20/12/2016

[RESENHA #149] MERLIN: A MORTE DE UM IMPÉRIO


Título: Merlin - A Morte de Um Império (#2)
Autor: M. K. Hume
Editora: Novo Século

Páginas: 496
Ano: 2013
ISBN: 9788542800951
Onde Comprar:
 Amazon - Saraiva

Sinopse: O jovem Myrddion Merlinus, a Semente de Demônio, deixa sua terra natal, embarcando em uma perigosa jornada de autoconhecimento. Contando com a ajuda de seus leais companheiros, o curandeiro deseja desvendar os mistérios envolvendo a identidade de seu pai e, para isso, terá de cruzar territórios ameaçados pela guerra, pela fome e pelo medo. 

Enquanto isso, o poder do maior império que o mundo já viu é ameaçado: o exército bárbaro de Átila, rei dos Unos, causa morte e destruição por onde passa, aproximando-se cada vez mais da grandiosa e decadente capital, Roma. E nesses tempos turbulentos, Myrddion, preso ao juramento feito quando decidiu tornar-se curandeiro, deve fazer de tudo para salvar a vida de seus pacientes... e a sua própria. 

Nesta épica continuação de Merlin: A Profecia, acompanhe a saga de um homem lutando pela vida, enquanto um grande império se aproxima de sua morte.

Resenha: A Morte de Um Império é o segundo volume da trilogia Merlin da autora e historiadora australiana Marilyn K. Hume. Nessa obra acompanhamos a evolução do jovem Merlin, a busca contínua para descobrir a identidade e paradeiro do seu pai, aliado a este fato, o jovem Myrddion Merlinius, busca incessantemente aumentar o próprio conhecimento no campo do curandeirismo, das suas habilidades de cura.

"Os céus pareciam mais amplos e azuis do que os da Grã-Bretanha, já que, como Myrddion observava, muitas das florestas densas tinham sido abatidas pelos romanos, deixando os bosques sagrados desertos e nus. As terras da Gália estavam se enchendo de tribos estranhas: francos, visigodos e alamanos." p. 61.

Essas buscas pelo conhecimento, inicia-se quando Myrddion Merlinus (Merlin), parte da Britânia, especificamente da região que hoje conhecemos como Inglaterra, junto com seus companheiros e auxiliares, viajando por regiões como a Gália (França), Roma (Itália), Constantinopla (Turquia). Em cada dessas regiões, Merlin se depara com novas culturas, seu trabalho é requisitado e é claro, vai adquirindo novos conhecimentos.

Em sua caminhada, Myrddion cria diversos inimigos poderosos, alguns com mais ou menos poder. Em certo momento ele se instala em Roma, onde acaba por conhecer a medicina e os médicos de Roma, é na capital do antigo Império que ele de um lado vê o pouco cuidado que os médicos possuem para com os pacientes e por outro lado, acaba também por aprender novas receitas e medicamentos, bem como técnicas para curar seus próprios pacientes. 

"[...] Átila jurou que nenhum inimigo o capturaria vivo, o que aterrizou os aliados que supostamente morreriam com ele. Nenhum outro rei tem determinação suficiente para suplantar Átila. Nós o tememos tanto quanto os senhores o temem." p. 163.

Mas não é só isso, Myrddion se depara com uma grande capital, uma grande cidade em decadência, pois as intrigas políticas são enormes, o Império Romano está em decadência, sofrendo com diversos ataques dos Hunos. É nessas andanças que ele se encontra com a figura de Átila, O Huno, Uther Pendragon, além de salvar diversas vidas.

Opinião: A obra da escritora Marilyn K. Hume é uma ótima obra de ficção histórica, não tem nada de fantasia, assim como o primeiro volume, a autora recria a figura de Merlin, sob o ponto de vista humano, onde o personagem precisa lidar com os fantasmas do passado, as incertezas do futuro, em ambientes hostis, enquanto busca revelações sobre o paradeiro de seu pai e é buscar o autoconhecimento.
A leitura fluiu muito bem, são diversas descrições sobre as culturas, sociedades, usos e costumes da Europa do século V, pois a obra se passa entre 450 e 456 d.c. É nítido que a autora utilizou de sua vasta pesquisa histórica na elaboração da obra, pois ela aborda de forma magistral a política na Britânia e também em Roma, além disso, nos traz a batalha dos campos cataláunicos, ocorrida entre o Império Romano do Ocidente com os seus aliados Alanos e Visigodos contra os Hunos comandados por Átila.
Hume nos traz inúmeras figuras históricas em sua obra, seja com participações rápidas ou mesmo citações, entre elas temos Ambrosius e seu irmão Uther Pendragon, Constantino, Cleoxenes, Papa Leão I, Vortigern, Vortimer, Rei Teodorico e diversas outras figuras.
A Editora Novo Século publicou uma bela edição, pois o segundo volume possui diversos mapas, folhas amareladas, fontes confortáveis, apêndice com os personagens inseridos na obra, agradecimentos e notas da autoras. A única falha que encontrei foi na revisão, pois parece que alguns termos foram traduzidos apressadamente, por vezes desconexos. 
Recomendo a leitura para todos que queiram saber um pouco mais sobre a figura do Merlin, os antepassados do Rei Arthur, os conflitos da guerra civil na Britânia, bem como o declínio do Império Romano. Essa obra é rica em detalhes, trata-se de uma grande obra de ficção histórica, que talvez seja desconhecida por muitos.

4 comentários:

  1. esta na minha lista de desejados, le essa resenha me deixou ainda com mais vontade de ler
    http://dose-of-poetry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carla, se tiver oportunidade pode comprar, o livro é excelente!

      Excluir
  2. Acho que o meu marido ia adorar este livro (e até eu!)

    Boa semana :)
    https://demantanosofa.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carla, esse livro é ótimo, acredito mesmo que vão adorar!

      Excluir

INSTAGRAM

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares