[RESENHA #595] CAIXA DE PÁSSAROS - JOSH MALERMAN - Saga Literária

Novidades

9 de janeiro de 2019

[RESENHA #595] CAIXA DE PÁSSAROS - JOSH MALERMAN



Título: Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Tradução: Carolina Selvatici
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Ano: 2015
ISBN: 9788580576528

Onde Comprar: Amazon

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.“Malerman usa a narrativa alusiva para criar um thriller fascinante que os fãs de Stephen King vão adorar.”Publishers Weekly“Deve ser lido de uma só vez. Ninguém ainda havia escrito uma história de terror como essa.”Hugh Howey, autor de SiloBest seller VEJA. 


Resenha: Malorie e sua irmã Shannon são mulheres inteligentes e populares que decidem alugar uma casa juntas, mas quando estão juntas são normalmente insuportáveis. Logo nas primeiras semanas na nova casa, Malorie descobre que está grávida de Henry Martin, mas ela não tem qualquer relacionamento com ele. Ainda perdida com a novidade, Malorie apenas tem em mente que vai ter o filho, mesmo solteira. Enquanto isso, a sua irmã acompanha constantemente o noticiário na TV e na internet sobre acontecimentos bizarros que estão rolando mundo afora. Um acontecimento que chocou todos ficou conhecido como "Relatório Russo" e nesse caso um homem que pega carona em um caminhão e ataca o motorista, arrancando o lábio do mesmo na base da unha, e depois tirou a própria vida utilizando uma serra de mesa que estava na carroceria do caminhão.

Malorie não leva fé nesses acontecimentos relatados pela irmã e não acredita que tudo isso possa ser real. Mas, com o decorrer do tempo, os pais das duas não atendem mais o telefone e esses assassinatos bizarros estão acontecendo cada vez mais próximos de onde elas moram. As pessoas passam a bloquear as janelas de suas casas para que nenhuma luz entre no interior delas, pois existe algo que quando é visto pelos humanos, se tornam violentos ao ponto de um homem arrancar os próprios olhos com uma colher ou uma mãe enterrar os próprios filhos vivos e se suicidar. 

Inicialmente ninguém sabia o que estava acontecendo, então as pessoas passam a suspeitar da existência  de um ser ou de algo que fica à espreita, esperando somente o piscar de olhos das pessoas para atacar, pois é somente com os olhos de suas vítimas abertas que esse ser consegue afetar a sua vítima. O certo é que há algo letal e terrível nas ruas, e por isso o medo passa a fazer parte da rotina dos sobreviventes. O que começou como um fato isolado na Rússia, transforma-se em um apocalipse, afetando o mundo inteiro.

"[...] Uma história pavorosa, cuja notoriedade Malorie atribuía à maneira aparentemente ilógica da internet de tornar fatos aleatórios famosos. Mas então uma segunda história surgiu. Circunstâncias similares. Dessa vez em Yakutsk, a cerca de dois mil quilômetros de São Petersburgo. Naquela cidade, uma mãe, "estável" segundo conhecidos, enterrou os filhos vivos no jardim da família antes de se matar, usando apenas as pontas afiadas de pratos quebrados [...]" p. 19.
Nesse mundo sem esperança, aqueles que acreditaram na ameaça, estocaram comida e medicamentos desde cedo e ficam completamente reclusos em suas casas. Os jornais com o decorrer do tempo param de tansmitir notícias. Nas ruas há corpos dilacerados e apodrecendo a céu aberto, carros foram abandonados e com o tempo até mesmo a energia elétrica não é mais fornecida. Quem conseguiu sobreviver a todas essas dificuldades não tem com quem falar, pois não há muitas formas de entrar em contato com amigos ou familiares em busca de notícias, até mesmo ir na casa do vizinho é algo considerado extremamente perigoso, pois para se locomover fora de casa tem que ser completamente vendado para não ver o ser que está esperando a primeira oportunidade para atacar.

Nesse novo mundo Malorie perde a sua irmã, Shannon morre de forma triste e brutal. Grávida, Malorie há algum tempo viu um anúncio em uma jornal sobre um grupo que estava recebendo sobreviventes. Desesperada e sozinha, ela vê nisso uma boa oportunidade de sobreviver e ter o seu filho, mas para isso ela tem que ir de olhos fechados até o seu carro e dirigir sem poder olhar para a rua até a casa. Com muito medo, ela encara o desafio que se mostra muito perigoso, mas ela consegue chegar ao destino traçado.

"Ela se lembra muito bem do mundo exterior. Lembra-se de voltar andando para casa depois da escola e passar por um túnel de flores amareladas pelo outuno. Lembra-se dos quintais e jardins e das casas dos vizinhos. Lembra-se de deitar na grama do quintal com Shannon e decidir quais nuvens pareciam os meninos e as meninas da sua turma." p. 59.

Em seu novo lar ela é acolhida por Tom, Jules, Don, Félix e Cheryl. A casa é bem organizada e todos precisam contribuir para o bom funcionamento da mesma, seja buscando água no poço próximo a casa, seja elaborando o inventário da comida que fica no porão ou lavando as roupas de cama, e também cozinhando. Apesar da má vontade de Don, ela é recebida bem por todos e vê o local como um porto seguro.

Com o passar do tempo, a casa recebe novos integrantes como Olympia que também está grávida e posteriormente Gary, mas esse último é um homem misterioso e ele acaba quebrando de forma involuntária ou não o equilíbrio da casa. Alguns anos depois, Malorie sabe que precisa enfrentar os perigos que estão fora da casa, pois ela precisa fazer uma viagem para outro lugar, para um santuário que é considerado seguro e que está recebendo novas pessoas, a promessa é de tranquilidade, segurança e futuro para si e para o seu filho, mas para isso ela precisa enfrentar um rio que esconde muitos perigos.
Opinião: A Caixa de Pássaros é um livro muito envolvente, eu li em apenas dois dias. Josh Malerman nos apresenta um mundo pós-apocalíptico em que os seres humanos precisam lidar com todas as dificuldades inimagináveis, desde a falta de alimento e medicamento, como a falta de comunicação por meio de celulares ou internet que precisam de energia elétrica, pois isso também falta com o decorrer do tempo, e o pior é que o ser humano fica confinado em casa e todos precisam pintar ou tampar as janelas de suas casas como forma de proteção, pois há um mal imcompreensível e imbatível que fica na espreita e basta apenas um olhar, um piscar de olhos para o ser humano ser completamente afetado e tornar-se extremamente violento ao ponto de matar o próximo e tirar a própria vida. 

O autor usa e abusa do horror psicológico e o medo é algo presente em todos os personagens, o amanhã não é uma certeza, pois o desconhecido é algo extremamente forte e pertuba a alma de todos. A narrativa é bem claustrofóbica e isso me agradou muito, pois nos permite imaginar e vivenciar através dos personagens esse mundo angustiante e perigoso. Há ainda um clima extremamente melancólico no ar e isso me fez lembrar de outro livro que eu amei e que também conta com um mundo pós-apocaliptico, mas que foi foi motivado por outras circunstâncias, A Estrada de Cormac McCarthy.

Um aspecto super positivo e interessante no livro é que acompanhamos a história por dois momentos distintos. Um é o presente em que Malorie tenta fugir da casa com as crianças passando por uma pequena floresta em busca do rio por onde pretende viajar até um local que é considerado seguro para todos. A outra é por meio de flashback onde conhecemos o passado e por esse viés conhecemos melhor a história de Malorie e Shannon. Também conhecemos como o horror e a crueldade tomou conta do mundo, como muitos foram afetados e como foi a sobrevivência de Malorie e das pessoas que ela encontrou, levando até a sua fuga atual. Caixa de Pássaros é um livro que mescla elementos de ficção científica com suspense e terror. É um livro fantástico, ainda mais se levar em conta que foi o livro de estréia do autor. Super recomendo!
Sobre a Edição: A edição elaborada pela Editora Intrínseca é simples e funcional. A capa ficou muito bonita e retrata bem o clima de suspense e mistério presente no livro. As folhas são amareladas e o livro foi dividido em 47 capítulos distribuídos em 272 páginas. A fonte e espaçamento estão confortáveis e seguem o padrão da editora.
Sobre o Autor: Josh Malerman é um autor americano e o vocalista da banda de rock The High Strung. Atualmente vive em Ferndale, Michigan. Malerman primeiro começou a escrever enquanto estava cursando a quinta série, onde começou a escrever sobre um cão que viaja no espaço. Desde então, ele já escreveu vários romances inéditos e seu romance de estréia Caixa de Pássaros, foi publicado no Reino Unido e nos Estados Unidos em 2014 e foi muito aclamado pela crítica.

26 comentários:

  1. O livro me chama mais atenção que o filme e pela sua resenha dá pra ver que ele é beeeem mais completo e com uma história até mais interessante. Ainda vou ler esse livro!

    ResponderExcluir
  2. Orima resenja, adorei o filme porém, Ainda não passei da metade do livro!haha

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenh, adorei o filme, porém, ainda não passei da metade do livro.

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem? Eu li e vi o filme. O autor tem uma escrita envolvente que realmente prende o leitor, sempre ávido por mais. A todo instante nos pegamos querendo saber mais sobre essa "entidade" e torcendo pelos personagens.. Apesar de sabermos, no fundo, em alguns momentos, que vai dar merda.

    Curti o livro é a adaptação.

    ResponderExcluir
  5. Nesse boom de birdhouse, sua resenha foi a primeira que eu li do livro, e eu achei bem interessante, ainda mais o livro sendo o de estreia do autor, se ele escreveu algo assim no seu primeiro livro, imagina as outras obras de arte que ele pode escrever

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Eu sou daquelas que tá seguindo a modinha e querendo muito ler esse livro por causa do filme. Eu assisti e, no final, não senti aquela sensação de "puta merda, que filme!". Fico pensando se, ao ler o livro, entenderei coisas que foi difícil captar no filme.
    O fato de você ter citado aqui que o livro é envolvente e que o Josh abusa do terror psicológico, já me fez pensar que a experiência com o livro seria mais satisfatória pra mim.
    Parabéns pela resenha!

    Grande beijo,
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  7. Após assistir o filme, fiquei muito impelida a ler o livro e o farei assim que possível.

    ResponderExcluir
  8. Oiii Yvens, como vai?
    Fiquei completamente apaixonada pela sua resenha, já havia lido outras, mas a tua foi a que mais me motivou a realizar a leitura do livro. Assisti ao filme já e gostei muito, então não vejo a hora de começar a ler a obra. Ótima resenha e lindas fotos.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Olá. Li o livro em 2016, muito antes do filme kkkk e amei. É um dos melhores livros que já li, a escrita envolvente me prendeu e eu terminei muito rápido. Ótima resenha

    ResponderExcluir
  10. Oi, Yvens!
    Parabéns pela tua resenha, muito bem escrita e instigante... Não gosto de terror, mas fiquei bem curiosa em realizar a leitura. Também não vi o filme, mas confesso que se tiver a coragem de embarcar nessa estória, será através do livro.
    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Essa história está em alta agora com o lançamento do filme e escuto muitos elogios. Porém, até então, ainda não me convenci à ler o livro ou assistir ao filme, por não ser muito o meu estilo.
    https://26motivospara.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá!! :)

    EU ja ouvi falar deste livro ha muito tempo, e ja ha muito tempo que sinto uma estranha e sombria vontade de ler!

    Enfim, acho otimo que tenhas gostado e que a hsitoria seja apresentada de dois tempos diferentes. Gosto desse horror psicologico!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  13. Eu assisti o filme e gostei muito da história. Achei super original. Agora quero ler o livro.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Yvens,
    Tive a oportunidade de ler esse livro no final do ano passado e gostei bastante dele, mas não achei tudo o que eu esperava, sabe? Achei muito legal você ter dito que a leitura foi rápida, pois pra mim também foi e gostei ainda mais do terror psicológico que o autor trouxe na obra. Nós ficamos ansiosos para terminar, ao mesmo tempo, sem querer abrir os olhos.
    Beijos,
    @umoceanodehistorias_

    ResponderExcluir
  15. eu li esse livro ao passado e lembro de ter achado o enredo meio chato, ele demora pra engrenar mas depois ele flui bem. Eu gostei.
    O filme, apesar das mudanças também me agradou bastante, apesar de que eu senti mais "medo" no livro do que no filme.
    Adorei o post, parabéns!

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Fico feliz que tenha gostado e que tenha devorado assim como eu (li este livro em apenas um dia) Realmente é uma trama super envolvente e por ser o primeiro livro do autor, acredito que ele começou muito bem! Adorei o filme também!

    ResponderExcluir
  17. Eu já morria de curiosidade com esse livro, mas assisti ao filme Bird Box e fiquei ainda mais. Estou com o livro aqui para ler e até já coloquei na pilha de próximas leituras. Adorei a sua resenha, deu para perceber que vou gostar muito do livro também.

    ResponderExcluir
  18. A história é muito intrigante, faz pensar e gerq reflexão. Vi o filme e agora quero ler o livro, pela sua resenha percebi que a trama é mais complexa, no livro é tudo mais completo.

    ResponderExcluir
  19. Oi Yvens!!
    Eu confesso que quando esse livro foi publicado, eu não dei nada por ele por ser de um gênero que não costumo ler. Daí saiu a notícia do filme e o elenco, então comecei a ficar interessada. Assisti no dia do lançamento e gostei muito. Claro que agora lendo sua resenha, eu consigo perceber as mudanças que aconteceram na adaptação. Ótimo texto!!
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  20. Oiii Yvens

    Esse é o livro que revelou o malerman como grande autor e eu sou curiosa pra ler, apesar de já ter lido criticas mistas sobre a trama, alguns amaram, outros nem tanto. Se nota que é envolvente, vc leu em pouquissimo tempo, e a trama nesse cenário pos apocaliptico é sempre fascinante quando bem escrita, mas te confesos que ainda é um livro que me intimida, ja vi comentários sobre o final e não estou segura se é uma leitura pra mim... ainda assim acho bem bacana saber como o autor soube trabalhar bem o horror psicológico e manter o suspense. Estou curiosa em ler, mas ao mesmo tempo com muito receio, acredito que primeiro veja a adaptação, ai quem sabe me arrisque com o livro.

    Beijo

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bem? Ouço falar do livro desde a sua vinda na Bienal do Livro do Rio, mas como se trata de um thriller psicológico que tem altos pontos de terror e de medo, sempre deixei de lado. Não é uma temática que gosto, confesso, e por isso também até hoje não me arrisquei a ver o filme. Não sei se seria algo que assistiria ou leria no momento, por isso passo a dica. Porém, isso não invalida sua ótima resenha e que bom que você curtiu.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Eu enrolei tanto para ler esse livro, e acabou saindo a adaptação e corri para ver kkkk. Amei a adaptação, mas sei que não é tão completa, ainda vou ler a obra. Adorei seu post.

    Beijos,
    Letícia do Garota Perdida nos Livros.

    ResponderExcluir
  23. O livro é intenso e o maior terror, pra mim, é o desconhecido. A cena no sótão foi muito boa, e assustadora. Humanos assustam às vezes mais do que qualquer entidade desconhecida e essa é uma verdade universal. O lado ruim deste livro foi a lentidão, achei que em alguns momentos foi bem arrastado, e apesar de incomodo não achei assustador o livro.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  24. Oi Yvens, tudo bem? É até impossível não conhecer Caixa de pássaros depois de toda repercussão da mídia não é mesmo? Ainda não li o livro mas assisti o filme e concordo com você há um terror psicológico muito grande. Apesar de alguns leitores dizerem que o filme não é fiel gostei muito da atuação da Sandra Bullock. Parabéns pela resenha! Beijos, Érika =)

    ResponderExcluir
  25. Ótima resenha! Olha eu vi o filme, mas não tenho muito interesse no livro. Eu até tenho ele no kindle já há um bom tempo. Quem sabe um dia eu leia. Tanto o livro como o filme receberem críticas diversas. O filme eu achei um bom entretenimento e só. Nada de mais.

    ResponderExcluir

Páginas