[RESENHA #193] QUERIDO JAIME - EDUARDO LAGES - Saga Literária

Novidades

segunda-feira, março 06, 2017

[RESENHA #193] QUERIDO JAIME - EDUARDO LAGES


Título: Querido Jaime
Autor: Eduardo Lages
Editora: Obra Independente
Páginas: 80
Ano: 2015
ISBN: B012Q8VSB8
Onde Comprar: Eduardo Lages

Sinopse: Jaime é um homem solitário de 72 anos que se sente oprimido pelo vazio de sua casa. Infelizmente ele também não gosta muito de sair e ver o mundo. No dia em que é forçado a deixar seu lar, o inesperado acontece e o idoso é lançado em uma jornada de autoconhecimento onde o palco é a selvagem cidade de São Paulo.

Resenha: Querido Jaime conta a história de um idoso de 72 anos, de estatura média e cabelos grisalhos, ele mora sozinho e é conhecido pelo nome Jaime. Ele parece com aquela figura de idoso que ainda se acha jovem e está sempre disposto para fazer qualquer coisa. Por outro lado, Jaime tem alguns hábitos de pessoa da terceira idade, como ouvir notícias no rádio, acompanhar programa esportivo e colecionar objetos antigos, como moedas.

"Jaime acordou. Abriu os olhos, e aos poucos percebeu sua situação. Estava encurralado por um monstro. Sentia tontura, e quando conseguiu erguer o rosto para enxergar a criatura que o encarava, seu coração foi invadido pelo desespero." p. 6

Em um certo dia ele se lembra que precisa ir pegar sua aposentadoria, para isso ele sai cedo da sua simples moradia, pega um ônibus e durante o trajeto vemos coisas comuns, como pregadores evangélicos tentando conquistar novas ovelhas para o seu rebanho, como gays e lésbicas, tudo isso se passa sobre os olhos observadores de Jaime.

Ao chegar em seu destino final que é o banco, Jaime precisa enfrentar um longa fila para sacar o seu dinheiro, lá ele se depara com uma criança mimada, que faz tudo o que quer sob os olhares displicentes de sua mãe. Finalmente com o dinheiro sacado, ele sai confiante do banco, porém alguns jovens marginais o cercam, agridem Jaime e roubam todo o seu dinheiro. Agredido na cabeça e sem dinheiro, ele anda cambaleando rua afora, com amnésia e totalmente perdido. 

"Caminhava pela calçada meio avoado. Já tinha feito essa aventura tantas vezes que o caminho ia meio no automático mesmo. Passaria no mercadinho na rua debaixo de sua casa. Pensava no que poderia comprar para cozinhar para o almoço." p. 23

Jaime acaba por encontrar um mendigo que tenta ajudá-lo e por fim se torna seu amigo, conhecendo toda a sua história e preconceito que sofre pela sua condição de morador de rua. Após essa nova amizade, Jaime pega um ônibus, porém para outro bairro de São Paulo e é nessa viagem que ele começa a se lembrar de momentos da sua infância.

Após esse dia totalmente atípico e conturbado em sua vida, Jaime começou a refletir sobre a sua vida e os problemas dos quais vivia fugindo e fingindo que não se importava mais. Diante da nova postura, mudança de comportamento, Jaime parte em busca de pessoas importantes na sua vida para escrever um novo capítulo em sua história.

Opinião: Eduardo Lages, através de Querido Jaime, faz diversas críticas sobre comportamentos presentes na sociedade, como aspectos religiosos, criminalidade e em especial sobre como a sociedade vê e trata pessoas da melhor idade (idosos). Esse é um livro reflexivo, que nos faz pensar o quão impactante nossas escolhas podem ser em nossas vidas.
Querido Jaime é uma obra envolvente e emocionante, o autor apresenta uma narrativa fluida e a leitura foi muito rápida. Querido Jaime é um romance breve, porém intenso, a retratação de São Paulo é bem real, transportando o leitor para tais locais apresentados ao longo da trama.
Eduardo Lages fez uma bela estréia com a presente obra, o autor escreve e vende seus livros em plena Avenida Paulista, enfrentando diversas dificuldades para tal, o que valoriza ainda mais o seu trabalho como autor independente. Só tenho que deixar meus agradecimentos ao autor por me proporcionar uma ótima leitura. Mais do que recomendo Querido Jaime para todos leitores que acompanham o blog Saga Literária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário