21/09/2016

[RESENHA #122] SERVIÇO SECRETO - LEE CHILD


Título: Serviço Secreto (Jack Reacher #6)
Autor: Lee Child
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 420
Ano: 2016
ISBN: 9788528619393
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Jack Reacher está acostumado a vagar sozinho de uma cidade a outra, sem destino, emprego, endereço ou identidade. Entretanto, ao ser procurado por M. I. Froelich, uma agente do Serviço Secreto, recebe um pedido bastante incomum: “Quero contratá-lo para assassinar o vice-presidente dos Estados Unidos da América”. Mais nova chefe de segurança do vice-presidente eleito, ela quer que Reacher tente encontrar as falhas na defesa de sua equipe, testando sua eficácia contra um potencial ataque. Reacher é a pessoa certa para isso: tem a habilidade e a furtividade de um ex-policial do Exército, além de ser totalmente anônimo. Ela só não fala que, na verdade, a ameaça é real e a vida do vice-presidente de fato corre perigo.

Resenha: Em Serviço Secreto temos Jack Reacher, um ex-policial do exército que está levando uma vida simples, viajando sem destino. Jack não tem pertences comuns como cartão de crédito ou celular, além disso nenhum emprego, vive do jeito que quer. Porém em dado momento Jack é encontrado por Froelich.

"Eles o descobriram em Julho e ficaram co raiva durante todo o mês de agosto. Tentaram matá-lo em setembro. Era cedo demais. Não estavam prontos. O atentado foi um fracasso. Podia ter sido um desastre, mas na verdade foi um milagre. Porque ninguém percebeu." p. 7.

M. I. Froelich é a nova segurança do vice-presidente eleito e parece que alguém não quer deixá-lo tomar posse. Dessa, forma, a chefe de segurança opta por contratar alguém de fora, com o objetivo de testar sua segurança e encontra possíveis falhas, além é claro de descobrir quem está por detrás das ameaças. É nesse momento que entra Jack Reacher, alguém que ela sequer conhece pessoalmente, mas que parece ser a pessoa perfeita para o trabalho.

"Reacher se virou um pouco de lado e olhou para ela novamente. O Joe tinha bom gosto, pensou. De perto, ela era bonita. Cheirosa. Pele perfeita, olhos lindos, cílios longos." p. 36.

Reacher resolve então aceitar a missão e com isso pede ajuda a sua velha amiga, Frances Neagley. Em questões de dias, Jack e Frances conseguem "matar" o vice-presidente por três vezes, ou seja, a falha é enorme e Froelich tem um grande problema em mãos, que é resguardar a vida do vice-presidente.

"Froelich atravessou a calçada até o suburban. Espalhou as pastas no banco do passageiro. Ligou o carro, metendo o pé com força no freio. Então tirou o telefone da bolsa e o abriu. Apertou dígito por dígito o número da casa de Stuyvesant e ficou com o dedo parado sobre o botão de ligar." p. 70.

Vemos então que a vida do vice-presidente realmente corre um grande risco, dessa forma Jack Reacher acaba por ajudar a proteger a importante figura política e ao mesmo tempo busca investigar para assim encontrar as possíveis ameaças.

Em dado momento Jack e Frances vão ter que correr contra o tempo para salvar o vice-presidente, pois as ameaças aumentam e estão mais perigosas. Mesmo que a dupla sigam as pistas, eles enfrentam diversas dificuldades para descobrir o que de fato está acontecendo. Por outro lado, eles acreditam que uma dupla os está ameaçando e parecem sempre estar um passo a frente, de forma que precisam agir rápido e descobrir tudo o que está acontecendo.

Opinião: Serviço Secreto é o sexto volume sobre Jack Reacher, mas é ao mesmo tempo um livro independente, não se faz necessário ler os outros cinco livros anteriores para entender o atual. Isso é algo válido e importante, pois considero um ponto positivo, de modo que pode atrair novos leitores.
Lee Child nos apresenta uma história muito boa, com personagens bem construídos e ágil. As cenas apresentadas ao longo da trama são nuas e cruas, melhor dizendo, fortes quando se faz necessário. Gostei da coragem e capacidade do autor de fazer o que quiser sobre o destino dos personagens.
O autor conseguiu prender a minha atenção com esse thriller fantástico, que se apresentou repleto de ação, suspense e adrenalina. Acredito que consiga prender a atenção de diversos leitores também, pois a obra é de muita qualidade. Lee Child foi magistral ao não deixar brechas para o leitor descobrir com antecedência o desfecho, o que aconteceria na trama. 
Sobre a parte editorial, a Bertrand Brasil acertou em cheio, a capa está bonita e em alto relevo. Não consegui perceber erros de revisão, se acaso existem, passou batido. Eu particularmente deixo como ponto negativo apenas as folhas, que são brancas, pois amo folhas amareladas, mas isso é bem pessoal. As fontes estão em um tamanho bastante agradável e a edição possui orelhas. No mais, recomendo a leitura para todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

INSTAGRAM

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares