[RESENHA #342] A MONTANHA - LORI LANSENS - Saga Literária

Novidades

terça-feira, outubro 24, 2017

[RESENHA #342] A MONTANHA - LORI LANSENS



Título: A Montanha
Autora: Lori Lansens
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 322
Ano: 2017
ISBN: 9788528622065
Onde Comprar:
 Amazon - Saraiva

Sinopse:
 Uma história emocionante de aventura, sacrifício e sobrevivência na natureza implacável de uma montanha lendária. Assim que completa 18 anos, Wolf Truly pega o teleférico para o topo da montanha que se ergue sobre a cidade em que vive. Ele planeja tirar a própria vida. Em vez disso, acaba se deparando com três mulheres vagando pelas florestas, estranhas que mudarão o rumo da sua vida. Quando uma série de infortúnios deixa esse grupo preso em meio à natureza selvagem, eles logo percebem que podem contar apenas um com o outro para se defenderem da brutalidade da floresta. Conforme dias sem resgate começam a passar e sua desventura se transforma em pesadelo, essas quatro almas perdidas formam um laço inquebrável, impulsionando-se mais longe do que jamais consideraram possível. A Montanha é uma história de redenção e sacrifício; da realidade brutal da natureza; do amadurecimento a qualquer idade; e das formas singulares como forçamos uns aos outros a sobreviver. 

Resenha: Em A Montanha vamos acompanhar a história de Wolf Truly um rapaz de 18 anos que em nenhum momento teve uma vida fácil. Ainda muito novo perdeu a mãe e foi criado apenas por seu pai, um homem que vivia bêbado e trazia diversas mulheres para casa, mulheres essas que foram suas "mães" de forma provisória por algum tempo. Contudo, em certo momento o pai perde a casa em um jogo de azar e acaba mudando, com o filho, do estado de Michigan para a cidade de Santa Sophia, localizada na Califórnia.

"A casa que cresci na Old Dewey Road ficava situada entre outras habitações de madeira semelhantes na região mais antiga e malcuidada de Mercury, ao lado da maior fábrica de processamento de carne de Michigan e com trilhos ferroviários tão próximos que eu conseguia distinguir um trem de carga de um de passageiros pelo jeito como a casa balançava." p. 11.
Chegando em Santa Sophia, Woolf descobre que iria morar em um local conhecido como a Vila de Lata, um ambiente que é considerado praticamente uma favela composta de trailers e para piorar a situação, pai e filho vão morar em um trailer da tia de Wolf, completamente superlato e com diversas crianças, ou seja, a bagunça reina nesse seu novo lar. Mas nem tudo é ruim, pois em Santa Sophia o solitário Wolf Truly conhece Byrd, um rapaz um ano mais velho que ele. A empatia e identificação entre Woolf e Byrd é praticamente imediata, até pelo simples fato de ambos comemorarem o aniversário no mesmo dia, rapidamente ambos se tornam amigos.

"O tempo na montanha pode ser traiçoeiro e frustrante, como a garota que um dia pensei amar. O tempo mudava e encolhia-se, ricocheteava e ecoava, dormia com professores universitários e rejeitava o amor verdadeiro. Caminhamos em silêncio durante o que pareceu um tempo bastante longo antes de pararmos para recuperar o fôlego e pensar no caminho." p. 45.

Levando uma vida miserável e tendo um pai ausente, é nesse novo local que Wolf Truly juntamente com Byrd, com quem passa a maior parte do tempo, resolve explorar a região, andando por diversas trilhas da redondeza. Porém algo triste acontece e em certa oportunidade Woolf resolve subir à montanha de Palm Springs para suicidar-se no dia do seu aniversário, pois apresentava sintomas de depressão e não via qualquer esperança para a sua vida. Contudo, é no caminho para a montanha que ele conhece as mulheres Bridget, Nola e Vonn que querem chegar em um lago, mas que ficaram perdidas. Woolf resolve ajudá-las e isso acaba interrompendo o seu fatídico plano, porém lhe dá um novo sentido para a sua vida, ainda que isso seja desconhecido para ele.
Opinião: Eu fiquei em dúvida se deveria ou não solicitar o livro A Montanha de Lori Lansens junto ao Grupo Editorial Record, muito em função do meu desconhecimento da autora. Contudo, fico feliz que eu tenha superado a desconfiança e requisitado o livro. Lori Lansens me cativou desde o início por meio da sua escrita, os personagens são bem construídos e interessantes. Lori trabalha com o nosso sistema psicológico, pois apesar de ser uma leitura leve, os personagens passam por momentos de aflição, pânico, horror e sacrifício. A leitura foi super envolvente e eu não queria largar o livro em nenhum momento para saber sobre o desenrolar dos fatos.

Em suma, A Montanha é um livro que conta com dramas pessoais e familiares, conta também com aventura e uma bela história de amor. Mas sobretudo, nos faz refletir sobre o valor da vida, a importância da família e de amigos. A história simplesmente nos conquista e nos deixa instigado. O mais legal de tudo é que trama ocorre durante o período de cinco longos dias. Outros pontos positivos fica por conta do cenário bem construído e das diversas descrições que a autora realizou sobre a fauna e flora local. Deixo meu agradecimento ao Grupo Editorial Record por me enviar A Montanha.
Sobre a Edição: Quando eu vi essa capa pela primeira vez fiquei curioso, intrigado e interessado pelo livro que é uma ampulheta com o tempo esgotando. A Bertrand Brasil fez um bom trabalho, a diagramação está muito boa, espaçamento e fonte confortáveis, revisão competente e folhas amareladas. A edição conta com orelhas e informações sobre a autora. A edição é formato brochura.
Sobre a Autora: Lori Lansens nasceu em Chatham (Ontário) no Canadá, ela é uma escritora de romances. No Brasil três dos seus livros foram publicados como Meninas Inseparáveis, Um Rosto Bonito e A Montanha que foi publicado pela Bertrand Brasil.

4 comentários:

  1. Que livro hein, parece ser uma leitura cheio de superação que é de prender qualquer leitor no seu início e fim, gostei de saber a sua opinião e sobreviver ao meio da natureza creio que não tenha sido muito fácil para o personagem, dica anotada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Bom, eu ainda não conhecia esse livro, mas sua resenha me deixou super curiosa, quero saber o desfecho dessa história e conhecer mais sobre a vida de Wolf. Adoro livros com essa temática e que abordam assuntos como esse.
    Bjs

    blog-myselfhere.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá! Não conhecia o título, e confesso que de primeira essa capa não me atrairia. Mas sua opinião me deixou intrigada. As vezes não há nada como um bom drama, ainda mais com um protagonista masculino, totalmente o oposto do que costumo ler.
    Adorei a indicação.
    beijos!

    ResponderExcluir
  4. Achei linda a capa desse livro, e só por isso com certeza daria uma chance. E pela resenha, me parece que tem tudo para eu curtir a história.
    Assim como você ainda não li nada da autora (mas vi agora que tenho Um Rosto Bonito na lista de leituras) e acho muito bacana quando a gente dá uma chance a um novo autor e ele surpreende positivamente. Dica anotada!
    Beijinhos,
    Lica
    www.amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir