[RESENHA #379] A GUERRA DO MUNDO - NIALL FERGUSON - Saga Literária

Novidades

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

[RESENHA #379] A GUERRA DO MUNDO - NIALL FERGUSON



Título: A Guerra do Mundo
Autor: Niall Ferguson

Editora: Planeta
Páginas: 904
Ano: 2015
ISBN: 9788542206258
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: 
Um dos principais e mais polêmicos historiadores contemporâneos, o britânico Niall Ferguson afirma neste livro que o século XX foi o mais violento de todos os tempos. Desprovido de uma agenda ideológica e sempre apoiado em fatos, números e estatísticas, explica o que levou a humanidade a cometer tantas atrocidades. Ferguson analisa em detalhes não só as grandes guerras mundiais, mas conflitos que mataram milhares, como as guerras da Coreia, da China, Irã-Iraque, e regimes genocidas, como o soviético, o alemão, o turco e o da Ruanda, entre outros.

Mas o que levou a tanta violência? O historiador identifica três fatores para o surgimento de embates em todas as partes do mundo: desacordos étnicos, votalidade econômica e impérios em declínio.

Além de provocar um novo olhar para o século passado, o grande mérito de Ferguson é discutir as perspectivas para o século XXI. Segundo ele, o Ocidente vai continuar sendo desafiado por potências emergentes como a China ao mesmo tempo que irá depender cada vez mais da mão de obra estrangeira. Dilemas que, se não forem enfrentados e resolvidos, podem levar a novas guerras.

Resenha: A Guerra do Mundo (A Era de Ódio na História) foi escrito pelo autor escocês Niall Ferguson e traça um retrato para os amantes de história sobre o século 20. Esse é o primeiro livro do autor que leio, para quem não sabe, seus livros são publicados aqui no Brasil pela editora Planeta de Livros. Ferguson inicia a narração abordando o final do século XIX e início do século XX. O autor nos leva para o dia 11 de setembro de 1901, (uma alusão ao famoso 11 de setembro de 2001) e mostra como o homem branco que recebeu o mínimo de estudos nessa época poderia ter uma vida boa.

"A violência do século XX é incompreensível se não for vista em seu contexto imperial. Pois essa foi, em grande parte, consequência do declínio e da queda dos grandes impérios multiétnicos que dominaram o mundo em 1900. O que praticamente todos os principais combatentes nas guerras mundiais tinham em comum era o fato de eles ou serem impérios ou tencionarem se tornar impérios [...]." p. 63.
Aos poucos o autor mostra que a tecnologia chegou para mudar o mundo, refletindo por exemplo na locomoção, pois as viagens estavam tornando-se mais seguras e mais rápidas, mas não é só isso, o sistema econômico e financeiro recebeu melhoras importantes. Com o tempo os aparelhos elétricos foram surgindo, mas algo que marcou o início do século foi a construção de um navio monstruoso chamado Titanic que veio para domar os mares, porém todos sabemos o que aconteceu com esse monstro.

Porém, é na segunda década do século XX que o mundo sofre o seu primeiro grande abalo, surge a Primeira Grande Guerra Mundial que teve início em Junho de 1914 e foi motivada pelo assassinato do arquiduque Francisco Fernando da Áustria, herdeiro do trono da Áustria-Hungria, pelo nacionalista Gravilo Princip, em Sarajevo, Bósnia. O autor ao abordar a primeira guerra do século deixa claro que esse é o ponto de partida para o declínio e extinção dos Impérios Europeus que entraram em combate pelo velho continente.
Ferguson demonstra todas as atrocidades advindas da Primeira Grande Guerra Mundial, descrevendo por exemplo os Pogrom que são os atos violentos, os ataques físicos tanto do Império Russo como de outros países contra os judeus espalhados pela Europa. Durante a leitura, Ferguson nos leva para a Segunda Grande Guerra Mundial e ele vai reforçando aos poucos toda a crueldade praticada pelo ser humano no século passado e reforça todo o horror que temos do Holocausto.

"Às 4h45 da manhã do dia 1º de setembro de 1939, a tranquilidade do amanhecer na Polônia ocidental foi interrompida por um ribombar ensurdecedor. Cinco exércitos alemães, abarcando mais de 1,8 milhões de soldados, atravessaram rapidamente a fronteira polonesa [...]." p. 481.

Niall Ferguson não aborda apenas as mazelas cometidas pelos nazistas, mas também os horrores e crueldades que foram praticadas no governo socialista de Stalin. O autor nos leva a conhecer um pouco mais sobre as atrocidades cometidas pelo Império Japonês em solo Chinês e o destino dos afro-americanos no início do século passado. Aos poucos realizamos uma grande viagem pelo século XX com Niall Ferguson passando por temas como guerra, política, aspectos sociais e econômicos.
Opinião: A Guerra do Mundo é um grande livro, fica claro que o autor realizou pesquisas diversas sobre a história do século XX. Ferguson através do seu livro contribui de forma importante para que possamos conhecer através das inúmeras informações tudo o que ocorreu no século passado e vai além, afirma que não houve apenas duas guerras mundiais, mas sim um único conflito mundial que moldou o mundo. Outro levantamento importante, é que o autor sugere que tais conflitos bélicos ocorridos no século passado tiveram origem por causa do racismo e indiferença do ser humano ao próximo, demonstrando que o homem é capaz de cometer inúmeras barbáries, mas também por questões econômicas. Niall Ferguson narra a história do século XX de forma clara e cristalina, a sua escrita é envolvente, o livro é rico em detalhes e informações. O autor nos leva a conhecer de forma mais profunda diversas guerras e conflitos bélicos, desde a Guerra Russo-Japonesa que ocorreu entre os anos de 1904 e 1905, até a Guerra da Coréia nos anos 50. Agradeço a editora Planeta pelo livro cedido, a leitura foi incrível!
Sobre a Edição: O projeto gráfico apresentado pela Planeta ficou muito bom, pois a edição está em capa dura, conta com mapas e diversas imagens que retratam momentos históricos. O livro conta ainda com sumário, epílogo, lista de mapas, lista de imagens, fontes e referências bibliográficas. A revisão ficou muito boa, as folhas são amareladas e o espaçamento está confortável, a edição conta com marcador em fita de cetim. Essa edição é rica em detalhes e demonstra toda a competência da editora.
Sobre o Autor: Niall Ferguson nasceu em 18 de Abril de 1964 na cidade de Glasgow, Escócia. Ferguson é considerado um dos mais importantes historiadores do Reino Unido. Atualmente leciona na Harvard University, na Oxford University e na Stanford University. O autor também escreve regularmente para jornais e revistas do mundo inteiro. Fergunson é casado, pai de três filhos e divide o seu tempo entre o Reino Unido e os Estados Unidos.

Um comentário:

  1. Muito Bom! até animei em ler este livro, pois sou fanático por histórias de gerras e etc...

    ResponderExcluir