[RESENHA #446] POR UMA QUESTÃO DE AMOR - BEATRIZ CORTES - Saga Literária

Breaking

quarta-feira, 4 de abril de 2018

[RESENHA #446] POR UMA QUESTÃO DE AMOR - BEATRIZ CORTES




Título: Por Uma Questão de Amor
Autora: Beatriz Cortes

Editora: Novo Conceito
Páginas: 272
Ano: 2014

ISBN: 9788542803624 


Onde Comprar: Saraiva

Sinopse: Após presenciar a morte de seu irmão mais velho em um acidente trágico, Lorena vive um luto que parece nunca ter fim. Um sofrimento que só é mais suportável com a ajuda de seu melhor amigo, Daniel. Após passar para a Faculdade de Medicina na UFRJ, Lorena encara essa oportunidade como uma forma de sair de Angra dos Reis e tentar deixar o passado para trás. Na Cidade Maravilhosa, se apaixona perdidamente e esse amor proibido chega para transformar sua vida. Ela descobrirá que também existem consequências para quem escolhe amar. Por uma questão de amor é um romance cheio de aventuras, suspense e que o levará a conhecer os extremos do amor verdadeiro que nos leva a lugares inimagináveis.

Resenha: A perda de um ente querido nunca é fácil, especialmente se essa pessoa também for o seu melhor amigo. E é justamente esse o momento que Lorena vive em sua vida. Apesar de fazer algum tempo que seu irmão, Matteus, morreu, Lore ainda vive m luto profundo, uma dor que não parece ter fim e que a impede de sorrir, que a impede de seguir sua vida normalmente. Ela se sente estagnada no tempo, presa em meio ao seu pesar e sem forças para sair desse quadro.

"O luto é necessário, porém, ele nunca chega ao fim para algumas pessoas. Acabamos transferindo aquele sentimento para tudo o que fazemos. Não é difícil notar a dor. É como se ela viesse gravada em nossa testa. E deixa bem claro que ficará ali para sempre, sentada na poltrona com o controle remoto, vendo nossa vida passar." p. 11

Quando Lorena passa para a UFRJ, vê a chance de deixar Angra dos Reis, lugar que mora e que carrega lembranças de seu irmão, e recomeçar, não o esquecendo, mas tentando viver melhor com a dor que é a sua ausência. Junto com seu melhor amigo de infância, Daniel, a quem ama como um irmão, ela começa a nova vida fazendo novas amizades e mudando completamente a sua rotina.
O que Lore não esperava é que no meio dessas amizades novas e maravilhosas, ela fosse conhecer Nicholas, colega de quarto de Daniel e um homem lindo e encantador, que, aparentemente, também conheceu seu irmão. E de forma rápida, mas ainda um pouco relutante de início, eles se aproximam e se apaixonam de forma arrebatadora. Só que sua família e seu melhor amigo parecem saber algo a respeito de Nicholas que pode colocar em risco esse novo relacionamento que faz tão bem à Lorena.

"Sabia o quanto nosso amor era proibido. O passado havia os pregado uma peça e tanto. Fomos destinados a sofrer por este amor. Um sofrimento que, na verdade, nem era nosso." p. 197

Em meio ao segredo aparente de seus pais e Daniel, a descoberta de segredos antigos em sua família, a rotina como caloura de medicina e outros dramas com seus amigos, Lore começa a entender que a perda de seu irmão nunca será superada, que a dor sempre estará presente, mas que ela pode aprender a conviver com isso e amar os que ainda estão com ela. Lorena aprende a viver, carregando consigo o amor eterno que sente por seu irmão e lutando para que o amor que sente por Nicholas possa viver, mesmo em meio aos problemas que surgem.

Opinião: Este livro é o típico romance que traz várias reflexões ao longo da história, seja sobre a perda, o amor ou a vida. O fato de Lorena passar por vários estágios complicados do luto, nos faz pensar sobre situações que poderíamos passar ou mesmo que já passamos, e isso foi uma das coisas que mais gostei nele.

Apesar de haver um segredo sobre o passado de Nicholas, sua família e até da família de Lore, não é muito difícil ligar os pontos e descobrir quais são esses segredos e como eles vão influenciar na relação dos dois, porém, fiquei surpresa nessa segunda parte. A relação dos dois não foi influenciada como eu imaginei e adorei isso. Quem não gosta de ser surpreendido, né?

"Foi por uma questão de amor que segui em frente, e foi por ele que encontrei a verdadeira felicidade." p. 260
Uma das coisas que mais gostei também foi a relação entre cada um dos amigos. A narrativa acontece de maneira rápida, pois a autora escreve o tempo passando, fazendo um resumo de como as coisas andaram nesse tempo, mas, nem por isso deixamos de perceber como os laços de amizades criados são fortes e sinceros. Cada personagem teve o seu papel fundamental na história e foi bem legal de ver.

Nicholas também foi um personagem que me surpreendeu, pois, assim como os demais pensavam dele, achei que ele ia ser o cara que era de um jeito e depois mudava pela mocinha. Isso não acontece. O que acontece é que ele é o tipo de pessoa que “mostra o que os outros querem ver” e usa isso para mascarar a própria dor. Foi impossível não me apaixonar por Nicholas também.

“E é só transformar o luto em luta que as coisas começam a caminhar para o lugar em que encontrará a verdadeira felicidade.” p. 268

Apesar de ser uma história sem muitos ápices de emoção, deixando o clímax para acontecer bem ao final do livro, foi uma leitura rápida e leve, que fiz em praticamente uma tarde. A narração nos prende e nos faz entrar em cada personagem, ótima para se fazer após os livros mais densos e “pesados”.
Sobre a Edição: A edição está simplesmente encantadora! A capa, com uma mistura de tons de rosa e roxo, que traz um ar muito romântico que condiz perfeitamente com o livro. Possui também uma arte de flores, dando mais delicadeza ainda ao visual. As páginas são amareladas e grossas, não cansando muito a vista. A diagramação é muito bonita e possui fonte e espaçamentos de tamanhos confortáveis. Encontrei poucos desvios e erros de digitação ao longo do livro, o que não atrapalhou em nada a leitura e seu aproveitamento.
Sobre a Autora: Beatriz Cortes, nascida em 1994, é estudante de Psicologia. Cristã, possui uma fé inabalável em Deus e no amor. Vive no interior do Rio de Janeiro, onde nasceu. Acredita que os sonhos só podem se concretizar se você persegui-los. Apaixonada por livros e romances desde criança, escrevia textos, contos, histórias e sonhava que pudesse impactar as pessoas. Autora de O outro lado da memória ― seu livro de estreia ― e Por Uma Questão de Amor.

16 comentários:

  1. Já vi tanto esse livro sendo resenhado por aí e alguns com bons e outros não tão bons comentários que estou curiosa.
    Não é o tipo de livro que costumo ler.. Mas sabe quando você vê tanto uma capa e comentários que te da vontade? To meio que assim.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karini!
      Já passei por muitas situações assim, em que o livro tem comentários falando bem e mal, e no final, acabei não resistindo e indo conferir, pra tirar minha opinião. Espero que, caso leia, também goste da leitura!
      Beijinhos

      Excluir
    2. Também passo por isso as vezes Fernanda. Eu até brinco que sou do contra.. gosto do que ninguém curte e detesto o que a grande maioria ama.. Mas apesar do meu anseio.. Tenho tentado ler livros que me façam fugir da zona de conforto.

      Beijos.

      Excluir
  2. Parabéns, Fernanda. A Resenha ficou muito boa. Seja Bem-vinda ao time. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jeffa!
      Fico muito feliz em saber que gostou da minha resenha e estou ainda mais feliz em fazer parte da equipe. Muito obrigada!
      Beijinhos

      Excluir
  3. A resenha ficou muito boa, Fernanda! Eu já tinha lido outra resenha sobre ele... Mas a sua me pareceu mais consistente. O mote não me pega tanto, mas acho que pode ser interessante para quem curte o gênero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha. Muito obrigada pela visita e pelo comentário também. Acho que pra quem curte esse estilo de livro, pode ser, sim, uma boa pedida.
      Beijinhos

      Excluir
  4. Oi Fernanda tudo bem? Adoro livros assim com pessoas marcadas que ajuda de outros conseguem se reerguer, protagonista que lutam por suas felicidades, mas não esquecendo suas raízes, adorei sua resenha fiquei curiosa em relação ao final, obrigado pela dica. Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Achei bem bacana a sua resenha e a forma como trouxe um pouco do livro. Mas infelizmente o enredo não me chamou a atenção apesar de parecer ser uma leitura bem reflexiva, acredito que irá agradar muitos leitores!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  6. Que obra curtinha! Eu não conhecia essa obra mas achei super interessante, faço iniciação científica e um dos temas é o luto, ler a citação do livro me deu um verdadeiro estalo para muitas ideias.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Mesmo sendo uma leitura sem muitas emoções, parece um romance bem tocante e sensível. Não será minha prioridade no momento, mas fica a dica anotada.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. Que linda! Fico feliz que tenha gostado <3 Obrigada pelo carinho!

    ResponderExcluir
  9. Olá, acho que ainda não conhecia esse livro. O luto é mesmo um tema bem complicado de se lidar. Gostei de conferir suas opiniões sobre a obra.

    ResponderExcluir
  10. Oi Fe!
    Não conhecia essa história mas parece ser bem intensa e levar a um misto de sentimentos. Não é uma fase da vida muito tranquila de lidar, mas nos ensina bastante e nos fortalece.
    Parece ser uma história incrível.
    Adorei a resenha!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Nossa, faz muito tempo que não leio um livro nesse estilo. Sempre gostei de ler livros assim mais leve, com essa carga emocional. Amo quando é abordado a questão do luto e tal ainda mais com um romance para nos deixar suspirando.
    Amei a capa do livro, a premissa e sua resenha, fiquei bem curiosa.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Fernanda!

    Aqui, parabéns pela sua resenha inicial na Saga, ficou muito boa, adorei!
    Bjs

    ResponderExcluir