[RESENHA #608] JUSTIÇA A QUALQUER PREÇO - JOHN GRISHAM



Título: Justiça a Qualquer Preço
Autor: John Grisham
Tradução: Fernanda Abreu

Editora: Arqueiro
Páginas: 336

Ano: 2018
ISBN: 9788580418910
Onde Comprar: Amazon - Saraiva

Sinopse: Mark, Todd e Zola ingressaram na faculdade de Direito porque queriam mudar o mundo e torná-lo um lugar melhor. Fizeram empréstimos altíssimos para pagar uma instituição de ponta e agora, cursando o último semestre, descobrem que os formandos raramente passam no exame da Ordem dos Advogados e, muito menos, conseguem bons empregos. Quando ficam sabendo que a universidade pertence a um obscuro operador de investimentos de alto risco que, por acaso, também é dono de um banco especializado em empréstimos estudantis, os três se dão conta de que caíram no grande golpe das faculdades de Direito. Então eles começam a bolar uma forma de se livrar da dívida esmagadora, desmascarar o banco e o esquema fraudulento e ainda ganhar alguns trocados no caminho. Mas, para isso, precisam abandonar a faculdade, fingir que são habilitados a exercer a profissão e entrar em uma batalha contra um bilionário e o FBI. 


Resenha: Justiça a Qualquer Preço (The Rooster bar) foi publicado originalmente em 2017 nos Estados Unidos e chegou ao Brasil no final de 2018 pela Editora Arqueiro. Aqui acompanhamos os universitários Mark Frazier, Tood Lucero e Zola Maal, eles vieram de famílias humildes e queriam vencer na vida, sobretudo pretendiam tornar o mundo um lugar melhor e para conseguir isso ingressaram no curso de Direito da Foggy Bottom Law School em Washington (DC), pois acreditavam que essa era uma boa maneira de alcançar seus objetivos.

"O final do ano trouxe as festas de costume, mas na casa dos Fraziers havia pouco a comemorar. A Sra. Frazier decorou uma pequena árvore sem muito empenho, embrulhou alguns presentes baratos e assou uns biscoitos que na verdade ninguém queria. Como sempre deixou O Quebra-Nozes tocando sem parar no aparelho de som enquanto cantarolava animadamente na cozinha, como se a temporada fosse mesmo de festa." p. 5.

O trio realizou altos empréstimos para pagar uma instituição de renome para estudar e agora no último semestre, eles descobrem que os formandos raramente passam nos Exame da Ordem dos Advogados e, para piorar, poucos conseguem bons empregos. Mas eles perecebem que caíram em uma cilada quando Gordy Tanner, estudante e amigos deles comete um suicídio, deixando diversos detalhes sobre um suposto esquema de fraudes envolvendo donos e credores da faculdade. O trio fica sabendo que a universidade onde estudam pertence a um operador de investimentos que também é dono do banco que realiza os empréstimos estudantis.


"Havia boatos de que as matrículas na FDFB tinham despencado 50%. Sem apoio público e sem fundos próprios, um declínio dessa magnitude causaria todo tipo de cortes de custos dolorosos, e a faculdade, que já era ruim, na verdade só tinha como piorar. Para Mark Frazier e seus amigos, estava tudo bem. Eles aguentariam os quatros meses seguintes e iriam embora de lá felizes, para nunca mais voltar." p. 9.

Ao perceberem que caíram no golpe das faculdades de Direito, os jovens elaboram um plano e assumem um desafio, eles pretendem se livrar da alta dívida que contraíram, mas também querem levar ao conhecimento do público e desmascarar todo o esquema fraudulento que envolve a Foggy Bottom Law School. Agora eles planejam trabalhar como advogados sem ter em mãos a aprovação do Exame da Ordem e para isso eles pretendem trabalhar de forma ilegal, utilizando falsos pseudônimos para ganhar rapidamente o dinheiro que precisam.
Opinião: Justiça a Qualquer Preço é o livro de estréia de John Grisham na Editora Arqueiro, ele por sinal é sinônimo de sucesso em vendas. Contudo, nesse livro o autor apresenta alguns deslizes, pois falta embates nos tribunais, algo tão característico e comum nos livros anteriores do autor, e isso é algo que me agrada bastante, tendo em vista que tenho graduação e pós-graduação na área do direito, mas ainda assim o autor demonstra um profundo conhecimento na área jurídica. É interessante o autor abordar esse grupo de jovens que estão profundamente endividados por utilizar o crédito estudantil, pois isso não é uma particularidade dos jovens norte-americanos, tendo em vista que podemos ver os jovens brasileiros passando pelos mesmos problemas ao fazer uso de financiamentos e créditos estudandis em faculdades particulares.

Outro ponto interessante que foi abordado por Grisham é a dificuldade que os imigrantes precisam enfrentar, já que estão normalmente à margem da sociedade e praticamente não possuem direitos, precisando conviver com o medo de ser deportados enquanto sonham por uma vida com melhores condições e prosperidade. Os personagens foram bem construídos, são inteligentes, apresentam problemas pessoais que ajudam a encorpar a trama, mas ficou claro ao meu ver que faltou um pouco de carisma para eles. Em suma, o enredo apresentado pelo autor é bom, apresenta qualidades e tem boa execução. Grisham apresenta críticas sociais e éticas, questionando os valores humanos sobre o que é certo e errado. Justiça a Qualquer Preço é um bom livro, merece a atenção dos fãs do autor e de quem gosta de ambientação em Direito.
Sobre a Edição: Essa é uma edição de qualidade, a capa é sóbria e ficou bem bonita com essas combinações de cores. A diagramação é simples, mas conta com folhas amareladas e a fonte e o espaçamento ficaram confortáveis. Eu particularmente gostei do projeto gráfico apresentado pela editora.
Sobre o Autor: John Grisham é ex-político e advogado aposentado. Incentivado por sua mãe, desenvolveu cedo o hábito da leitura e se tornou um admirador das obras de John Steinbeck, prêmio Nobel de literatura em 1966. Escolheu o Direito como área de atuação, tornando-se advogado especializado em defesa criminal e processos por danos físicos. Escrevia nas horas em que o seu trabalho lhe permitia, e logo publicou seu primeiro livro, Tempo de Matar, em 1989. Seus livros giram sempre em torno de questões de advocacia, e geralmente criticam nuances do sistema judiciário americano e das grandes firmas de direito. Desde maio de 1998 a Universidade do Estado do Mississippi possui uma sala de leitura com o seu nome. Em 2006 figurou na Top 100 Celebrites da revista Forbes. Vive com sua esposa, Renée e suas duas crianças Ty e Shea. É o sexto escritor com mais livros vendidos na década de 2000, segundo a Nielsen BookScan, e também o sexto escritor mais lido nos Estados Unidos da América, segundo a Publishers Weekly.

Postar um comentário

14 Comentários

  1. Olá
    Achei a premissa muito interessante, fiquei curiosa com o desenrolar da história, acabo não lendo muito livros com embate no tribunal, acabo preferindo a parte mais investigativo.

    ResponderExcluir
  2. Oi,tudo bem ?

    Não conhecia o livro e achei uma proposta incrível. Seu ponto de vista ressaltou bem as qualidades da obra , assim como o quanto a temática usada pelo autor é forte, atual e deve sim ser mais tratada .

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi falar muito bem desse livro mas confesso que ainda não li por que não faz um meu gênero ma dizem que ele é muito bom
    Abraços,
    https://keilycesporkeilaluciablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Gostei da trama! Amo histórias que envolvem conflitos que vai parar nos tribunais. Esse parecer ser o caso do livro resenhado no post. Fiquei bem curiosa sobre o desfecho.

    ResponderExcluir
  5. Em tempos atuais, falar sobre a dificuldade dos imigrantes é bem importante! Não sei se seria a leitura que me prenderia atenção, mas se for bem conduzido, acredito que seja sucesso.

    ResponderExcluir
  6. Oi Yvens!!
    Nossa, eu achei o livro bem interessante. Não costumo ler livros de investigação, mas estou tentando inclui-los nas minhas leituras e assim sair da minha zona de conforto. Uma pena o livro não ter te agradado 100%.
    Bjs
    Adriana Cardoso
    https://almde50tons.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito da resenha. O livro parece ser muito bom. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Eu não conhecia o autor e nem tinha ouvido falar sobre o livro, mas fiquei bastante curiosa, afinal, gosto de livros nessa linha. Ainda que esteja me questionando como passar pela história sem muito tribunal.
    Gostei também sobre falar de crédito e golpe estudantil, até porque estourou um caso desse mês passado aqui no país. Acho que livros assim podem abrir a mente das pessoas. Vou procurar para fazer a leitura. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o autor, mas se todos os livros tiverem essa pegada, com certeza virarei fã. Adoro tramas jurídicas e bem desenvolvidas então, melhor ainda. Ele definitivamente vai pra minha lista de futuras leituras

    Abraços
    desconstruindooverbo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Tenho muita curiosidade em ler algo do autor, e ao longo da sua resenha, fui ficando cada vez mais curiosa, tem uma boa premissa. Que pena que deixou a desejar em alguns pontos, mas isso não afetou a sua leitura, só esperamos mais né rs' já quero conferir, esse ano quero muito conhecer novos autores e me aventurar mais em tramas investigativas! ótima crítica!

    beijos!

    ResponderExcluir
  11. Fiquei com vontade de ler por conta da resenha. Esse é o tipo de livro que desperta minha curiosidade.

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito da sua resenha e parece ser um livro bem interessante apesar dos deslizes que citou. Vou acrescentar a minha listinha para ler em breve.

    ResponderExcluir
  13. Faz tempo que não leio nada desse escritor e a sua resenha me deixou bem interessado nessa obra, assim que for à uma livraria, irei procurar esse título.

    ResponderExcluir
  14. Pela otica da sua resenha o livro parece ser muito bom! Achei interessante na colocação da biografia do autor citação onde conta que a mãe dele incentivou a leitura desde a infancia.

    ResponderExcluir