[RESENHA #550] VIAGEM AO CENTRO DA TERRA - JÚLIO VERNE - Saga Literária

Novidades

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

[RESENHA #550] VIAGEM AO CENTRO DA TERRA - JÚLIO VERNE

Título: Viagem ao Centro da Terra
Autor: Júlio Verne
Tradução: Carla de Mojana Renard
Editora: Martin Claret
Páginas: 328
Ano: 2018
ISBN: 9788544002018
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Após decifrarem um código oculto em misteriosas inscrições rúnicas, o professor Lidenbrock e seu sobrinho Axel embarcam numa jornada que homem algum ousaria trilhar; em meio a sua descida rumo ao centro da Terra, os dois aventureiros enfrentam situações inimagináveis. Viagem ao centro da Terra, publicada originalmente em 1864, é uma das principais obras de Júlio Verne, precursor da ficção científica; ao longo da narrativa, fantasia e ciência coexistem e confundem-se, conforme o autor transita levemente entre elas.


Resenha: O Professor Otto Lidenbrock, que ama mineralogia e livros raros, fica deslumbrado ao encontrar um livro extremamente raro na loja do judeu Hevelius e ao folheá-lo, se depara com um pergaminho com runas que o deixa extremamente intrigado. Depois, já obcecado, Otto resolve traduzi-lo. Porém o tal pergaminho está criptografado com um código desconhecido, mas logo o seu sobrinho percebe que a língua utilizada apenas não é muito conhecida e algo bem peculiar. Ele ajuda seu tio na tradução do raro documento utilizando-se do latim e lendo-o de trás para frente; material que havia sido escrito e elaborado por Arne Saknussemm, um alquimista islandês que viveu no século XVI.

"No dia 24 de maio de 1863, um domingo, meu tio, o professor Lidenbrock, voltou às pressas à sua pequena casa situada no número 19 da Königstrasse, uma das ruas mais antigas do velho bairro de Hamburgo." p. 15.


Ao traduzir esse misterioso manuscrito, Axel e Otto têm em mãos um texto que demonstra a possibilidade de realizar uma viagem ao centro da Terra (núcleo da Terra), mais especificamente como e quando. No início esse texto guia não é levado muito a sério e Axel levanta diversos fatos científicos como argumento para demonstrar a impossibilidade de se chegar até o núcleo da Terra, como a grande distância a se aprofundar, bem como a elevação da temperatura e até mesmo a necessidade de equipamentos para essa empreitada.
Mas a curiosidade fala mais alto em Otto e sendo um homem rude, intransigível e determinado, resolve embarcar nessa aventura. Mas não está sozinho nessa empreitada já que leva o seu sobrinho a tiracolo e para ele não resta outra opção além de seguir o tio nessa aventura. Com tudo decidido, os dois resolvem seguir viagem para a Islândia e após um longo trajeto em que precisam viajar por carroça, trens e navios, até que chegam a sua capital, Reykjavik. Lá eles contratam os serviços de Hans Bjelkee, um guia que os auxilia primeiramente a chegar à montanha Sneffels. Agora com a comitiva completa, eles pegam uma entrada na montanha que promete os levar até o núcleo da Terra.

"[...] A exploração daquelas remotas minas demandaria imensos sacrifícios. Para que serve, aliás, quando a hulha é espalhada, por assim dizer, pela superfície da Terra em um grande número de regiões? E também, aquelas camadas intactas estariam da mesma forma que eu as via quando soasse a última hora do mundo." p. 157.

Inicialmente essa jornada não demonstra nada de novo ou surpreendente, a única mudança clara e perceptível é que eles começam a sentir um aumento na temperatura. O grupo também precisa passar por diversas cavernas que parecem verdadeiros labirintos e a falta de água também é outro problema que precisam enfrentar. Mas logo se deparam com algo verdadeiramente surpreendente e extraordinário. A comitiva encontra um mundo completamente perdido composto por uma floresta de cogumelos gigantes e uma flora até então supostamente extinta. O centro do planeta demonstra ser um lugar tranquilamente habitável, lá existem Mastodontes vivos, animais jurássicos e até mesmo um homem gigante. Mas agora o problema é sobreviver em meio aos perigos e novidades dessa extraordinária expedição.
Opinião: Júlio Verne sem sombra de dúvidas era um escritor à frente do seu tempo que escreveu grandes livros e bem detalhados para a época em que os publicou e Viagem Ao Centro da Terra não é diferente. Verne era detalhista ao elaborar e criar cenários; aqui por exemplo ele fez uso de concepções e conhecimentos científicos, deixando o livro ainda mais interessante e fascinante com o emprego desse conhecimento. É exatamente pelo emprego dessa ciência que Verne é considerado um dos pais da ficção científica. Viagem é um livro envolvente e prazeroso de ser ler, pois o autor aguça a nossa imaginação e curiosidade no decorrer da leitura e nos leva para uma viagem sem limites ao centro da Terra.

Outro aspecto que preciso ressaltar são os personagens apresentados pelo autor. Otto é um homem rude, ansioso e determinado que quer enfrentar os obstáculos que surgem em seu caminho o quanto antes buscando viver a vida de forma intensa. O seu sobrinho Axel demonstra ser um homem com pouca coragem para enfrentar o desconhecido, além disso é uma pessoa calculista e sempre pensa bastante antes de fazer algo. Por fim, o guia é um homem indiferente, que não liga para nada e só deseja receber o prometido pagamento ao fim da viagem. Mas ele demonstra ter experiência e força de vontade, aspectos úteis para o sucesso dessa grande aventura.

Viagem ao Centro da Terra é um livro que podemos ler em uma "sentada", tamanha é a qualidade da trama e que ainda conta com um final que nos surpreende. Verne também aborda em seu livro temas interessantes e outros importantes como fenômenos físicos, mineralogia e geologia, assim como temas ligados a fé, a necessidade e a busca incessante do homem pelo conhecimento, o enfrentamento do desconhecido, a arrogância e a necessidade em querer dominar determinada situação, quando na verdade nós é que realmente somos dominados por ela. Super recomendo a leitura de "Viagem ao Centro da Terra" para você que quer ler uma grande aventura e um livro divertido, mas que também deseja ler um grande clássico e é isso que Verne nos apresenta.
Sobre a Edição: A editora Martin Claret a cada dia me surpreende mais e mais pelas novas e lindas edições que está publicando e Viagem ao Centro da Terra é mais um belo exemplo de suas lindíssimas edições. Viagem ao Centro da Terra, vem no formato capa dura com acabamento fosco e toques de verniz também. O miolo está na cor preta, a revisão ficou muito boa e a fonte está em tamanho confortável. As folhas são amareladas e contam com uma boa gramatura. Realmente uma edição magnifica e que faz jus ao grande e espetacular Júlio Verne.
Sobre o Autor: Júlio Verne, ou Jules Verne, nasceu em Nantes, no dia 08 de fevereiro de 1828 e faleceu em Amiens, no dia 24 de março de 1905. O mais velho dos cinco filhos de Pierre Verne, advogado (avoué), e Sophie Allote de la Fuÿe, esta de um família burguesa de Nantes, foi um escritor considerado por críticos literários como o precursor do gênero de ficção científica, tendo feito predições em seus livros sobre o aparecimento de novos avanços científicos, como os submarinos, máquinas voadoras e a viagem à Lua.

23 comentários:

  1. Aquele clássico que não pode faltar!
    A história que é apoiada em fatos científicos realmente fica bem prazeroso de ler, pois nós leitores já ficamos colocando possibilidades para aquilo rs!
    Gostei do post e da capa do livro.

    ResponderExcluir
  2. Aquele clássico que não pode faltar!
    A história que é apoiada em fatos científicos realmente fica bem prazeroso de ler, pois nós leitores já ficamos colocando possibilidades para aquilo rs!
    Gostei do post e da capa do livro.

    ResponderExcluir
  3. Nossa muito top a sua resenha, pois fiquei muito curiosa a ler esse livro urgentemente estou amando ler estou lendo um livro de romance que são meus favoritos mas gosto de ler outros livros e esse será o próximo de minha lista Bjos da Ju

    ResponderExcluir
  4. Oi Yvens,

    Poxa, que coragem a deles não? Viajar ao centro da Terra seria para poucos rs
    E estou chocada com o ano de lançamento desse livro. Realmente, Julio Verne era à frente de seu tempo meeeeesmo!
    Fiquei super curiosa pela história e saber que dá pra ler numa "sentada" como você disse, me fez perceber que a história deve ser incrível mesmo rs

    Grande beijo,
    Letícia Franca | Além de 50 Tons
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Yvens, tudo bem?

    Já li algumas outras obras do Júlio Verne e sou fascinada na escrita do autor. Esse livro está na minha lista de desejados a muito tempo e sua resenha apenas me deixou animada para realizar a leitura o quanto antes. O autor realmente estava à frente do seu tempo. Gosto quando tratam com detalhes as características científicas, isso só acrescenta conteúdo de qualidade a narrativa. E livros envolventes que podem ser lidos em uma "sentada" sempre me deixam animada. Adorei conhecer sua opinião!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha, ótima escolha 😍🤩
    Já li diversas vezes e usei como trabalho na faculdade.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Sempre que vejo postagens sobre essa editora já fico encantada pelo projeto gráfico, sempre muito bem feito diga-se de passagem.
    Talvez esse tipo de leitura não seja o tipo que eu vá escolher, mas é legal saber mais de um grande autor que é referência para quem gosta de Ficção Científica. Bom saber que a escrita é envolvente, perspicaz e fluida. Hoje em dia é um achado escritores com tamanha desenvoltura.
    Excelente resenha.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Um clássico que li na adolescência. Bons tempos em que eu viajava junto com Julio Verne. Bateu um ótimo saudosismo.

    ResponderExcluir
  9. Tudo bem? Sou super apaixonada por Viagem ao Centro da Terra. Eu li umas 3x e já assisti a adaptação e amei.

    Que edição maravilhosa. Já quero!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. É vergonhoso, mas eu ainda não li essa história! Preciso fazer isso com urgência, tenho até uma edição no meu kindle e só me falta tempo para ler.
    Eu achei essa edição maravilhosa, amei a capa! Gostei de ver a sua opinião também. Eu assisti ao filme e com certeza vou gostar muito da leitura.

    ResponderExcluir
  11. Este livro está na minha listinha há muito tempo! Mas sempre fico enrolando para ler. Agora fiquei curiosa, adoro livros assim que nos prende e a gente consegue ler de uma vez só de tão cativante que são. E esta edição da Martin? Eles arrasam nas edições, já quero esta também haha. Adorei a resenha

    ResponderExcluir
  12. Essa editora sempre manda bem demais nas edições, ne? Passou-se o tempo que o pessoal reclamava dela, incrível! Verne é um daqueles autores que eu não posso ler antes de morrer, porque só vejo comentarios sobre como suas obras transformam a vida das pessoas.

    ResponderExcluir
  13. Eu preciso desse livro! Na verdade, tenho uma vontade enorme de ler todos os livros do autor, mas esse em especial me chama a atenção por essa ideia de encontrar algo diferente do esperado no centro da terra. Amei sua resenha. Agora tenho que conseguir uma edição dessas, rsrs.

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Estou na vibe de ler livros clássicos, e nossa sempre quando leio algo do Verne (este aliás ainda não li) eu tenho quase certeza que este homem viajou no tempo hahahahaha. Como você mesmo disse ele é muito a frente do tempo, se parar para pensar ele falou de muitas coisas (máquinas) que ninguém nem estava perto de inventar, então eu realmente fico pensando nisso. Este parece daqueles livros que de verdade vou gostar.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  15. Que capa linda! <3 Amo ler um bom clássico.Já tinha ouvido falar nesse livro do Verne mas não sabia exatamente qual era a história dele. Fiquei bem interessada. Com certeza já entrou pra minha wishlist.

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Eu nunca li Julio Verne, mas já li outras resenhas é a maioria - se não todas que li - me trouxeram coisas positivas sobre a narrativa do autor. Mesmo assim ainda não me senti tão interessado na leitura. Quem sabe mais à frente.

    ResponderExcluir
  17. Um clássico é sempre apaixonante. Confesso que o autor me encantou desde o primeiro momento que li. Amei a resenha.

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    cara, sou louca para ler esse livro, um clássico né rs' sempre que vejo essas edições lindas e maravilhosas fico maluca. As resenhas são convidativas demais, e a sua é está ótima, me deixou ainda mais curiosa.

    beijos!

    ResponderExcluir
  19. Olá, esse é um livro que eu morro de vontade de ler, pelos seus comentários o enredo parece esta muito bem elaborado como também os personagens *-* Adoro quando o enredo fica tão intrigante que acabamos lendo em uma sentada *-*

    ResponderExcluir
  20. Fui surpreendida com a imaginação e os elementos usados por Júlio Verme em Volta ao Mundo em 80 dias, que li esse ano. Gostei bastante da forma como ele narra a história e como consegue linkar tudo tão bem. Algo me diz que esse livro, tão conceituado também, não será diferente e já estou ansiosa pra fazer a leitura dele também. Ótima resenha! Abraços

    ResponderExcluir
  21. Oiii
    Sempre fui louca pra ler um clássico, ainda mais esse.. é surpreendente a imaginação, a narração e os elementos que o Júlio usa nos livros.. é indescritível.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Separei este livro para leitura, foi um dos que pediram na escola dos meus filhos, e como faz um tempão que li, queria ler de novo. Falta tempo, mas a resenha me deu um novo ânimo.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    Uma pergunta, existe o filme deste livro né? acho que até já assisti, se for mesmo este em questão eu não sabia que foi baseado em uma obra literária. Que capa maravilhosa, é desse tipo de livro que eu gosto hahahaha. Dica anotada, já vou até dar uma olhada nos preços.

    www.paginasamais.com

    ResponderExcluir