Título: Perigo para um inglês - Escândalos e Canalhas #3
Autora: Sarah MacLean
Tradução: A. C. Reis
Editora: Gutenberg
Páginas: 304
Ano: 2018
ISBN: 9788582355121
Onde Comprar: Amazon

Sinopse: Malcolm Bevingstoke, o Duque de Haven, viveu os últimos três anos na solidão auto-imposta, pagando o preço por um erro, e perdendo, para sempre, um amor. Mas Haven precisa de um herdeiro, o que significa que ele deve encontrar uma esposa até o final do verão. Há apenas um problema – ele já tem uma…

Depois de anos no exílio, Seraphina, a Duquesa de Haven, retorna a Londres com um único objetivo – encontrar a felicidade, livrando-se do homem que partiu seu coração. Mas o marido lhe oferece um acordo: ela poderá ter sua liberdade, assim que encontrar uma substituta. Isso significa que terá que passar o verão com o marido que ela não quer, mas que, de alguma forma, não consegue resistir. O Duque tem apenas um verão para estar com a esposa e convencê-la de que, apesar do passado, ele poderá tornar o felizes para sempre, uma realidade todos os dias... 

Resenha: O Duque de Haven, Malcolm, apaixonou-se por uma misteriosa senhorita após uma conversa espirituosa num baile qualquer. A moça em questão, Seraphina, apaixonou-se também. Só que ela era de uma família que ascendeu à aristocracia através de um jogo de cartas e por isso, a nobreza de Londres não a aceita bem. Mas o casal apaixonado não liga e vive seu amor de qualquer forma. Até que a ambiciosa mãe de Sera vê sua filha sendo exposta numa revista de fofoca e resolve se meter. A partir daí tudo vai por água abaixo. Malcolm se sente traído por Sera e se convence de que a odeia e tenta de todas as maneiras afastá-la. Menos após descobrir que a garota estava grávida. Sua mãe, a Duquesa, decide então ''ajudá-la'' a fugir, na esperança de seu filho encontrar alguém mais digna. Então, Sera desaparece por quase 3 anos.

"Ele estava errado, droga. Nada estava acontecendo. Sera tinha vindo para conseguir seu divórcio, e iria consegui-lo. Ela iria apagar seu passado. E escrever seu futuro. Uma vida que Malcolm não poderia lhe dar. Uma vida que ela tinha que criar para si mesma." p. 171.

Nesse ínterim, o duque descobre que a quer de volta e Sera percebe que é muito mais forte do que acreditava e retorna para pedir o divórcio - mesmo que para isso precise se humilhar diante da Câmara de Lordes. Só que em ordem de conseguir esse divórcio, o duque propõe que Sera selecione a próxima duquesa e garante com isso ter ao menos 6 semanas para convencê-la a ficar com ele. Para isso, os dois precisarão aceitar cutucar feridas do passado.


"E se eles tivessem uma chance agora? Mas eles não tinham. Não era possível superar o passado. Superar o modo como eles usaram suas armas um contra o outro. E não havia modo de apagar a mais básica das verdades - a vida que eles nunca poderiam ter porque sua única chance tinha desaparecido na neve fria de janeiro, três anos antes." p. 236.

Opinião: Depois de muita expectativa após conhecer Seraphina Talbot, a irmã Perigosa original, e o duque de Haven no primeiro livro da série, Cilada para um marquês (que conta a história de Sophie, irmã mais nova de Sera, e Rei, o marquês amigo do pessoal do Clube dos Canalhas) finalmente chegamos ao terceiro livro, que conta como eles chegaram àquele entrave que o duque odiar a esposa que claramente o amava. 

O livros é escrito com alguns flashbacks, como sempre cada capítulo iniciado por uma manchete da Escândalos e Canalhas que dá o tom do que irá acontecer. Descobrimos então como o casal se conheceu e o que aconteceu para levar Malcolm a odiar Seraphina, assim como aos poucos vamos descobrindo o que aconteceu com Sera no período em que esteve desaparecida e porquê os dois se afastaram com tanta mágoa.

A história é mais complexa e tensa do que os outros uma vez que o casal em questão tem a necessidade de se desculpar e superar perdas profundas para que possam reatar seu relacionamento quebrado. Não é como com Sophie e Rei, que era questão de orgulho, nem como com Lily e seu escocês, que era questão de insegurança e preconceitos... Sera e Malcolm sofreram, machucaram um ao outro e precisam ver se conseguem se deixar fazer funcionar novamente. 

Com certeza é uma história muito melhor que a do segundo livro, mas devido à carga emocional e uma certa enrolação ali pelo meio da história, ainda prefiro o primeiro livro. As motivações da Sera são compreensíveis, mas honestamente ficou bem descrível quando ela começou a resistir demais ao Malcolm. 

A comédia fica novamente por conta das irmãs Talbot, as Perigosas, que estão agora todas casadas (exceto Sesily) e vão todas juntas para a casa de campo do duque apoiar a irmã. São cenas bem pensadas para fazer graça mesmo com as situações estranhas, sem parecer forçado, e com bons diálogos com os personagens novos, como com o americano amigo de Seraphina e as meninas ''pretendentes'' de Malcolm. Novamente Maclean demonstra com maestria como escrever uma boa história sem precisar forçar uma relação e usando todos os elementos disponíveis. E claro, um clímax de nos deixar suspirando e querendo mais. E tem mais! Sesily, a última solteira, que nos aguarde!
Sobre a edição: muito boa igual às outras. Lembro de ter visto dois erros de revisão, mas não atrapalha a leitura. A diagramação é bonita, com os detalhes das manchetes no início do capítulo, as folhas são amareladas e a capa é a mais bonita dos três livros. E finalmente combina com a protagonista hahaha
Sobre a autora: Sarah Maclean passou grande parte de sua infância entre os livros da biblioteca de sua cidade, onde desenvolveu a paixão por história e um compromisso para com o gênero romance. O seu amor por todos os fatos históricos a ajudaram na sua formação em História e Antropologia Cultural no Smith College, e Educação na Universidade de Harvard, antes de se mudar para Nova York, onde finalmente escreveu o seu primeiro livro. Desde então, os romances de MacLean tem sido best-sellers no The New York Times e US Today, traduzidos em mais de uma dúzia de idiomas, e indicados para vários prêmios.

MacLean estourou com o livro Nine Rules to Break When Romancing A Rake, seu primeiro best-seller aclamado pela crítica, e sua primeira série de três livros. No início de 2012, lançou sua nova série pré-vitoriana, Rules of Scoundrels, com o livro A Rogue by Any Other Name, que recebeu em 2013 o Prêmio RITA (Romance Writers of America). O terceiro livro da série, No Good Duke Goes Unpunished, ganhou o RITA Award em 2014.

Quando não está escrevendo um romance, Sarah viaja pelo país para discutir sua posição nos estudos culturais e do gênero. A autora é colunista no jornal americano The Washington Post, e suas colunas têm aparecido no The New York TimesBook Reviews e Parents Magazine. Ela também é defensora das questões relativas à educação e alfabetização. Sarah vive em Nova York com o marido, a filha, o cachorro e uma coleção gigantesca de romances.

10 Comentários

  1. Olá!
    Não li as outras histórias, mas pelas necessidades dos personagens precisam para reatar, realmente apresenta ser mais complexo e tenso. É ruim quando uma história acontece rápida demais, mas enrolação também não é legal. Bom que tenha um pouco de comédia e que não é nada que aparece forçado. Tenho vontade de ler ainda algum livro de Sarah Maclean e apesar da resenha está muito boa, esse não me despertou interesse. Beijos'

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro romance de época então entendo a sua questão sobre mesmo que seja uma saga gostar mais de um personagem do que de outro, sou assim em livros de saga, pois principalmente quando um é mais denso que o outro mesmo. Gosto quanto tem as duas partes, tanto a parte cômica quanto a tensa.

    ResponderExcluir
  3. Não li nada dessa escritora, mas pela resenha, ela manda bem em seus romances de época, pelo menos nesse. Marquei o nome dele para uma leitura futura.

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem?

    Eu sou apaixonaaadaa com os livros da Sarah MacLean, é uma das minhas escritoras preferidas de romance de época. Eu estou louca para ler esse livro desde a história da Sophie.
    Imagino toda a comédia com as Irmãs Perigosas. Esse livro já está anotado na minha lista de desejados.

    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  5. Sua resenha, como sempre, está ma-ra-vi-lho-sa! Infelizmente, mana, eu não consigo me interessar por romances de época! O único que gostei foi "A Cor do Leite", isso porque ele é mais drama e traz muitos assuntos reflexivos. Fico feliz que tenha gostado da leitura e que o próximo volume supere suas expectativas. =)

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum romance de época, e esse ainda não conhecia, mas pela sua resenha é normal ler um livro e ir titulando ele ao melhor da série, pretendo ler mais romances, e espero poder conhecer esse..

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bom?
    Ainda não li nenhum dos livros dessa trilogia, mas fico triste em saber que a mesma não segue o padrão de qualidade das outras histórias da Sarah, que nos arrebatam por completo. Anotei a dica por amar a escrita da autora, mas vou ler sem muitas expectativas para não me frustrar. Ótima resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Amo romances de época e já tenho os dois primeiros da série e quero logo esse terceiro, achei interessante o fato de o casal ter essas questões do passado para resolver. Gostei muito de conferir sua resenha.

    ResponderExcluir
  9. Oi oi!!

    primeiramente quero ressaltar que sou uma das leitoras/fãs da autora, então, é claro que vou dizer que amei a resenha, o livro e principalmente os personagens. As suas fotos ficaram ótimas, e sua sinceridade falando sobre a obra foi muito convincente, porque além de contar a história e sua opinião, você não deu spoiler sobre o enredo, o que pra mim é mais importante.
    Espero gostar da obra.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  10. Amei a resenha, ainda não conhecia a historia e amo pesquisar antes de ler algum livro. Suas ftos ficaram lindas. Romance de epoca são demais

    ResponderExcluir