[RESENHA #259] O VERÃO EM QUE TUDO MUDOU - GABRIELA FREITAS, THAÍS WANDROFSKI E VINICIUS GROSSOS - Saga Literária

Novidades

quarta-feira, maio 31, 2017

[RESENHA #259] O VERÃO EM QUE TUDO MUDOU - GABRIELA FREITAS, THAÍS WANDROFSKI E VINICIUS GROSSOS



Título: O Verão Em Que Tudo Mudou
Autores: Gabriela Freitas, Thaís Wandrofski e Vinícius Grossos
Editora: Faro Editorial
Páginas: 304

Ano: 2017
ISBN: 9788562409929
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: A vida às vezes guarda inúmeras surpresas. Sem avisar, ela muda de direção. Na hora você não entende, já que “tudo parecia estar bem”. Então percebe que havia sinais.... um sentimento, uma lembrança, um fato que parecia bobo, mas não era... É quando a gente entende que todo o caminho estava errado, que nada fazia muito sentido. Pelo menos, pra você. Fred sente-se absolutamente comum diante de um mundo com tanta gente especial. Lavínia, ao alcançar aquilo que parecia um sonho, algo pelo qual tanto lutou descobre que a nova conquista nunca foi realmente um desejo seu. E Sol, sem perceber, vive sempre à espreita, desconfiada, em constante alerta, tentando controlar tudo ao redor, na esperança de não se ferir novamente... Mas que controle podemos ter diante de tudo? Três jovens, de cidades distantes, com diferentes realidades, descobrindo o mundo a partir de suas próprias escolhas: complexo, difícil, libertador.Três histórias que se cruzam, no exato momento em que se coloca, diante de cada uma delas, uma exigência capaz de definir algo para o resto de suas vidas. 

Resenha: O Verão Em Que Tudo Mudou é um livro que nos conta três histórias distintas e abordam as vidas dos personagens Frederico, Lavínia e Sol que se conectam. A primeira história recebeu o título de "Quando Infinitos se Encontram" e foi escrita por Vinícius Grossos. Nesse conto vamos conhecer Fred ou Frederico, um jovem que aos 18 anos não tem nenhum sonho ou objetivo definido. Ele ainda não sabe qual curso deseja estudar e sua falta de decisão quanto ao próprio futuro, acaba frustando seus pais.

"Falo só quando é extremamente necessário. Uma vez minha avó, que Deus a tenha, brincou, dizendo que eu era um cara que achava as palavras tão bonitas que não gostava de usá-las em vão; que as usava só quando realmente precisava. Gostei daquilo. Até aquele momento, ao contrário do que minha avó acreditava, eu me achava um cara quieto apenas por ser um bundão e não conseguir manter uma linha de raciocínio lógica o suficiente por alguns minutos." p. 12.

Fred trabalha em uma livraria, essa é a única atividade que realmente gosta em sua vida. Na véspera do Natal, ele e sua família estão com o ânimo lá no chão, pois não se comemora mais o Natal desde que seus avós morreram. Porém, quando ele está fechando o local de trabalho, uma garota surge, implorando para devolver o exemplar do livro O Pequeno Príncipe que comprou para um cara que iria conhecer, porém ela descobre que o cara é casado. Ela é Valentina, que logo aquece o coração de Fred. Um problema maior surge para Valentina, ela não é da cidade e foi lá apenas para conhecer esse homem casado, sem ter como voltar para a sua cidade, Fred acaba oferecendo ajuda.

A segunda história é intitulada de Mantenha-se Viva e foi escrita por Gabriela Freitas. A autora nos apresenta a personagem Lavínia, uma jovem que consegue ingressar na universidade de arquitetura que ela tanto queria, ou ao menos que seus pais queriam. Essa é na verdade uma questão que vive em seus pensamentos, durante o momento em que fica sabendo que foi aprovada.

Após essa descoberta, Lavínia fica pensando, refletindo sobre a decisão que deve tomar, pois chega a duvidar se é isso que quer para a sua vida e talvez uma notícia que não vá entrar na universidade no curso de arquitetura, possa abalar seus pais, que investiram muito nela. Em um conflito pessoal, a jovem luta para descobrir o que fazer e parte para Búzios, com o intuito de se redescobrir. Na cidade litorânea, ela conhece Cauê, um rapaz charmoso, que a irrita constantemente, mas que vai lhe ensinar a lutar pelos seus sonhos e viver intensamente.

"Levanto-me rápido para afastar qualquer preguiça, lavo o rosto, escovo os dentes e me olho no espelho. Minhas bochechas estão vermelhas devido ao sol da véspera e gostei delas assim. Talvez eu vá pra praia hoje de novo. Será que o Cauê já planejou algo?" p. 137.
Pôr do Sol é a última história e nesse conto a autora Thaís Wandrofski nos apresenta a história de Sol ou Marisol, uma mulher que tem sua vida toda organizada, tudo planejado e quando algo acaba saindo errado, ela fica um pouco nervosa. Marisol acaba tentando mudar o seu jeito e comportamento, quando uma amiga demonstra seus defeitos. Querendo ser uma pessoa melhor e altruísta, Sol fará de tudo para colocar as pessoas próximas em primeiro lugar.
"Outra coisa muito importante: comece a pôr em ação agora! Sim, meus planos se iniciam hoje mesmo, então preciso acelerar as coisas se quiser cumprir a programação." p. 199.

Opinião: As três histórias são envolventes e também magníficas, os autores criaram histórias que se complementam através de jovens que lutam contra suas inseguranças e perdas, enquanto buscam por seus sonhos. Essas histórias leva ao leitor temas cotidianos, mas abordados de formas sutis, como o amor familiar e os vínculos que formamos durante nossas vidas, é tudo bem equilibrado e tem como plano de fundo o verão.
Os autores demonstram uma bela narrativa e cada um ao seu modo conseguiu criar uma linda e competente história. Adorei os flashbacks que servem para explicar algumas coisas que ocorrem no presente, mas também servem como lembranças aleatórias. O livro não apresenta tramas complexas, são simples e divertidas. Os capítulos são curtos e isso deixou a leitura fluida.
A edição é muito linda, repleta de detalhes com diversas ilustrações e bem colorida, dando um toque de alegria ao livro. A Faro Editorial arrasou, são inúmeras frases positivas no livro, algo que encanta e ao final de cada história ainda tem uma playlist. Essa é uma edição magnífica, que só vem confirmar o belo trabalho que a editora tem feito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário