[RESENHA #285] FRANKENSTEIN | O MÉDICO E O MONSTRO | DRÁCULA - MARY SHELLEY | ROBERT LOUIS STEVENSON | BRAM STOKER - Saga Literária

Novidades

quarta-feira, julho 12, 2017

[RESENHA #285] FRANKENSTEIN | O MÉDICO E O MONSTRO | DRÁCULA - MARY SHELLEY | ROBERT LOUIS STEVENSON | BRAM STOKER


Título: Frankenstein - O Médico e O Monstro - Drácula
Autores: Mary Shelley | Robert Louis Stevenson | Bram Stoker
Editora: Martin Claret
Páginas: 540
Ano: 2017
ISBN: 9788544001455
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse:
 Nesta edição, reunimos três clássicos do terror mundial. 'Frankenstein' (1818), da autora inglesa Mary Shelley, tornou-se um dos maiores clássicos da literatura de terror e conta a história do dr. Victor Frankenstein. Essa história ficou imortalizada no teatro e no cinema em várias adaptações. 'O médico e o monstro' (1886) aborda a dialética dos valores morais em forma assombrosa e vai além do bem e do mal da alma humana. O escritor escocês Robert Louis Stevenson impregnou neste romance um forte clima de apreensão, suspense, terror e perplexidade, que garantem a atenção do leitor do início ao fim. O romance gótico 'Drácula' (1897), do autor britânico Bram Stocker, narra a história do Conde Drácula, vilão morto-vivo da Transilvânia, que se tornou o típico representante do mito vampiro. Esse mito provém do fabulário húngaro do século XVIII.
A edição 3 em 1 da Martin Claret reúne três livros clássicos do terror, por esse motivo e pela complexidade dos livros, vou publicar aqui uma resenha e opinião por vez, iniciando com o livro Frankenstein de Mary Shelley, passando pelo livro O Médico e O Monstro de Robert Louis Stevenson e finalizando com o lendário Drácula de Bram Stoker.

FRANKENSTEIN OU O PROMETEU MODERNO
Resenha: Victor Frankenstein ao ser socorrido pelo marinheiro Robert Walton, decide contar sua história. Robert acredita ter em mãos a chance de escrever uma história diferente para a sua irmã, já que apenas detalha a vida no mar. O que o marinheiro não podia esperar é que iria se deparar com uma história terrível, sobre a criação de um monstro através de experimentos científicos por parte do homem que acabou de socorrer.

"Quando completei dezessete anos, meus pais resolveram que eu deveria estudar na Universidade de Ingolstadt. Até então, havia frequentado as escolas de Genebra, mas meu pai julgou necessário, para completar a minha educação, que eu conhecesse outros costumes além dos do país natal [...]." p. 41.

Victor Frankenstein é um jovem com muita ambição e adora as ciências naturais. Ainda novo, ingressa na faculdade, dedicando-se aos estudos com o objetivo de descobrir como poderia criar um mecanismo para dar vida a um ser criado por suas mãos. Nos seus estudos para gerar a vida de forma artificial, em certo momento acaba descobrindo como reanimar tecidos mortos. Porém, quando alcança esse sucesso, ele fica apavorado com o resultado de suas experiências.

"Nada é mais doloroso para a mente humana do que, depois da exacerbação dos sentimentos por uma rápida sucessão de fatos, a paz defunta da inação e da certeza que se segue e tira da alma a esperança e o medo [...]" p. 75.

Victor acaba dando vida a um monstro, uma criatura que ele considera uma aberração. Esse ser de aparência assustadora e grotesca, tem uma essência humana e é dotado de consciência, além disso apresenta sentimentos diversos como amor, desejo, medo, ódio e esperança. Transtornado e arrependido com seus próprios atos, o cientista sai do seu local de trabalho e deixa a sua criação sozinha, a própria sorte. Com o tempo a depressão recaí em sua vida e Victor precisa enfrentar o terror em seus pesadelos.

Anos se passam, a sombra do passado ainda o atormenta e um fatídico dia em que ocorreu um grande perda em sua família, ele depara-se com a sua monstruosa criatura, acreditando que a mesma tenha ligação direta com a tragédia que ocorreu em sua família. Nesse tempo em que criador e criatura ficaram afastados, o monstro conseguiu enfrentar e passar por todas as dificuldades que apareceram em seu caminho. Passou anos sozinho, enfrentando a fome e o frio, enquanto amaldiçoava o seu criador, questionando principalmente o abandono que precisou enfrentar. Nesse reencontro a criatura conta a sua história para aquele que lhe deu a vida.

Opinião: Frankenstein é um clássico do terror, porém alguns consideram o livro como um dos precursores da ficção científica. O livro foi escritor pela autora Mary Shelley, por volta do ano de 1816 quando ela tinha apenas 18 anos. A narrativa é bem descritiva, consistindo em um relato linear de Victor Frankenstein, sua jornada e acontecimentos. A trama tem diversas características claras do Romantismo, entre eles os elementos da natureza, que refletem no humor de Victor, assim como nos acontecimentos.

Shelley por meio da sua história, levanta questionamentos como o medo sobre os conhecimentos que a ciência e os avanços tecnológicos podem trazer. A autora também aborda a busca pela perfeição, a tênue linha que separa a ética da moral, linha essa que por ser ultrapassada em um piscar de olhos. É sobretudo um livro que trabalha a natureza humana, revelando de forma magistral a monstruosidade do ser humano e a humanidade daquele que é considerado um monstro. 

A autora ainda brinca com nossas emoções no decorrer dos capítulos, mudando nossas opiniões no desenrolar dos fatos. Recomendo fortemente a leitura de Frankenstein, um livro com narrativa envolvente, velo e dramática. Esse livro é a chave para abrir as portas do mundo da literatura clássica.


O MÉDICO E O MONSTRO
Resenha: Escrito pelo autor escocês Robert Louis Stevenson em 1886, O Médico e O Monstro apresenta uma história ambientada na Londres Vitoriana. Vamos conhecer a história do notório médico Dr. Jekyll, uma figura de destaque no meio acadêmico e constantemente presente no meio social. Jekyll em dado momento resolve aventurar-se no campo de experimentos científicos e deseja colocar em prova sua teoria. Dr. Jekyll acreditava que o ser humano apresenta uma dualidade em sua natureza, que se divide em uma parte boa e outra má. Essa dualidade seria a fórmula que compõe a essência do homem e em seu interior haveria uma batalha constante entre esses opostos.

Jekyll resolver fazer um testamento, pois temendo desaparecer ou morrer, o deixa nas mãos do respeitável advogado John Utterson, o qual deveria garantir que a fortuna do doutor fosse entregue ao Sr. Hyde, um homem pouco conhecido e misterioso. Alguns relatos sobre Sr. Hyde circulam, dizendo que o mesmo é capaz de provocar atrocidades. Os atos impregnados de violência e crueldade praticados tornam-se mais sádicos com o passar do tempo. 

"Nessa noite, Utterson regressou ao seu apartamento de solteiro, bastante preocupado, e sentou-se para jantar, mas sem apetite. Costumava, aos domingos, ao terminar a refeição, ficar ao lado da lareira, com algum árido volume de Teologia, até que o relógio da igreja próxima batesse meia-noite, quando ia, consolado e prudentemente, para a cama." p. 181.
Utterson, não obstante, fica cada vez mais curioso sobre essa relação até então desconhecida entre o Dr. Jekyll e o Sr. Hyde, por isso resolver investigar a ligação entre eles. Enquanto o advogado não acredita que possa existir alguma relação entre duas pessoas tão distintas, aos poucos algumas evidências surgem em seu caminho, porém Utterson está para descobrir algo totalmente inimaginável.

Opinião: Com uma excelente narrativa, O Médico e O Monstro tem ao mesmo tempo uma atmosfera gótica, pesada, aterrorizante e também repleta de mistério. Robert Louis Stevenson nos leva a refletir sobre a divisão mental, entre o que é moralmente aceitável e inaceitável. O quanto essa dualidade pode afetar a personalidade e o comportamento do ser humano quando tal equilíbrio é abalado. O autor nos mostra por meio de Jekyll, um ser humano honrado e bondoso, pode se transformar em um ser humano desgarrado de princípios éticos ou morais. 

Outro fato interessante é Stevenson abordar o distúrbio dissociativo de identidade, utilizando como alegoria a poção que divide a personalidade de Jekyll. É possível realizar uma reflexão sobre aspectos como o egoísmo, as regras que a sociedade nos impõe, sobre o monstro que vive dentro de nós e principalmente que os vícios podem nos destruir. Em comparação ao livro Frankenstein, O Médico e O Monstro mostrou ser uma leitura rápida e de fácil compreensão, além disso é também considerado um clássico do terror.


DRÁCULA
Resenha: O início da trama em Drácula acompanhamos Jonathan Harker, um advogado de Exeter (Inglaterra) a caminho da Transilvânia. Harker foi enviado para o local por seu empregador, Peter Hawkins com o objetivo de fechar negócios imobiliários com um nobre da região chamado Conde Drácula. A trajetória de Harker até chegar ao seu destino, um afastado Castelo, é um tanto misteriosa.

Chegando ao seu destino, o advogado Jonathan Harker é recebido pelo próprio Drácula de forma amistosa e gentil, inclusive com o alojamento do advogado já preparado. Após comer e conversar, Harker toma conhecimento que o Conde Drácula deseja deixar a Transilvânia e mudar para Carfax, localizada em Londres, para implementar um plano maligno, é claro desconhecido pelo jovem advogado. Harker resolve então descansar no alojamento que lhe foi reservado, porém ele não faz ideia do que está para acontecer.

"Lá dentro havia um velho de estatura elevada, muito bem barbeado, porém com um longo bigode branco, vestido de preto da cabeça aos pés e sem o menor sinal de cor em seu corpo ou em suas vestes." p. 243.

Durante o tempo que permanece no castelo, Jonathan começa perceber que algumas coisas inexplicáveis e estranhas ocorrem e não demora muito para ele se ver envolvido em uma trama sinistra elaborada pelo Conde Drácula. Porém essa descoberta acontece um pouco tarde, já que o advogado torna-se refém do Conde. Passando um certo período, Jonathan Harker, apesar de todas as dificuldades do castelo, finalmente consegue escapar e sair da condição de cativo. Ele parte para Londres, mas Harker não imaginava que seus problemas apenas estariam começando.
"Ali no caixão não mais se encontrava a coisa impura que temíamos e principiáramos a odiar de tal forma que considerávamos um privilégio obter a faculdade de destruí-la; mas lá estava a própria Lucy que conhecêramos em vida, com o rosto apresentando incomparável ternura e pureza." p. 409.

Em Londres nem tudo são flores para Drácula, pois uma famosa figura, desconfiada do Conde, entra em cena. Abraham Van Helsing, famoso pelo seu conhecimento sobre vampiros, emprega uma caçada ao Conde, que por sua vez, decide por retornar para a segurança do seu castelo na Transilvânia. Mas antes de partir, compartilha o próprio sangue com Mina, a jovem esposa de Jonathan Harker, que passa a ficar ligada ao vampiro. Para acabar com o reinado de terror deflagrado por Drácula, Harker deverá unir suas forças com Van Helsing e partir para esse grande embate com o vampiro da Transilvânia.


Opinião: Drácula é outro livro com claras características do romantismo da época vitoriana, a linguagem é rebuscada, talvez para alguns que não estão acostumados com clássicos pode ser no início um pouco cansativo, além disso existe todo um contexto histórico no qual Drácula está inserido. Bram Stoker utiliza de descrições bem realistas na trama, algo que contribui bastante para a nossa imaginação. Nesse livro, assim como nos dois clássicos anteriores, o clima sombrio está presente e o autor se utiliza de uma paisagem obscura, com tempestades e neblina, criando um clima de terror e suspense nesse ambiente gótico.

Bram Stoker, em sua narrativa, leva ao leitor um conflito interessante, que é aquele que ocorre entre as superstições, com a existência do Vampiro, caracterizado pelo Conde Drácula, em face ao pensamento científico, fundamentado na racionalidade. Não obstante, Stoker elenca outro cenário importante em sua história: o comportamento e reação dos britânicos ao movimento migratório com a entrada de estrangeiros na bretanha, que ocorre na personificação do Conde Drácula. A leitura me envolveu e em vários momentos fiquei empolgado e curioso sobre o desdobramento da trama.

Opinião Geral: A edição 3 em 1 da Martin Claret, que traz três das melhores histórias do terror clássico, está magnifica. Além disso, a edição é em capa dura com uma belíssima arte e também conta com diversas ilustrações ao longo da obra. A lombada está em degradê, com cores preta, cinza e marrom e também conta com marcador dourado em fita de cetim. A revisão ficou ótima e o livro tem também algumas notas explicativas.
Eu confesso que tenho as edições de Drácula da Landmark, Frankenstein da Darkside e O Médico e O Monstro, edição de bolso da Saraiva. Contudo, desde que tomei conhecimento que a Martin Claret iria repaginar a edição 3 em 1, lançando esse belo livro, resolvi esperar para ler esses três grandes clássicos da literatura e, digo a vocês leitores, não me arrependo nem um pouco pela espera, pois essa edição está sensacional. Espero que todos possam apreciar essa magnifica edição da editora Martin Claret, que está de parabéns pelo excelente trabalho empenhado em mais esse projeto que, como disse, está sensacional.

23 comentários:

  1. Ola
    A obra deve ser incrível, especialmente por conta dos clássicos em um só livro, que maravilha. Infelizmente, ainda não tive a oportunidade de conferir, mas fico bem curiosa quanto ao desenvolvimento. Uma das coisas que mais chama a atenção mesmo é essa edição sensacional, gostaria muito de ter um exemplar, deve ser muito bonito.
    Beijos., |F

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Realmente a ediçao está maravilhosa. Eu me desafiei a ler pelo menos um clássico por mês, por isso considero sia dica excelente, ja que eu ainda nao tinha visto essa edição.
    Parabéns pela resenha, ficou realmente muito boa.
    Obrigada pela dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Yvens! Eu tinha lido uma edição anterior com capa simples que a própria Martin Claret havia lançado. Realmente os livros dela são muito bem diagramados!
    Eu gostei das três histórias, a que mais gostei foi Frankenstein, em segundo O Médico e o Monstro. Drácula eu achei realmente bem cansativo, ainda mais no começo, mas em essência, os três são muito bons. Ótima aquisição!
    Bjos
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  4. Gente, que edição mais linda!
    Eu goto muito desses clássicos e fiquei curiosa para realizar a leitura, gostei bastante de ver a sua opinião sobre o livro e espero ter a oportunidade de lê-lo. A capa está linda.

    ResponderExcluir
  5. Frankenstein sempre me pareceu uma história interessante e essa edição que você apresentou está linda!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Li no ano passado esses livros, mas o meu favorito é Drácula, não gostei muito da narrativa dos outros, achei as descrições bem extenuantes, porém, Drácula é só amor *__*

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Que edição linda! Tenho uma edição única, que amo, mas adorei essa. Já li os três e amooo as histórias! A escrita dos autores é incrível. Frankestein acho que é um dos que mais me chama a atenção devido ao fato de uma mulher ter escrito a história, já que na época mulheres não tinham muito espaço.
    Adorei saber suas impressões.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. A arte gráfica está tão maravilhosa que deixa até o nosso coração quentinho em ver tanto capricho em um livro assim. Eu tinha este livro na edição da Claret, mas agora quero esta aqui também a culpa é das suas fotos que deixaram a resenha mais que maravilhosa!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar deste livro, mas fiquei curioso! Mesmo que não tenha por habito ler contos..!

    Mas achei muito interessante o facto de abordar estas lendas e mitos de forma criativa! Especialmente a do Drácula!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, essa edição parece estar fantástica! Já quero na minha estante!
    Eu tenho Frankenstein na edição da Darkside e O médico e o monstro em e-book que baixei na Amazon, mas ainda não os li.

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Tenho muita vontade de conhecer a história sobre Frankenstein.
    E agora mais ainda porque quero conferir como essa autora brinca com nossa emoções
    a ponto de mudar nossa opinião.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Minha nossa... um livro que consta os três maiores classicos do terror? Confesso que eu não sou uma fã assídua do gênero, para falar a verdade, tenho um sério problema com o gênero. Mas que baita livro!!!
    Adorei a forma como resenhou ele e pode ter certeza que eu vou mostrar para meus amigos que amam o genero.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Confesso que não é o tipo de leitura que estou acostumada a ler, portanto, prefiro passar a dica, pois, tenho certeza que não é meu tipo de leitura... Mas, sua resenha ficou linda <3
    A edição está um arraso também ;)
    Bjo

    ResponderExcluir
  14. Eu to apaixonada por essa edição, de verdade, to a algum tempo admirando as fotos. Uma grande obra pra quem admira o genero, já adicionei em minha lista de desejados. Parabéns, ótima resenha.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Três grandes clássicos reunidos em uma edição maravilhosa. Não sou fã de terror mas ainda assim fiquei desejando ter essa belezinha na estante, imagino então quem gosta do gênero.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Eu estou louca para ter esse livro, pois mesmo não tendo lido nenhum dos clássicos em outras versões, essa é uma versão espetacular que embeleza qualquer estante, fora que o conteúdo pela sua resenha também é incrível e conquistar o leitor de cara.

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro e adorei a capa, mas confesso que não fiquei lá muito animada com o livro em si, pois esses três clássicos não me deixam muito animada, sabe? Mas eu achei muito bacana essa edição 3 em 1 e imagino que seja uma leitura muito bacana para quem curte o gênero.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem? Com uma meta pessoal de ler bastante clássico agora, quando vi essa edição eu surtei. Quero muito, e a acho muito linda e sua resenha só me deixou mais animada. Já quero haha
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi. Já li os três livros, mas quero muito tê-los para mim rsrs Ainda mais nessa edição maravilhosa da Martin.
    E sobre sua resenha, descreveu com perfeição sobres os clássicos do terror mais incríveis da literatura. Sempre que tem alguma adaptação dessas obras fico doida e quando possível tento assistir. Ótima recomendação!

    ResponderExcluir
  20. Olá,

    Quero bastante ler o livro Drácula, pois sou fascinada por vampiros, mas essa edição não é a que desejo. Sobre o outros dois livros, não sinto vontade em lê-los, infelizmente. Mas, que bom que foram obras satisfatórias de se ler.

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá! Ainda não conhecia essa versão, ficou muito boa, reunindo os clássicos do terror. As histórias com certeza são fantástica e vale super a pena a aquisição. Ótima resenha, bjo

    ResponderExcluir
  22. Oi oi!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler O Médico e o Monstro, mas já estava pensando em ler alguns clássicos. Depois da sua resenha, tive uma noção da estória, e sei que vou amar esse suspense/terror.
    O enredo do livro é maravilhoso, e nem preciso dizer que os personagens são maravilhosos ♥

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  23. Olá!!
    Gostei muito das suas resenhas, foram todas bem detalhadas.
    A capa do livro é lindíssima!
    Confesso que não li nenhuma desses clássicos, mas fiquei com muita vontade de conhecer com esse livro lindo!

    ResponderExcluir