04/08/2016

[RESENHA #99] OS AMANTES DE HIROSHIMA - TONI HILL


Título: Os Amantes de Hiroshima
Autor: Toni Hill
Editora: Tordesilhas
Páginas: 504
Ano: 2016
ISBN: 9788584190409
Onde Comprar: Alaúde - Submarino

Sinopse: Em uma cidade que se ergue contra os poderosos, há segredos que continuam debaixo da terra. Maio de 2011. Em uma casa abandonada perto do aeroporto, a polícia de Barcelona encontra dois mortos envoltos em uma mortalha de flores. Abraçados, eles foram ali sepultados junto com uma grande quantia de dinheiro. Poderia tratar-se de um jovem casal de namorados que havia desaparecido sete anos antes? Em meio a um malogrado julgamento da mídia, o caso fora encerrado antes do tempo. Agora, Héctor Salgado e sua equipe são encarregados da investigação, um quebra-cabeça cercado de pistas de mais. 
Enquanto isso, nas principais praças do país, uma multidão de indignados se propõe a revelar o verdadeiro rosto do poder. O inspetor Salgado, mais do que nunca unido à agente Leire Castro na busca por sua ex-mulher, também precisará investigar o que nunca imaginara até chegar à obscura origem do desaparecimento de Ruth e a uma verdade de consequências trágicas e imprevisíveis.

Resenha: Os Amantes de Hiroshima é o terceiro livro da série, nela vamos continuar acompanhando o inspetor Héctor Salgado. Nessa obra o inspetor e sua assistente Leire Castro continuam investigando o misterioso desaparecimento de Ruth, a ex-mulher do investigador,    que ganha um grande destaque nesse término de trilogia, é claro com a resolução do mesmo.

"[...] Um porão transformado em mausoléu. Uma tela macabra estampada à guisa de mortalha, como se o túmulo fosse um leito de flores. A forte sensação de que os mortos tinham sido amantes e de que alguém, provavelmente seu assassino, queria que estivessem juntos." p. 38.

Acompanhamos também, de início, investigações sobre as mortes brutais de um jovem casal encontrado em uma casa abandonada, em ruínas, lá eles estavam abraçados sobre um colchão e com os corpos cobertos de flores amarelas, além de uma quantia enorme de dinheiro e documentos que foram encontrados.

"Aquele momento de pânico sempre se repetia. O instante em que receava ficar sozinho, ou quase. Era o mesmo temor nervoso que sentira com oito anos meia hora antes de começar sua festa de aniversário, ao ver a mesa posta com guardanapos coloridos e pratos de plástico.." p. 119

Daniel e Cristina, os jovens encontrados mortos na casa abandonada, estavam desaparecidos tinha sete anos e até então nenhuma conclusão tinha sido feita, pois até então não foram encontrados os seus corpos. Daniel era vocalista da banda Hiroshima, composta pelos jovens Hugo, Isaac e Léo, de outro lado Cristina, uma garota de temperamento forte, aluna do curso de escrita criativa, ministrado pelo professor Santiago Mavart.

Nesse caso, são designados o inspetor Héctor Salgado e a sua equipe, formada por Leire, Torres e Roger. O problema maior é que, quanto mais a equipe investiga sobre o crime, mais sujeiras encontram. Vão perceber que várias pessoas tinhas motivos para desejar a morte de Daniel ou de Cristina.

"[...] E se não podia mudar o presente nem o passado, por que éramos tão arrogantes a ponto de confiar em nossa capacidade de alterar o futuro? Continuávamos segundo a linha do nosso temperamento e das nossas circunstâncias, como se fôssemos manobrados por fios invisíveis." p. 311.

Em meio aos dois casos, Héctor Salgado precisará enfrentar os seus medos pessoais, o envolvimento com Omar, um homem extremamente perigoso e ligado com o desaparecimento de Ruth, além dos seus relacionamentos com Leire e com o seu filho adolescente Guillermo, que ainda não conseguiu superar o sumiço da mãe.

Opinião: Primeiramente gostaria deixar os agradecimentos para a Tordesilhas Livros, nossa parceira, que nos enviou esse belo livro. Já sobre Os Amantes de Hiroshima, este é dividido em quatro partes: "As Vítimas", "Os Sobreviventes", "Os Abutres" e "Os Carrascos".
Toni Hill continua desenvolvendo os personagens de forma magistral nesse fechamento de trilogia, nos apresentando cada um com níveis de complexidade diferentes. Nessa teia de personagens apresentados, todos apresentam algum nível de suspeição, pois apresentam motivações para isso.

A narrativa é realizada em terceira pessoa, de forma muito brilhante, pois conseguiu manter um alto nível de qualidade na obra, apresentando um grande poder, me mantendo curioso e instigado com o que iria acontecer, mantendo o suspense até o final da obra.
Os Amantes de Hiroshima é uma leitura bastante ágil, rápida e impactante. Devido sua trama envolvente, acredito que vá agradar tantos os leitores que gostam de romance, ficção e terror, quanto aqueles que gostam de suspense.
A Tordesilhas Livros fez um belo trabalho nessa edição, tradução, capa, orelhas, fonte em tamanho confortável. Dos três livros lidos da trilogia, certamente esse foi o que mais gostei, inclusive a capa, que ficou sensacional. Obra mais do que recomendada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares