07/06/2017

[RESENHA #268] ONZE LEIS A CUMPRIR NA HORA DE SEDUZIR - SARAH MACLEAN


Título: Onze leis a cumprir na hora de seduzir
Autor: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Ano: 2017
ISBN: 9788580415315
Onde Comprar: Saraiva

Sinopse: Juliana Fiori é uma jovem ousada e impulsiva, que fala o que pensa, não faz a menor questão de ter a aprovação dos outros e, se necessário, é capaz de desferir um soco com notável precisão. Sozinha após a morte do pai, ela precisa deixar a Itália para viver com seus meios-irmãos na Inglaterra. Ao desembarcar no novo país, sua natureza escandalosa e sua beleza estonteante fazem dela o tema favorito das fofocas da aristocracia. Pelo bem de sua recém-descoberta família britânica, Juliana se esforça para domar seu temperamento e evitar qualquer deslize que comprometa o clã. Até conhecer Simon Pearson, o magnífico duque de Leighton. O poderoso nobre não admite nenhum tipo de escândalo e defende o título e a reputação da família com unhas e dentes. Sua arrogância acaba despertando em Juliana uma irresistível vontade de desafiá-lo e ela decide provar a ele que qualquer um – até mesmo um duque aparentemente imperturbável – pode ser levado a desobedecer as regras sociais em nome da paixão. Sarah MacLean combina o encanto da Inglaterra do século XIX com personagens fortes e inesquecíveis para construir Onze leis a cumprir na hora de seduzir, o delicioso romance que conclui a série Os Números do Amor. 
Resenha: Onze leis a cumprir na hora de seduzir é o terceiro livro da série Os Números do Amor. Nele temos a história de Juliana, a meia-irmã dos gêmeos St Clair, Gabriel e Nick. Não bastassem os problemas de aceitação na sociedade por conta do escândalo de sua mãe, ex-marquesa de Ralston, fugitiva e que abandonou seus três filhos, ela ainda tem de lidar com a rejeição do preconceituoso Duque de de Leighton.

"[...] Mas todo o amor começava desse jeito - ardente, apaixonado e delicado. O que acontecia quando o fogo diminuía e a devoção se tornava cansativa? [...] Juliana não queria amor. Mas paixão [...]" p. 106.

Não seria um problema se antes dele saber quem ela realmente era não tivesse havido uma interação quase mágica entre eles... e que foi brutalmente interrompida quando o duque descobriu sua linhagem. Mas o escândalo parece perseguir Juliana onde quer que ela vá, cruzando seu caminho com o duque, que a considera irresponsável. Entre encontros, Juliana decide provar a ele que reputação não é a coisa mais importante do mundo.

"Ela era tudo que ele jamais fora - emoção e paixão, entusiamos e desejo. Ela não se importava nem um pouco com seu nome, seu título ou sua reputação. Juliana se importava com o homem que ele poderia ser. E fazia com que ele quisesse ser esse homem." p 237.

Opinião: Finalmente pus as mãos e olhos nesse desfecho maravilhoso d'Os Números do Amor. Sarah MacLean narra com maestria a história da apaixonante Juliana Fiori, meia-irmã italiana dos meus queridos gêmeos St Clair. Eu sou totalmente apaixonada pela história do Gabriel com a Calllie (Nove regras a ignorar antes de se apaixonar), adorei ver Nick e Isabel se encontrando (Dez formas de fazer um coração se derreter) e agora estou arrebatada pela saga da srta Fiori, um escândalo ambulante, não exatamente por culpa dela.
O enredo foi muito bem pensado para deixar vários aspectos de ambos protagonistas aparecerem e há uma grande surpresa no meio da história, para deixar tudo ainda mais difícil, claro. A narrativa é rápida, com vários eventos acontecendo em seguida do outro, o que deixou a leitura mais dinâmica. Sobre isso, aliás, preciso comentar que a tradução do título deixou a desejar: Eleven scandals to start to win a Duke's heart (Onze escândalos a começar para o coração de um duque ganhar) combina bem mais com a trama. 

Mais uma vez temos uma mocinha forte, que não se curva às regras idiotas da sociedade e ensina ao homem - o mais orgulhoso de todos - que a paixão supera a reputação. Ela me lembra muito a Sophie, de Cilada para um marquês (que é outro dos meus queridinhos) e o Duque de Leighton, Simon, tem o mesmo nome e lembra muito outro duque que é meu crush literário: Simon Basset, Duque de Hastings, de O Duque e Eu (Os Bridgertons #1). Não é surpresa nenhuma para mim, então, que esse livro tenha se tornado outro amorzinho meu.

Há menos cenas quentes aqui do que nos outros livros, - que imagino ter a ver com a idade da protagonista - mas foi tão tenso e estimulante quando o primeiro livro da série. Dessa vez a história contada é de superação de obstáculos e não meramente aceitação da atração por partes dos enamorados. Juliana precisa destruir os muros de Simon e entender quem ela era de verdade, assim como ele precisa desconstruir seus pré-julgamentos e conceitos sobre o que é mais importantes na vida. Foi muito legal ver o desenvolvimento deles para que pudessem realmente ficar bem juntos. E a resolução da história (que começou a ser construída no segundo) me deixou de coração derretido.

Simplesmente amei o livro e estou duvidando seriamente que exista algo dessa mulher que eu não vou achar incrível. Que venha mais Sarah MacLean!

2 comentários:

  1. Olá! Bom que o enredo foi bem pensado e com vários eventos. Que bom que você amou o livro. Vejo que os livros de Sarah MacLean anda conquistando muitos leitores. Ainda não li nenhum livro dessa autora, se eu ler tomara que goste tanto quanto você. Beijos'

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Eu morro de vontade de ler essa série, tanto pelo gênero quanto pelos elogios que ela recebe. De cara gostei da protagonista e da trama que envolve o romance. Com certeza é uma série que lerei assim que possível.
    Beijos!

    ResponderExcluir

INSTAGRAM

Publicações Recentes

recentposts

Publicações Populares