[RESENHA #129] FILHO DAS SOMBRAS - JULIET MARILLIER - Saga Literária

Novidades

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, outubro 12, 2016

[RESENHA #129] FILHO DAS SOMBRAS - JULIET MARILLIER


Título: Filho das Sombras (Sevenwaters #02)
Autor: Juliet Marillier
Editora: Butterfly
Páginas: 615
Ano: 2013
ISBN: 9788588477995
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: “Filho das Sombras” narra à história da jovem Liadan, que, tal como a sua mãe, Sorcha, herdou a habilidade de falar com os espíritos da floresta, os quais lhe segredam que ela deve permanecer, para sempre, em Sevenwaters, se quiser que as ilhas Sagradas sejam retomadas dos bretões. A Irlanda está numa avassaladora guerra, onde um misterioso homem é temido e reconhecido como um mercenário feroz. E, assim como sua mãe no passado, ela acaba por ser capturada e sente-se cada vez mais atraída pelo ser das sombras, apesar de saber da maldição da profecia que Seres da Floresta lhe preveniram.



Resenha: Filho das Sombras é a sequência da história que retrata o povo de Sevenwaters, isso acontece por volta de 18 anos após o final do primeiro livro, e traz a história dos filhos de Sorcha. A narradora de Filho das Sombras é Liadan, caçula da família, tem aproximadamente 16 anos e herdou a aparência física da mãe, assim como os seus dons, além é claro de conversar com os seres da floresta.

"Minha mãe conhecia todos os contos e histórias que já haviam sido narrados à luz das lareiras de Erin e muito mais. Todos adoravam se sentar ao se redor depois de um longo dia de trabalho para se maravilhar com sua habilidade de tecer o fio das palavras, formando belas histórias." p. 17.


Dessa vez, temos três irmãos: Sean, seu irmão gêmeo Liadan e Niamh, a primogênita da família. Dessa forma, ao longo da leitura percebemos outros poderes de Liadan, diferentes dos de sua mãe, e daqueles herdados de seus tios, mas não é só isso, a jovem tem muito de seu pai, apresentando preocupação com o próximo e grande paciência.


"Um tumulto de emoções tomou conta de mim: choque, medo e uma vontade imensa de jamais ter ido ali colher aquelas plantas. E a noção de que, por mais que eu quisesse, não conseguia desviar meus olhos daquela cena." p. 87.


Seres da Floresta exigem que Liadam fique para sempre em Sevenwaters, pois um terrível mal está para voltar e as terras de sua família está em perigo, mas Liadan tem dificuldades para aceitar ordens e acaba enfrentando, questionando as regras dos Seres da Floresta.


Em um período passado, Lady Oonagh destruiu a família de Sevenwaters, transformando os seis irmãos de Sorcha em cisnes. Sorcha então precisou cumprir diversas tarefas complicadas e terríveis para trazer todos de volta e agora em Filho das Sombras, descobrimos o que aconteceu com alguns desses personagens.

Com o passar do tempo Red e Sorcha tiveram três filhos, que são os gêmeos Liadan e Sean, além de Niamh, a mais linda mulher da província. Sean é lo líder e herdeiro de Sevenwaters, tem uma grande e forte ligação com a sua irmão. Por fim, temos Niamh que acaba sofrendo devido um ato irresponsável e impensado que cometera.

"No dia seguinte à minha chegada, fiz uma vela. Nada de especial nisso. Fazer velas era algo corriqueiro, parte de nosso trabalho em Sevenwaters. Mas todos queria que eu ficasse descansado." p. 238.


Os clãs nesse mundo estão sofrendo com a guerra e um mercenário surge, conhecido como o "Homem Pintado", ele causa o desespero e destila o medo, onde ele e seus homens passam, cometem as piores atrocidades e acabam por capturar Liadan, porém, um sentimento surge e ela acaba sentindo uma grande atração por esse líder.


O Homem Pintado é conhecido pelo nome de Bran, é destemido e audacioso, adoro o perigo e o desafio. Em seu grupo os homens possuem tatuagens por todo o corpo, deixando uma aparência feroz e exótica. Logo percebemos que a amargura de Bran se deve ao que sofreu na infância, carregando em si, sentimentos como a raiva. Embarque nessa jornada cheia de amor, ódio e fantasia.

Opinião: Em Filho das Sombras os personagens são bem moldados por Juliet Marillier, são reais e críveis, eles conseguem cativar o leitor, assim como foi no primeiro volume. Os novos personagens inseridos na trama possuem o seu carisma e no final, percebemos que todos são passíveis de erros, e todos são capazes de amar e odiar, assim como cometerem grandes atos de covardia ou coragem.

Juliet Marillier é uma grande escritora, consegue envolver o leitor, encantar e emocionar. A autora conseguiu me deixar preocupada e tensa. As 600 páginas não incomodou em nenhum momento, pois a narrativa fluiu muito bem e me deixou curiosa, interessada sobre o que iria acontecer. Estou ansiosa para ler a Filha da Profecia, que por sinal deve manter a alta qualidade da coleção Sevenwaters.
A Editora Butterfly está de parabéns, a diagramação está um espetáculo, a capa é maravilhosa, a arte muito bonita e as páginas são amareladas. Encontrei alguns poucos erros de digitação ao longo da obra, mas não compromete a leitura.
Confira o Booktrailer

Um comentário:

  1. ALERTA DE TÍTULO E CAPA CHAMATIVOS.
    Já gostei por isso e já foi direto pra minha wishlist, sem nem ler a sinopse.
    Adorei a sinopse. Agora vou me obrigar a pegar todos os livros da série.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    ResponderExcluir