[CRÍTICA] CONTA COMIGO - Saga Literária

Novidades

quinta-feira, agosto 03, 2017

[CRÍTICA] CONTA COMIGO

Conta Comigo (Stand By Me) foi dirigido por Rob Reiner, baseado no conto O Corpo do autor Stephen King que está no livro Quatro Estações publicado aqui no Brasil pela editora Suma de Letras. O conto foi adaptado para as telinhas do cinema no ano de 1986 e teve um grande sucesso, algo inesperado, tendo em vista o baixo orçamento e a falta de efeitos especiais. Conta Comigo inclusive foi indicado ao prêmio de melhor roteiro.
O longa retrata a vida de quatro garotos de doze anos no longínquo verão de 1959 na cidadezinha de Castle Rock no estado de Oregon. Alter ego de Stephen King e narrador da trama, Gordie Lachance (Will Wheaton) é um menino tímido e quieto, a sua família passa por um momento difícil pois o seu irmão faleceu em um acidente de carro, por isso, o garoto acaba vivendo na sombra do seu irmão. O jovem garoto Lanchance conta ainda com três amigos: Chris Chambers (River Phoenix), Teddy Duchamp (Corey Feldman) e Vern Tessio (Jerry O'Connel), eles são inseparáveis.

Chris nasceu em uma família com poucos recursos financeiros, o seu pai é alcoólatra. O garoto é aquele que sempre causa todo os tipos de problemas, por isso é tido como um delinquente. Teddy é um garoto míope e agitado, ele acaba carregando em seu corpo as marcas da violência do seu pai que possui distúrbios mentais. Vern é o garoto medroso da turma, vive sendo aterrorizado por seu irmão mais velho e sonha em ser levado para um reformatório, pois acredita que lá estará seguro. 

Tudo começa com Gordie indo encontrar os seus amigos Chris  e Teddy em uma casa na árvore, lá eles estão conversando e jogando baralho até que aparece Vern querendo contar algo surpreendente, mas ele é constantemente interrompido, porém consegue o seu intento e diz aos seus amigos que um cadáver está desaparecido na região, despertando assim a curiosidade em todos.
Vislumbrando a oportunidade de serem vistos como heróis, o grupo resolver partir em uma viagem para encontrar esse corpo desaparecido, para isso, cada deu uma desculpa para os seus pais. Nenhum dos garotos tinha a mínima noção que esta viagem se transformaria em uma experiência de autodescoberta, já que diversos assuntos incômodos tratando de discussões familiares e afetivas surgiram em seus caminhos.

Opinião: Conta Comigo é um filme sobre confiança e amizade, é interessante notar como cada um dos problemas que os personagens precisam lidar são abordados de forma cuidadosa e ao mesmo tempo tensa. A interação entre os quatro meninos é especial e tocante, existe uma pureza e veracidade nessa amizade que conhecemos no decorrer do filme e dessa viagem de autodescoberta, algo que acaba colocando a missão em descobrir o corpo em segundo plano. Eles literalmente atravessam a tênue barreira entre o mundo infantil e o mundo adulto, tomando decisões e arcando com as consequências de suas escolhas.
Conta Comigo é um filme simbólico que marcou gerações, é uma fábula reflexiva. O narrador que está no futuro, rememora os acontecimentos que marcaram um período da sua vida. O filme conta com lindas paisagens e uma trilha sonora muito boa. Temos alguns rostos conhecidos nessa película, como Corey Feldman que participou de Os Goonies, River Phoenix que personificou o jovem Indiana Jones em Indiana Jones e a Última Cruzada, Kiefer Sutherland principal figura da série 24 horas e John Cusack ator de 2012, O Corvo e 1408, filme este também baseado no conto homônimo de Stephen King.

Um comentário: