[RESENHA #621] COLEÇÃO FOLHA PINTORES PARA CRIANÇAS - VOL. 07: TOMIE OHTAKE

Título: Coleção Folha Pintores para Crianças
Artista: Tomie Ohtake
Autora: Isabel Zambujal
Ilustrações: Maria Cuadrados
Editora: Folha de São Paulo
Páginas: 32
Ano: 2019
ISBN: 97885819342228
Onde Comprar: Coleção Completa/em lote/individual

Sinopse: Com textos leves e divertidos, e ricamente ilustrados, as crianças terão contato com as produções dos grandes mestres, do renascentismo à arte moderna, como Da Vinci, Renoir, Van Gogh e Picasso. A arte brasileira também é contemplada por grandes nomes, como Tarsila do Amaral e Candido Portinari. Ao fim de cada volume, há atividades de desenho para que as crianças se expressem com linhas, formas e cores, além de uma série de jogos que desafiam o leitor. Sendo assim, esta coleção não só estimula o imaginário e a criatividade dos pequenos, mas também apresenta a vida e a obra de grandes pintores de maneira didática e lúdica.

Resenha: Enquanto Laura brincava com sua fita vermelha, Lucas acabou se lembrando de uma escultura que se parecia com a forma da fita da amiga. Então, já sabem, Lucas começou a desenhar e pronto, lá estavam eles viajando no tempo de novo. Dessa vez, as crianças foram parar no Parque do Emissário Submarino, em Santos, no ano de 2008, quando a grande artista Tomie Ohtake inaugurava sua escultura gigantesca, inspirada no movimento das ondas.


Tomie Ohtake nasceu na cidade de Kyoto, no Japão, em 1913. Teve uma educação muito rica em conhecimentos e muito ligada a todo tipo de arte. Até os vinte dois anos morou no Japão e em 1936, desembarcou em São Paulo para uma visita ao irmão. Quis o destino que Tomie ficasse por aqui, pois com o início da Guerra do Pacífico e da Segunda Grande Guerra Mundial, Ohtake, não pode mais voltar para seu país de origem.

Sorte ou azar, Tomie acabou ficando por aqui e se desenvolveu em diversas vertentes das artes, mas principalmente nas artes abstratas, tanto na pintura como nas esculturas. Várias de suas obras estão espalhadas pelas cidades do Brasil, como a Estrela do Mar Gigante que ficou sobre as águas na Lagoa Rodrigo Freitas, no Rio de Janeiro, durante cinco anos.


Othake sempre teve como filosofia o lema japonês "é preciso dar sempre o melhor". E sempre foi assim. Seus trabalhos juntavam a beleza da luz, o atrevimento das cores e a expressividade das pessoas. Gostava de se utilizar de técnicas diferentes em suas obras, como por exemplo pintar de olhos fechados e também de colagens onde rasgava papéis e os adicionava em suas criações. 
 

Sempre simpática e divertida, Tomie Ohtake viveu até o cento e um anos e criou diversas obras e esculturas fantásticas como os painéis que podem ser vistos na estação de metrô da Consolação em São Paulo e a tapeçaria de 620 metros quadrados encomendada por Oscar Niemeyer para o Memorial da América Latina, também em São Paulo. O legado da artista ficou para todos que quiserem apreciar sua arte, pois foi o que ela sempre pregou em sua vida. Laura e Lucas descobriram também que em 2001 foi inaugurado o Instituto Tomie Ohtake que é dedicado a arte moderna e contemporânea. Agora está na hora de nossas crianças irem para o seu próprio tempo, mas logo, logo eles voltam com mais curiosidades do mundo da pintura.


Sobre a edição: A Coleção Folha Pintores para Crianças é formada por 30 volumes semanais no formato 24x18,5, capa dura, com miolo em papel Couché e totalmente ilustrado e com algumas reproduções de cada artista por volume. A lombada no final da coleção forma uma ilustração de Laura e Lucas, os "hosts" de toda essa viagem artística. Também, no final de cada volume, existem atividades lúdicas para a criançada se divertir com o artista referenciado. Realmente, uma coleção que vale cada centavo.

Postar um comentário

0 Comentários