[RESENHA #360] O INIMIGO DIGITAL - ATHOS BEUREN - Saga Literária

Novidades

sexta-feira, novembro 17, 2017

[RESENHA #360] O INIMIGO DIGITAL - ATHOS BEUREN



Título: O Inimigo Digital
Autor: Athos Beuren
Editora: Avec
Páginas: 192

Ano: 2017
ISBN: 9788567901831
Onde Comprar: Amazon - Saraiva


Sinopse: Um personagem corrompido pelo desejo de vingança planeja destruir o Minecraft! Devious_David removeu a rocha matriz, a base de toda a superfície do jogo, e criou um vazio que está aumentando e devorando tudo ao seu redor. Agora, Steve e seus amigos precisam de sua ajuda para combater as forças do mal e salvar o mundo virtual. Só você poderá deter este terrível vilão e impedir que o Minecraft desapareça para sempre. Parte história, parte jogo, O Inimigo Digital é um tipo diferente de livro – aqui, Você É O Herói!

Resenha: O Inimigo Digital foi escrito por Athos Beuren e publicado pela AVEC Editora. O autor nos apresenta um livro-jogo ou uma aventura interativa, tendo em vista que o próprio livro é o mestre. O livro de Beuren tem como ambientação o mundo do famoso jogo Minecraft, para quem não sabe esse é um jogo em que você vai construindo o seu próprio mundo. Logo no início da nossa leitura devemos criar o nosso personagem que na verdade tem por objetivo ser um herói.

"Você caminha por uma planície passando por ovelhas soltas na natureza até chegar a um lago. Algumas árvores no entorno fazem dele um bom lugar para descansar, mas não foi para isso que você veio até aqui. No lado oposto do lago, há uma cascata. O rio que dá origem a ela nasce do interior das rochas e também leva até o mar. Você contorna o lago e atravessa a cortina d'água com um salto. Do outro lado, uma fenda estreita dá acesso a uma caverna escura e sinistra."
Após criarmos o herói damos início a nossa jornada, após isso descobrimos que existe um personagem que foi corrompido no jogo e ele quer acabar de qualquer forma com o universo em que estamos prestes a conhecer e o nosso objetivo é derrotá-lo antes que uma catástrofe aconteça. Para isso, precisamos nos aventurar pelo Minecraft e juntar diversos itens importantes enquanto tentamos sobreviver em meio aos perigos, mas essa não vai ser uma tarefa muito fácil.

"Os creepers são monstros de pele verde e manchas cinzas. Eles têm a altura de um homem, mas, em vez de braços, possuem quatro pernas curtas e curvas. O rosto de cada um deles apresenta uma boca caída e olhos vazios, exibindo uma permanente expressão de pavor."

No decorrer da leitura e do nosso avanço no livro-jogo, os desafios apresentados tornam-se cada vez mais complicados e ao mesmo tempo divertidos, tudo isso ocorre lado a lado com a evolução do personagem, pois aos poucos vamos conseguindo equipamentos como peitoral ou elmo que nos deixam mais fortes, mas para isso devemos explorar cavernas repletas de tesouros e perigos, o que nos leva a esbarrar em criaturas que estão no game como Creepers e Enderman.
Opinião: Athos Beuren criou um livro-jogo com uma boa jogabilidade aliado ao fato de ser divertido. Apesar de ser um livro mais direcionado ao público juvenil O Inimigo Digital chama atenção por abordar um game muito popular que é o Minecraft e isso possibilita atrair novos leitores, bem como o público habitual do jogo para embarcar nessa nova aventura. Esse é um livro simples, de fácil compreensão e bem divertido, perfeito para quem quer passar o tempo, para quem está buscando um livro-jogo ou mesmo para aqueles que são fãs de Minecraft e querem aproveitar mais desse universo.
Sobre a Edição: A AVEC Editora caprichou na edição, a capa desperta atenção e curiosidade, além disso tem relação direta com o conteúdo e desenvolvimento da obra. Ao longo do livro percebemos que existe diversas ilustrações, algo que enriquece o livro. A revisão ficou boa, as folhas são amareladas e o papel utilizado na impressão do livro é de qualidade. No geral a diagramação ficou muito boa, a editora está de parabéns pela bela edição.
Sobre o Autor: É autor de livros-jogos e entusiasta da cultura geek e RPGs – Role Playing Games. Como escritor, teve seu primeiro trabalho publicado ainda quando criança, em uma trajetória que se iniciou dentro da escola. Athos recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura – o mais importante prêmio cultural da região sul do Brasil – e também o Troféu Vasco Prado de Literatura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário