[RESENHA #281] NA ESCURIDÃO DA MENTE - PAUL TREMBLAY - Saga Literária

Novidades

quinta-feira, julho 06, 2017

[RESENHA #281] NA ESCURIDÃO DA MENTE - PAUL TREMBLAY



Título: Na Escuridão da Mente
Autor: Paul Tremblay
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 266

Ano: 2017
ISBN: 9788528621730

Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse:
 Um dos livros mais assustadores do ano, vencedor do prêmio Bram Stoker Award. A vida dos Barrett é virada do avesso quando Marjorie, de 14 anos, começa a demonstrar sinais de esquizofrenia aguda. Depois que os médicos se mostram incapazes de deter os acessos bizarros e o declínio de sua sanidade, o lar se transforma em um circo de horrores, e a família se vê recorrendo a um padre da região. Acreditando que seja um caso de possessão demoníaca, o padre Wanderly sugere um exorcismo e entra em contato com uma produtora que está ávida para documentar tudo. Com o pai de Marjorie desempregado e as dívidas se acumulando, a família hesitantemente aceita, sem imaginar que A Possessão se tornaria um sucesso imediato. Quinze anos depois, uma autora best-seller entrevista Merry, a irmã mais nova de Marjorie. Ao se recordar dos acontecimentos de sua infância, uma narrativa alucinante de terror psicológico é desencadeada, levantando questões sobre memória e realidade, ciência e religião... e sobre a real natureza do mal. 

Resenha: O livro Na Escuridão da Mente conta a história da família Berrett, composta por John, Sarah, Marjorie e Merry. A trama é contada por Merry Barrett, quinze anos após um acontecimento assustador em sua família. Agora com 23 anos, ela vai narrar a sua triste e terrível história para uma autora que está interessada em publicar esse acontecimento sinistro. Quando Marjorie, a irmã mais velha de Merry tinha 14 anos, o seu comportamento começou a mudar de forma inexplicável. Marjorie apresentava atitudes estranhas, bizarras e até mesmo assustadoras, esses comportamentos deixou sua família amedrontada e assustada.

"De certa forma, minha história pessoal, que não é propriamente minha, sendo literal e figurativamente assombrada por força externas, é quase tão terrível quanto a que de fato aconteceu. Quase." p. 21.

Seu pai, muito religioso, acreditava que sua filha estava possuída por uma entidade demoníaca, enquanto sua mãe, achava que a filha estava com a saúde mental afetada, já a pequena Merry ficava dividida entre as opiniões dos pais. Marjorie frequentava de forma regular o psiquiatra, porém não demonstrava qualquer melhora em seu comportamento. Sem ter mais para onde recorrer, John resolve procurar o Padre Wanderly da paróquia onde frequentam, em busca de algum auxílio.

"- Marjorie estava surtando e eu chorava, gritando a plenos pulmões bem ali, no banco do motorista, e ela ria de mim, rosnando, emitindo ruídos animalescos, me dizendo que eu queria fazer todos os tipos de coisas sexuais com ela, Sarah. Minha menininha falando aquilo para mim [...]" p. 63.
Padre Wanderly, após conhecer a jovem Marjorie, acredita que ela está possuída por um demônio e para piorar a situação, ele entra em contato com uma produtora de TV informando o caso. Esta por sua vez, diante de um cenário que pode obter sucesso de audiência e também financeiro, entra em contato com a família Barrett, para exibir um programa "ao vivo" em que seria realizado o exorcismo de Marjorie, algo proposto pelo Padre Wanderly.

A família Barrett em dificuldades financeiras e também precisando de ajuda para curar Marjorie, sem ter para onde correr, acredita que a produtora e o padre podem resolver todos os problemas e acabam aceitando a proposta tanto do programa de TV, como do exorcismo. A produtora começa a acompanhar o dia a dia da família e tudo passa a ser gravado, documentado e transmitido pelo reality show A Possessão para todo o país, enquanto o dia do exorcismo vai se aproximando, mas ninguém estava preparado para o que estava prestes a acontecer.

Opinião: Paul Tremblay me impressionou, a trama é bem construída e fala sobre exorcismo e "possessão demoníaca", algo que não é muito comum nos livros de hoje. A narrativa é envolvente e obscura, muitas dúvidas surgiram ao longo da leitura e confesso que fiquei intrigada com a construção dos fatos, pois Tremblay nos leva a questionar se de fato a protagonista não é apenas uma jovem com problemas psiquiátricos ou de fato é uma alma atormentada pelo demônio.
O terror psicológico nesse livro é bem presente e o clima de suspense torna-se uma constante. O autor deixa para nós leitores, a possibilidade e a liberdade de escolhermos no que acreditar, no bem ou no mal, se a experiência de Marjorie foi algo real ou delírios de uma fértil imaginação. Acompanhamos como essa experiência vivida pela protagonista pode abalar uma família, assim como a influência do fanatismo religioso ou a necessidade pelo dinheiro. Eu senti medo, fiquei confusa e senti mais medo junto com a família Berrett.
Acompanhamos toda a trama por meio do ponto de vista de uma menina de 8 anos e isso nos deixa com dúvida, pois não sabemos até que ponto as suas lembranças são reais ou não, e principalmente se são confiáveis. Um ponto positivo é a relação entre as irmãs, pois sentimentos como o amor e união estão claros, mesmo com todas as adversidades e dificuldades que aparecem no caminho delas. A história conta ainda com várias referências a filmes e livros de terror famosos. Eu gostei do livro e indico essa leitura para os amantes de thrilles e terror. O livro venceu o prêmio Bram Stoker Award em 2015.
A capa do livro está diretamente relacionada com o clima da história, nos dá uma sensação de agonia e medo. A diagramação está boa, fonte e espaçamento em tamanho confortável. As folhas são amareladas e de boa qualidade, isso facilita a leitura. Não encontrei erros de revisão. Deixo meu agradecimento ao Grupo Editorial Record por nos enviar esse livro por meio da parceria e me proporcionar uma leitura repleta de suspense.

8 comentários:

  1. Oi Mayara!

    Eu ainda não conhecia o livro, mas só pela capa já me interessei. O estilo do livro me agrada demais (muito por amar terror e assuntos relacionados à possessão) e também por gostar demais de histórias que tratam dessa relação esquizofrenia x possessão, doença x religião.
    Fiquei bem interessada e já coloquei na minha lista para comprar. Ótima dica!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá! Concordo com você, a capa me deu um pouco de aflição. A premissa é bem interessante, sua resenha me deixou bastante curiosa! O problema? Tenho muito medo! Até leio alguns livros de terror, mas quando passa para o nível desse, já fico travada. Parabéns pela resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Se já fujo de livros de terror/thriller nesse infelizmente passo bem longe. Se no nivel mais iniciante morro de medo, com esse então não consigo passar nem da primeira páginas. Sua resenha está ótima trazendo informações do livro, sua opinião, detalhes deles, mas acho que não sou o público alvo. Ótima resenha sempre!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. é,já tinham me falado do teor desse livro, que certamente me agradaria...nao duvido, ainda mais depois da tua resenha... curto demais a temática e ele já entra pra minha listinha ^^
    bjs...

    ResponderExcluir
  5. Olá Mayara, tudo bem?

    Eu até gosto de livros assim, mas acho que bateria aquele cagaço básico quando chegasse na hora do exorcismo. Tenho um trauma infantil por causa de O Exorcista, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sabe que pela capa eu jamais pensaria que esse livro é bom? Achei ela bem... sei lá, faltando algo. Mas gostei demais da premissa desse livro! A tua resenha tá bem completa e me fez querer ler ele, sim. Apesar de eu não ser uma grande leitora de terror, gosto de histórias que mesclam o sobrenatural com dramas familiares e de fé. Já está na lista!

    ;*

    ResponderExcluir
  7. Oie
    uau que enredo intenso, estou curiosa pela história ainda mais por saber que é premiado e que tem um enredo tão detalhado e interessante como vc disse na resenha, fiquei curiosa e a dica esta anotada

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá tudo bem?
    Adoro livros de terror e suspense e esse com certeza me deixou ávida para devorá-lo! Gosto de livros que instigam o leitor e que prendem até o final da obra e é o que parece ser essa obra. Já adicionei a listinha, obrigada pela dica!

    beijinhos!

    ResponderExcluir