About Me

header ads

[RESENHA #662] A METAMORFOSE - FRANZ KAFKA


Sinopse: Um dos contos mais celebrados da literatura mundial, a metamorfose foi publicado pela primeira vez em 1915. Após um século, continua a encantar por sua proposta surreal e surpreendente. Uma manhã, o caixeiro-viajante Gregor Samsa acorda transmudado em um horrível inseto. Absurdamente, sua primeira preocupação é com o atraso para o trabalho, mas logo Samsa é obrigado a lidar com o pavor de sua família ao deparar com tamanha monstruosidade. A metamorfose é considerado uma das obras fundamentais da literatura do século XX. Intrincado e instigante, é uma das produções mais geniais do mestre das letras Franz Kafka. 

Resenha: Publicado originalmente em 1915, pelo alemão Franz Kafka, A Metamorfose nos conta a história de Gregor Samsa, o infeliz protagonista que sustenta a sua família há cinco anos, pois os seus pais já estão com idade avançada e sua irmã ainda nova, não tem um ofício. Gregor tira seu sustento e o da família, trabalhando como caixeiro viajante (uma profissão rentável na época). É do dinheiro desse ofício que ele tenta pagar as dívidas adquiridas por seu pai no passado, e Gregor também deseja financiar os estudos de sua irmã.

Mas o que Samsa não esperava é que sua vida, já difícil, fosse mudar da noite para o dia, pois foi isso que aconteceu quando em certa oportunidade ele sofreu uma metamorfose e se viu transformado em um inseto asqueroso e monstruoso. Com a transformação, Gregor perdeu a hora de se levantar e não conseguiu ir trabalhar, mas rapidamente a sua família percebeu que tinha algo de errado com o patrono da casa. Seus pais e sua irmã não conseguem entrar no quarto que estava Samsa e muito menos conseguem comunicar-se direitamente com ele. O clima fica tenso na casa e fica ainda mais pesado quando o gerente de Samsa chega em sua casa cobrando explicações sobre o atraso, algo que nunca havia acontecido.

Com muita dificuldade, Samsa consegue abrir a porta do seu quarto e todos ficam horrorizados com a sua nova condição e isso faz com que o gerente saia daquela casa e situação maldita o quanto antes. Após o choque de sua família, toda a relação entre eles e Samsa muda completamente, seus pais se afastam e sua irmã é quem toma as rédeas e assume a tarefa de cuidar do agora enclausurado irmão, passando a limpar o quarto e também levar comida diariamente para ele.

Com o passar do tempo, Samsa acostuma-se mais e mais com a sua nova forma, mas nutre esperanças de que possa voltar a trabalhar e se sente culpado todo o tempo por deixar a sua família desamparada. Ao mesmo tempo, a sua família passa a rejeitar e evitá-lo cada vez mais e mais. Não bastando, eles também precisam enfrentar as dificuldades que surgem pela falta de dinheiro, pois o seu provedor agora não pode mais trabalhar e enquanto fica isolado de tudo e de todos Samsa depende da boa vontade da sua família para sobreviver.
Opinião: Franz Kafka elaborou um livro profundamente reflexivo, apresentando uma metáfora ao demonstrar a transformação de Gregor Samsa de um homem útil, benfeitor, provedor, prestativo e amado por sua família para um inseto monstruoso, asqueroso, repugnante, inútil e que passa a ser desprezado por quem dependia dele, pelas pessoas que, supostamente, deveriam amá-lo de forma incondicional. Mesmo tendo seu viés fantástico, A Metamorfose, nos demonstra como o ser humano pode se transformar em um fardo e quais são as consequências disso, o quanto isso pode afetar nas relações familiares.

Kafka demonstra todas as dores físicas e psíquicas enfrentadas pelo protagonista com essa transformação, as dores causadas pelas limitações físicas do personagem em sua nova condição e as dores psicológicas devido as preocupações com sua família pela impossibilidade de trabalhar, mas principalmente pelo descaso e desprezo que se tornaram uma constante. Gregor vê a sua vida limitada ao quarto, pois ele é literalmente confinado por sua própria condição física e principalmente por sua família que passa a demonstrar vergonha dele.

A Metamorfose não se trata apenas da mudança física de Gregor Samsa, mas também a forma de lidar da sua família com ele, é perceptível até mesmo pelo narrador que o deixa de citá-lo pelo nome e passa a chamar Samsa de inseto ou monstro. A Metamorfose é narrado em terceira pessoa, é uma leitura extremamente envolvente e ao mesmo tempo é extremamente triste, ele nos deixa inconformados com toda a mudança brusca e repentina sofrida por Gregor e com tudo o que ele precisa enfrentar.
Kafka metaforicamente conseguiu demonstrar críticas sociais imensas com seu A Metamorfose. De uma maneira bruta nos mostra a hipocrisia das pessoas em descartar aquilo que não é mais útil e a forma mesquinha em que ignoram toda a história de trabalho, suor e sofrimento daquele que um dia foi o alicerce da figurativa família, demonstrando que o que importa é o “aqui e agora”.

É óbvio, também, que toda a história de Kafka, demostra que o ser humano é frágil e pode ter uma mudança inesperada e indesejada a qualquer momento de sua vida. Demonstra que a força emocional de muitos não é necessariamente positiva quando necessária, dando vazão ao desespero da perda, seja ela financeira, emocional ou física. Franz Kafka foi brilhante em sua metáfora de A Metamorfose, que suscitaram e ainda suscitam diversas interpretações desde que foi publicado. Ainda hoje, A Mefamorfose de Fraz Kafka é impressionante e desafiadora e só por isso deveria ser uma leitura obrigatória.
Sobre o autor: Franz Kafka (1883-1924) lamentou durante toda a vida não ter tido mais tempo para escrever – formado em direito, trabalhava para uma companhia de seguros. Ainda assim, possui uma das produções mais influentes da literatura do século XX. Nascido em Praga, parte do Império austro-húngaro na época, falava tcheco, mas todos os seus romances e contos foram escritos em alemão, língua materna de sua família. Muitas de suas obras foram publicadas postumamente, graças a seu amigo Max Brod, negligenciando o último desejo de Kafka, que lhe ordenara a destruição de todos os seus manuscritos.

Ficha técnica:
Título: A Metamorfose
Autor: Franz Kafka
Tradução: Christina Maria Wolfensberger
Editora: Via Leitura (Edipro)
Páginas: 96
Ano: 2017
ISBN: 9788567097459
Onde Comprar: Amazon - Edipro

Postar um comentário

31 Comentários

  1. Esse livro tem uma história que prende muito o leitor até o fim da leitura, pois no decorrer da resenha a gente nota que o personagem ele sofre muito, o livro trata o que acontece com o ser humano, é um livro com uma reflexão para nós, abraços.

    ResponderExcluir
  2. Esse foi o primeiro livro que li do autor e sem dúvida é o meu favorito dele, embora eu goste bastante dos outros que li. A critica social sobre a hipocrisia é muito incisiva e acho que é um livor que precisa ser relido de tempos em tempos para nos apropriarmos da nossa situação enquanto ser vivo em uma sociedade estranha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Já tinha ouvido falar nele, mas até então nunca tinha me despertado o interesse. Agora, a sua resenha tá muito boa e me instigou a lê-lo.
    A história parece mesmo ser muito boa... irei procurar.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei presa com essa resenha, ainda mais com o livro. Quero ler. Adoro esse estilo de leitura.

    ResponderExcluir
  5. Olá :)
    Estou há algum tempo a pensar adquirir esse livro. Com o seu artigo despertou-me ainda mais a curiosidade, pois, já ouvi falar muito bem dele.
    Beijinho

    http://tudosoblinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá , super curiosa com a história e mais ainda por saber que livro metamorfose foi publicado pela primeira vez em 1915 .

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Tenho bastante curiosidade de ler esse conto, principalmente por ser tão antigo e até hoje ser comentado e aclamado. Adorei tua resenha, só aumentou ainda mais minha vontade!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem? Li esse livro na faculdade, e para mim foi uma das melhores leituras obrigatórias que eu tive na vida. Franz Kafka é um gênio e sabe como prender um leitor.

    Beijos,

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Eu tenho um livro desse autor, mas nunca tive tempo de parar e realizar a leitura dele.
    Essa história é bem diferente, já que um humano acaba por se transformar em um inseto. Imagino como ele deve ter ficado por ter sido rejeitado por todos aqueles a sua volta.
    Como é um livro curtinho, acho que dá para ler rapidamente. Vou procurar o livro agora, pretendo realizar a leitura dele em breve!

    www.pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Tá aí um livro que eu quero ler há muito tempo. Ele me desperta muita curiosidade.

    ResponderExcluir
  11. Já vi esse livro e já ouvi falar muito bem do autor. Curiosa pra ler, ainda mais depois da sua resenha!
    Deve ser super interessante ler a história de um homem que se transformou em inseto, uma visão completamente diferente do que estamos acostumados.

    ResponderExcluir
  12. Adorei o vídeo e a resenha. Quero muito ler esse clássico, mas ainda não tive tempo. :(

    ResponderExcluir
  13. Já li a obra, é um clássico marcante da literatura. Gostei muito, bem como das outras obras do autor. Ótima apreciação!

    ResponderExcluir
  14. Nossa interessante, e mais a capa mostra um jogo de imagens que leva a época, dando uma entrada no tema mesmo, Óculos que só humano usa, porém um inseto, não conhecia o livro mas logo achei que seria ou um homem se transformando em um inseto ou vise versa... Gostei!

    ResponderExcluir
  15. Que mudança total de vida essa com a metamorfose né? Quando vê é um inseto monstruoso. Parece ser uma leitura bem legal.

    ResponderExcluir
  16. oi!
    è um livro otimo :D que onde Kafka aborda temas como solidão, conformismo,humilhação e nos faz refletir...

    ResponderExcluir
  17. Uma metáfora perturbadora que vai direto ao ponto: para muitas pessoas o ser humano só tem valor se tem algo a oferecer, se não tem vira uma coisa qualquer. Uma obra pra ser lida e relida por diversas gerações.

    ResponderExcluir
  18. Eu adoro Kafka, suas narrativas sempre colocam diversas faces do ser humano, onde é impossível não refletir e questionar.

    ResponderExcluir
  19. Não é o tipo de história que geralmente me interessa, mas gosto de clássicos porque geralmente são obras com muito diferencial e que transcendem o tempo. Vou procurar :3

    ResponderExcluir
  20. Esse livro é incrivel, eu o li já tem alguns anos, mas a reflexão dele permamece, o qir faz dele uma obra atemporal! Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  21. Não acredito que nunca ouvi falar desse livro, a história é bem diferente e reflexiva. Vou procurar para comprar!

    ResponderExcluir
  22. Li essa obra na sétima série, então me lembro bem pouco da mesma, mas naquela época, eu curti demais esse livro. Kafka soube trabalhar muito bem esse enredo e nos perturbar psicologicamente com suas ações na narrativa. Confesso que me deu vontade de reler a obra.

    ResponderExcluir
  23. Oi, comprei mês passado uma edição desse clássico e estou bem animada para ler, acho bem interessante essa mensagem que o livro traz sobre como a transformação no personagem mudou o que a família sentia por ele, ótima resenha!

    ResponderExcluir
  24. Olá,

    Eu sou doida para ler essa obra, pois por tudo que já vi sobre a mesma, creio que ela iria me proporcionar uma ótima visão sobre muitas coisas e me permitir refletir sobre outras tantas. Seu post ficou muito completo, o que só serviu para me imergir mais ainda na história. Parabéns pelo post!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. A metamorfose do livro é bem conhecida eu não li para saber se eu gosto eu vou precisar ler, então eu poderei te dizer se eu gosto ou não RS...

    ResponderExcluir
  26. Eu tenho três edições diferentes de A Metamorfose por puro acaso, uma vez que não é uma das minhas histórias preferidas. A primeira vez que li era uma adolescente e recentemente cheguei a reler para ver se minha opinião mudava (não mudou. Ainda assim, por ter a intenção de apostar novamente no autor, comprei um box no qual vinha: A Metamorfose (daí que adquiri minha terceira edição), O Castelo e O Processo. Sendo O Processo uma das minhas próximas leituras.

    Embora não ame A Metamorfose, reconheço que é um livro que nos faz refletir sobre essa questão familiar e social, a forma como o personagem por não ser mais útil para ninguém passa a ser desprezado, se tornando um peso e todos se esquecem rapidamente de tudo que ele fez pela família, do quanto era um ótimo trabalhador. Enfim... É um livro que nos faz pensar muito sobre o papel que cada pessoa desempenha na sociedade e nas relações familiares.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  27. Naverdade eu não conhecia esse autor, mas lendo sua resenha me deu muita curiosidade.
    quero muito ler tudo, parece brilhante.

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem? É sempre bom conhecer clássicos ainda mais quando ele traz tantas reflexões. Interessante o autor trazer outros temas além da ideia principal. Muitos livros mesmo depois que terminamos de ler geram reflexões por dias a fio. Fiquei curiosa para ler. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  29. Tenho esse livro na estante há muito tempo, mas nunca consegui dar uma chance à leitura. Agora, depois de ler a sua resenha, confesso que fiquei coçando para ir buscá-lo e dar uma lidinha, pelo menos no começo, para ver se a história me pega. Fiquei chocada com alguns detalhes que você mencionou sobre a reação da família e já fiquei imaginando todas as reflexões que são possíveis em relação a essa trama! Todos nós estamos sujeitos a mudar de uma hora para outra e nos tornarmos um peso para nossas famílias...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  30. Que edição mais bonitona! Não conhecia. Vejo esse livro como primordial para todo mundo que quer ter pensamento critico, me abriu os olhos para muitas coisas e a partir dele tive muitas reflexões.

    ResponderExcluir
  31. Oi Yvens! Olha, eu li esse livro na escola, e por não ter entendido nada de nada na época, eu meio que esqueci de tudo, graças a Deus, e hoje tenho ele na lista de livros que preciso reler, pois minha mente com quase 30 é outra. Acho que a intenção dele foi mesmo essa de chocar as pessoas, pois é o que acontece mesmo, em todos os lugares, em todas as famílias. É triste que tenhamos que reconhecer isso, tão perto de nós. Adorei sua análise!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir