[RESENHA #529] INTERFERÊNCIAS - CONNIE WILLIS - Saga Literária

Novidades

Home Top Ad

Post Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, agosto 30, 2018

[RESENHA #529] INTERFERÊNCIAS - CONNIE WILLIS


Título: Interferências
Autora: Connie Willies

Tradução: Viviane Diniz Lopes
Editora: Suma

Páginas: 464
Ano: 2018
ISBN: 9788556510570
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: “Em um futuro não muito distante, um simples procedimento cirúrgico é capaz de aumentar a empatia entre os casais, e ele está cada vez mais na moda. Por isso, Briddey Flannigan fica contente quando seu namorado, Trent, sugere que eles façam a cirurgia antes de se casarem — a ideia é que eles desfrutem de uma conexão emocional ainda maior, e que o relacionamento fique ainda mais completo. Bem, essa é a ideia. Mas as coisas acabam não acontecendo como o planejado: Briddey acaba se conectando com outra pessoa, totalmente inesperada. Conforme a situação vai saindo do controle, Briddey percebe que nem sempre muita informação é o melhor, e que o amor — e a comunicação — são bem mais complicados do que ela esperava.


Resenha: Escrito por Connie Willis. "Interferências" é um livro de ficção científica e sua história é ambientado em um futuro não muito distante. Nesse futuro os avanços tecnológicos colocam diversas empresas em uma corrida para conquistar o mercado e eliminar as concorrentes. É nesse universo que conhecemos Briddey Flanningan, ela trabalha com o seu namorado (Trent) na Commspan uma empresa de telefonia celular que é concorrente da Apple. Trent está enlouquecendo, ele está tentando desenvolver um novo aparelho telefônico que possa ser superior a qualquer aparelho da Apple, inclusive o próximo que a empresa pretende lançar e segundo rumores pode acabar de vez com a Commspan.
"Quando Briddey parou no estacionamento da Commspan, havia quarenta e duas mensagens de texto no seu celular. A primeira era de Suki Parker - obviamente -, e as próximas quatro, de Jill Quincy, todas alguma variação de: 'Estou louca para saber o que aconteceu'. Suki disse: 'Fiquei sabendo que Trent Worth levou você ao Iridium!???'". p. 13.

Briddey e Trent são um casal extremamente apaixonados, e Briddey fica feliz e animada quando o namorado sugere de fazerem um EED (procedimento cirúrgico para aumentar a empatia); Trent quer expandir a conexão emocional com a sua namorada e por sentir as emoções dela, bem como ela poderá sentir as emoções dele. Mas Trent encontra resistência na família de Briddey, eles são contra a esse procedimento cirúrgico. Mesmo toda resistência de sua família  e achando que esse não é o momento ideal para a cirurgia, Briddey segue em frente com o desejo de passar pelo procedimento cirúrgico, pois o seu namorado prometeu casar-se com ela assim que a conexão emocional fosse estabelecida, pois apesar de felizes, tudo iria melhorar e ser maravilhoso.

"Por favor, me diga que estou sonhando, pensou Briddey, mesmo sabendo que não estava. Podia sentir o puxão da agulha intravenosa na mão que levara à boca, podia ouvir o bipe do monitor intravenoso ao lado da cama." p. 58.

Contudo, as coisas não acontecem conforme Briddey imaginou, ao acordar da cirurgia ela percebe que está ligada a outra pessoa, alguém que ela jamais imaginou que poderia estar conectada. Algo de errado acaba acontecendo durante o procedimento, pois a conexão apenas poderia ser estabelecida e criada por meio de uma ligação emocional entre duas pessoas, mas Briddey é conectada com outra pessoa e fica desesperada, agora ela precisa enfrentar um caos de proporções dantescas em sua vida, ela deve correr contra o tempo e arrumar alguma forma de entender o que está acontecendo para corrigir o que deu de errado na conexão, antes que o seu noivo descubra que ela está ligada com outro homem na empresa que trabalham.
Opinião: Apesar de eu ter o livro "O livro do juízo final" da mesma autora, esse é de fato o meu primeiro contato com a escrita da Connie Willis e fiquei surpreendido e envolvido, digo isso pois Interferências é um livro que mescla alguns gêneros literários como: ficção científica (um dos meus gêneros literários favoritos), humor (um gênero pouco explorado por mim) e um gênero que eu não curto muito, romance; e é por isso que fiquei surpreendido de forma muito positiva. Um ponto que quero destacar é o avanço tecnológico na forma de comunicação, a autora imagina uma sociedade em que os casais se conectam por meio de uma cirurgia no cérebro conhecida como EED. Esse procedimento permite que os casais sintam-se próximos e inclusive eles passam a vivenciar as emoções do seu companheiro, uma experiência podemos dizer que é quase uma telepatia. 

A autora merece os parabéns pelos eventos e cenas que ela detalha de forma magistral, ela consegue ser detalhista sem ser maçante. Quero destacar a protagonista, Briddey é uma personagem que aparenta ser independente e segura, contudo essa imagem que temos dela vai desmoronando, pois ela passa a mostrar o contrário, sendo por vezes extremamente passiva. Briddey também vive algumas situações no mínimo enlouquecedoras e perturbadoras. Interferências é uma leitura leve, envolvente, fluida e com uma linguagem simples, tem algumas pitadas de humor, um romance entre a mocinha e um nerd bem desajustado. Essa é uma leitura divertida e descompromissada, a autora nos faz refletir sobre os avanços tecnológicos e o quanto isso influência em nossas vidas. Recomendo a leitura de Interferências!
Sobre a Edição: A Suma está de parabéns pelo edição apresentada, a capa é bonita, chama atenção e conta com dois personagens. As folhas são amareladas (papel pólen), o espaçamento está confortável e a revisão ficou muito boa.
Sobre a Autora: Constance Elaine Trimmer Willis, conhecida como Connie Willis, nasceu em Denver, nos Estados Unidos, em 31 de dezembro de 1945. É uma das mais prestigiadas e premiadas escritoras de ficção científica do mundo, com onze Prêmios Hugo e sete Prêmios Nebula. Foi incluída no Hall da Fama da Ficção Científica em 2009 e foi nomeada pela Science Fiction Writers of America para o prêmio Damon Knight Memorial Grand Master em 2011.

21 comentários:

  1. olá, Yvens. Quanto tempo que não venho aqui rs
    Eu já tinha ouvido falar desse livro assim que vi o lançamento, mas pra ser sincera, mesmo com os elementos de Ficção científica não me empolguei muito com essa premissa... ando meio saturada de romances, sabe? mas fico feliz que a leitura tenha te surpreendido de maneira positiva...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  2. Gostei da história e da sinopse, achei muito interessante a autora misturar três gêneros diferentes em um único texto, me surpreendi bastante com isso, pois nunca tinha visto um livro desse tipo, e eu achei isso muito positivo, pois se escrever um genegê é um pouco difícil, imagina misturar três em uma única história, excelente resenha 😊

    ResponderExcluir
  3. Essa história promete hein? Vai ter polêmica e surpresas para deixar o leitor colado na trama. Gosto de livros assim que nos traz essa intensidade e aguçam a curiosidade para saber o final da trama e não nos deixarmos querer largar o livro. Gostei da sinopse e da resenha.

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem?
    Já li esse livro e curti.

    Eu dei muitas risadas com a família de Briddey; cada um mais louco que outro! E a irmã que inventa mil teorias sobre o estado da filha e situações absurdas sobre drogas, obsessão e outros?
    Fora os funcionários da empresa que não perdem nenhuma oportunidade de dar palpita em tudo e até criar situações com base no achismo!

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Esse livro foi o primeiro que tive a oportunidade de ler da autora e confesso que simplesmente amei. Antes de ler a obra eu esperava mais um romance clichê com tecnologias envolvidas, mas fui bem surpreendida. Ótima resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  6. Primeiramente, parabéns pelas fotos maravilhosas!
    Segundo, amei a capa e depois de ler a resenha e fiquei com uma super vontade de ler! Eu amo esse tipo de livro e amo a Suma, tudo que eles publicam eu amo! Kkkk

    Parabens Pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  7. Me lembrou bastante a série Black Mirror, que tem essa pegada de usar as inovações tecnológicas do futuro de uma maneira meio bizarra ao nosso ver atualmente. Por exemplo na série tem um episódio que é possível rebobinar as próprias lembranças e as de outras pessoas também, e dessa forma uma pessoa descobre que foi traída pela namorada, é bem creep msm. Amei a sinopse do livro, amo ficção científica e deixei guardado o nome do livro para tentar ler ele no futuro. Bjs !!

    ResponderExcluir
  8. Oiieee

    É um livro bem mais complexo do que imaginava e o fato da autora conseguir ser detalhista sem ser cansativa e maçante é ótimo, sinal que ela sabe o limite pra não deixar a obra enfadonha. Curti a premissa, apesar de não ser o que estou buscando no momento. Vou deixar anotado pra quem sabe conferir futuramente.

    Beijo

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Achei bastante interessante , apesar de não conhecer esta autora fiquei curiosa em ler o livro . Uma boa opção de leitura para os próximos tempos .

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Vi muito a capa desse livro quando ele foi lançado, mas nunca cheguei a saber do que se tratava, achei bem interessante a pegada de FC, e a leitura também parece bem leve, vou anotar a dica.

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?
    Já vou avisando que sou apaixonada por essa editora (Suma) - tenho o livro "Marina" e A-M-O.
    Já gostei bastante dessa história, e pretendo ler assim que der.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. Oi tudo bem? Que história interessante, essa ligação que era para conectar com seu noivo, é muito intrigante a trama e ainda esconder e procurar entender o que deu errado. Parabéns pela resenha estou curiosa para saber o final desse livro, dica anotada.

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Estou na metade desse livro e fiquei encantada por ele logo no início por causa da tecnologia e seus avanços claros na trama. Como faço Ciência da Computação e a sociedade retratada gira em torno disso, me prendeu demais e a mescla com um romance pouco usual, deixou o enredo num tom certo para o gênero.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. oI, Yvens!
    Eu li esse livro recentemente e gostei muito da leitura, só fiquei um pouco confusa em alguns momentos, mas depois me acostumei. A trama é maravilhosa, né? A autora soube desenvolver muito bem essa história tão louca e tão envolvente hahaha

    ResponderExcluir
  15. Fiquei tipo UAU! Achei que a ideia de escrever um livro baseado num avanço tecnológico nunca falado como esse bastante legal. Jamais tinha imaginado uma cirurgia para conetar pessoas através da mente. Fiquei super curiosa com o desenrolar da história. Adoraria ler esse livro.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem? Fico com o pé atrás com esse livro, porque vejo resenhas tanto positivas quanto negativas, então ainda não me convenci completamente se vale a pena. Mas achei ótimo você ter se surpreendido. Não sabia que a autora era velhinha (eu amo velhinhos!), fiquei com vontade de conhecer mais sobre ela <3 Ainda não sei se vou dar uma chance ao livro agora, porque não é minha prioridade, mas quem sabe mais pra frente :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Desde que esse livro lançou eu fiquei curiosa por conta dessa sinopse. Eu nunca li nada da autora, mas estou muito empolgada para começar por esse livro. Ainda mais depois da sua resenha. Também adoro ficção científica, e gosto de romance, só quero entender como entra a parte do humor na história, eu espero que não seja nada muito forçado.
    beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem? Quando esse livro foi lançado eu fiquei muito curiosa para comprar, "devorar" e resenhar ele no meu blog mas, como estava com um preço um pouco "salgado" para o meu bolso resolvi esperar um pouco mas, comecei a ler resenhas e mais resenhas sobre ele, algumas muito boas como a sua e outras falando muito mal do livro então, fiquei em dúvida e não comprei.
    Pela sua resenha, percebi que eu deveria ter comprado o livro porque, uma autora conseguir escrever uma história de ficção cientifica, com muitos detalhes, personagens bem construídos e não ficar maçante é algo impressionante, que com certeza vou conferir!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  19. Olá,
    Que tema de livro mais diferente! Gostei dessa coisa de que muita informação atrapalha as coisas, o que é verdade por conta de muitos fatores. Também achei interessante o livro possuir muitos gêneros mas bem trabalhados, isso ajuda bastante a história fluir.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  20. Interessante e criativo. Confesso que a vibe me lembrou de Black Mirror. Gostei da análise. Se tiver oportunidade, lerei num futuro

    ResponderExcluir
  21. interessante a obra não ter um gênero único, quando bem feito pode funcionar muito bem, e pela sua resenha funcionou *-*

    ResponderExcluir

Post Bottom Ad