08/07/2016

[RESENHA #85] O SILÊNCIO DAS MONTANHAS - KHALED HOSSEINI

Título: O Silêncio das Montanhas
Autor: Khaled Hosseini
Editora: Globo Livros
Ano: 2013
Páginas: 350
ISBN: 9788525054081
Onde Comprar: Amazon - Shoptime



Sinopse: O Silêncio das Montanhas traz como protagonista os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens.


Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. Assim como em O Caçador de Pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes.

Segundo o próprio Hosseini, o novo título "fala não somente sobre a minha própria experiência como alguém que viveu no exílio, mas, também sobre a experiência de pessoas que eu conheci, especial os refugiados que voltaram ao Afeganistão e sobre cujas vidas tentei falar tanto como escritor quanto como representante da Organização das Nações Unidas. Espero que os leitores consigam amar os personagens de O Silêncio das Montanhas tanto quanto eu os amo".

Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo - de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia -, a história se expanda, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar.

Resenha: Em O Silêncio das Montanhas, o autor Khaled Hosseini nos leva para o Afeganistão do ano de 1952, conhecendo a cultura do país.  O autor conta a história de dois irmãos, Abdullah e Pari, que foram separados pela miséria e crueldade do mundo. A mãe de Pari faleceu no parto, e desde esse fato, o seu irmão mais velho Abdullah, vem cuidando dela, trocando suas fraldas, colocando-a para dormir, pois seu pai Saboor não fazia essas tarefas.

"... Não havia como esquecer. Pari insistia em pairar nos limites do campo visual de Abdullah onde quer que ele fosse. Era como o pó que se apegava à sua camisa. Estava nos silêncios que se tornaram tão frequentes na casa, silêncios que intumesciam entre as palavras trocas, às vezes frios e vazios, às vezes prenhes de coisas que não eram ditas como uma nuvem cheia de uma chuva que jamais caía.." p. 52.

O casal de irmãos moram em uma aldeia distante de Cabul (Afeganistão), lá eles enfrentam a miséria, porém, algo pior do que isso acontece, eles são separados de forma cruel, acontece que a sua irmã Pari é vendida pelo pais para uma família rica, pois eles passavam severas dificuldades financeiras.

Esse fato, a venda da pequena Pari, cria marcas para o resto da vida em Abdullah. Todavia, Pari no fatídico dia de sua venda era muito pequena, desta forma não consegue se lembrar do seu passado, porém passa a vida sentindo falta de algo desconhecido, de algo que não consegue explicar.

A história dos irmãos ocorre durante um período de 60 anos, passando por diversos países além do Afeganistão, como Grécia, França e Estados Unidos, além disso vamos conhecendo o passado, o presente e as histórias dos personagens de uma forma geral.

"Já vivi muito tempo, Sr. Markos e uma coisa que aprendi é que vale a pena ter certo grau de humildade e caridade quando se julga o funcionamento interno do coração de outra pessoa." p. 100.

Em paralelo à história dos irmãos, o autor nos apresenta outros personagens que de certa forma possuem uma relação com os irmãos, possuindo os seus próprios dramas e dores, todavia, mantendo-se independente do enredo principal.

"Levei o telefone par ao quintal de trás e sentei numa cadeira, perto da horta onde eu cuidava dos pimentões e das abóboras gigantes que minha mãe havia plantado. O sol aquecia minha nuca, e acendi um cigarro com as mãos tremulas. Eu sei quem você é, falei. Sempre soube em todas a minha vida. Fez-se silêncio no outro lado da linha, mas tive a impressão de que ela estava chorando, em silêncio, que tinha distanciado a cabeça do telefone para chorar." p. 329.

Opinião: Khaled Hosseini nos presenteia com uma narrativa brilhante, uma escrita muito fluída e simples, apresentando uma história triste e emocionante. O autor constrói uma trama repleta de amor, relações familiares, egoísmo e solidariedade, com escolhas feitas que influenciam gerações ao longo dos 60 anos. Este é um livro muito bonito e delicado.
Achei muito interesse os capítulos, o autor vai alternando entre o passado e presente, são diversas as explicações apresentadas, com isso foi me deixando ansioso para ler o próximo capítulo. A leitura de O Silêncio das Montanhas foi rápida, muito em parte pela curiosidade que o autor despertou em mim, é um livro que trata a separação e como lidamos com ela.

Recomendo a leitura de O Silêncio das Montanhas, é um livro bastante reflexivo, sem contar o fato que vamos conhecer um pouco da cultura oriental através de sua obra.

Para finalizar, a edição da Globo Livros está muito bem feita. Não encontrei erros ortográficos ou gramaticais, sinal que o trabalho de revisão foi competente. A diagramação está muito boa, fontes em tamanho confortável, papel amarelado.


Book Trailer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares