[RESENHA #172] A VIDA DE PHILIP K. DICK - ANTHONY PEAKE - Saga Literária

Novidades

sexta-feira, fevereiro 03, 2017

[RESENHA #172] A VIDA DE PHILIP K. DICK - ANTHONY PEAKE


Título: A Vida de Philip K. Dick - O Homem Que Lembrava O Futuro
Autor: Anthony Peake
Editora: Seoman (Grupo Editorial Pensamento)
Páginas: 272
Ano: 2015
ISBN: 9788555030093
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Anthony Peake nos traz um relato surpreendente sobre a complexa vida particular de Philip K. Dick e desvenda seu trabalho como um dos escritores mais ousados, corajosos e, também, um dos mais estranhos e influentes ficcionistas do século XX. PKD casou-se cinco vezes e viveu de forma frugal, durante décadas, enquanto produzia algumas das mais notáveis histórias de ficção científica que o mundo já viu. Na adolescência, já exibindo sinais de instabilidade mental, foi capaz de criar enredos de ficção visionários e únicos inspirando-se em conceitos originários do budismo, da cabala, do cristianismo gnóstico e outras doutrinas herméticas. Nesta biografia, Peake trata de forma abrangente todo o trabalho, a vida e a obra do mais místico escritor de ficção cientifica de todos os tempos.



Resenha: A Vida de Philip K. Dick é uma obra biográfica escrita por Anthony Peake, publicada em 2015 pelo selo Seoman. Peake nos leva a conhecer um pouco da vida do autor PKD. Digo de antemão que resenhar a presente obra foi uma tarefa complicada, por ser uma obra biográfica e pela importância que PKD tem no mundo da literatura de ficção científica e todos os problemas, dilemas que o mesmo enfrentou em sua vida.

Peake começa a obra narrando como PKD previu que eles se encontrariam, por meio de diversas coincidências, o que incluiu o livro Valis, usado por Peake em 2007, durante uma apresentação. Nessa primeira parte da obra, o autor nos conta a vida de Philip K. Dick, começando por seu nascimento em 1928, que aconteceu de forma conturbada, passando pela perda de sua irmã gêmea e todas as dificuldades que seus pais enfrentaram em meio toda turbulência ocasionada pela Grande Depressão que assolou os EUA.


A infância de Dick foi marcada por diversas mudanças, o que incluía mudar de escolas. Peake nos mostra como PDK obteve o seu primeiro emprego, sua iniciação como escritor e sua vida amorosa totalmente conturbada, o que resultou em cinco casamentos e três filhos.


"PKD viveu DE FATO em mundos alternativos. Acreditava ser um precog. Viajava no tempo. Induzia a imersão em realidades paralelas mediante uso de substâncias psicoativas. Recebia mensagens de espíritos, de extraterrestres e de entidades de outro espaço-tempo. Tinha total certeza de ser um sujeito vindo do futuro que narrava para si mesmo o passado." p. 19.


Durante a parte dois do livro, conhecida como Explicação Esotérica, Peake, apresenta de forma especulativa, diversas teorias no campo da psicologia, física, teologia, esoterismo e misticismo. Peake apresenta também algumas histórias, além de experiências vividas do PKD entre as décadas de 1950 e 1980.


"Porém, como rebateria PKD em sua blague paradoxal, "realidade é aquela coisa que, quando você para de acreditar nela, não desaparece." p. 20.


O autor faz uma correlação entre os acontecimentos da vida de Dick e o quanto ele inseria desses acontecimentos em seus personagens, demonstrando que alguns são autobiográficos. A parte três intitulada de Uma Explicação Neurológica é a última do livro e por meio dela, Peake, tenta desmistificar os fatos ditos como sobrenaturais, atribuindo e implicando tais experiências aos momentos em que PKD utilizou drogas.


Opinião: A Vida de Philip K. Dick por Anthony Peake é uma obra biográfica, rica em informações e detalhes sobre a vida de um dos maiores nomes da ficção científica do século XX. 

Durante a leitura, por tudo que foi me apresentada, me peguei em reflexões e questionamentos sobre as informações que nos são relatadas. Dick vende suas ideias e ideais, buscando derrubar todos os pilares e dogmas que conhecemos como realidade.

Esse é um livro imperdível para quem já conhece o trabalho de PKD e quer se aprofundar ou mesmo para aqueles que pouco conhecem da vida de PKD, autor fenomenal que algumas vezes foi incompreendido.


O selo Seoman (Grupo Editorial Pensamento) fez uma ótima escolha ao escolher Ludimila Hashimoto como tradutora, pois ela já traduziu algumas obras de Dick. A edição está bem legal, a capa é fantástica com essa jogada de um quebra-cabeça mostrando o rosto do autor por meio de um desenho. O livro vem com uma apresentação por Lúcio Manfredi, prefácio do autor e notas com informações bibliográficas. As folhas são amareladas, o que torna a leitura confortável.

14 comentários:

  1. Oi, Mayara!
    Estou me sentindo meio desinformada por nunca ter ouvido falar do Philip K. Dick, apesar de toda a importância que você disse que ele tem. =/
    Por isso não fiquei muito interessada em ler o livro, geralmente leio biografias de pessoas que conheço e admiro. Ainda assim, achei muito interessante a correlação que o autor da biografia faz com os acontecimentos da vida do autor inseridos nas vidas dos personagens. Vários autores fazem isso, às vezes por questões psicológicas mal resolvidas e coisas do tipo.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. Como nunca ouvi falar desse Dick, acho que letira a obra só para saber um pouco de quem ele foi e do que se trata, ainda letira apenas se fosse emprestado, só para tirar a curiosidade.
    Leio biografias, mas apenas de músicos.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Vou confessar que nunca li nada de Philip K. Dick, então, a princípio, não teria muito interesse em ler esse livro. Porém, sua resenha me deixou curiosa para conhecer a obra do autor e, claro, ler essa biografia. Achei interessante o fato de que Anthony Peake não se limita a contar a vida de Dick, mostra como os acontecimentos da vida pessoal dele influenciaram sua obra.
    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. olá!
    Uau, que resenha empolgada. Eu adoro biografias e nem fazia ideia que havia sido publicada uma do PKD.
    Realmente ele foi singular.
    Pena que as pessoas lêem livros que foram diretamente influenciados por ele, e nem tem ideia de quem ele seja.
    Talvez, lembrando aos desavisados que há vários filmes hollywoodianos e blockbusters baseados em obras dele, seja mais fácil, como Vingador do futuro ( que teve até remake recente) ou então Minority report ( Tom Cruise).
    Quem lê ficção científica tem que conhecer PKD, né? heheh
    bjss

    ResponderExcluir
  5. Ah esqueci de citar o BLADE RUNNER , nossa que gafe. Inclusive ouvi que haveria um remake.
    Parabéns pela resenha
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia nem a obra, nem o escritor ou o Philip. Não sei se o leria, pois não me senti intrigada quanto a história de vida dele, mas não deixa de ser uma ótima dica. Aliás, parabéns pela resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Não gosto de ler biografias, a não ser que eu seja super fã da pessoa. Então passo esta dica. =)

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?

    Sinto falta de ler biografias, gosto muito, mas não tenho interesse nessa personalidade, porque não me identifico com a área de atuação dela. Por ora, não quero ler, mas vai que um dia eu me interesse e/ou precise saber mais sobre esse cara, né. Então, obrigada pela dica :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto de biografias mas nesse caso, eu não me senti interessada ou curiosa para realizar a leitura. Gostei da capa mas a obra não me chamou atenção.

    ResponderExcluir
  10. Olá Mayara, tudo bem? Mas uma super resenha do blog hein? Amei
    Eu nao curto muito biografia, a não ser que seja de alguém que eu tenha algum interesse em conhecer mais a fundo. Deixo a dica passar, mas amei a sua proposta.Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mayara ^^
    Bom, é bem difícil colocarmos a nossa opinião a cerca de uma obra biográfica, né? A resenha se torna mais demonstrativa do que crítica pois não podemos criticar a vivência dos outros sem parecermos fúteis e intolerantes.
    Gostei bastante de saber da existência dessa obra, é um extra para os fãs do Dick o conhecerem mais aprofundadamente o sobre uma perspectiva nunca antes abordada. Como você disse, é um trabalho para tentarmos entender um pouco desse autor incompreendido.
    Adorei a capa! Arrasaram!
    Parabéns pela resenha, Mayara. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Olha confesso que não sou nem um pouco fã de biografias. Fujo bastante desse tipo de leitura, até porque é mega difícil resenha algo assim. Mas sua resenha ficou ótima e só passo a dica.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. ah, que bacana esse título. Eu nem sabia dessa que ele tinha uma gêmea...
    leria pois curto biografias e a dele parece interessante...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  14. oi!!
    eu não conhecia o autor nem seus trabalhos.. mas a sinopse me deixou curiosa para conhecê-lo. eu amo biografias, e estou sempre a procura de uma interessante e diferente. essa se encaixa perfeitamente nos meus requisitos. fora que vai ser legal conhecer alguém diferente e tão importante para a história de uma era. vou ler com certeza, dica super anotada!

    ResponderExcluir