[RESENHA #225] DARKMOUTH: OS CAÇADORES DE LENDAS - SHANE HEGARTY - Saga Literária

Novidades

segunda-feira, abril 10, 2017

[RESENHA #225] DARKMOUTH: OS CAÇADORES DE LENDAS - SHANE HEGARTY


Título: Darkmouth - Os Caçadores de Lendas
Autor: Shane Hegarty
Editora: #Irado (Novo Conceito)
Páginas: 336
Ano: 2017
ISBN: 9788581636771
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Elas estão chegando! As Lendas (ou melhor, monstros aterrorizantes que se alimentam de humanos) invadiram a cidade de Darkmouth. Elas querem dominar o mundo. Mas não entre em pânico! Finn, o último dos Caçadores de Lendas, vai nos proteger. Finn tem doze anos, adora animais, não leva muito jeito para lutar; mas é muito, muito esforçado. E todos nós sabemos que ser esforçado é a melhor arma contra um Minotauro faminto, né? Hum... Pensando bem, pode entrar em pânico. Entre em pânico agora! Corra!

Resenha: Em Darkmouth - Caçadores de Lendas, vamos conhecer a história de Finn, um garoto aparentemente comum, como outro qualquer, mas que tem na verdade, uma vida completamente diferente de um garoto normal da sua idade, e isso é algo além do que deveria. Finn na verdade, faz parte de uma longa linhagem de Caçadores de Lendas, que são responsáveis por protegerem as fronteiras entre as cidades e os mundos das lendas (monstros).

"Eu só escuto falar sobre as coisas incríveis que você fez quando tinha a minha idade. Você derrotou tal Lenda. Você inventou tal arma. A menos que tenha uma história que termine com você caindo em uma privada ou algo assim, elas não vão fazer com que eu me sinta melhor agora." p. 24

Os Caçadores de Lendas são soldados, guerreiros encarregados e responsáveis por lutar, garantir a segurança nas fronteiras existentes as cidades e esse mundo das lendas. Na maioria dessas cidades, as Lendas se foram, não existem mais, com isso a paz reina nesses lugares. Porém, em Darkmouth, a cidade de Finn, a ameaça ainda é real e existente. As Lendas precisam ser combatidas e eliminadas.

Para Finn não há outra opção além de se tornar caçador, pois isso é algo hereditário, passa de pai para filho e para piorar a situação, o seu pai é o último caçador existente. Dessa forma, Finn precisará assumir as responsabilidades do seu pai Hugo, porém existe outro problema além da vontade do garoto, é o seu potencial, que não é o melhor para se tornar um Caçador de Lendas, contudo o seu treinamento é iniciado da mesma forma.

"Civis não podem se tornar Caçadores de Lendas, mas alguns de nós encontramos maneiras de sermos úteis. Viajando pelas Vilas Flageladas, fazendo armas, consertando equipamentos, fornecendo materiais. Não é o que se pode chamar de uma função oficial. Os Doze gostam de nos manter escondidos, como você pode ver." p. 90

Durante o seu treinamento, Finn enfrenta dificuldades, pela terceira vez em um pequeno período, o garoto comete outro erro e isso só demonstra a falta de aptidão de Finn para lutar. Enquanto isso, apesar de todo o respeito que Hugo tem com os moradores locais, estes já temem as Lendas, pois Darkmouth é a última das vilas flageladas.

Como todos sabem da linhagem de Finn, ele acaba sendo um garoto solitário, até chegar na cidade a garota Emmie com seu pai Steve. Emmie começa a se aproximar de Finn e entre eles vai surgindo uma ligação, só que tem um porém, as pessoas até saem de Darkmouth, mas ninguém vai para lá, isso é na verdade um grande mistério.

Opinião: Shane Hegarty emprega uma leitura acessível para todos os públicos e uma história cativante, repleta de aventuras e emoções. Shane é muito hábil em contar histórias, ele passa muito bem o clima do livro, alternando entre cenas divertidas, alguns momentos leves, alguns dramáticos e outros cheio de ações. O livro é narrado em terceira pessoa e isso foi bem positivo, pois Shane nos proporciona a possibilidade de uma maior visibilidade dos cenários e dos personagens. 
Outro ponto positivo e interessante, é quando acompanhamos a relação entre pai e filho, pois é permeado de conflitos durante a história, por três motivos. Em primeiro lugar, pois Finn vive constantemente na sombra do seu pai Hugo, tendo em vista que ele é um Caçador de Lendas espetacular, segundo pelo simples fato de Finn não levar jeito para ser um caçador e por último, as personalidades de ambos são bem distintas.
Os personagens Finn e Emmie são bem carismáticos e construídos. É muito legal ver os momentos em que os dois interagem. Os personagens secundários em Darkmouth, como o chefe de polícia também são bem construídos e possuem relevância para a trama. Darkmouth é uma aventura fantástica, me surpreendeu e envolveu. Recomendo a leitura para todos aqueles que gostam de fantasia, aventura, humor e emoções.
O projeto gráfico está espetacular, a diagramação está incrível. O título do livro está texturizado, a capa ficou extremamente bem feita e bonita. As folhas são amareladas, a fonte está em tamanho confortável, a edição possui orelhas e inúmeras ilustrações que só enriquecem o livro, além é claro de um mapa da cidade de Darkmouth. 
O livro conta com 68 capítulos, todos curtos, algo que facilita a leitura. As continuações de Darkmouth #1 - Os Caçadores de Lendas são: Darkmouth #2 - Worlds Explode e Darkmouth #3 - Chaos Descends, ainda não traduzidos aqui no Brasil. Só tenho que agradecer ao Grupo Novo Conceito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário