[RESENHA #203] O ENGENHOSO FIDALGO DOM QUIXOTE DE LA MANCHA - Saga Literária

Novidades

terça-feira, março 21, 2017

[RESENHA #203] O ENGENHOSO FIDALGO DOM QUIXOTE DE LA MANCHA


Título: O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote De La Mancha
Autor: Miguel de Cervantes
Editora: Martin Claret
Páginas: 1174
Ano: 2016
ISBN: 9788544001257
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: O  Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de la Mancha é um livro dividido em duas partes. Escrito por Miguel de Cervantes, tendo o primeiro volume publicado em 1605 e o segundo volume publicado em 1615. O protagonista da obra de Cervantes é Dom Quixote, fidalgo castelhano que, por ler muitos de romances de cavalaria, acaba enlouquecendo e tentando imitar os heróis presentes nas histórias que lê. A obra narra as aventuras de Dom quixote, um pseudo-herói, que parte pelo mundo para viver seu próprio romance de cavalaria ao lado de Sancho Pança, fiel amigo que, dos dois, é o que possui uma visão mais realista sobre o mundo.

Resenha: Miguel de Cervantes, por meio de O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote De La Mancha, nos conta a história de Alonso Quijada ou Quesada (Dom Quixote), um ingênuo fidalgo que vive em La Mancha, localizado na Espanha. O protagonista criado por Cervantes é um homem em idade avançada, de rigoroso em seus costumes e com uma fortuna em decadência. Alonso vive em uma fazenda, ele era um nobre que vivia da exploração de suas propriedades, que mal lhe dava sustento para manter sua simples aparência.

"Num lugar De La Mancha, de cujo nome não quero lembrar-me, vivia, não há muito, um fidalgo, dos de lança em cabido, adarga antiga, rocim fraco e galgo corredor." p. 57

Alonso de tanto ler histórias sobre princesas em perigo, cavaleiros medievais e dragões com o tempo começa a confundir a realidade com um mundo fantasioso que criou, que existe apenas nas histórias que leu. Alonso nomeia a si mesmo pelo título de Dom Quixote de La Mancha, pega uma armadura enferrujada que outrora pertenceu ao seu bisavô, providencia um papelão que serve de viseira e dá ao seu pangaré que fica em sua propriedade o nome de Rocinante.

"E nisso arremeteu logo com a lança em riste contra o que lhe falara; e com tanta fúria que, se a boa sorte não permitira que no meio do caminho esbarrasse e caísse o Rocinante, mal passaria o atrevido mercador." p. 87

Após estar paramentado, Dom Quixote se proclama um cavaleiro andante, porém não satisfeito, acredita que deveria arrumar uma dama para se apaixonar. Dessa forma, Dom Quixote escolhe uma camponesa chamada Aldonça que morava num povoado vizinho, mas que por motivos alheios, nunca pode concretizar essa paixão. Dom Quixote resolve chamar Aldonça de Dulcineia del Toboso, devido ao fato dela morar em Toboso.

Dom Quixote resolve então partir pelo mundo com o objetivo de honrar a donzela Dulcineia del Toboso, para isso, conta com a ajuda do seu fiel escudeiro, o desbocado Sancho Pança, que outrora fora um pobre lavrador, a dupla em conjunto com o pangaré Rocinante, embarcam em diversas aventuras. Em sua primeira de várias aventuras e desventuras enfrentadas em sua jornada, ele encontra com um grupo de viajantes que faz uma brincadeira com o nome de sua amada, a Donzela Dulcineia de Toboso, o que deixa Dom Quixote em estado de fúria. Quixote tenta defender a honra de sua dama e acaba sendo espancado, mas o cavaleiro mesmo assim, retorna para a sua incrível jornada.

Durante a leitura, vemos a figura de Dom Quixote, austera e ao mesmo tempo cômica, partindo para combates em pequenas vendas como se fossem enormes castelos, combatendo moinhos como se fossem gigantes, lutando contra feras enjauladas ou soltando presos por engano. Alguns de seus feitos atípicos ganharam notoriedade, o que lhe gerou algumas amizades e companhia entre os camponeses e nobres, tudo na companhia de Sancho Pança, que participava ativamente em diversas aventuras junto do seu amo.

Opinião: Miguel de Cervantes nos apresenta uma obra em que une a poesia e a prosa em uma forma de narrativa. O livro é uma sátira de Cervantes às novelas de cavalaria, uma crítica ao período medieval, feudal. Cervantes apresenta uma ironia ao mito de herói, transformando o mesmo em um homem de idade relativamente avançada, disposto a combate moinhos de ventos como se fossem gigantes, questionando os limites entre a fantasia e a realidade.
O autor nos passa uma importante e linda mensagem em O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha, que é a necessidade de sonharmos, de correr atrás e lutar pelos nossos sonhos e objetivos, não temendo as adversidades ou opiniões alheias, simplesmente seguindo nossos corações e é nesse ponto que temos Dom Quixote, um personagem marcante, engraçado e persistente, mas que se mete em confusões devido sua à sua imaginação ou loucura, mas que enfrenta os obstáculos com determinação e bravura.

Cervantes com o Engenhoso Fidalgo Dom Quixote da La Mancha, nos apresenta um grande Uma grande romance aventuresco com um pano de fundo fortemente religioso, tendo em vista a afirmação dos valores do concílio de Trento.
Recomendo a leitura desse clássico, O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha, trata sobretudo da loucura, do amor, da persistência e dos sonhos. O autor traz outra importante reflexão ao meu ver, é que em qualquer idade podemos voltar a ser crianças. Esse é um livro que já encantou diversos leitores e continuará encantando como tem feito.
A Martin Claret está de parabéns pela linda edição. O livro é edição capa dura, contém marcador em fita de cetim, várias notas de rodapé são dezenas de ilustrações ao longo da obra retratando a história. As folhas são amareladas e a revisão está muito boa.
A edição ficou fantástica, super recomendo para os amantes de literatura clássica, para aqueles que ainda não leram a obra e principalmente para colecionadores.

10 comentários:

  1. Olá Yvens, tudo bom?
    Que livrão é esse! Demoraria secos para concluir esse livro, o tamanho me lembra Os Miseráveis de Victor Hugo. O livro parece ser bem legal, eu com certeza o leria se tivesse tempo, e isso atualmente não estou tendo :(
    A mensagem de que devemos seguir nossos sonhos e anseios é simplesmente sensacional, hoje vejo o quanto esse pensamento é verdadeiro! Edição linda, com certeza vale o preço (e que preço ahah)
    Beijos.
    Meu Livro Fantástico | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem Isabela?

      Então, eu demorei uns 30 dias ou mais. O livro é um espetáculo, muito bom mesmo e essa mensagem sobre seguir nossos sonhos é sensacional!
      Beijos

      Excluir
  2. Que delícia de livro!
    Por incrível que pareça eu ainda não o conhecia mas eu sou apaixonada pelo Dom Quixote, um personagem como ele é impossível de não gostar. Fiquei muito interessada no livro e adorei conhecê-lo através dessa resenha, que está muito boa.

    ResponderExcluir
  3. Que edição linda!
    Miguel de Cervantes é um autor que todos e todas deveria conhecer e dissecar, analisar em vários âmbitos, pois a riqueza de seus textos são atemporais. Há muito tempo li esse livro e participei de um grupo de estudo, foi uma descoberta e tanto para mim. Parabéns pela qualidade da resenha.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Li esse livro há alguns anos e, apesar de achar a mensagem que ele passa li dá e extremamente válida, não consegui gostar da trama e dos personagens. Mesmo assim acho que é uma leitura que todos deveriam tentar fazer em algum momento da vida pois é um livro que tem muito a acrescentar à vida de quem o lê.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá Yvens, tudo bem?
    Nossa que edição maravilhosa.
    Lembro de ter lido esse livro a séculos atrás e de ter amado a leitura. Na época eu tinha um livro bem mais simples e infelizmente não o tenho mais. Bem lembro porque. Fiquei muito tentada a reler e relembrar essa história maravilhosa e como estou montando minha biblioteca acredito que comprarei essa edição. Achei ela maravilhosa mesmo.
    Parabéns, amei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oii
    Realmente a edição está lindíssima! Quando estava na escola eu li uma obra condensada de Bom Quixote e achei o máximo, obviamente, naquela época nem sabia que existia um livro tão grande sobre a mesma história. Fiquei bem curiosa em saber a história completa deste "cavaleiro" que conquistou geração.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Dom Quixote é um clássico que tem muito tempo que quero ler na íntegra. Já li muitas adaptações na época de ensino médio e fundamental, mas eram coisas rápidas. Hoje me sinto preparada para pegar calhamaços que nem esse, e essa edição da Martin é LINDÍSSIMA. Babando dela e ótima resenha <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu li esse livro quando estava da universidade, o que foi ótimo, pois sozinha não conseguiria pegar várias nunces que essa leitura tem. Acho que vou levar um tempo para reler. Gostaria de ter essa edição.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá...

    Esse é um clássico daqueles, tenho bastante curiosidade de ler. E essa edição, está linda <3

    Super beijo

    ResponderExcluir