de amores desimportantes: tenta superar o desconhecimento de si mesma e aprender a viver sem dor. Vinicius Torres Freire Colunista da Folha.

Resenha: Aprender a amar e a ser ela mesma é o grande desafio da personagem Loreley, cujo apelido é Lóri. Para o leitor, o prazer maior é ir aprendendo aos poucos a conhecer Clarice Lispector, através da trajetória dessa personagem. Ambientado no Rio de Janeiro, 'Uma Aprendizagem ou O livro dos Prazeres' conta a história de amor de Lóri e Ulisses. Lóri é uma moça rica de Campos, principal cidade do Norte Fluminense, que optou por morar no Rio, onde trabalha como professora primária e pode desfrutar de uma liberdade impossível em sua cidade natal. Ulisses é um professor de Filosofia, que conhece Lóri na rua e aos poucos vai conduzindo-a na aprendizagem do prazer.

"(...)Lóri: uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de ,se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes o próprio apesar de que nos empurra para a frente." 

Loreley é personagem de uma lenda do folclore alemão, que seduz e enfeitiça os pescadores. Ulisses é o herói da epopéia grega, que vence os obstáculos usando a inteligência. As duas personagens de Clarice trazem as características de seus modelos originais e envolvem o leitor numa trama que se torna ainda mais apaixonante por ser uma aventura no mundo da linguagem, sem começo nem fim. A narrativa começa com uma vírgula, como se fosse a continuação de algo já iniciado, e se encerra com dois pontos, indicando que a estória prossegue, embora não apareça no livro.

Como em todas as obras de Clarice Lispector, 'Uma Aprendizagem ou O livro dos Prazeres' é um ponto de vista feminino a respeito da vida. Lóri, na verdade, é a personagem central, enquanto Ulisses ocupa um papel secundário, mero referencial para os pensamentos e atitudes de Lóri. O livro conta, acima de tudo, a viagem empreendida por Lóri em busca de si própria e do prazer sem culpa. Uma viagem na qual Ulisses funciona como um farol, indicando onde estão os perigos e o caminho correto para a aprendizagem do amor e da vida.

Opinião: como todos os livros de Clarisse, esse não foge a regra, é tão profundo que toca o âmago do leitor, com reflexões sobre a vida de forma poética. O livro não é de leitura muito fácil, já que a autora usa e abusa da licença poética que possui, mas apesar disso, é de leitura muito rápida, já que você acaba se integrando na narrativa, e mais que ler acabamos refletindo com as palavras de Lispector, o que não é surpresa para os leitores assíduos dos livros assinados por ela. 

A narrativa gira em torno de um casal, uma professora primaria que conhece um professor de filosofia, que além de seu par romântico, acaba sendo um tutor de como viver a vida plenamente. A personagem principal Lóri, é uma pessoa introspectiva que leva suas emoções ao extremo, amor demais, dor demais, que acaba aprendendo com os conselhos de Ulisses, seu par romântico, a se conhecer melhor e como se posicionar frente aos desafios do mundo.
Após a leitura acabamos por ter aquela ressaca literária, do tipo que nos pegamos pensando durante o banho sobre a vida e como nos portamos frente aos nossos desafios, desejando que alguém apareça para ser nosso Ulisses, para dar coragem e segurança frente às intempéries da vida. Indico a leitura, mas aviso que é importante mergulhar de cabeça pois a narrativa é muito profunda e não vai ser agradável aos olhos de  leitores com interesse  raso. 

A Coleções Folha fez outro ótimo trabalho em sua coleção Grandes Nomes da Literatura, essa edição está em capa dura, as folhas são amareladas, com papel Chambril Avena. A  diagramação está muito boa.  A capa foi ilustrada pelo ilustrador Weberson Santiago. Recomendo a obra de Clarice, é muito boa.

Obs: Os exemplares podem ser adquiridos nas bancas e também pelo site da Coleções Folha.

Por Priscila Carvalho

Um comentário:

  1. Yvens, que escolha maravilhosa você trouxe aqui para o seu espaço. Li Uma aprendizagem há uns 15 anos e costumo dizer que a minha vida se resume a antes e depois dessa obra, hehehe...é avassaladora a transformação interna que ele pode nos causar, se permitirmos. Já está, inclusive, na fila para ser relido. Obrigada por trazer as memórias que me despertou com essa resenha.

    ResponderExcluir