[RESENHA #389] ORIGINAIS - JENNIFER L. ARMENTROUT (SAGA LUX #4) - Saga Literária

Novidades

quinta-feira, dezembro 28, 2017

[RESENHA #389] ORIGINAIS - JENNIFER L. ARMENTROUT (SAGA LUX #4)


Título: Originais (Saga Lux #4)
Autora: Jennifer L. Armentrout
Editora: Valentina
Páginas: 384
Ano: 2017
ISBN: 9788558890564
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Daemon fará o que for preciso para ter a Katy de volta. 
Após a bem-sucedida, porém desastrosa, incursão a Mount Weather, ele está tendo que encarar o impensável. Katy foi capturada. Sua única meta agora é encontrá-la. Destruir qualquer um que se ponha em seu caminho? Com todo prazer. Incendiar o planeta inteiro para salvá-la? Moleza. Expor sua própria raça ao mundo? Sem problema.

Tudo o que a Katy pode fazer é sobreviver. Cercada por inimigos, a única maneira que ela tem de sair dessa é se adaptando. Afinal, nem todas as facetas do Daedalus são totalmente malucas, embora os objetivos do grupo sejam assustadores e as verdades propagadas ainda mais perturbadoras. Quem é de fato o inimigo? O Daedalus? A humanidade? Ou os Luxen? Juntos, eles podem encarar o que vem pela frente. No entanto, a pior de todas as ameaças esteve escondida o tempo inteiro. Quando as verdades vierem à tona e as mentiras forem enfim desmascaradas, de que lado o Daemon e a Katy decidirão ficar? E será que eles conseguirão, pelo menos, continuar juntos?

Resenha: Beth está de volta aos braços de Dawson, mas Katy foi presa pelo DoD. Agora não há nada que possa impedir Deamon de resgatá-la, mesmo que seja preciso se entregar à agência do governo que controla e usa os Luxen. E assim ele o faz. O DoD tem tudo que queriam: um Luxen extremamente forte e sua alma gêmea para fazer testes e criar novos híbridos. Tudo o que eles podem fazer para sobreviver é cooperar, mas é claro que eles não pretendem se deixar usar por muito tempo. Nessa empreitada, Daemon e Katy irão descobrir que há muito grupos envolvidos numa guerra que ninguém sabe quem começou - e seres mais poderosos também.
"Daemon Black podia ser tão temperamental quanto um porco-espinho num dia ruim, mas por baixo de toda aquela carapaça espinhenta era doce, protetor e inacreditavelmente generoso." p. 39.

O livro inicia imediatamente após o final eletrizante de Opala (resenha aqui) e segue Daemon em sua luta para resgatar Katy que, após a traição de Blake no resgate a Beth, acabou sendo feita refém pelo DoD. Obviamente ninguém dos Luxen quer deixar Daemon se arriscar por uma híbrida, mas sendo ele mais forte que todos, não havia nada que pudesse impedí-lo. Após falar com o recente descoberto ''aliado'' Luc, Daemon entrega-se ao DoD com a promessa de arranjar uma fuga caso conseguisse algo que o estranho alien desejava.
"Meu coração martelava numa velocidade supersônica, acompanhando o dela. Kat, então, se sentou completamente e envolveu meu rosto entre as mãos. Fechei os olhos, sentindo o toque suave no fundo da alma." p. 119.

"- Temos um inimigo em comum, e juntos somos mais fortes. Como nos filmes de terror." p. 259.

Opinião: Nesse livro Daemon está  full mode de namorado protetor e apaixonado. Podemos ver que a relação está mais forte e sincera e que os percalços dentro da unidade militar tornam esses lados mais estreitos. A narrativa vai se complicando, adicionando mais alguns personagens e seres que dão uma melhorada no clima romântico do livro (afinal estamos esperando uma ficção sobrenatural também).
O pessoal do DoD é bem apresentado em seus estereótipos e nada é entregue de mão beijada. Nós ouvimos suas motivações, mas é tudo ambíguo. Quando algo parece certo, logo após é desconstruído. Quando parece resolvido, aparece mais uma peça pra encaixar. Os ''originais'' realmente deram um UP para a trama uma ótima promessa da loucura que pode ser tornar o quinto e último livro da série, ''Opposition''.

Em sua maior parte o livro segue Katy e Daemon, mas também são trabalhadas as tramas abertas por Opala, como o novo comportamento de Dee pós morte do Adam, as motivações do Blake e a misteriosa trama envolvendo as comunidades Luxen e porquê vieram à Terra. A autora permanece escrevendo tudo de forma simples e rápida, com diversas coisas acontecendo num curto período de tempo, dando a impressão de ação constante (mesmo que a maior parte das cenas da primeira metade do livro aconteçam num único local).
Como sempre é difícil de largar o livro até terminar de ler, pois aqui mais do que nos outros livros cada capítulo puxa o gancho do próximo de um jeito quase apelativo. O livro continua num tom leve apesar da trama, com cenas divertidas, bons diálogos, bom trabalho de desenvolvimento de personagens  e uso dos secundários. Em resumo, Originais é mais um livro viciante e intrigante da série, talvez o melhor até agora, com adição de novas tramas e um gancho certo para o desenvolvimento do clímax no quinto livro. Eu estava ansiosíssima para ler e estou totalmente satisfeita. O final do livro é novamente tão enlouquecedor quanto o dos dois últimos lançados. Eu já estou procurando Opposition em inglês mesmo porque simplesmente não dá para esperar! Me ajudem a cutucar a Valentina pra prometer a sequência para o primeiro semestre de 2018 xD.

Sobre a Edição: A capa está mais do que aprovada, né? O exemplar segue o molde dos outros da série, com o mesmo tamanho (ótimo para as estantes), folhas amareladas, fonte agradável e bonitos detalhes no início de cada capítulo. Não achei erros de revisão.

Sobre a Autora: Best-seller internacional com mais de 1 milhão de livros vendidos e número 1 da lista do New York Times, Jennifer L. Armentrout vive em Martinsburg, West Virginia. Quando não está concentrada escrevendo, ela passa o tempo lendo, assistindo a filmes B de zumbi e curtindo ao lado do marido e do seu jack russell, Loki. O sonho de virar uma escritora começou na aula de álgebra. Ela passava a maior parte do tempo escrevendo contos – o que explica as péssimas notas em matemática. Jennifer é autora de paranormais para jovens, ficção científica e fantasia. Obsidiana (1º livro da Saga LUX) foi vendido para o cinema, enquanto Covenant será transformada em série de TV. Um de seus livros, Não Olhe para Trás, foi escolhido em 2014 a melhor ficção para jovens pela Young Adult Library Services Association (YALSA). Jennifer também escreve romances adultos contemporâneos e paranormais, usando o pseudônimo de J. Lynn. P.S.: Lembram que a Katy também é blogueira literária? Pois então. O blog dela existe de verdade! Acesse o Katys Krazy Obsession.

Nenhum comentário:

Postar um comentário