[RESENHA #279] MORTE LENTA - MATTHEW FITZSIMMONS - Saga Literária

Novidades

terça-feira, julho 04, 2017

[RESENHA #279] MORTE LENTA - MATTHEW FITZSIMMONS


Título: Morte Lenta (Gibson Vaugh #1)
Autor: Matthew FitzSimmons
Editora: Faro Editorial
Páginas: 320

Ano: 2017
ISBN: 
9788562409912
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse:
 MATTHEW FITZSIMMONS nasceu em Illinois, mas cresceu na Londres punk na década de 1970, próximo à Kings Road. Sua infância, até então idílica, foi quebrada pela experiência traumática ao assistir Star Wars em 27 de dezembro de 1977, na Leicester Square. Ao lado, ouvia o ronco de seu pai durante a sessão daquela que era, claramente, a maior conquista cinematográfica de todos os tempos. Foi quando começou a ter certeza de que mentiram pra ele, pois deve ter sido adotado. Graduou-se em Psicologia, estudou teatro, morou em Nova York e depois na China, onde rascunhou sua primeira ficção política. Atualmente mora em Washington, onde leciona literatura inglesa e teatro. Este livro de estreia alcançou tamanho sucesso que o autor decidiu contar novas histórias sobre o hacker investigador. 

Resenha: Morte Lenta é o primeiro livro da série Gibson Vaugh escrita pelo autor Matthew FitzSimmons. A trama gira em torno do aniversário de 10 anos do desaparecimento de Suzanne Lombard, que aos 14 anos sumiu do mapa sem deixar qualquer vestígio. A garota é filha de Benjamin Lombard, que na época era senador dos EUA e hoje é o atual vice-presidente. O caso de Suzanne tornou-se uma fixação nacional, a última imagem da garota e única pista é um vídeo de segurança gravado em uma loja de conveniência.

"Feita a partir de uma câmera localizada atrás da caixa registradora, a sequência mostrava o interior do infame posto de gasolina em Breezewood, na Pensilvânia. O vídeo causava tanto impacto nas pessoas porque poderia ser uma cena comum ocorrida em qualquer lugar ou cidade, e com a sua filha. Em sua totalidade, a silenciosa sequência do vídeo de segurança era uma melancólica homenagem à mais importante garota desaparecida dos Estados Unidos - Suzanne Lombard." p. 9.
Com o décimo ano do desaparecimento estava se aproximando, é esperado que as emissoras de TV levem ao ar o caso de Suzanne, pois o caso não foi solucionado, mas é com a proximidade desses dez anos do desaparecimento que algo mudou e uma nova pista está no ar. Benjamin Lombard, pai de Suzanne, sempre foi atencioso e devotado, ele é um político esperto e ardiloso, em certo momento o seu ex-chefe de segurança tem a ideia de procurar por Gibson Vaugh, amigo de Suzanne e um hacker que se tornou uma lenda na internet.

"A expedição rumo a Somerset partiu no dia seguinte. O estacionamento abaixo da Abe Consulting estava quase vazio e os passos de Gibson ecoavam no piso de concreto, Hendricks fumava um cigarro, encostado em um Grand Cherokee. Embora fosse um modelo atual, o carro estava bem maltratado; suas rodas de ferro tinham sinais de ferrugem e as laterais do carro estavam bastante amassadas. Parecia que alguém havia reformado o para-choque traseiro usando como modelo uma barragem de concreto." p. 101.

Gibson Vaugh não é um detetive, mas a sua ligação com a família Lombard existe e era forte por causa de Suzanne, pois ela era muito importante para ele. Gibson com uma vida repleta de decepções e desempregado, é convidado então a buscar pistas, para tentar descobrir o que realmente aconteceu com Suzanne dez anos atrás. Gibson aos 28 anos já precisou enfrentar a perda do pai por suicídio, já esteve preso e serviu a marinha, hoje ele é um homem humilde, um pai de família, que faz de tudo para manter o bem-estar da sua esposa e sua família. Sua fama no passado como Hacker não o ilude mais, mesmo não atuando mais como hacker, ainda mantem o seu interesse em descobrir falhas de segurança nas redes.


"Gibson se sentou a uma mesa à sombra na praça da biblioteca Carolyn Anhtony. Era um alívio depois de ficar fechado em um depósito privativo. Ele havia voltado à cena do crime na esperança de que isso o ajudasse a pensar, a ver com mais clareza; mas o que poderia obter de útil em uma biblioteca e em seus arredores?" p. 182. 

Aos poucos, as investigações realizadas por Gibson se mostram perigosas, pois existem diversas pessoas que desejam a estagnação do caso da Suzanne Lombard, querem que o caso não seja solucionado. Sem ter em quem confiar durante as investigações, Gibson acabado confiando apenas nele próprio e se vê sozinho, precisando enfrentar diversos perigos em meio a intrigas políticas e um assassino de elite extremamente perigoso. Em suas investigações, nada é o que parece, por isso descobrir o que ocorreu no passado vai ser uma difícil tarefa.

Opinião: Morte Lenta é uma leitura rápida e um livro repleto de suspense e mistérios. Matthew FitzSimmons apresenta uma trama cheia de detalhes e descrições, isso é um facilitador, de modo que podemos imaginar com clareza os cenários e acontecimentos. Os personagens criados pelo autor são carismáticos e fáceis de se apegar, principalmente de Gibson Vaugh, que precisa lidar com tantas decepções e dificuldades que surgiram ao longo da sua vida.
A trama criada por FitzSimmons é espetacular, pois não envolve apenas o desaparecimento da jovem Suzanne Lombard, mas também de outros temas como tecnologia, corrupção e intrigas políticas. O enredo é muito bem trabalhado e é repleto de reviravoltas e, com isso, o autor consegue prender a nossa atenção durante a leitura, nos deixando curioso sobre o que acontecerá no decorrer da trama. 
Achei super positivo e interessante essa jogada temporal (flashbacks) que Matthew FitzSimmons utiliza no decorrer do livro. Algumas pontas ficaram soltas, isso não é algo que compromete a qualidade do livro, mas é algo que deverá ser solucionado no próximo volume Poisofeather, ainda sem previsão de lançamento por aqui no Brasil.
A edição está muito bonita com título texturizado, capa metalizada e o material utilizado é de muito boa qualidade. O livro é dividido em três partes, que correspondem aos locais onde ocorre a trama. Como ponto negativo, destaco apanas a fonte, pois achei um pouco pequena em relação aos outros livros da editora.

4 comentários:

  1. Hey, Yvens!

    Adoro livros desse gênero e fiquei bem curiosa com sua resenha.
    Tudo quanto é livro de suspense/morte/mistério eu já quero por minhas mãos em cima e começar a ler... rsrsrs.
    Se surgir a oportunidade, vou ler esse livro. Já entrou pra lista!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Eu não sou a maior fã de romances policiais. Gosto de algo mais ligado à fantasia, sabe? Mas não deixaria de ler esse livro. A trama parece ser bem envolvente e dinâmica. Acho que não ficaria entediada. Meu problema com livros policiais/de mistério é que geralmente descubro tudo nas primeiras páginas, hahaha

    ;*

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Vi o burburinho que esse livro causou na blogosfera. Confesso que tive um pouco de curiosidade sobre o mesmo, mas agora vi que é uma série? EITA! Vou esperar então lançar o segundo para ver mesmo se irei ler, até porque não é um gênero que curto muito. Mas ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Gostei da premissa, adoro histórias investigativas rs' eu não conhecia esse livro e fiquei bem interessada, pois esses livros me prendem demais. Mas, irei esperar um pouco, se tratando de série, gosto de começar a ler quando boa parte dos livros já foram lançador rs' para não ficar naquela espera terrível.

    beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir