[RESENHA #514] RIO VERMELHO - AMY LLOYD - Saga Literária

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sábado, agosto 11, 2018

[RESENHA #514] RIO VERMELHO - AMY LLOYD



Título: Rio Vermelho
Autora: Amy Lloyd

Tradução: Carlos Szlak
Editora: Faro Editorial
Páginas: 276

Ano: 2018
ISBN: 9788595810143
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Você acredita nele... então porque está com tanto medo? Uma combinação perfeita de A sangue frio e Making a murder! Como confrontar quem você ama quando você não tem certeza se quer saber a verdade? 'Uma história original, madura e absolutamente real sobre obsessão. Amy Lloyd é um novo talento, surpreendente, está destinada a se tornar um grande nome da Literatura. Peter James Há vinte anos, Dennis Danson foi preso pelo assassinato brutal de uma jovem no condado de Red River, na Flórida. Agora ele é o assunto de um documentário sobre crimes reais que está lançando um frenesi online para descobrir a verdade e libertar um homem que foi condenado erroneamente. A mil milhas de distância na Inglaterra, Samantha está obcecado com o caso de Dennis. Ela troca cartas com ele e é rapidamente conquistada por seu aparente charme e bondade para ela. Logo ela deixou sua velha vida para se casar com ele e fazer campanha para sua libertação. Mas quando a campanha é bem sucedida e Dennis é libertado, Sam começa a descobrir novos detalhes que sugerem que ele pode não ser tão inocente...


Resenha: Publicado em março, Rio Vermelho é uma das grandes apostas da Faro Editorial no campo de thriller para esse ano de 2018. Escrito pela autora britânica Amy Lloyd, em Rio Vermelho conhecemos a história de Dennis Danson, um homem que aos 18 anos de idade foi preso no condado Red River, na Flórida, após ser acusado de assassinar de forma brutal uma garota de onze anos. Ele também foi acusado pelo desaparecimento de outras jovens garotas em Altoona, cidade onde cresceu. Mas, aparentemente o jovem Dennis Danson é um inocente de todos os crimes que foi considerado culpado.

"O corpo da menina foi encontrado 76 horas depois da comunicação de seu desaparecimento. As pontos dos dedos tinham sido removidas com um alicate de desencapar e cortar fios - uma tentativa deliberada de ocultar a prova do DNA, uma vez que fragmentos da pele do agressor teriam ficado sob as unhas da vítima, que o teria arranhado [...]" p. 7.
Após mais de vinte anos preso e sem qualquer prova material que possa condená-lo de fato pela autoria dos crimes, Dennis é sentenciado ao corredor da morte e isso gera uma enorme comoção nas redes sociais, o apelo popular em prol da sua inocência é grande. Pela enorme repercussão, a sua vida é material para o documentário "Quando o rio fica vermelho" que é produzido por Carrie e esse vídeo chama a atenção de Samantha que mora na Inglaterra. Samantha é uma professora que cria interesse no caso e vida de Dennis, a professora passa a participar de fóruns na internet prol Dennis com outros integrantes que acreditam em sua inocência. 

Samantha fica profundamente envolvida e seu fascínio pela história desse homem é enorme, ela chega a enviar uma carta para Dennis tamanho é seu interesse e apoio para esse homem. Após alguns meses em contato com Dennis Danson, ela resolve largar tudo em seu país natal e decide ir até a Flórida para visitar esse desconhecido, mas que vive constantemente em sua mente e que tira o seu sono. Ao chegar nos Estados Unidos, a professora vai até o presídio de Altoona onde Danson está encarcerado para finalmente conhecê-lo.
"- ...Você é a visitante. Inglesa, me disseram. Pensei: que tipo de mulher iria querer o meu Dennis depois de tudo isso? Disseram que você parecia normal.... Normal? Bem, não é que eu possa dizer o contrário." p. 62.

Chegando no local, Samantha consegue conhecer Danson pessoalmente, mas a relação entre os dois é limitada por uma parede de vidro, mas isso não é um problema para os dois, pois logo nesse primeiro encontro floresce um grande sentimento entre os dois, ao ponto de Dennis pedir Samantha em casamento. Apaixonada, ela aceita o pedido de casamento, pois acredita que o caso de Danson vai ter uma reviravolta e realmente ele é solto da prisão. Os dois finalmente conseguem se casar, mas a vida em dois não é aquilo que Samantha imaginava e ela começa a questionar sobre o caráter, sobre o homem com quem se casou se é realmente quem ela imaginava que ele fosse.
Opinião: Narrado em terceira pessoa e de forma linear, Rio Vermelho é dividido em três partes. A primeira aborda a vida de Dennis e como Samantha o conhece. Na segunda parte do livro vemos como Dennis vai lidar com a liberdade, a mídia e o assédio daqueles que defenderam a sua liberdade. A última parte acompanhamos Dennis e Samantha morando juntos e toda a desconfiança e inquietação de Samantha sobre o homem com quem se casou. É interessante acompanhar o histórico dos protagonistas. Dennis teve uma infância complicada, seus pais eram desatentos e relapsos, sua infância foi marcada pela solidão. Samantha sempre teve relacionamentos conturbados, é uma mulher carente, mas que ao se apaixonar demonstra ser obsessiva e paranoica. Outros personagens também se destacam pela loucura e obsessão, mas também por possuir seus próprios segredos. 

Vale destacar a personagem Lindsay, melhor amiga de Dennis Danson e um verdadeiro terror para Samantha que vê nela uma grande ameaçada ao seu casamento. Rio Vermelho foi uma leitura intensa e de tirar o fôlego, repleto de suspense e mistério, conta ainda com personagens bem construídos, complexos e com caráter no mínimo questionáveis. Amy Lloyd destaca-se por sua narrativa objetiva, os capítulos são curtos e isso deixa a leitura bem fluida, mas também nos deixa curiosos sobre o desenrolar dos fatos. Esse é um livro simplesmente alucinante e com um final que nos deixa perplexo, a autora demonstra o quanto a mente humana pode ser desequilibrada e imprevisível. Recomendo Rio Vermelho para todos que gostam de thriller.
Sobre a Edição: Falar dos projetos gráficos da Faro Editorial é "chover no molhado", é fácil para mim. Novamente a editora apresenta um belo projeto gráfico, a edição é caprichada, as folhas são amareladas e possuem uma boa gramatura. O título está em alto relevo, a fonte e o espaçamento estão confortáveis e a revisão ficou muito boa. No início de cada uma das três partes do livro existe uma arte que nos mostra onde vai ocorrer a trama. A tradução ficou por conta de Carlos Szlak. Deixo meus parabéns pelo ótimo trabalho realizado pela Faro.
Sobre a Autora: Amy Lloyd estudou Inglês e Escrita Criativa na Cardiff Metropolitan University. Sua escrita combina seu fascínio com o verdadeiro crime e sua paixão pela ficção. Amy venceu a competição Daily Mail First Novel em 2016 por seu thriller Rio Vermelho. Ela mora em Cardiff com seu parceiro e dois gatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad