[RESENHA #662] A METAMORFOSE - FRANZ KAFKA

Sinopse: Um dos contos mais celebrados da literatura mundial, A metamorfose foi publicado pela primeira vez em 1915. Após um século, continua a encantar por sua proposta surreal e surpreendente. Uma manhã, o caixeiro-viajante Gregor Samsa acorda transmudado em um horrível inseto. Absurdamente, sua primeira preocupação é com o atraso para o trabalho, mas logo Samsa é obrigado a lidar com o pavor de sua família ao deparar com tamanha monstruosidade. A metamorfose é considerado uma das obras fundamentais da literatura do século XX. Intrincado e instigante, é uma das produções mais geniais do mestre das letras Franz Kafka. 

Resenha: Publicado originalmente em 1915, pelo alemão Franz Kafka, A Metamorfose nos conta a história de Gregor Samsa, o infeliz protagonista que sustenta a sua família há cinco anos, pois os seus pais já estão com idade avançada e sua irmã ainda nova, não tem um ofício. Gregor tira seu sustento e o da família, trabalhando como caixeiro viajante (uma profissão rentável na época). É do dinheiro desse ofício que ele tenta pagar as dívidas adquiridas por seu pai no passado, e Gregor também deseja financiar os estudos de sua irmã.

Mas o que Samsa não esperava é que sua vida, já difícil, fosse mudar da noite para o dia, pois foi isso que aconteceu quando em certa oportunidade ele sofreu uma metamorfose e se viu transformado em um inseto asqueroso e monstruoso. Com a transformação, Gregor perdeu a hora de se levantar e não conseguiu ir trabalhar, mas rapidamente a sua família percebeu que tinha algo de errado com o patrono da casa. Seus pais e sua irmã não conseguem entrar no quarto que estava Samsa e muito menos conseguem comunicar-se direitamente com ele. O clima fica tenso na casa e fica ainda mais pesado quando o gerente de Samsa chega em sua casa cobrando explicações sobre o atraso, algo que nunca havia acontecido.

Com muita dificuldade, Samsa consegue abrir a porta do seu quarto e todos ficam horrorizados com a sua nova condição e isso faz com que o gerente saia daquela casa e situação maldita o quanto antes. Após o choque de sua família, toda a relação entre eles e Samsa muda completamente, seus pais se afastam e sua irmã é quem toma as rédeas e assume a tarefa de cuidar do agora enclausurado irmão, passando a limpar o quarto e também levar comida diariamente para ele.

Com o passar do tempo, Samsa acostuma-se mais e mais com a sua nova forma, mas nutre esperanças de que possa voltar a trabalhar e se sente culpado todo o tempo por deixar a sua família desamparada. Ao mesmo tempo, a sua família passa a rejeitar e evitá-lo cada vez mais e mais. Não bastantado, eles também precisam enfrentar as dificuldades que surgem pela falta de dinheiro, pois o seu provedor agora não pode mais trabalhar e enquanto fica isolado de tudo e de todos Samsa depende da boa vontade da sua família para sobreviver.

Opinião: Franz Kafka elaborou um livro profundamente reflexivo, apresentando uma metáfora ao demonstrar a transformação de Gregor Samsa de um homem útil, benfeitor, provedor, prestativo e amado por sua família para um inseto monstruoso, asqueroso, repugnante, inútil e que passa a ser desprezado por quem dependia dele, pelas pessoas que, supostamente, deveriam amá-lo de forma incondicional. Mesmo tendo seu víes fantástico, A Metamorfose, nos demonstra como o ser humano pode se transformar em um fardo e quais são as consequências disso, o quanto isso pode afetar nas relações familiares.

Kafka demonstra todas as dores físicas e psíquicas enfrentadas pelo protagonista com essa transformação, as dores causadas pelas limitações físicas do personagem em sua nova condição e as dores psicológicas devido as preocupações com sua família pela impossibilidade de trabalhar, mas principalmente pelo descaso e desprezo que se tornaram uma constante. Gregor vê a sua vida limitada ao quarto, pois ele é literalmente confinado por sua própria condição física e principalmente por sua família que passa a demonstrar vergonha dele.

A Metamorfose não se trata apenas da mudança física de Gregor Samsa, mas também a forma de lidar da sua família com ele, é perceptível até mesmo pelo narrador que o deixa de citá-lo pelo nome e passa a chamar Samsa de inseto ou monstro. A Metamorfose é narrado em terceira pessoa, é uma leitura extremamente envolvente e ao mesmo tempo é extremamente triste, ele nos deixa inconformados com toda a mudança brusca e repentina sofrida por Gregor e com tudo o que ele precisa enfrentar.

Kafka metaforicamente conseguiu demonstrar críticias sociais imensas com seu A Metamorfose. De uma maneira bruta nos mostra a hipocrisia das pessoas em descartar aquilo que não é mais útil e a forma mesquinha em que ignoram toda a história de trabalho, suor e sofrimento daquele que um dia foi o alicerce da figurativa família, demonstrando que o que importa é o “aqui e agora”.

É óbvio, também, que toda a história de Kafka, demostra que o ser humano é frágil e pode ter uma mudança inesperada e indesejada a qualquer momento de sua vida. Demonstra que a força emocional de muitos não é necessariamente positiva quando necessária, dando vazão ao desespero da perda, seja ela financeira, emocional ou física.

Franz Kafka foi brilhante em sua metáfora de A Metamorfose, que suscitaram e ainda suscitam diversas interpretações desde que foi publicado. Ainda hoje, A Mefamorfose de Fraz Kafka é impressionante e desafiadora e só por isso deveria ser uma leitura obrigatória.
Sobre o Autor: Franz Kafka foi um dos maiores escritores de ficção da língua alemã do século XX. Kafka nasceu numa família de classe média judia em Praga, Áustria-Hungria (atual República Checa). O corpo de obras suas escritas — a maioria incompleta e publicadas postumamente — destacam-se entre as mais influentes da literatura ocidental. Seu estilo literário presente em obras como a novela A Metamorfose (1915), e romances incluindo O Processo (1925) e O Castelo (1926) retratam indivíduos preocupados em um pesadelo de um mundo impessoal e burocrático.

Ficha técnica:
Título: A Metamorfose
Autor: Franz Kafka 
Tradução: Christina Maria Wolfensberger 
Editora: Via Leitura (Edipro) 
Páginas: 96 
Ano: 2017 
ISBN: 9788567097459 
Onde Comprar: Amazon

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Magnífico, li esse livro no Kindle unlimited, mas já quero comprar ele físico, p meus pais lerem. gostei demais.

    ResponderExcluir