[RESENHA #136] O HOMEM QUE CAIU NA TERRA - WALTER TEVIS - Saga Literária

Novidades

quinta-feira, outubro 27, 2016

[RESENHA #136] O HOMEM QUE CAIU NA TERRA - WALTER TEVIS


Título: O Homem Que Caiu Na Terra
Autor: Walter Tevis
Editora: Darkside Books
Tradução: Taissa Reis
Páginas: 224
Ano: 2016
ISBN: 9788594540058
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: O Homem que Caiu na Terra tornou-se um verdadeiro clássico da literatura e uma das mais refinadas, sutis e delicadas ficções científicas já escritas. Publicado originalmente em 1963, ganhou reconhecimento em todo o planeta com a adaptação para o cinema dirigida por Nicolas Roeg em 1976. O filme também marcou a estreia de David Bowie no cinema encarnando o protagonista alienígena - para quem o papel parecia ter sido especialmente pensado (o que não foi o caso): um ser andrógino, impúbere, alto para os padrões terráqueos, delicado, magro, polido e que tenta se adaptar à vida terrestre para sobreviver entre os humanos.

Thomas Jerome Newton veio de Anthea para a Terra em uma missão desesperada para salvar os poucos habitantes que ficaram em seu longínquo e desconhecido planeta. Para isso, precisa construir aqui uma nave que possa trazer os 300 de sua espécie que ainda vivem em um planeta onde a água acabou e os recursos são cada vez mais escassos. Com conhecimento e inteligência muito superior aos humanos, Newton logo se torna um bem sucedido empresário do ramo de patentes tecnológicas e também descobre a solidão, o desespero e o álcool - criando uma delicada parábola sobre as mudanças que estavam ocorrendo entre os anos de 1950 e o início da Guerra Fria.

Escrito com vigor e com uma prosa carregada de tensão poética, Walter Tevis produziu uma das ficções científicas mais realistas sobre um alienígena que vai absorvendo o dia a dia, o jeito e os vícios humanos pouco a pouco. Realista o suficiente para se tornar uma metáfora daquilo que todos nós carregamos: uma indescritível angústia e solidão existencial.

Resenha: A presente obra foi escrita por Walter Tevis em 1963, recebeu uma adaptação cinematográfica que foi dirigia por Nicolas Roeg e estrelada pelo camaleão (músico, cantor, compositor, ator...) David Bowie e nesse ano de 2016 foi publicada aqui no Brasil pela primorosa Darkside Books.

Em O Homem Que Caiu Na Terra, vamos acompanhar a história de Thomas Jerome Newton, um alienígena escolhido pelo seu povo, que tem uma enorme facilidade em se adaptar, para vir para o planeta Terra, com o objetivo de conseguir meios para construir uma nave e resgatar o seu povo, que sofre séries dificuldades de se manter vivo no planeta Anthea, devido os recursos escassos.

Na leitura tomamos conhecimento do processo de aprendizagem de Thomas dos usos e costumes dos terráqueos, ainda em Anthea, ele assistia programas de televisão para que pudesse simular, copiar e aprender os gestos, idiomas e regras de socialização.

"(...) Andou por vários quarteirões sob a luz fraca, confuso pela estranheza do lugar, tenso e um pouco assustado. Tentou não pensar no que faria. Já havia pensado o bastante sobre aquilo até o momento." p. 15.

Durante a trama somos apresentados para outras duas personagens, Betty Jo Mosher e Nathan Bryce, que vão intercalar a narrativa com os pontos de vista de Thomas. Betty é uma viúva que vive de auxílios do governo e Nathan é um professor de química, também viúvo e muito curioso.

Chegando ao planeta Terra, Thomas utiliza-se de seus conhecimentos e inteligência superior à dos humanos, tornando-se um empresário bem sucedido, criando inclusive diversas patentes tecnológicas, originais do seu planeta, isso o leva a se tornar conhecido, rico e influente.

"Quão sábias essas malditas crianças eram? Foi quando se lembrou do próprio papo-furado que declamava durante o ano em que tinha se formado em Literatura, quando tinha seus vinte e poucos anos: “níveis de significado”, “o problema semântico”, “o nível simbólico”. Bem, havia um monte de substitutos para o conhecimento e a sabedoria, metáforas falsas por todos os lados." p. 42.

Diante dessas revoluções, aparece o professor Nathan Bryce, que intrigado com os avanços tecnológicos, começa investigar a empresa de Thomas Newton. Nesse meio tempo, Thomas através do convívio com os seres humanos, descobre a melancolia, o álcool, aspectos esses que começam afetar a realização de sua missão.

"(...) Às vezes, vocês nos parecem macacos soltos em um museu, correndo com facas, rasgando os quadros e quebrando as estátuas com martelos." p. 162.

Opinião: O Homem que caiu na Terra é uma leitura super fluida. Walter Tevis traz uma linguagem simples e leve. A obra é do gênero ficção científica e tem uma temática filosófica e atual, pois trata de problemas comuns e cotidianos, como a melancolia e o uso do álcool. 
O grande diferencial da obra é conhecermos a ótica de um ser alienígena (Thomas) sobre o nosso planeta, por ser estranho aos nossos usos e costumes, foi necessário se adaptar ao planeta Terra e com o tempo, acabou perdendo muito do planeta Anthea em si, algo que o deixa entre dois mundos.
Walter Tevis nos presenteia com um livro repleto de sentimentos como a solidão e o desamparo, reflexões e incerteza. Walter Tevis simplesmente descreve os pensamentos do personagem e alguns acontecimentos, não fazendo qualquer espécie de julgamento sobre condutas.

A presente obra foi escrita em um momento histórico importante do século XX, durante a guerra fria, onde reinava a disseminação do medo através da guerra fria, uma guerra psicológica, devido ao temor da possibilidade de uma guerra nuclear, que se de fato tivesse acontecido, teria colocado em cheque a existência da humanidade. Trata-se de uma leitura rápida e curta, mas longe de ser rasa. Mais do que recomendo a leitura dessa obra de Walter Tevis.
A edição do Homem que Caiu na Terra é de fato uma das mais bonitas e bem feitas que pude ver da Darkside Books entre os lançamentos de 2016. A obra possui cores fortes, capa com David Bowie, um projeto gráfico lindo.

FOLHEANDO | O HOMEM QUE CAIU NA TERRA

25 comentários:

  1. Tenho predileção pelos clássicos, mas ainda não tive a oportunidade de ler O Homem Que Caiu Na Terra. como você bem colocou, essa edição da Dark é muito bonita, foi o que mais me chamou atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O conteúdo é bem legal, gostei muito por ser também ficção científica. Agora, a Darkside sempre dando show!

      Excluir
  2. Ooii Yvens, como vai?
    Fiquei completamente apaixonada pela sua resenha, foi a primeira que li dessa obra e fiquei encantada, a editora está de parabéns de tanto capricho na edição <3
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou bem Morgana!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha, de verdade!
      A Caveirinha caprichou mesmo!

      Excluir
  3. A Darkside Books sempre dando show nas capas, heim!
    Não li esse livro ainda, mas fiquei bem interessada na história. Me parece um livro fantástico.
    Bela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, um livro fantástico!
      Se tiver oportunidade leia, não vai se arrepender!
      A Caveirinha deu show!

      Excluir
  4. Oi Yvens, tudo bem? Mais um super sucesso da Darkside hein? Eu não conhecia a obra, mas super curti a sua resenha e indicação. Minha lista de leitura está enorme, mas vou tentar ler esse sim e que edição linda né? Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Faby, se tiver oportunidade, leia mesmo! O livro é top!
      Essa edição, ao lado dos Pássaros, coloco entre as 5 mais bonitas desse ano pela Dark!

      Excluir
  5. oi,Yvens... Cara,morro de inveja desses livros lindos que tu recebe hahaha
    eu sou doida pra ler esse título,e quando vi o lançamento da Darkside, fiquei mega ansiosa pra comprar o meu... gosto dos temas que a obra aborda... certamente vou me encantar coma leitura...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahuahua

      Maria, devagar vamos comprando ou recebendo livros da Dark, desejo que 2017 seja assim para você! E pelo que conheço das suas leituras, vai curtir O Homem Que Caiu na Terra!

      Excluir
  6. Oieeee
    Tudo bom?
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro e da para notar sua empolgação nela.
    Fiquei curiosa para conhecer melhor o enredo e a editora como sempre arrasando em seus livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Michelle, curti mesmo!
      A Dark arrasa nas suas edições e divide o meu coração com a editora mestre em ficção científica!

      Excluir
  7. É engraçado como até mesmo um alienígena consegue absorver os problemas que nós seres humanos temos, mesmo com toda sua dita inteligência superior. Apesar da bonita edição, não é um livro que eu esteja querendo ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? E não são poucos os problemas! rsss

      Excluir
  8. Oiee, tudo bem? Adoreei sua resenha! Esse livro parece ser incrível e a premissa me chama bastante atenção, confesso que em parte por conta do filme estrelado pelo inesquecível Bowie. Quero muito ler!! Espero gostar :D
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é incrível sim, muito bom!
      Se tiver oportunidade pode ler sem medo!

      Excluir
  9. Dark sempre lacrando com as edições né! Eu não li esse livro (nem o conhecia, para falar a verdade) mas não me interessei muito, mesmo a edição sendo linda. As citações me agradaram bastante e o post está bem estruturado, mas não achei o conteúdo muito chamativo. Dessa vez vou deixar passar

    Beijos

    P.s: Adorei o vídeo *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Dark deu show, a edição está linda!

      Excluir
  10. Olá!
    Eu não conhecia essa obra, sabia? Fiquei bem curiosa para assistir ao filme, e se ele me prender, acho que lerei o livro, porque não é minha prioridade no momento. Mas adorei essa dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, assista ao filme, é bem legal, porém prefiro o livro!

      Excluir
  11. Olá, tudo bem?
    As edições da Dark são mesmo maravilhosas né?
    Eu já tinha visto esse livro por aí, mas ainda não tinha me interessado muito para ver do que se tratava. Mas agora, ao ler sua resenha, fiquei bem interessada. Não sou lá grande fã de histórias com alienígenas, mas pelos seus comentários, o foco dessa história é outro. Fala sobre nossa humanidade e nossos problemas. Sempre curto isso em livros, então certamente vai para a lista :)
    Beijooos
    https://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa edição é uma das mais lindas desse ano ao meu ver. O livro é bem legal, nos leva para o campo da reflexão!

      Excluir
  12. Olá, tudo bem? Confesso que conhecia o livro somente por alto e sua resenha me mostrou coisas maravilhosas. Estou querendo entrar mesmo no gênero ficção científica e acho que esse vai ser uma escolha boa. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem tranquilo, acredito ser uma ótima oportunidade para começar a ler ficção científica!

      Excluir
  13. Parece um livro muito bom! Já tinha ouvido falar dele várias vezes, especialmente depois da edição da DarkSide (linda, aliás) e preciso arrumar um tempinho para conferir. O filme também, afinal tem Bowie nééé

    ResponderExcluir