[RESENHA #247] O FANTASMA (HARRY HOLE #9) - JO NESBO - Saga Literária

Novidades

quarta-feira, maio 10, 2017

[RESENHA #247] O FANTASMA (HARRY HOLE #9) - JO NESBO



Título: O Fantasma (Harry Hole #9)
Autor: Jo Nesbo
Editora: Record
Páginas: 462
Ano: 2017
ISBN: 9788501105288

Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Para salvar aqueles que ama, Harry Hole precisará enfrentar seus próprios fantasmas em mais um caso brutal que abala Oslo. Depois de três anos morando em Hong Kong e tentando fugir dos traumas de sua vida como detetive em Oslo, Harry Hole retorna à Noruega. O impensável aconteceu: Oleg, o menino que ele ajudou a criar, foi preso, acusado de matar um traficante de drogas. Harry não acredita que ele seja um assassino e inicia uma caçada para prender o verdadeiro culpado.

Apesar de não pertencer mais à Divisão de Homicídios, Harry tem um novo caso a resolver. Mais uma vez ele percorrerá o submundo de Oslo, onde uma nova droga está se tornando bastante popular. Mas isso não será o suficiente para salvar Oleg. Para provar a inocência do rapaz, Harry será obrigado a confrontar o próprio passado.

Resenha: O Fantasma é o nono volume da série Harry Hole e o primeiro que leio. Nesse volume, Jo Nesbo faz com que Harry Hole volte para a cidade de Oslo capital da Noruega, após ficar um período de aproximadamente três anos em Hong Kong. Harry fora um viciado no passado, afastado da polícia, trabalha como cobrador de dívidas. Sua volta para a Noruega está ligado a uma investigação que envolve o assassinato de Gusto Hanssen, um jovem traficante de drogas, que teve o caso fechado pela polícia.

Em sua volta, o antigo detetive precisa enfrentar uma grande provação que o leva a enfrentar e reviver os dramas e traumas do passado. De forma inesperada, Oleg, filho de Rakel, a mulher por quem Harry é apaixonado tem anos, é dado como o responsável pelo assassinato de Gusto e com isso é preso, mas Harry se recusa a acreditar nisso, pois o rapaz que ajudou a criar não se enquadra no perfil do assassino.

"Como Harry tinha imaginado, os objetos encontrados com Oleg ao ser preso tinham permanecido ali, no local para onde o garoto fora levado inicialmente. Os detentos eram transferidos para Botsen quando ficava evidente que passariam mais do que alguns dias em prisão preventiva, mas os pertences deles nem sempre eram enviados para o presídio." p. 47.

Harry decide então investigar o caso, sem recursos oficiais, por sua conta e risco, parte em busca de pistas e informações para encontrar de fato o verdadeiro culpado pelo crime e ao mesmo tempo ajudar Oleg. Harry em sua investigação, precisa enfrentar algumas dificuldades, as pessoas estão diferentes, assim como a cidade. Os índices de violência diminuíram de forma considerável, aparentemente a polícia conseguiu limpar as ruas. Aos olhos e faro do ex-detetive, algo novo está no ar.

"Começou a chover por volta das cinco da tarde, e, quando Harry tocou a campainha do casarão às seis, o bairro de Høyenhall estava tão escuro quanto no inverno. A casa apresentava todos os indícios de ter sido construída recentemente: ainda havia restos de materiais de construção empilhados ao lado da garagem [...]" p. 240.

Utilizando do seus contatos e sua arga experiência na polícia, Harry Hole fará o possível e impossível para descobrir o que de fato aconteceu com Oleg. Enquanto lida com essa investigação que tem por objetivo salvar o jovem, Harry vai precisar de todo o cuidado com sua vida, pois um novo criminoso chamado Dubai está reinando nas ruas de Oslo e qualquer interferência em seus negócios poderá ser um grande problema para Harry.

Opinião: Esse foi o meu primeiro contato com a escrita de Jo Nesbo. Eu posso dizer que fui envolvido e conquistado por sua narrativa e enredo. A qualidade da história apresentada é alta, o autor abre espaço para debater e explanar sobre aspectos como a criminalidade, economia, política e sociedade em uma trama que consistente. 
A narrativa é rica e realizada em terceira pessoa, através do qual acompanhamos a história não somente por meio da visão de Harry Hole, mas também pelo ponto de vista de Gusto Hanssen, o jovem que foi assassinado, algo que por sinal enriquece o enredo, pois é através do seu ponto de vista que vamos entender o que aconteceu com Oleg.
Harry ao meu ver, é um personagem bem construído, lembra personagens "badass", pois ele é seco, direto e por vezes irritante, mas que conquista o leitor apesar de suas características pouco amigáveis e ao longo da história torci por ele. Os outros personagens também são explorados pelo autor de forma aprofundada, algo que foi relevante na trama.
Eu solicitei o livro através da parceria que a Saga Literária tem com o Grupo Editorial Record, pois tinha curiosidade e vontade de conhecer a escrita de Jo Nesbo, mas também por gostar de thrillers e fiquei surpreso com o livro, pois é muito bom. Gostei bastante das descrições e abordagem que o autor teceu sobre o mundo das drogas. Depois dessa leitura, só aumentou minha vontade em ler os livros anteriores do autor que fazem parte da série Harry Hole. Super recomendo para quem gosta de suspense, thriller.
A diagramação apresentada pela Editora Record (GER) está boa, fonte em tamanho confortável, bom espaçamento, páginas amareladas e revisão bem feitinha. O destaque fica por conta da capa espelhada, que também tem uma arma em alto relevo. No geral, o projeto gráfico ficou muito bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário