[RESENHA #417] E NÃO SOBROU NENHUM - AGATHA CHRISTIE - Saga Literária

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, fevereiro 01, 2018

[RESENHA #417] E NÃO SOBROU NENHUM - AGATHA CHRISTIE


Título: E Não Sobrou Nenhum
Autora: Agatha Christie
Editora: Coleções Folha (Folha de S. Paulo)
Páginas: 360
Ano: 2017
ISBN: 9788579493416
Onde Comprar:
 Coleções Folha - Livraria Folha

Sinopse: Quem ler "E Não Sobrou Nenhum" logo entenderá o que torna este livro um fenômeno. Com mais de 100 milhões de cópias vendidas, é não só a principal obra de Agatha Christie como também a mais vendida do gênero policial e uma das dez mais vendidas de todos os gêneros em todos os tempos.Dez pessoas reúnem-se numa ilha isolada. Estão ali por diferentes motivos, mas têm duas coisas em comum: ninguém conhece quem os convidou e todos são acusados de algum crime. Logo um deles morre envenenado.


Resenha: E Não Sobrou Nenhum conta a história de um grupo formado por dez pessoas que não se conhecem, eles são convidadas pelo misterioso Sr. Owen com pretextos diferentes para passar alguns dias na pequena Ilha do Soldado, localizada nos arredores do condado de Devon. Ao chegarem na ilha, eles encontram a mansão do Sr. Owen, porém os convidados descobrem que ele e sua esposa ainda não chegaram no local, algo que acontecerá no dia seguinte, isso gera um certo estranhamento e desconforto em todos.

"Mentalmente, começou a recapitular tudo o que fora publicado nos jornais sobre a ilha do Soldado. Pensava e repensava em todos os acontecimentos. Primeiro, a notícia da compra da ilha por um milionário norte-americano fanático por iatismo - e a descrição moderna e luxuosa casa que ele havia construído nessa ilhota ao largo da costa de Devon." p. 7.

Durante a primeira noite na ilha, os convidados são reunidos para realizarem um jantar, porém para a surpresa de todos, tudo começa a ficar estranho quando uma gravação é tocada por meio de um gramofone, e uma voz misteriosa acusa cada um dos dez visitantes de terem cometido algum crime e saírem impunes. Chocados com o que acabam de ouvir, os convidados tentam negar essas acusações, porém fica evidente que todos são culpados. Para pior o clima que fica no ar, um dos convidados morre na frente de todos.

"O Doutor Armstrong chegou à ilha do Soldado no exato momento em que o mar engolia o sol. Durante o trajeto, havia conversado com o barqueiro, um morador local. Estava ansioso para descobrir alguma coisa sobre os proprietários da ilha, mas o tal Narracott parecia curiosamente mal informado, ou talvez pouco disposto a falar." p. 47.

Após a primeira e misteriosa morte, os convidados vão sendo eliminados misteriosamente, o que era para ser alguns dias de lazer e festas torna-se um verdadeiro pesadelo para todos. Para completar todo o cenário de caos, uma forte tempestade impossibilita qualquer tentativa para fugir da ilha. Todos estão presos na Ilha do Soldado, o anfitrião não apareceu e fica a dúvida de quem é realmente o Sr. Owen, será que ele está na ilha ou será que ele é um dos convidados? Quem está matando todo mundo? Existe alguém escondido na ilha? As dúvidas pairam no ar e ainda que as mortes estejam desconectadas, elas ocorrem de forma doentia.
Opinião: A narrativa é densa, conta com um narrador onisciente ou seja, é uma narrativa realizada em terceira pessoa. O narrador fica responsável por nos despertar todos os mistérios sobre os personagens e suas mortes. A autora em todos os momentos nos traz os pensamentos os pensamentos dos personagens e isso nos proporciona uma bela imagem de toda a trama. Eu fiquei curiosa para saber sobre o passado dos personagens, mas principalmente se estariam ou não mentindo. Agatha me conduziu por uma bela e misteriosa trama, no qual as dicas e pistas dadas não se encaixavam, mas que ao final tudo é revelado de forma magistral.

Agatha Christie descreve de forma sensacional todas as cenas de forma, existe um clima de tensão e perigo constante até o momento em que as vítimas são alcançadas pelo misterioso assassino. Achei incrível a ideia da autora de relacionar cada morte ao poema foi maravilhosa. E Não Sobrou Nenhum é um grande romance policial, foi uma bela leitura, eu amei poder conhecer ainda mais a escrita da Rainha do Suspense Policial. Essa foi uma leitura empolgante e envolvente, a autora conseguiu prender a minha atenção do início ao fim. Só tenho que agradecer a Coleções Folha por me proporcionar essa inédita e bela leitura.
Sobre a Edição: E Não Sobrou Nenhum é o décimo primeiro volume da coleção Mulheres na Literatura e como nos volumes anteriores a Coleções Folha mantém o alto padrão de qualidade já apresentado. A revisão ficou ótima, as folhas são levemente amareladas, a fonte e o espaçamento estão em tamanhos confortáveis, a edição conta com capa dura e a diagramação ficou muito boa.
Sobre a Autora: Dame Agatha Mary Clarissa Mallowan nasceu em Torquay (Devon - Inglaterra), em 15 de setembro de 1890. Ela ficou mundialmente conhecida como Agatha Christie, foi uma romancista policial britânica, autora de mais de oitenta livros. Seus livros são dos mais traduzidos de todo o planeta, superados apenas pela Bíblia e pelas obras de Shakespeare, com mais de 4 bilhões de cópias vendidas em diversas línguas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad