[RESENHA #292] AMIZADE É TAMBÉM AMOR - CARPINEJAR - Saga Literária

Novidades

sexta-feira, julho 28, 2017

[RESENHA #292] AMIZADE É TAMBÉM AMOR - CARPINEJAR


Título: Amizade é Também Amor
Autor: Fabrício Carpinejar
Editora: Bertrand Brasil

Páginas: 288
Ano: 2017
ISBN: 9788528621921
Onde Comprar:
 Amazon - Saraiva

Sinopse:
 O novo livro de crônicas, Carpinejar não fala de amor, mas de amizade. São 122 textos ao longo de mais de 200 páginas que combinam reflexões de companheirismo e humor do cotidiano com lembranças da infância e um ou outro conselho sobre convivência. “Os amigos são para toda a vida, ainda que não estejam conosco a vida inteira. Amigo é destino, amigo é vocação”, escreve. 

Resenha: "Amizade é Também Amor", livro do autor gaúcho Carpinejar, foi publicado pela Bertrand Brasil e chegou em nossas mãos através de nossa parceria e confesso que estava ansiosa para realizar essa leitura, pois nunca tinha lido qualquer livro dele. Esse é um livro repleto de crônicas, são muitas mesmo e em seus textos, Fabrício Carpinejar fala sobre a amizade, casamento, situações do cotidiano e lembranças da infância.

"Entenda que as melhores companhias nem sempre são boas companhias. A simbiose que existe numa amizade, de um espelhar o outro, de um ser o outro, é perigosa. Quando alguém pretende se destruir, leva junto quem vive próximo." p. 15.

Durante a leitura nos deparamos com contos que falam sobre a amizade, retratando o que é ser um amigo compreensivo, falando também sobre orgulho e solidão; sobre nossas mães, as verdadeiras amigas que temos na vida. Existem também textos em que o autor nos diverte, tirando "sarro" sobre as famosas polainas que diversas mulheres usam. O autor escreve sobre o machismo e também sobre agradecermos o que temos.

"Aquele que nunca deu o braço a torcer um dia dobrará os joelhos. Mesmo o mais ferrenho orgulhoso não escapará da humildade. Ninguém escapa de conhecer a si. Pode durar perturbadores vinte minutos, um breve intervalo, mas experimentará o calor do despojamento, beijará o chão de sua renúncia, os ouvidos se abrirão para as batidas na porta e as vozes na janela." p. 214.

Opinião: Com uma escrita leve e objetiva, Carpinejar traz ao leitor crônicas curtinhas e prazerosas. O autor apresenta uma sensibilidade ímpar ao escrever e falar sobre situações vividas por ele mesmo, como os suas amizades e relacionamentos, sem ser desrespeitoso ou cansativo aos olhos do leitor. Devido a quantidade de crônicas, algumas são muito boas e outras razoáveis. Acredito que essa oscilação é algo normal, pois o livro conta com 122 crônicas.
"Amizade é Também Amor", foi uma leitura prazerosa, divertida e reflexiva pela gama de assuntos que o autor aborda. A escrita de Carpinejar me conquistou com sua narrativa maravilhosa e seus textos são de fácil compreensão, pois o autor cria uma sensação de familiaridade e aproximação com o leitor. Eu fiquei emocionada com tamanha sutileza dele, me senti ligada com várias crônicas, me fazendo lembrar fases da minha vida e do meu passado. 
Recomendo o livro para aqueles leitores que gostam de reflexões, pois "Amizade é Também Amor" nos faz sorrir e entristecer, nos emociona e nos conquista. As três crônicas finais do livro são arrebatadoras. Concordando ou discordando de algumas visões e opiniões do autor, o que importa é a bela leitura que Carpinejar nos proporciona, tudo regado com bom humor.
Sobre a Edição: A capa é simples e bonita, a diagramação está ótima, as folhas são amareladas e a fonte está confortável. Não encontrei qualquer erro ortográfico ou de revisão. As crônicas são curtas e isso torna a leitura fluída. A edição conta com orelhas e informações sobre o autor.
Sobre o Autor: Fabricio Carpinejar nasceu em Caxias (Rio Grande do Sul) em 1972, é um poeta, cronista e jornalista brasileiro. Seus pais eram os poetas Maria Carpi e Carlos Nejar. Em 1990 começou a estudar jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde formou-se no ano de 1995 e em 2002 tornou-se mestre em Literatura Brasileira pela mesma instituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário