[RESENHA #421] EM ÁGUAS SOMBRIAS - PAULA HAWKINS - Saga Literária

Novidades

terça-feira, fevereiro 06, 2018

[RESENHA #421] EM ÁGUAS SOMBRIAS - PAULA HAWKINS



Título: Em Águas Sombrias
Autora: Paula Hawkins
Editora: Record

Páginas: 364
Ano: 2017

ISBN: 9788501109941
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: 
Cuidado com superfícies muito calmas, nunca se sabe o que pode haver embaixo delas. Da mesma autora do best-seller internacional A garota no trem. Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás. Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos... Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente. 

Resenha: Em Águas Sombrias vamos conhecer as irmãs Jules e Nel Abbot, elas sempre tiveram uma relação complicada e delicada, o que leva Jules a evitar o máximo possível sua irmã. Porém, certo dia, Nel é encontrada morta em um rio que corta a cidade de Beckford, no interior da Inglaterra. O local tem uma fama sombria com o seu Poço dos Afogamentos, pois no passado mulheres consideradas bruxas eram testadas e julgadas nesse lugar. Esse terrível acontecimento faz com que Jules seja chamada para identificar o corpo e, assim, ela retorna para Beckford com o objetivo de controlar a situação.

"Você nunca mudou. Eu devia ter imaginado. Eu sabia. Você adorava a Casa do Moinho e a água, e era obcecada por aquelas mulheres, pelo que fizeram e por quem deixaram para trás. E agora isso. Sério, Nel. Será que você levou a coisa tão longe assim?" p. 25

Jules não consegue entender como Nel tinha morrido, pois ela não acredita que sua irmã poderia ser capaz de tirar a própria vida. Ela era fascinada pelas águas desse rio, principalmente no local onde foi encontrada, abaixo do penhasco local. Contudo, o que mais atraía a sua irmã eram as histórias de lendas sobre o lugar, histórias sobre caças as bruxas. Mas algo desperta sua atenção, pois pouco tempo antes de Nel morrer, uma adolescente tinha morrido no Poço dos Afogamentos.

"Há quem diga que essas mulheres deixaram algo de si na água, outros, que a água retém parte do poder de cada uma, pois desde então tem atraído para suas margens as desventuradas, as desesperadas, as infelizes, as perdidas. Elas vêm aqui para nadar com suas irmãs." p. 45
Perturbada e rodeada de memórias, Jules busca por respostas para entender o que aconteceu com a sua irmã, pois ela fica com a sensação de que Nel deixou muitas coisas em aberto na própria vida antes de morrer. Jules precisará enfrentar seus medos nessa volta para Beckford, mas ela não é a única que busca saber o que realmente aconteceu com a sua irmã. Em Beckford, Jules conhece Lena Abbott, filha de Nel, e também Sean Townsed e Erin Morgan, os detetives responsáveis por investigar a morte de sua irmã.

"Lá embaixo, no recônditos da casa, em seu estúdio, remexi sua papelada. Comecei com as coisas mundanas. Dos arquivos-armários de madeira encostados na parede, tirei pastas contendo exames médicos seus e de Lena, a certidão de nascimento de Lena, sem o nome do pai [...]" p. 87

Jules também fica sabendo que há pouco tempo, Katie Whittaker, a melhor amiga de Lena também perdeu a vida no rio. Mas, não é apenas Jules que perdeu um familiar para o rio, pois Lauren Slater, mãe de Sean também perdeu a vida no rio e isso é algo que mexe muito com o psicológico dele. Agora ele precisa realizar a investigação sobre a morte de Nel e precisará enfrentar esse drama pessoal ao retornar para o rio. Com a morte de todas essas mulheres ao longo do tempo, busca-se então algum ponto em conexão entre elas, será que todas as mortes foram suicídios ou assassinatos?
Opinião: Paula Hawkins apresenta Em Águas Sombrias uma trama intrigante, envolvente e inteligente com uma narrativa que alterna entre primeira e terceira pessoa, o que  achei muito bom, como um diferencial. Os personagens são bem construídos e apresentam seus próprios medos, sofrimentos, suas qualidades e defeitos. A construção de Beckford ficou muito boa e a autora criou em mim o desejo de conhecer o local. Hawkins abre espaço em seu livro para realizar uma crítica sobre o machismo na sociedade, mas também aborda um drama familiar. Além disso, o feminismo é um ponto forte em sua trama. Eu adorei a leitura e recomendo o livro por ser uma leitura eletrizante e viciante.
Sobre a Edição: A Editora Record realizou um ótimo trabalho, a capa ficou muito bonita e tem tudo a ver com o clima sombrio da trama. A revisão está ótima, a diagramação ficou simples, confortável, e a edição vem com as folhas amareladas. No geral a edição ficou muito boa, a Record está de parabéns.
Sobre a Autora: Paula Hawkins (Harare, 26 de agosto de 1972) é uma escritora britânica nascida no Zimbabwe, mais conhecida pelo seu romance de suspense, o best-seller A Garota no Trem. Por volta de 2009, Hawkins começou a escrever comédia romântica de ficção sob o pseudônimo de Amy Silver, tendo escrito quatro romances. Seu best-seller A Garota no Trem é um complexo thriller, com temas de violência doméstica, abuso de álcool e de drogas.

3 comentários:

  1. Oiieee

    Essa é a segunda resenha que leio desse livro hoje e as duas coincidem em que a história é ótima. Eu relutei bastante no começo em se dar uma oportunidade. A outra história da Paula, A garota no trem, foi uma baita decepção pra mim e eu não queria ler algo da autora tão cedo. Mas as boas críticas que li aqui + a premissa super interessa me convenceram a dar uma oportunidade em breve à Em aguas sombrias. Quem sabe também me surpreenda né?

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. Oie
    eu quero com certeza ler o livro pois adoro esse gênero e a autora é mega elogiada, então espero gostar muito e espero que valha a pena, pelo enredo vejo que é bem instigante e que nos prende até a ultima pagina, bela dica e resenha

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Aahhh eu preciso ler esse livro e "A garota no trem" também, vc já leu? Eu adoro narrativas do gênero e que me prendem sabe? Aquelas que são instigantes, envolventes e sempre tem algum mistério, algum assassinato a ser desvendado. Acredito que vou amar esse livro. Amei a resenha.
    BJos, Bya! 💋

    ResponderExcluir