[RESENHA #295] CARBONO ALTERADO - RICHARD K. MORGAN - Saga Literária

Novidades

quinta-feira, agosto 03, 2017

[RESENHA #295] CARBONO ALTERADO - RICHARD K. MORGAN

Título: Carbono Alterado (Takeshi Kovacs #1)
Autor: Richard Morgan
Editora: Bertrand Brasil

Páginas: 490
Ano: 2017
ISBN: 9788528621655
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse:
No século XXV, a consciência de uma pessoa pode ser armazenada em um cartucho na base do cérebro e baixada para um novo corpo quando o atual para de funcionar. A morte, agora, nada mais é que um contratempo inconveniente, uma falha no programa. Takeshi Kovacs, um ex-militar de elite, após sua última morte, tem sua consciência transportada a Bay City, a antiga São Francisco, e é trazido de volta à vida para solucionar o assassinato de um magnata. Isso só para descobrir que seu contratante é a própria vítima, que voltou à vida em um novo corpo, mas sem as memórias do crime. Mal sabe Kovacs, porém, que essa investigação irá lançá-lo no centro de uma conspiração perversa até para os padrões de uma sociedade que trata a existência humana como um produto a ser comercializado. 

Resenha: Com o passar dos tempos os gêneros e genes prosperam recombinando-se. Em 1984, Neuromancer de William Gibson levou ao leitor um drama sobre a instituição familiar como foco nos usuários de computador, um mundo atrás da tela que espera ser descoberto. Mundo esse fundamentado por Gibson, onde haverá um submundo do crime e vícios. O presente muda constantemente e o futuro poderá ser um retrato perturbador com drogas que promovem a melhoria e implantes cibernéticos.

"No Corpo de Emissários, nos ensinam a relaxar antes do armazenamento. Botar a si mesmo em ponto morto e se deixar flutuar. É a primeira lição, que os instrutores forçam na nossa cabeça desde o primeiro dia [...]." p. 15.

No ano de 2002, Richard Morgan publicou o seu primeiro romance, Carbono Alterado (Altered Carbon). O autor nos leva para o século XXV onde acompanhamos a história de Takeshi Kovacs, um detetive particular, agente mercenário e antigo agente secreto que teve seus sentidos amplificados e melhorados artificialmente. Takeshi Kovacs é uma máquina de matar, ex-comando, foi torturado no passado. Ele trabalhava para a "Envoy Corps". Nesse cenário futurístico, as Nações Unidas é um governo interplanetário e entre suas funções está a de treinar, criar super-soldados para realizar assassinatos e estabelecer determinadas missões de interesses corporativos. 

Após cumprir pena por crimes que cometeu, Kovacs está de volta para as ruas de São Francisco. Conhecido como Lacerador, Lev Mamba ou Pica-Gelo, o protagonista é obrigado a desvendar um crime arquivado pela polícia: o assassinato ou suicídio de "Matusa" Bancroft. "Matusas" é uma referência à figura bíblica Matusalém (livro de Gênesis) que viveu mais de 900 anos. "Matusas" são pessoas que viveram muito tempo e se colocam acima do bem e do mal. Essas pessoas são alvo de inveja e são vítimas de constantes ataques.
Nesse cenário futurista onde existe a presença dos Matusas, o avanço tecnológico e científico é tamanho, que com uma certa quantia monetária, o ser humano pode fazer um backup do próprio "eu" em um banco de dados, podendo assim ter um clone ou até mesmo um corpo mais jovem para o seu backup. Duvidando do próprio suicídio, pois não consegue lembrar o que ocorreu, já que o backup das suas últimas memórias foi apagado, o bilionário Laurens "Matusa" Bancroft contrata o ex-emissário da ONU, Takeshi Kovacs.

"As vozes gemiam e murmuravam, masculinas, femininas, misturadas. Era como um coro nos estertores do orgasmo. As imagens eram inescapáveis, virando ao longo de um largo espectro de preferências sexuais. Um redemoinho de impressões sensoriais fugazes." p. 245.

Bancroft é um bilionário, sua morte é um mistério e muitas pessoas não querem que ninguém saiba o motivo dessa morte. Kovacs precisará solucionar essa morte e mistérios. Vindo de um planeta totalmente diferente, sua busca o levará através de empresas que digitalizam e armazenam personalidades, percorrerá também submundo do comércio sexual e do crime de Bay City no planeta Terra. Kovacs vai precisar enfrentar fantasmas do passado e muita violência em seu caminho.
Opinião: Carbono Alterado é um livro de ficção científica noir com uma atmosfera densa em que Richard Morgan nos apresenta Takeshi Kovacs um detetive cansado e solitário que tem suas emoções reprimidas. Nesse cenário futurista as pessoas podem digitalizar a própria personalidade, podendo fazer download destas e transportar para novos corpos, tamanho o avanço tecnológico.
A narrativa de Morgan é envolvente, a trama cyberpunk noir é intensa e o autor realiza uma abordagem filosófica, nos demonstrando diversas atitudes e decisões morais altamente questionáveis. As cenas de ações são violentas, viscerais e brutais, como por exemplo momentos em que há torturas. O autor não para por ai, pois leva ao leitor cenas de sexo explícito e um lado sombrio da natureza humana. O futuro pelos olhos do autor é assustador e aceitável de acontecer. Esse é o primeiro volume da trilogia Takeshi Kovacs. Richard Morgan venceu o prêmio Philip K. Dick em 2003 como o melhor livro de ficção científica. Carbono Alterado virou série pela NetFlix, a adaptação vai contar com dez episódios. 
Sobre a Edição: A Bertrand Brasil publicou Carbono Alterado no formato brochura. A capa retrata o cenário futurista e a atmosfera densa do livro, o título do livro parece ser emborrachado. Os capítulos são curtos e as folhas são amareladas, já a revisão ficou boa. O projeto gráfico ficou bom.
Sobre o Autor: Richard K. Morgan nasceu em Londres em 1965, autor de fantasia e ficção científica tem em Carbono Alterado o seu romance de estréia. Morgan estudou História e morou em cidades como: Madrid, Istambul, Ancara, Londres e Glasgow. O autor já escreveu mais oito livros, dois quadrinhos e contribui com o roteiro dos jogos Crysis 2 e Syndicate.

24 comentários:

  1. Já de cara gostei muito da capa do livro combina muito com a história, gosto muito de história de ficção científica, e esse livro é emocionante. Imagine se pudéssemos digitalizar a própria personalidade fazer download destas e transportar para novos corpos, ainda bem que isso só acontece no livro. Gostei muito da história é um livro que prende o leitor até fim, bjs.

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha visto esse livro em alguns lugares, mas como eu leio mais romances não tinha me interessado muito. Porém agora lendo sua resenha eu gostei bastante ❤ vou ver se compro.

    www.quatroestacoess.com

    ResponderExcluir
  3. olá! Gostei muito da sua resenha, não conhecia esse livro mas, parece que vou gostar. Vou deixar anotado aqui para quando eu terminar de ler os que separei para esse mês.
    Beijos.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que legal esse livro. E fiquei curiosa para ler graças a sua resenha!
    Bjus
    Jaque
    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
  5. Essa resenha me deixou interessada em ler esse livro, gosto muito de detalhes futuristas em filmes,desenhos,livros me fascina, gostei muito dessa resenha.

    ResponderExcluir
  6. oi
    O livro é bem interessante, gosto de livros com esta temática. A resenha me deixou curiosa, já coloquei na lista de leituras ;)
    bjo

    ResponderExcluir
  7. Oiiii
    Não conhecia esse livro! Amei a resenha me fez colocar na lista de quero ler esse ano ❤️

    ResponderExcluir
  8. Oiii Yvens tudo bem?
    Achei tão louco esse tema que você nem sabe menino, eu quero saber como nesse século as coisas iriam funcionar e que a morte é como se fosse algo comum e saber o desfecho desse assassinato para no caso até precisar reviver alguém.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. O que achei interessante é que este livro sairá na Netflix e eles estão apostando pesado em novos formatos de enredo, abrindo um novo campo. Não só isso, mas a estória em si me chamou bastante a atenção, até porque se parece (um pouco) com Ghost in the Shell. Muito bom!

    ResponderExcluir
  10. O livro me conquistou pela capa! Compraria na hora se visse em uma livraria! Amei a resenha e fiquei com muuuita vontade de ler! Na verdade ja to indo comprar é um gênero que eu amo demais!

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Esse livro já está na minha lista de desejados desde o lançamento.
    Sou apaixonada por ficção científica e essa parece ter uma carga bem futurística que ainda nos faz questionar diversas atitudes dos seres humanos quando apresentam mais poder ou mais recursos.
    A premissa é muito interessante e todo o suspense para entender o que aconteceu com Laurens me deixa bem intrigada.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  12. Oi, Yvens! Que premissa divina! Não sabia nem dessa vertente na ficção científica e graças a sua resenha fiquei com muita vontade de me aprofundar mais no gênero.
    Dica anotada! :*

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?

    Ainda não conhecia o livro, mas depois da sua resenha estou aqui morrendo de curiosidade de ler e posteriormente assistir a série. Ultimamente tenho lido bastante obras que possuem uma mistura de distopia com ficção científica e este livro me lembrou algumas delas. Com certeza vai para listinha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro mais adorei vou adicionar a minha listinha para ler

    ResponderExcluir
  15. Me apaixonei por essa história, amo tudo wue envolve o futuro e ficção científica. Melhor ainda sabe que cai virar série, já vou correndo lr esse livro antes da série começar. Amei demais. Bjs!

    ResponderExcluir
  16. A leitura me parece um pouco densa, mas acredito que no momento certo eu curtiria muito ler essa história.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  17. Achei demais a sua resenha!!! A historia parece mesmo bem envolvente.. gosto muito de historias de detetive! Não conhecia esse autor mas já anotei a dica aqui! Beijooo

    ResponderExcluir
  18. Não conheço esse autor e nem o livro, mas depois dessa resenha já amei e quero muito ler. Vou colocar na minha lista de leitura, obrigada pela dica e parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  19. Não conheço essa obra e nem o autor, mas fiquei com curiosidade de conhecer, graças à sua resenha, que é muito interessante. Abraços e parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  20. Levei uns dez minutos para entender que era no século XXV e não no XV, como minha mente insistia, e o enredo não fazia o menor sentido para mim a considerar a confusão de datas kkkkkkk
    Sobre o livro, gostei bastante, não conhecia e me fez lembrar de Black Mirror, pode até não ter relação, mas não consegui deixar de fazer a ligação.

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem? Que enredo mais interessante. Nem comecei a ler o livro e a história já me deixou curiosa para saber mais sobre esse transplante de consciência. Pela sua resenha dá pra perceber que é um daqueles livros que exigem bastante atenção, se piscar os olhos podemos confundir os acontecimentos. Não conhecia a editora e gostei muito da indicação. Ótima resenha. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  22. Amei esse livro a resenha ficou otima ja o quero

    ResponderExcluir
  23. Cara, eu tô muito animada para essa nova série do Netflix. O livro não é muito um enredo que me prende, mas eu gosto muito de conhecer a história antes da adaptação.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Adorei a premissa desse livro quando vi nos lançamentos, a história parece ser incrível, densa e com muitas reflexões sobre a humanidade. Estou mais ansiosa ainda por conta da série.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir