[RESENHA #301] CARAVAL - STEPHANIE GARBER - Saga Literária

Novidades

domingo, agosto 13, 2017

[RESENHA #301] CARAVAL - STEPHANIE GARBER

Título: Caraval (Caraval #1)
Autora: Stephanie Garber
Editora: Novo Conceito
Páginas: 400
Ano: 2017
ISBN: 9788581638560

Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: 
Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta. Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele. Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-los está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível. O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.

Resenha: Caraval é o primeiro livro da trilogia homônima e acompanhamos a narrativa sobre as irmãs Dragna, Scarlett e Donattela. Elas vivem na Ilha Conquistada de Trisda com o pai, um homem cruel e sem coração que governa a ilha, capaz de fazer coisas inimagináveis para manter suas filhas sob controle. As coisas não eram assim, pois tudo mudou quando a mãe das meninas desapareceu de forma misteriosa. Scarlett e Donattela cresceram ouvindo algumas histórias contadas pela avó sobre Caraval, além disso a jovem Scarlett sempre alimentou o sonho de conhecer o Caraval e por cerca de sete anos ela enviou cartas constantemente para a Lenda, o Mestre do Caraval.

"Scarlett ainda sentia o perfume do pai. Tinha o mesmo cheiro da cor de suas luvas: anis e lavanda e alguma coisa semelhante a ameixa podre. O odor ficou com ela depois que ele se foi, pairando no ar em torno de Tella, enquanto Scarlett, sentada ao lado da irmã, esperava que uma empregada trouxesse bandagens limpas e suprimentos médicos." p. 27.

Caraval é um evento que acontece anualmente, sempre em um lugar diferente. Nesse espetáculo de luxo os convidados podem escolher entre participar de uma caça ao tesouro, que dá ao vencedor um prêmio ou apenas assistir esse evento. Caraval é um evento perigoso para quem decide participar, pois mescla a fantasia com a realidade que é apresentada pelo enigmático Mestre da Lenda e sua trupe. Mas Caraval não é somente um jogo, é um lugar repleto de mistério e magia onde as coisas não aparentam ser o que são.
Scarlett é a irmã mais velha, sempre zelosa e cuidadosa com a sua irmã Donattela. Após sete anos de tentativas elas recebem uma carta do Lenda, convidando-as para participarem dos jogos e com essa oportunidade em mãos, Scarlett acredita que seja uma forma de sair das garras do seu pai e viver uma vida sem medo, mesmo que seja por alguns dias apenas.

"No entanto Scarlett já estava despedaçada. Por anos seu pai a devastara. Inúmeras vezes, e ela permitira isso. Deixara que ele a fizesse se sentir impotente e inútil. Mas Scarlett não era nenhuma dessas coisas. Estava cansada de deixar que seu medo a enfraquecesse, que a roesse por dentro, minando todas as suas forças até que ela não conseguisse fazer nada além de ficar paralisada, soluçante." p. 231.
Apesar de querer ir aos jogos, Scarlett não quer arriscar a liberdade própria e da irmã, pois para irem ao evento elas teriam que fugir da ilha onde moram, sem contar que Scarlett está perto de casar que é outro aspecto dificultador. Para Donatella esse convite é visto como uma forma de se aventurar e com sua mente perspicaz e ardilosa ela cria um plano para conseguir sair da ilha com a sua irmã, contando com a ajuda de Julian um misterioso marinheiro, para assim conseguirem entrar no jogo.

Opinião: Narrado em terceira pessoa, Caraval foi uma das melhores leituras realizada no ano, o mundo criado pela autora é espetacular, repleto de mistério e magia. Os personagens apresentados por Stephanie Garber são incríveis e bem construídos. A autora tem uma escrita incrível e detalhada, consegue nos envolver com a sua bela trama, eu simplesmente não conseguia parar a leitura tamanha a minha curiosidade sobre o que iria acontecer.
O livro é repleto de mistérios e por isso o leitor vai precisar ficar atento para desvendar alguns dos enigmas e charadas no decorrer da leitura. Stephanie Garber não nos apresenta apenas um mundo repleto de magia e mistérios, mas também uma trama que nos apresenta conflitos familiares, a importância da amizade e da lealdade.
Garber também aborda a necessidade da liberdade e aventura para fugir do medo e dar sentido para a vida. A trama conta ainda com diversas reviravoltas, algo que me deixou surpresa. O desfecho foi surpreendente, adorei. Estou ansiosa pela continuação de Caraval e indico o livro por ser uma leitura gostosa e envolvente.
Sobre a Edição: A edição está maravilhosa, a capa de Caraval é muito bonita e repleta de detalhes, além disso segue o mesmo modelo da capa original lançada fora do país. A diagramação ficou muito boa, as folhas são levemente amareladas. A revisão está ok, o livro conta ainda com mapa e ilustrações.
Sobre a Autora: Stephanie Garber cresceu no norte da Califórnia, onde foi comparada a Anne Shirley, Jo March e outros personagens fictícios com imaginação selvagem e traços teimosos. Quando ela não está escrevendo, ensina escrita criativa e sonha com sua próxima aventura. Lenda ainda não lhe enviou um convite para o Caraval.

Nenhum comentário:

Postar um comentário