[ENTREVISTA #04] CONVERSAMOS COM MARK LAWRENCE - Saga Literária

Novidades

terça-feira, outubro 25, 2016

[ENTREVISTA #04] CONVERSAMOS COM MARK LAWRENCE

Olá pessoal, é com grande orgulho que anunciamos a quarta entrevista realizada pela Saga Literária, sendo a segunda entrevista internacional e é com ele, o norte americano Mark Lawrence, autor das Trilogias dos Espinhos (Império Quebrado) e Guerra da Rainha Vermelha. 

Confira abaixo a conversa que tivemos com o autor, que por sinal foi muito atencioso e tem um carinho especial pelo público brasileiro.

1. Primeiro, obrigado pela oportunidade que concedeu para a Saga Literária. Segundo, para quem não conhece você. Quem é Mark Lawrence?

ML: Até recentemente eu trabalhava como cientista, pesquisando na área de Inteligência Artificial. Eu cuido da minha filha mais nova, portadora de necessidades especiais, e sou escritor no meu tempo livre. No passado passado deixei de ser cientista e me tornei um escritor em tempo integral.

2. O que o motivou a ser escritor? Quais os autores inspiraram você?

ML: Eu só aprecio escrever. Quando eu era jovem, eu costumava participar de vários jogos de RPG, como Dungeons e Dragons. Quando eu parei de jogar, eu ainda queria criar e escrever histórias.

Desde criança eu era um grande fã de Tolkien, Moorcock e Donaldson. Esses são definitivamente, minhas inspirações. Recentemente tenho como autores favoritos George Martin, Ursula LeGuin, David Gemmell e Stephen King.

3. Onde e quando você prefere escrever?

ML: Eu não me preocupo com isso. Eu escrevi partes de Prince of Thorns no hospital enquanto observava a minha filha mais nova. Ela passou muito tempo no hospital.

4. A Trilogia dos Espinhos é um grande exemplo de literatura fantástica e épica. Existe alguma razão em particular para ter escrito a trilogia?

ML: Eu não planejo meus livros, então não há razões específicas. Com Prince of Thorns eu só comecei a escrever. No começo eu pensei que seria uma história curta, mas acabou crescendo.

5. Para aqueles que não conhecem a Trilogia dos Espinhos, sobre o que se trata?

ML: A resposta simples é que se trata de Jorg Ancrath. Eu posso te dar a sinopse da edição especial que será lançada em breve.

A Trilogia dos Espinhos narra o conto de Jorg Ancrath. É também a história de exércitos em conflitos, da queda de cidades, de reinos obtidos e perdidos, e da reconstrução de um império. É a luta singular de uma criança despedaçada tornado-se homem, em busca de um significado e propósito em algo maior.

Eu sou Jorg de Ancrath. Eu tomo o que eu quero, e tudo, nunca é suficiente. Para chegar ao trono, é necessário do homem uma jornada. Mesmo um caminho pavimentado com boas intenções, pode levar ao inferno, e as minhas intenções nunca foram boas.

Este é o lugar onde o homem sábio se afasta. Este é o lugar sagrado, onde ajoelha-se e clama por Deus. Essas são as últimas milhas, meus irmãos. Não olhe para mim como se eu fosse te salvar. Não pense que eu irei perder tempo contigo. Corra se você é sagaz. Ore se você tem alma. Marque o seu lugar se é corajoso. Mas não me siga. Siga-me, e eu partirei seu coração.

6. Conte-nos um pouco sobre Jorg.

ML: O Jorg é... complicado. Existem vários Jorgs. O que vemos, aquele que poderia ter sido, e o que ainda vai ser. Existe o Jorg que o próprio Jorg vê, há o Jorg que ele tenta nos mostrar, e o Jorg que vemos nas entrelinhas. Ele é um indivíduo extremamente individual, que recusa compromissos (obrigações). Talvez essa linha resuma ele melhor: "Há algo frágil em mim que vai se quebrar antes que se curve."

7. Você esperava que a Trilogia dos Espinhos fizesse tanto sucesso?

ML: De modo algum. A grande maioria dos livros passam rapidamente para o esquecimento, e muitos deles são bons.

8. Mark, o que você poderia nos dizer sobre a Trilogia da Guerra da Rainha Vermelha?

ML: Esses livros são ambientados nas mesmas terras da trilogia dos Espinhos (Império Quebrado), e no mesmo tempo. Jalan é o personagem principal, é também um príncipe, porém de personalidade distinta da apresentada por Jorg. Ele é preguiçoso e covarde, é feliz desfrutando os prazeres da vida, bebendo, apostando e perseguindo mulheres. Mas ele se vê arrastado de uma forma diferente para o mesmo conflito que Jorg enfrenta. Jalen realmente encontra-se com Jorg em várias ocasiões.

A Guerra da Rainha Vermelha tem um tom mais leve  do que o apresentado na Trilogia dos Espinhos, porque ele é visto através dos olhos de Jalan e é bastante engraçado, mas certamente não falta um pouco de drama ou terror. Jalan uniu-se com um guerreiro Vikings chamado Snorri, que tem grande influência sobre ele.

9. Mark, você está trabalhando em algum projeto nesse momento?

ML: Eu acabei de terminar uma trilogia definida em um novo mundo. O primeiro livro é a irmã vermelha, e a trilogia é ancestral, sobre antepassados. Agora eu estou tentando umas ideias diferentes para ver o que irie escrever em seguida.

10. Cite os seus cinco livros favoritos.

ML: O Senhor dos Anéis de JRR Tolkien, A Guerra dos Tronos de George RR Martin, Sebkub Ascebds de Josiah Bancroft, A Sword in the Storm de David Gemmell e Free Fall de William Golding.

11. Como você vê essa sua relação próxima com os fãs brasileiros? Quando você virá ao Brasil?

ML: Os leitores brasileiros são muito ativos em se engajar com os autores, e eu conheci alguns no evento Gathering Grim que participei em Londres e Bristol, no Reino Unido.

Eu estou muito impressionado com a quantidade resenhas sobre meus livros, especialmente no youtube (que, infelizmente não posso entender). Anteriormente eu fui no Brasil para uma conferência de ciência, mas, infelizmente, por cuidar da minha filha mais nova, eu não posso mais realizar longas viagens.

12. Mark, obrigado novamente pela oportunidade e atenção para com a Saga Literária. Qual a mensagem que você deixa para os brasileiros e leitores da Saga Literária?

ML: Muito obrigado por lerem meus livros e estarem tão apaixonados por eles. Ah, e fizeram uma grande Olimpíadas, foi um grande show!

28 comentários:

  1. Muito boa sua entrevista. Adoro o Mark e amo suas obras. É muito legal saber mais sobre ele, e espero ler muito mais dele no futuro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Alex. O Mark é super gente boa e atencioso!

      Excluir
  2. Esse cara parece ser um gênio, pelo menos foi essa a impressão que eu tive ter. Já vi algumas resenhas dos livros dele, mas infelizmente nunca li, só que agora depois de ver um pouco mais sobre ele e suas obras, fiquei morrendo de vontade.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo Eduarda, ele parece que é um gênio. As obras dele são muitos, os reviews super positivos!

      Excluir
  3. Nunca li os livros dele, mas adorei a entrevista.
    É muito legal que ele saiba dos fãs Brasileiros né, e mais legal ainda ter participado da entrevista.
    E parece ser uma pessoa humilde e incrível. Gostei de saber sobre ele e suas obras.

    http://www.boutiquedecliches.com.br/2016/09/resenha-livro-transformacao-de-raven.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ludimila, a relação de Mark com os fãs brasileiros é bem próxima!
      Ele de fato é humilde e super gente boa!

      Excluir
  4. ouuuwn, que fofo *-*
    amei conhecer mais sobre ele, pena ele não poder mais viajar com frequencia... e quanta inspiração bacana na vida dele...
    despertou meu interesse em ler suas obras...
    bjs^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai Maria Valéria, tudo bem?
      Então, ele cuida da filha mais nova, então viagens só próximas ultimamente. Pelo pouco que pude saber da vida dele, é superação!
      Bjus

      Excluir
  5. Oiii Yvens, tudo bem?
    Achei muito bacana essa entrevista que o autor respondeu diversas perguntas, não sou muito chegada nas obras dele, mas nessa postagem pude conhecê-lo melhor.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  6. Eu já conheço o autor mas ainda não li nenhuma de suas obras. Achei a entrevista bacana e deu para conhecer um pouco mais sobre ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei ter feito a entrevista com ele. O Mark foi bem atencioso!

      Excluir
  7. Que bacana essa entrevista, nunca li nada do autor, mas gostei de saber de suas inspirações. Deve ser realmente maravilhoso entrevistar aqueles autores que nos inspiram, eu ficaria nas nuvens acaso entrevistasse a Chimamanda. A parte da entrevista que mais gostei foi esta: "Eu não planejo meus livros, então não há razões específicas. Com Prince of Thorns eu só comecei a escrever. No começo eu pensei que seria uma história curta, mas acabou crescendo."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Mark é um exemplo, com vários problemas e conseguindo escrever, além do mais, foi foda ao falar que não planeja, simplesmente escreve!

      Excluir
  8. Que ótimo ter esse contato com o autor e poder trazer para o blog essa entrevista. Conheci os livros dele através do site da Saraiva e depois pelos blogs, mas ainda não tive a oportunidade ler. Muito bom poder conhecer mais sobre o autor. Obrigada por compartilhar !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho os 4 livros que a Dark lançou dele "A Trilogia dos Espinhos e Guerra da Rainha Vermelha", só este último ainda não li.

      Excluir
  9. Que maravilha de reportagem! Não sabia sobre a filha do autor. Com certeza foram e são momentos mais difíceis. Eu adoro a trilogia dos espinhos e quero ver se agora em novembro leio o último livro. Não vejo a hora de comprar a trilogia da A Guerra da Rainha vermelha, que também promete.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu também não sabia, então foram momentos difíceis que o autor passou. Quero logo a trilogia da Guerra da Rainha Vermelha, tenho apenas o primeiro volume, único lançado pela Darkside!

      Excluir
  10. Gosto muito de entrevistas no geral, mas essa foi super bacana! É muito legal conhecer o outro lado dos livros, por trás de quem o escreveu. Os livros dele estão na minha lista e nem imaginava nada sobre ele... Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o principal, conhecer o autor, sempre fico bem curioso!

      Excluir
  11. Olá!
    Essa entrevista excedeu as expectativas! Adorei conhecer um pouco mais do autor e confesso que me deu ainda mais curiosidade em conhecer os seus trabalhos, que parecem ser ótimos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, as obras de Mark são bem construídas, narrativa ágil, eu adorei os livros!

      Excluir
  12. Amigo...que entrevista incrível! Parabéns :)

    Adorei...o blog está cada dia melhor.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Quel, procuro sempre melhorar!

      Excluir
  13. Olá,adorei a entrevista, não conhecia o autor e seus livros ainda mas adorei, a escrita para ele parece ser uma válvula de escape dos inúmeros problemas da vida dele, mas ele seguiu em frente superando todos e ainda conseguindo escrever uma trilogia de sucesso,meus parabéns a ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, em parte sim, por outro lado ele sempre amou escrever!

      Excluir
  14. Genteeeee.
    Parabéns pela entrevista, incrível. Adorei a forma como ele deu as respostas, parece ser uma pessoa super simpática.
    E esses livros são incríveis mesmo.
    Fiquei apaixonada.
    Parabéns novamente e desejo muito sucesso ao blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é bem simpático mesmo, adorei entrevistá-lo!

      Excluir