[RESENHA #181] O IMPERADOR DAS LÂMINAS (AS CRÔNICAS DO TRONO DA PEDRA BRUTA #1) - BRIAN STAVELEY - Saga Literária

Novidades

terça-feira, fevereiro 21, 2017

[RESENHA #181] O IMPERADOR DAS LÂMINAS (AS CRÔNICAS DO TRONO DA PEDRA BRUTA #1) - BRIAN STAVELEY


Título: O Imperador das Lâminas (As Crônicas do Trono da Pedra Bruta #1)
Autor: Brian Staveley
Editora: Novo Século
Páginas: 544
Ano: 2015
ISBN: 9788542807318
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: O Império Annuriano está em crise. O Imperador foi misteriosamente assassinado, e o trono, assim como seus herdeiros, se encontra ameaçado por uma conspiração. Kaden, herdeiro do trono, prossegue com sua vida de estudos num austero e rígido mosteiro. Ele testa os limites de seu corpo e de sua mente a cada castigo, a cada teste. O alcance do Vazio só é possível quando o abandono da dor se vai. Adare, ministra das Finanças, está num covil, silenciosa como uma estátua; tem entre seus pares um assassino, um traidor sorrateiro que sangrou o bem mais precioso de sua vida: seu pai, o Imperador. Valyn é um kettral, mercenário de um exército que habita uma ilha remota e possui um código de honra implacável. Treinado para matar sem hesitar, rápido e brutal como a lâmina que carrega em sua cintura, deve sobreviver ao mortal Julgamento de Hull. Esses três irmãos, ainda que distantes uns dos outros, precisam unir forças para resgatar o Império e livrá-lo daqueles que o traíram. Num lugar em que o tempo nem pensava em existir, há segredos mitológicos ocultos, que podem mudar o destino de todos. Asas e espadas te levarão ao campo de batalha!

Resenha: Logo no início da trama descobrimos que Annur, a maior nação do mundo apresentado por Brian Staveley, perde o seu Imperador, fruto de um assassinato. Esse crime traz uma crise sem precedentes para o império, são vários os rumores de conspiração espalhados ao ar, os filhos Kaden e Valyn estão longe da capital e Adare, a filha mais velha não pode assumir o trono, enquanto o herdeiro não retorna.

"O sol acabara de aparecer sobre os picos, uma brasa silenciosa, furiosa, encharcando os penhascos de granito com um tom de vermelho-sangue, quando Kaden encontrou a carcaça despedaçada do bode." p. 13.

Kaden ficou boa parte da sua vida estudando e treinando no misterioso mosteiro da Ordem dos Shin, por lá permaneceu durante oito anos e nesse tempo não ficou sabendo da morte do seu pai. No mosteiro, o seu treinamento foi duro e violento, os monges que foram seus mestres são extremamente rigorosos, pois são fiéis ao Deus do Vazio, o mais antigo deus existente e pela vida regrada que levam, eles se submetem aos rigorosos exercícios e jejuns com o objetivo de atingir o vaniate, que nada mais é do que o vazio.

"Valyn encostou os dedos no pescoço do homem. O pulso palpitou, vacilou, e, em seguida, falhou. Ele esticou a mão para fechar-lhe os olhos quando o berro de Fane o fez pular e levantar-se." p. 41.

Valyn, assim como seu irmão Kaden, não leva uma vida fácil, pois ele foi enviado para treinar com os kettral nas Ilhas Qirin. Os kettral são considerados os assassinos e soldados mais letais de todo o império e Valyn, em determinado momento, terá que enfrentar uma prova mortal, conhecida como Julgamento de Hull, onde vai ser determinada a sua capacidade de ser tornar um verdadeiro kettral. O sucesso ou a falha nessa prova determinará se ele viverá ou morrerá.

Enquanto os seus irmãos estão longe da capital Annur, Adare precisa enfrentar os problemas ocasionados pela morte do seu pai e para isso, ela se torna Ministra das Finanças, cargo esse ocupado tradicionalmente apenas por homens. Não bastando o preconceito existente em sua sociedade para com as mulheres, Adare ainda precisará enfrentar o possível assassino do seu pai, o sacerdote do templo de Intarra, que é precisamente a deusa adorada por sua família imperial. 

Kaden apesar de ser o filho mais novo, é o herdeiro do trono de Annur, pois seus irmãos mais velhos não estão aptos para assumirem o trono, já que Adare é uma mulher e Valyn não possui a cor dos olhos corretas para isso, algo que é visto como algo fundamental. Já Kaden apresenta os olhos na cor de chamas e sua família está no poder há muitos anos justamente por seu antepassado ter tido um filho com Intarra, a Deusa da Luz, originando a linhagem Malkeeniana.

Opinião: Brian Staveley começa a trama de O Imperador das Lâminas de forma lenta, mas que vai se desenvolvendo e ganhando corpo ao longo da leitura. A narrativa é maravilhosa e é intercalada sob o ponto de vista dos irmãos Adare, Kaden e Valyn. O autor ao longo da obra nos apresenta intrigas políticas, diversos momentos de violência e combates, além é claro de criaturas assustadoras. 
Os diálogos presentes no decorrer da história são bem construídos e envolventes, o autor apresenta também como ponto positivo as descrições bem trabalhadas, o que nos dá a sensação de estar inserido em um filme, de vivenciar todos os momentos apresentados ao longo da trama.
É muito interessante conhecer a personalidade de cada um dos irmãos protagonistas dessa bela obra fantástica. Adare é uma mulher de personalidade forte e temperamento explosivo, mas que necessita se controlar para se estabelecer e conquistar seu lugar nessa sociedade dominada pelos homens. Valyn apresenta um grande senso de honra e lealdade, sem contar que nos proporciona momentos divertidos por meio de diálogos bem humorados. Kaden, o irmão mais novo é paciente, disciplinado e curioso, mas apresenta alguns momentos de rebeldia.
Eu sinceramente fiquei empolgado com a leitura de O Imperador da Lâminas, fiquei envolvido e curioso sobre o que iria acontecer nos próximos capítulos. Já estou ansioso para ler A Providência do Fogo, segundo volume das Crônicas do Trono da Pedra Bruta, divulgado no final de 2016 e que provavelmente vai ser lançado nesse ano de 2017. Recomendo O Imperador das Lâminas para todos aqueles que gostam de uma boa leitura e principalmente para os fãs de fantasia.
A edição está muito bem feita e apresenta uma ótima revisão, a tradução foi realizada pela Sonia Strong. A diagramação ficou muito boa, com folhas amareladas e fonte em tamanho confortável. A capa está fantástica, apresentando diversas tonalidades e nos traz uma bela representando os três irmãos.

9 comentários:

  1. Com certeza vou indicar a leitura para minha irmã devoradora de livros e desse estilo literário. Eu até gosto bastante desse tipo de trama, cheia de disputa de poder e confrontos, porém atualmente estou focada em literatura infantil, sabe como é vida de professora não é?
    Obrigada pela dica, abraços.

    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nara, pode indicar sim, o livro é muito obra, é uma bela obra de literatura fantástica. Isso mesmo, foque em seus alunos!
      Abraços!

      Excluir
  2. Ah, fantasias medievais são definitivamente a minha praia. Pena não ter tanto tempo para lê-las, principalmente por se apresentarem em sagas. Eu conheci a obra recentemente e com certeza está anotada na lista de leitura! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Strawk, eu adoro fantasias, principalmente medievais. É uma pena, mas quando tiver um tempinho pode ler que é muito bom o livro O Imperador das Lâminas.

      Excluir
  3. Oie tudo bem?
    Gente esse livro pelo menos pra mim parece ser incrível! Que edição hein, amei o fato da primeira letra ser gigante haha
    Bora vender o rim pra poder comprar mais um livro haha
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo certo!

      Esse livro é incrível sim, o universo criado por Brian é fantástico. Venda o seu rim! hahuahuahuhu
      Beijos

      Excluir
  4. Eu gosto de fantasia, e já li muitas, muitas mesmo, mas, de uns tempos pra cá, todas são tão iguais, parecidas que perdi a vontade, lendo a resenha e conhecendo o enredo de O imperador de Lâminas, foi essa a impressão que tive.

    ResponderExcluir
  5. Fantasias não são muito a minha praia, ainda mais se forem medievais, me parecem demais com game of thrones que eu não tenho vontade nenhuma de fazer a leitura, mas para quem é fã do gênero parece ser uma ótima dica.

    ResponderExcluir
  6. Sem dúvida esse livro é fascinante, a parte ruim é que eu sou do tipo que compra uma saga completa de uma vez e termina de ler tudo num fim de semana só, amei teu ponto de vista sobre parecer está dentro de um filme, livros assim fazem você até querer ser um dos personagens, meus parabéns pela resenha e obrigado por me falir kkk

    ResponderExcluir