[RESENHA #283] CAÇADOR EM FUGA - GEORGE R. R. MARTIN - Saga Literária

Novidades

segunda-feira, julho 10, 2017

[RESENHA #283] CAÇADOR EM FUGA - GEORGE R. R. MARTIN


Título: Caçador em Fuga
Autores: George R. R. Martin; Gardner Dozois e Daniel Abraham
Editora: Leya
Páginas: 304
Ano: 2017
ISBN: 9788544105214

Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: 
Uma aventura surpreendente sobre a liberdade, escrita pelo mestre George R.R. Martin. Ao despertar num lugar escuro, Ramón Espejo não se lembra de como foi parar ali. Logo ele descobre que é refém de uma raça alienígena e que, para recuperar sua liberdade, será forçado a ajudá-los a encontrar outro humano como ele – um fugitivo. Quando a caçada começa, no entanto, Ramón recupera algumas lembranças: a miséria e as péssimas condições de trabalho e de vida no México; a decisão de deixar a Terra e explorar um novo planeta-colônia, São Paulo; o sonho de encontrar metais valiosos e enriquecer; o desejo de uma nova chance. Agora, envolvido numa estranha perseguição nesse mundo hostil e imprevisível, Ramón precisa encontrar uma maneira de escapar de seus captores... e depois, de alguma forma, sobreviver. No entanto, à medida que suas memórias se fortalecem, Ramón descobre que seu pior inimigo pode ser ele mesmo. “Caçador em fuga”, publicação que faz parte do selo LeYa/Omelete, é uma história criada a seis mãos que levou quase trinta anos para ser escrita. O resultado é uma aventura de ficção científica que cria mundos e espécies diferentes com detalhes fascinantes, analisando a humanidade em seus piores e melhores momentos por meio de um personagem politicamente incorreto, atrapalhado e carismático. Na imprensa.

Resenha: Caçador em Fuga surgiu a partir da ideia de Gardner Dozois em 1976, passando pelas mãos de George R. R. Martin em 1981 e acabou por ser engavetado em 1982. Esse projeto ficou parado por 20 anos, até que em 2002 Daniel Abraham é convidado para dar continuidade e finalizar esse livro que foi publicado em 2004. Posteriormente o livro foi revisado por Dozois e a versão final foi publicada em 2007.

Nesse cenário futurista, vemos que a humanidade emprega uma campanha expansionista, com o objetivo de conquista, colonizar e dominar a galáxia, buscando explorar o inexplorado. Porém, nem tudo são flores, pois os humanos estão ligeiramente atrasados em seu objetivo, tendo em vista que raças alienígenas avançadas possuem o controle de diversas colônias e rotas comerciais.

"Quando Ramón Espejo acordou, estava flutuando num mar de escuridão. Por um instante, sentiu-se relaxado e despreocupado, boiando tranquilo. Até que sua identidade retornou preguiçosamente, uma lembrança tardia e indesejada." p. 9.

Nessa ambientação futurista de Caçador em Fuga que vamos acompanhar a história de Ramón Espejo, minerador latino residente na colônia de São Paulo, um planeta descoberto por brasileiros, por isso esse nome. Em certo momento, Ramón acaba se envolvendo em uma briga em um bar e para escapar das consequências, ele foge para o norte, com a desculpa de tentar encontrar e explorar novas áreas de mineração. Essa fuga ocorre pois o planeta é novo, existe pouca ordem ou leis e o governo tenta pegar ele para exemplo.
"Aquele luar não fora feito por seres humanos, nem era destinado a eles. Ao entrar na câmara, viu que as paredes eram cobertas de imagens minúsculas e rastejantes, como se uma camada de óleo escorresse sem parar do teto ao chão, carregando uma leve espuma, formada por imagens em constante transformação [...]." p. 63

Ramón é um homem de temperamento forte, que após cometer alguns deslizes e atitudes impensadas, acaba envolvido com uma raça alienígena. Esses seres utilizam Espejo para que ele encontre um fugitivo, mas em suas perseguições tudo tem que ser bem pensado e planejado, pois qualquer deslize pode acarretar em grandes consequências. Aos poucos vamos conhecimento a vida ferrada de Ramón, assim como o seu relacionamento conturbado com Elena e como ele foi transformado no caçador em caça. Sobreviver será a única alternativa e lei para Ramón, pois a cada confusão que ele se livra, um novo problema surge em seu caminho para ele se preocupar.

Opinião: Caçador em Fuga é um livro de ficção científica que surpreende, com uma trama bem desenvolvida, os autores nos apresentam uma trama original, onde os seres humanos sedentos por conquistar novos planetas, partem para o espaço com o objetivo de colonizar a galáxia, porém eles não contavam que teriam outras raças alienígenas mais desenvolvidas tecnologicamente nesse caminho.
É interessante a abordagem que os autores dão sobre a capacidade dos seres humanos em causar danos ao meio ambiente, nossas facilidades de adaptação, de querer controlar e tomar para si o que nos rodeiam, bem com o desejo pelo poder ou riquezas, coisas que podem ser visto como falhas, são na verdade vistas como virtudes pelas raças superiores.
O livro é dividido em quatro partes, com 29 capítulos no total. Apesar de ser escrito por três autores, a leitura foi rápida e fluida, além disso as descrições no decorrer da história são bem detalhadas, algo que facilita muito o entendimento e a própria visualização das diversas cenas na trama. Os personagens como Maneck e Ramón são bem construídos, existindo uma ótima interação entre eles. Caçador em Fuga é um livro acima da média, tem uma história divertida, envolvente, carregada de ação e sobretudo humana. Um detalhe importante é que o final da trama deixa em aberto a possibilidade de uma continuação.
A edição está caprichada, a capa está bem legal e mantém um mistério sobre a trama. A fonte e espaçamento estão em bom tamanho. Já a revisão ficou muito boa, não encontrei erros que pudessem atrapalhar a leitura. No geral a Editora Leya está de parabéns pelo trabalho realizado. Deixo meu agradecimento à editora por me enviar esse belo livro de ficção científica. Recomendo para todos que gostem de aventura e principalmente para os fãs de ficção científica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário