[RESENHA #564] ÓRFÃ, MONSTRA, ESPIÃ - MATT KILLEEN - Saga Literária

Breaking

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

[RESENHA #564] ÓRFÃ, MONSTRA, ESPIÃ - MATT KILLEEN



Título: Órfã, Monstra, Espiã
Autor: Matt Killeen
Tradução: Fal Azevedo

Editora: Outro Planeta
Páginas: 304
Ano: 2018
ISBN: 9788542213997
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Qual seria o seu ato de resistência? Seu nome é Sarah. Ela é loira, de olhos azuis e judia na Alemanha de 1939. E seu ato de resistência está prestes a mudar o mundo. Depois que sua mãe é assassinada em um posto de controle, Sarah, de quinze anos, conhece um homem misterioso com um sotaque estranho, um apartamento suspeito e um cofre cheio de armas. Ele faz parte da resistência secreta contra o Terceiro Reich, e ele precisa que Sarah se infiltre em uma escola para as filhas de generais do alto escalão nazista, posando como uma delas. Se ela conseguir fazer amizade com a filha de um cientista-chave e ser convidada para sua casa, ela seria capaz de roubar as plantas de uma bomba que destruiria as cidades da Europa Ocidental. Nada poderia ter preparado Sarah para seus colegas de escola, e logo ela se encontra em uma batalha pela sobrevivência diferente de qualquer outra que tenha imaginado. Mas qualquer um que subestime essa garota aparentemente inocente o faz por sua conta e risco. Ela pode parecer doce, mas é o pior pesadelo dos nazistas. Primeiro livro de Matt Killeen, Órfã, monstra, espiã traz a brutal realidade de uma adolescente judia crescendo nos tempos do nazismo, acompanhado de uma dose de espionagem e tramas históricas emocionantes. No auge da guerra, qual seria o ato de resistência que poderia destruí-la?


Resenha: Escrito pelo autor britânico Matt Killeen, em "Órfã, Monstra, Espiã" conhecemos a história de Sarah, uma menina de aproximadamente 15 anos que desde cedo recebeu educação (foi educada) em sua própria casa. Nessa breve vida ela apredendeu diversos idiomas, bem como atuar com a sua mãe. Esses ensinamento recebidos são extremamente válidos para ela, pois ela precisa enfrentar um cenário extremamente periogoso, ela é uma jovem em tempos de guerra, pois a Alemanha nazista está ganhando poder e no ano de 1939 ela decide rumar para a Rússia com a sua mãe e fugir das garras do nazismo.

"Finalmente, o carro parou. Com dificuldade, Sarah abriu os olhos, piscou para clarear a vista e, erguendo a cabeça, olhou para cima desde seu esconderijo no piso do carro. Sua mãe estava tombada no banco do motorista, com a cabeça apoiada sobre o volante. Era como se ela estivesse olhando na direção de Sarah [...]" p. 5.
Mas nem tudo são flores e nessa fuga ela perde a sua mãe que sofre um ferimento letal na cabeça ao ser alvejada. Sarah busca forças e tenta não pensar na perda da mãe, ela não quer cair no luto e deseja seguir em frente, mas ao seu encalço está uma patrula nazista que conta com os temíveis cães farejadores, mas ainda que suas chances sejam pequenas, ela consegue evitar que seu destino seja o mesmo de sua mãe e consegue escapar dos soldados nazistas.

Nessa sua jornada rumo à Rússia, país que não foi ocupado pelo terceiro reich, Sarah conhece um misterioso homem de cabelos loiros e olhos claros, ele apresenta um sotaque estranho ao se comunicar e demonstra ser uma pessoa totalmente enigmática para a jovem. Sarah não quer confiar, não deseja a ajuda desse homem, mas sem alternativas ela acaba cedendo a necessidade e com relutância aceita essa mão amiga para sobreviver. Esse homem demonstra ser prestativo aos olhos da desconfiada e esperta jovem, ele a orienta como ser discreta e permanecer viva, chega a inclusive colocar o nariz de Sarah no lugar, pois ela havia quebrado o nariz durante a fuga com a sua mãe.

"Sarah empurrou as pesadas portas duplas que levavam para a sala de música da forma mais cuidadosa que pôde. O cômodo pequeno estava vazio e cheirava a mofo. Contra a parede oposta, uma pilha de livros de música formava uma torre irregular. Todas as cópias de We Girls Sing! estavam amareladas e meio rasgadas, remendadas com fita adesiva, mas, para seu grande alívio, Mouse estava certa [...]" p. 99.

Durante a sua jornada para a Rússia a jovem judia separa-se do misterioso homem, eles possuem propósitos diferentes, mas ela percebe que ainda precisa da ajuda dele e volta atrás para continuar com essa mão amiga. Esse homem na verdade é um espião britânico chamado Jeremy Floyd que percebendo a esperteza de Sarah faz uma perigosa proposta, que ela o ajude em seu trabalho e torne-se uma espiã. Sarah deverá estudar em um internato onde a filha de um importante cientista nazista (alvo de Floyd) estuda, lá ela deve criar laços de amizade com a menina ao ponto de facilitar a entrada de ambos na casa desse cientista.
Opinião: Eu fiquei completamente imerson nessa trama, aqui acompanhamos Sarah, uma jovem de 15 anos que vê a sua vida mudar radicalmente com o advento da guerra e a perda de sua mãe. Sarah é uma protagonista forte, ela não se deixa levar pelo luto e principalmente pelas dificuldades da guerra, ela demonstra tenacidade, vontade de viver e superar os horrores cometidos na guerra pelo Terceiro Reich. Sarah para sobreviver torna-se espiã e mesmo com toda a imprudência da adolescência ela consegue cumprir o seu papel com louvor. Outro personagem que merece destaque é o espião e capitão Jeremy Floyd, ele é bem construído e objetivo, ele não é um personagem bonzinho, ele utiliza os meios necessários para cumprir a sua missão, o seu objetivo na guerra em prol do seu país e consegue ser um personagem cativante ao lado da Sarah. Os personagens secundários também tem o seu valor e destaco a pequena Mouse.

Matt Killeen aborda em seu livro temas como a intolerância e o ódio, o quanto esses aspectos afetam e intereferem na conduta humana, aqui retratado nas perseguições efetuadas pelos alemães nazistas em face aos judeus que tiveram o seu direito de ir e vir cessado, mas principalmente tiveram a sua liberdade como ser humano revogada e suas vidas ceifadas, algo motivado puramente pela intolerância, mas também pela sede de poder do governante supremo da Alamenha, Hitler. Por fim, o autor consegue criar um desfecho bem satisfatório e de tirar o fôlego. Recomendo a leitura de "Órfã, Monstra, Espiã" para quem curte ambientações históricas, principalmente sobre a Segunda guerra Mundial, mas também bem quem gosta de um livro com uma pegada Young Adult.
Sobre a Edição: O selo Outro Planeta está de parabéns pelo trabalho apresentado, a edição ficou legal e gostei da capa com seus detalhes que por sinal está de acordo com o conteúdo apresentado pelo autor. A revisão ficou muito boa, a fonte está em tamanho satisfatório e o espaçemento ficou bom. As folhas são amareladas (papel pólen) e gosto muito quando as editoras optam por esse tipo de papel, pois fico menos cansado.
Sobre o Autor: Matt Killeen nasceu em Birmingham, no Reino Unido. Depois de várias carreiras alternativas, algumas envolvendo armas de laser e guitarras, ele finalmente passou a se dedicar às palavras, dessa vez como redator de publicidade e jornalista de música e esporte. Atualmente escreve para a empresa de brinquedos mais amada do mundo, já que não foi possível ser um piloto de asa-delta. Casado com sua alma gêmea, ele é pai de um adolescente impossivelmente inteligente e de um bebê que está desafiando suas credenciais de "pai antissistema" escrevendo repetidas vezes nas paredes. Ele acidentalmente se mudou para o interior em 2016. Orfã, Monstra, Espiã é seu primeiro livro.

12 comentários:

  1. Quero muito ler esse livro. Só o fato de ser uma história sobre uma menina judia na alemanha nazista, já desperta meu interesse pela obra. E ainda vem essa ideia genial de usar a menina como espiã contra o terceiro reich, em um orfanato rss...Muito interessante e deve ser uma história muito gostosa de se ler

    ResponderExcluir
  2. Nossa que legal essa resenha, primeira vez que vejo desse livro, ainda não conhecia.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Amo essas histórias que retratam um pouco o período mais sangrento da história humana e nem preciso dizer que estou mais do que curioso por conhecer esse livro. Bem diferente de tudo que li, mostra um outro lado da guerra, o lado de uma resistência organizada e estratégica. O que será vai dar?!
    Ótima sugestão!
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
  4. Poxa! Que leitura de carga emocional intensa, fiquei com tanta vontade de ler que já vou dar um pulinho na Amazon e tomara ter em e-book.

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Eu adoro livros com essa tematica, gostei da dica é maravilhosa. Ja coloquei na lista de leitura...

    ResponderExcluir
  6. Super bacana sua indicaçao literária e conhecer um pouquinho do autor. Excelente resenha.

    ResponderExcluir
  7. Oi! Eu particularmente gosto de ler livros com temática na segunda guerra. Sempre gostei. A história parece ser surpreendente. Se for parar pra pensar uma garota de 15 anos, que até então tinha sonhos e vontades normais de uma adolescente, se vê no meio do caos de uma guerra tão violenta e assustadora. eu achei super legal, a maneira como o autor insere a espionagem e como a personagem agarra essa chance de ajudar a estragar os planos de guerra e se vingar daqueles que ela tinha perdido! Espero ler em breve!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  8. Oi Yvens, tudo bem?

    Sou completamente apaixonada por narrativas que possuem essa ambientação na Segunda Guerra Mundial, então, é claro que já fiquei eufórica com a sua resenha. Não conhecia a obra, mas a trama tem tudo que adoro em uma narrativa com esta ambientação e vários pontos já me fizeram colocar o livro na minha lista de desejados. Adorei sua opinião e certeza que irei amar. Obrigada pela dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Uauuuu que demais essa história!
    Adorei a resenha, já vou procurar para compar, estou precisando renovar minha coleção de livros aqui,

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia a obra, mas parece ser muito interessante. E a resenha só reforça as qualidades que o livro parece ter. Abraços e parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  11. Apaixonada pela tua resenha e pelo modo como vc escreveu sobre o livro. Amo estórias ambientadas no período da 2a guerra e este com certeza vai ser um dos livros prioridades na minha lista de futuras aquisições!
    Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha, eu gosto bastante de livros desse período histórico, achei a capa muito linda, já tá na minha lista.

    ResponderExcluir