Título: Terra de Sonhos e Acaso
Autor: Filipe de Campos Ribeiro
Editora: Martin Claret
Páginas: 305
Acabamento: Brochura
Ano: 2019
ISBN: 9788544002032
Onde Comprar: Amazon

Sinopse: Após a morte dos pais, Ismael volta ao interior de São Paulo para reaver sua herança. Inundada por uma tempestade e isolada do mundo a pequena cidade de Rio das Almas está sob intervenção militar. Seus habitantes, acuados por estranhos crimes, professam uma inquietante religiosidade baseada num livro de autor desconhecido. "Terra de sonhos e acaso" narra a jornada de Ismael por esse território primitivo, que atrai seus personagens para um vórtice impiedoso. A obra é um mergulho na genealogia do interior do país, que se serve de seus terrores e mitos sertanejos para apresentar uma história verdadeiramente brasileira. 


Resenha: Terra de Sonhos e Acaso é o primeiro romance do jovem autor paulista Filipe de Campos Ribeiro. Publicado em fevereiro de 2019 pela Editora Martin Claret que resolveu de vez investir na literatura contemporânea nacional, o autor nos apresenta Ismael, um homem de 30 anos de idade que nasceu em São Paulo, capital. O protagonista até os seus 15 anos passava todas as férias no interior do estado, na cidade fictícia de Rio das Almas onde seus pais possuíam uma bela e ampla casa de pedra. Desde então Ismael não retornava para a cidade, até que o seu pai, profundamente debilitado e internado em uma clínica, morre por complicações da idade e da frágil saúde, pois o mesmo era portador do vírus da AIDS, algo que comprometeu o equilíbrio da família, já que ele passou o vírus para a sua esposa que faleceu anos antes.

Sem nenhum familiar, Ismael decide viajar até a cidade de Rio das Almas, onde pretende, além de vender a casa de seus pais, também para encontrar com um velho amigo de infância, Henrique. Este, em certo momento da vida, decidiu sair da capital e morar nessa pequena cidade, onde trabalha como professor do ensino médio. Ao chegar na cidade, Ismael toma conhecimento de que a cidade sofreu uma grande e grave inundação e, por causa disso, o exército praticamente tomou o controle de Rio das Almas.

Ismael decide encontrar o seu amigo de infância, mas ninguém tem notícias sobre o professor que está desaparecido. Inconformado com a falta de notícias e informações, Ismael passa a investigar com quais pessoas Henrique tinha relação na cidade e o que poderia ter acontecido, pois ele pode ser mais uma das vítimas dessa inundação. Contudo, no decorrer do tempo, alguns crimes bizarros ocorrem na cidade, vitimando jovens mulheres entre 14 e 23 anos e Henrique é cogitado como suspeito por estar desaparecido. 

Enquanto isso Ismael, ao retornar para para a casa onde passou suas férias por tanto tempo, começa a constatar alguns acontecimentos estranhos em volta da casa, principalmente em uma casa abandonada localizada logo ao lado de sua casa. Ismael testemunha aparições de uma jovem que lhe causa arrepios, o que faz ele procurar a ajuda da prefeita da cidade e do padre Fausto, antigos amigos de seus pais. Eles lhe dão algumas orientações, mas Ismael não segue tudo a risca.
Opinião: Filipe de Campos optou pela narrativa em primeira pessoa sob a ótica de Ismael, isso é algo positivo, pois permite visualizar melhor a cidade e por tudo que o protagonista precisou enfrentar. É interessante o autor abordar os mitos e folclore brasileiro, aqui retratados na pequena cidade de Rio das Almas. O clima de mistério e do sobrenatural está presente na trama de forma constante e isso é algo que me agrada. Outro aspecto positivo é quando o autor trabalha, ainda que de forma bem tímida, na chegada dos homens brancos no litoral paulista e na exploração do ouro ocorrida séculos atrás nessa região onde está a cidade de Rio das Almas.

O enredo foi bem desenvolvido, mas eu senti que faltou trabalhar a história dos pais de Ismael e também aprofundar a própria história de Ismael, pois ao meu ver o personagem carece de simpatia ou qualidades que gerem em nós leitores uma certa empatia. Eu particularmente gostei de Terra de Sonhos e Acaso, o enredo tem seus altos e baixos, mas nem por isso diminui a qualidade do livro. Também gostei muito dessa ambientação interiorana e por vezes bucólica, enfim, achei uma boa leitura. Filipe apresenta um livro redondo e de rápida leitura. Em suma, é um livro que recomendo para quem curte literatura nacional, suspense, mistérios e um pouco do sobrenatural.

Sobre a Edição: A Martin Claret apresenta uma bonita edição para o livro de Filipe de Campos. A edição conta com acabamento em brochura, a capa tem um ar de mistério, algo que retrata um pouco o enredo elaborado pelo autor. As folhas são amareladas e apresentam boa gramatura. A fonte e o espaçamento estão confortáveis e a revisão ficou ótima.
Sobre o Autor: Filipe de Campos Ribeiro nasceu em 1981, em São Paulo. É professor de inglês, vocalista da banda grunge Jaz e autor das peças Sexo oral na terra devastada, Sono e esquecimento e Anuário dos pequenos objetos. Torcedor do Santos Futebol Clube, fala de si mesmo na terceira pessoa. Vive na Zona Norte de São Paulo com a mulher Renata e o filho Tomás. Terra de Sonhos e acaso é o seu primeiro romance e sua maior incursão em seu gênero favorito.

21 Comentários

  1. Eu vi a sinopse desse livro e achei super interessante. Eu acho super legal isso de colocar em evidencia o interior, sempre vou me encantar por isso!
    Bom, eu adorei a sua resenha, deve ter sido uma leitura muito legal mesmo! Eu adoro esse tipo de livro e com toda certeza vou apostar nessa leitura! Amei suas fotos!! <3

    ResponderExcluir
  2. Oi, Yvens, tudo bom?
    Não sabia que a MC estava apostando em autores nacionais contemporâneos :o que legal! É bom ver que as editoras estão percebendo que aqui está se produzindo coisa boa também rsrs
    Achei bastante interessante a premissa da história e sua resenha me deixou curiosa. Que pena que o autor não aprofundou muito no protagonista, mas acho que dependendo, dá para relevar, né? .-.
    O autor nessa foto me lembrou um pouco o dublador Guilherme Briggs rsrs

    Bjinhos
    http://ultimasfolhasdooutono.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro, mas pela tua resenha parece ser uma obra maravilhosa, principalmente por conter suspense, mistério e sobrenatural. Adorei tua dica!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Gostei de saber que a editora está investindo em nacionais <3
    Não conhecia esse autor, achei a premissa do livro interessante - por conta da ambiente e da região explorada - e acredito que mesmo com as suas ressalvas eu daria uma chance para a obra futuramente <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, mas adorei a edição e nem preciso dizer que o fato de abordar o nosso folclore que é riquíssimo em histórias e ainda que tenha feito suas ressalvas sobre os altos e baixos do enredo eu quero ler, então anoto a recomendação.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Também gosto quando tem mais descrição sobre personagens e sobre o cenário, pois dá para entender melhor o passado e como tudo foi construído sem perder o fio da meada.

    ResponderExcluir
  7. Oi, mesmo com essa sensação de que algumas coisas poderiam ser mais aprofundadas, eu achei muito interessante a ambientação interiorana e a mistura de sobrenatural e mistério desse livro, é uma leitura que fiquei curiosa para fazer.

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito da capa e da premissa, é uma pena que tenha faltando uma melhor construção do personagem, mas gostei de saber que ainda com pequenas ressalvas o livro foi uma boa leitura.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Nossa, eu não estava sabendo desse livro, mas acho legal a Martin Claret estar investindo em autores nacionais. Confesso que não faz muito meu estilo de leitura e a sinopse não chamou minha atenção, mas fiquei feliz por saber que é um livro bem amarrado e que, mesmo com altos e baixos, você gostou da leitura. Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Yvens.
    Adorei saber que a Martin Claret está investindo em literatura nacional contemporânea! Eles sempre capricham nas edições e esse livro parece ter ficado lindo.
    Eu sei que não deveria, porque minha estante está abarrotada de livros para ler, mas vou ver se acho um exemplar desse livro! Rs... Achei a ideia bem interessante!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Não conhecia esse livro, me chamou a atenção quando você falou sobre folclore e adoro livros que relaciona com sobrenatural e mistério.
    Parabéns pela resenha fiquei curiosa sobre Ismael e suas visões, obrigado pela dica!

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o autor, mas gostei da premissa. Gosto de livros com um toque sobrenatural, então fiquei interessada mesmo na leitura. Que pena você sentir que faltou um desenvolvimento melhor para os pais do personagem e ele próprio.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Essa obra parece ser demais, fiquei extremamente curioso para saber dessa trama na íntegra. Anotei a dica, pois estou muito interessado em ler.

    ResponderExcluir
  14. Oii, tudo bem?

    Gostei bastante da premissa, e a edição está muito bonita. O fato de o livro ser do ponto de vista do Ismael é um ponto muito positivo para mim na leitura. Acho uma pena que o autor não tenha se aprofundado muito na história do personagem, mas mesmo assim vou colocar o livro na lista de desejados, pois o contexto do livro de maneira geral me chamou bastante atenção.
    Obrigada por compartilhar!!

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  15. Oiii,

    Ainda não conhecia o livro, mas já estou super curiosa com a leitura. Acho uma pena que a construção do personagem tenha sido menos que o esperado, acho bem ruim quando isso acontece, pois não consigo sentir muita empatia pelo personagem. Mas mesmo assim o livro parece ser bem interessante. Vou colocar na minha lista de desejados.

    Beijinhos!!
    Paraíso Literário.

    ResponderExcluir
  16. Acho as edições da Martin Claret lindas e esse livro em particular, eu desconhecia e fiquei um pouco curiosa quanto a esse enredo. Que pena que você sentiu falta de um desenvolvimento maior nos pais do protagonista. Será que vou sentir também? Já quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Não conhecia essa obra mas gostei muito da ambientação, de trazer elementos de folclore, além da pegada sobrenatural e de mistério.
    Certamente uma leitura que me agradaria fazer.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  18. Olá Yvens, eu não conhecia esse livro e nem o autor, mas pelos seus comentarios o enredo parece estar bacana e com um bom mistério e mesmo com os pontos que podiam ser melhor trabalhados que você apontou eu fiquei bem curiosa para lê-lo *-* Dica anotada.

    ResponderExcluir
  19. Olá
    Não conhecia o livro, mas já estou curiosa. Pra esse livro vou usar aquele ditado: Não julgue um livro pela capa, pois se fosse pela capa com toda certeza não me chamaria atenção. Amo mistério e fiquei super curiosa para saber o que mais pode acontecer em Rio das Almas. A premissa é instigante e com toda certeza a dica já está mais do que anotada.
    Sua resenha está maravilhooooooooooooooosa!

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bom?
    Não conhecia o autor ou a publicação, mas achei bem interessante essa premissa envolvendo mitos e o folclore brasileiro que é tão rico. Apesar de ter faltando um pouco sobre a história do próprio personagem e de seu pai, ainda quero dar uma chance. Dica anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Olá Yvens!!!
    Eu li algumas resenhas acerca do livro e do autor também, mas sou um tanto medrosa em relação a livros do tipo e curiosa também.
    Eu achei incrível que o autor é brasileiro e traz a história para dentro do país, pegando nossos mitos para dentro da história.
    Mesmo faltando algumas coisas no livro o mesmo me intriga e por mais medrosa que seja, talvez dê uma chance ao mesmo.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir