[RESENHA #473] O COLECIONADOR DE MEMÓRIAS - CECELIA ARHEN - Saga Literária

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, maio 18, 2018

[RESENHA #473] O COLECIONADOR DE MEMÓRIAS - CECELIA ARHEN



Título: O Colecionador de Memórias
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 272
Ano: 2018
ISBN: 9788581638874
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Quando Sabrina Boggs se depara com uma misteriosa coleção de bens do pai, ela descobre uma verdade onde nunca soube que havia uma mentira. O homem familiar com quem ela cresceu de repente é um estranho para ela. Uma quebra em sua rotina monótona deixa-a apenas um dia para destravar os segredos do homem que ela pensava conhecer. Um dia para desconhece memórias, histórias e pessoas que ela nunca soube da existência. Um dia que muda para sempre a vida dela e daqueles que a rodeiam. O colecionador de memórias é uma história sobre como as decisões mais comuns que tomamos podem ter as consequências mais extraordinárias na forma como vivemos nossa vida. E como, às vezes, somente desvendando a verdade sobre outra pessoa, você realmente pudesse se entender.


Resenha: Nessa trama conhecemos e acompanhamos a vida de Sabrina Boggs, uma mulher insatisfeita com a vida e que se sente incompleta. Sabrina sente a necessidade de descobrir algo que possa mudar a sua vida, que possa fazer com que ela se sinta feliz e completa, mas não sabe o que precisa descobrir para mudar essa situação. Sabrina apenas sabe que sempre foi diferente de todos desde pequena, ela nunca saiu da linha, nunca perdeu o controle e muito menos teve qualquer acesso de raiva ou fúria em sua vida.

"Quando se trata de lembranças, há três categorias: coisas que quero esquecer, coisas que não consigo esquecer e coisas que esqueci que havia esquecido, até me lembrar delas." p. 7.

Sabrina trabalha há alguns anos em uma casa de repouso como salva vidas na piscina local e o seu trabalho é ficar de olhos abertos nos idosos, essa é a sua rotina e desde que começou a trabalhar como salva vidas nada de diferente ou trágico aconteceu na casa de repouso. Mas algo acontece, logo quando ela sai para tomar um café e isso a deixa furiosa. Seu chefe acaba liberando-a, dando uma folga pelo resto do dia; o que é algo incomum, pois ela nunca recebeu uma folga antes. Ao chegar em casa, Sabrina recebe uma ligação da clínica onde seu pai Fergus Boggs está internado, pedindo que vá lá o quanto antes, pois chegaram algumas caixas para o seu pai.

"Meu pai está sentado na sala de estar, tomando uma xícara de chá e assistindo Bargain Hunt. Diariamente, ele assiste a esse programa que mostra pessoas que procuram por produtos em mercados e depois tentam obter o máximo possível por eles em leilões. Talvez tenha havido pistas de sua paixão e eu não tenha notado (...)" p. 39.
Quando Sabrina chega na clínica ela fica surpresa, pois ela descobre uma grande coleção de bens do seu pai, algo que ela jamais imaginou existir. Ao desempacotar as caixas ela encontra uma caixa repleta de bolinhas de gude de diversos tipos, tamanos e modelos, inclusive há na caixa um inventário com a descrição de cada uma delas, Boggs descobre uma verdadeira coleção, um verdadeiro tesouro. É nesse momento que ela percebe o quão pouco conhecia o seu pai.

"Já no meio da manhã, estou de volta a casa e arrasto as caixas do papai até o meio da sala, e separo duas que eu já conheço, caixas de coisas sentimentais e importantes, que nós temos de guardar. Empurro-as de para o lado, para abrir caminho para as três que são novas para mim (...)" p. 49.

Curiosa e com dúvidas, ela quer descobrir quando o seu pai começou a colecionar essas bolinhas, contudo ela não sabe como vai sanar as suas dúvidas, pois o seu pai está internado na clínica, na casa de repouso justamente por a sua condição necessitar de cuidados. Fergus Boggs sofreu um derrame e perdeu grande parte de suas memórias, ele até tenta relembrar o passado, mas isso é algo que dificilmente consegue realizar. Agora, Sabrina vê que essas coleções podem ser algo útil, algo que ajudará o seu pai a voltar a ser quem era e a relembrar o passado.
Opinião: O Colecionador de Memórias é um belo romance, provocativo e cheio de reflexões, Cecilia Arhen consegue tocar os nossos corações com uma forte carga emocional. A trama é narrada em primeira pessoa pela ótica da Sabrina e ela descreve de forma espetacular todos os acontecimentos e a autora em nenhum momento se omite durante a narrativa. Cecelia nos leva a embarcar em uma jornada de autoaceitação, da importância que a família tem em nossas vidas, mas também dos conflitos que ocorrem no seio familiar. Eu simplesmente amei a escrita da Cecelia, a leitura foi envolvente, rápida e muito fluida. Adorei esse primeiro contato com a escrita dela e espero ter a oportunidade de ler outros livros da autora.
Sobre a Edição: A capa ficou linda e alegre, esses detalhes e cores diversas remetem a trama. A diagramação ficou muito boa, os capítulos são curtos e as letras estão grandes, algo que facilita a leitura e a revisão também está muito boa. As folhas são levemente amareladas e a gramatura da folha é muito boa. A Editora Novo Conceito está de parabéns, a edição ficou linda e caprichada.
Sobre a Autora: Cecelia Ahern nasceu em 30 de Setembro de 1981. É formada em jornalismo e multimídia pelo Griffith College Dublin. Sua irmã mais velha, Georgina Ahern, é casada com Nicky Byrne, da banda pop irlandesa Westlife. Em 2000, Cecelia fazia parte do grupo pop Shimma, que terminou em terceiro lugar na final irlandesa do Festival Eurovisão da Canção. Aos vinte e um anos, seu primeiro romance, PS. Eu Te Amo, tornou-se o bestseller mais vendido na Irlanda (por 19 semanas), Reino Unido, EUA, Alemanha e Holanda. Cecília tem contribuído escrevendo contos em livros editados por organizações beneficentes sem fins lucrativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad